SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 2
Baixar para ler offline
Para se conseguir uma boa exposi-      5. A Conclusão
ção desses resultados, a primeira coisa a
fazer é realizar um plano daquilo que se             A conclusão termina o trabalho. Nela
quer dizer, de modo a que o texto que se      devem expor-se, de forma sintética, mas ri-
venha a escrever siga uma estrutura lógi-     gorosa, os resultados fundamentais obtidos
ca. Uma forma possível de organizar este      com a pesquisa. Esses resultados serão as
plano é organizar toda a informação dis-      ideias fundamentais a que se chegou depois
persa, recolhida no momento da pesquisa,      de cumpridas todas as fases da pesquisa.
por assuntos e, depois, para cada assun-
to, enumerar todos os tópicos que, a pro-     6. A Bibliografia
pósito desse assunto, se pretendem abor-
dar.                                               A bibliografia é a lista de todos os do-
                                              cumentos consultados para realizar o traba-
       Continuando com o nosso exemplo,       lho:
imagine que se está a fazer um trabalho
sobre o uso dos meios anticoncecionais e
                                                     - dicionários;                              Como
que, a propósito deste assunto, existem
vários tópicos a referir. Neste caso, deve-
                                                     - enciclopédias;
                                                     - livros;                                   fazer
ríamos enunciar os diferentes tópicos, por
exemplo:
                                                     - artigos de revistas;
                                                     - sites.
                                                                                                  um
- os diferentes tipos de meios anticonceci-
onais;                                                                                         trabalho
                                                     Há vários métodos de fazer uma bibli-
                                                                                               escolar?
- as vantagens e desvantagens dos meios
anticoncecionais;                             ografia. Podemos usar qualquer um deles,
                                              mas, num mesmo trabalho, deveremos usar
- a eficácia dos meios anticoncecionais...
                                              sempre o mesmo método.
       Uma vez arrumados os diferentes
tópicos, deveríamos, para cada um deles,      Nota: Consulte o folheto Como fazer uma
recolher toda a informação de uma forma       bibliografia disponível na Biblioteca Escolar/
organizada e rigorosa e redigir o texto de    CRE.
acordo com o plano previamente elabora-
do.

- Depois de redigido o texto, devemos re-
lê-lo cuidadosamente, alterar o que está       Rua da Esperança, 2735-473 Agualva-Cacém
confuso e corrigir o que está errado: erros
ortográficos, de sintaxe e de pontuação.       tel.: 219 129 170
                                               Blog: kasimporquesim.blogspot.com
                                               http://www.esgamabarros.pt
Quais as partes que constituem um
trabalho escolar?                          essa razão, demasiado vagos.                  também a introdução para expor
                                           O tema do trabalho não deverá ser, por        os objetivos do trabalho (o que
1. A página de rosto                                                                     pretendemos obter, como resulta-
                                           exemplo, A Sexualidade, mas sim uma
2. O Índice                                vertente da sexualidade, por exemplo, Os      do, com o trabalho).
3. A Introdução                            meios anticoncecionais.
4. O Desenvolvimento ou Corpo do                                                         4. O Desenvolvimento ou Corpo
Trabalho                                   2. Índice                                     do Trabalho
5. A Conclusão
6. A Bibliografia                                 O índice é a lista das diversas par-          Esta é a parte mais impor-
                                           tes que constituem um trabalho, com indi-     tante do trabalho. Deve ter um títu-
7. Os Anexos
                                           cação das páginas onde cada uma se ini-       lo, que será também o título do tra-
                                           cia. O índice coloca-se no início do traba-   balho. Se o corpo do trabalho for
1. Página de rosto                                                                       extenso, deve ser dividido em ca-
                                           lho, antes da introdução.
                                                                                         pítulos (ou partes), tendo cada um
Um trabalho escrito deve ter uma pá-                                                     o seu respetivo título.
gina de rosto organizada da seguinte       3. Introdução                                        No caso de haver necessi-
forma:                                                                                   dade, podemos incluir notas (de
                                                  Na introdução fazemos uma breve        rodapé ou então no final do capítu-
1.1. Nome da escola                                                                      lo ou do trabalho).
                                           apresentação do tema que será tratado no
1.2. Disciplina                            trabalho, bem como do modo como esse                Neste momento, devem ex-
1.3. Título do trabalho                    tema será tratado.                            por-se os resultados da pesquisa
                                                 Por exemplo: Neste trabalho propo-      previamente elaborada. Devemos
1.4. Nome e número do autor/autores                                                      pôr de lado todos os documentos
                                           mo-nos analisar o uso dos meios anticon-
1.5. Turma                                 cecionais como forma de prevenção da          consultados e concentrarmo-nos
1.6. Data                                  gravidez indesejada na adolescência. Ire-     apenas nas notas tomadas.
                                           mos tratar deste assunto em x momentos.
                                           No primeiro, faremos A; no segundo, fare-
       1.3.1. Título do trabalho           mos B...
        O título do trabalho deve expri-        Para além de identificar o tema e o
mir com muita precisão o tema de           método de trabalho, podemos aproveitar
que vamos tratar. Devemos evitar
títulos demasiado abrangentes e, por

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Critérios para avaliação da produção de textos
Critérios para avaliação da produção de textosCritérios para avaliação da produção de textos
Critérios para avaliação da produção de textosRosemary Batista
 
AS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdf
AS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdfAS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdf
AS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdfYrtes
 
Relatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoRelatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoLena_md
 
Apresentação fluência revisado
Apresentação fluência revisadoApresentação fluência revisado
Apresentação fluência revisadoangelafreire
 
Modelos de síntese
Modelos de sínteseModelos de síntese
Modelos de síntesedenisecgomes
 
Plano de aula- Acentuação Gráfica
Plano de aula- Acentuação GráficaPlano de aula- Acentuação Gráfica
Plano de aula- Acentuação GráficaJuliano Macedo
 
Projeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro LobatoProjeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro LobatoCirlei Santos
 
O gênero textual entrevista
O gênero textual   entrevistaO gênero textual   entrevista
O gênero textual entrevistaRenally Arruda
 
A consciência fonológica e a construção do princípio alfabético (2)
A  consciência  fonológica  e  a  construção  do  princípio  alfabético (2)A  consciência  fonológica  e  a  construção  do  princípio  alfabético (2)
A consciência fonológica e a construção do princípio alfabético (2)Vandilma Salvador Cabral
 
Plano de aula crônica
Plano de aula crônicaPlano de aula crônica
Plano de aula crônicaLucianaProf
 
RelatóRio De DeficiêNcia Visual
RelatóRio De DeficiêNcia VisualRelatóRio De DeficiêNcia Visual
RelatóRio De DeficiêNcia VisualGuilherminaP
 
Tabela de comparação da escrita
Tabela de comparação da escritaTabela de comparação da escrita
Tabela de comparação da escritakekinhaborges
 
Modelo resenha-tematica
Modelo resenha-tematicaModelo resenha-tematica
Modelo resenha-tematicaGadelha Pedro
 
Descritores de língua portuguesa 9° ano
Descritores de língua portuguesa 9° anoDescritores de língua portuguesa 9° ano
Descritores de língua portuguesa 9° anoMarcia Oliveira
 

Mais procurados (20)

Critérios para avaliação da produção de textos
Critérios para avaliação da produção de textosCritérios para avaliação da produção de textos
Critérios para avaliação da produção de textos
 
Como elaborar uma resenha
Como elaborar uma resenhaComo elaborar uma resenha
Como elaborar uma resenha
 
AS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdf
AS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdfAS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdf
AS HABILIDADES PREDITORAS NA EDUCAÇÃO INFANTIL.pdf
 
Relatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observaçãoRelatorio de estagio observação
Relatorio de estagio observação
 
Apresentação fluência revisado
Apresentação fluência revisadoApresentação fluência revisado
Apresentação fluência revisado
 
Modelos de síntese
Modelos de sínteseModelos de síntese
Modelos de síntese
 
Plano de aula- Acentuação Gráfica
Plano de aula- Acentuação GráficaPlano de aula- Acentuação Gráfica
Plano de aula- Acentuação Gráfica
 
Estudo do-gênero-resumo
Estudo do-gênero-resumoEstudo do-gênero-resumo
Estudo do-gênero-resumo
 
Projeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro LobatoProjeto Monteiro Lobato
Projeto Monteiro Lobato
 
O gênero textual entrevista
O gênero textual   entrevistaO gênero textual   entrevista
O gênero textual entrevista
 
A consciência fonológica e a construção do princípio alfabético (2)
A  consciência  fonológica  e  a  construção  do  princípio  alfabético (2)A  consciência  fonológica  e  a  construção  do  princípio  alfabético (2)
A consciência fonológica e a construção do princípio alfabético (2)
 
Plano de aula crônica
Plano de aula crônicaPlano de aula crônica
Plano de aula crônica
 
RelatóRio De DeficiêNcia Visual
RelatóRio De DeficiêNcia VisualRelatóRio De DeficiêNcia Visual
RelatóRio De DeficiêNcia Visual
 
Tabela de comparação da escrita
Tabela de comparação da escritaTabela de comparação da escrita
Tabela de comparação da escrita
 
Apresentação do portfólio
Apresentação do portfólioApresentação do portfólio
Apresentação do portfólio
 
Pré-Projeto de Pesquisa
Pré-Projeto de PesquisaPré-Projeto de Pesquisa
Pré-Projeto de Pesquisa
 
Modelo resenha-tematica
Modelo resenha-tematicaModelo resenha-tematica
Modelo resenha-tematica
 
Descritores de língua portuguesa 9° ano
Descritores de língua portuguesa 9° anoDescritores de língua portuguesa 9° ano
Descritores de língua portuguesa 9° ano
 
O texto didático
O texto didáticoO texto didático
O texto didático
 
Resenha de artigo para estudantes
Resenha de artigo para estudantesResenha de artigo para estudantes
Resenha de artigo para estudantes
 

Semelhante a Folheto como fazer um trabalho escolar

Folheto "Como fazer um trabalho escolar"
Folheto "Como fazer um trabalho escolar"Folheto "Como fazer um trabalho escolar"
Folheto "Como fazer um trabalho escolar"filomena lima
 
Folheto "Como fazer um trabalho escolar"
Folheto "Como fazer um trabalho escolar"Folheto "Como fazer um trabalho escolar"
Folheto "Como fazer um trabalho escolar"filomena lima
 
Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?ildamaria
 
Como fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tccComo fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tccAlan
 
Como apresentar um trabalho
Como apresentar um trabalhoComo apresentar um trabalho
Como apresentar um trabalholidia76
 
Como fazer um trabalho de pesquisa 2
Como fazer um trabalho de pesquisa 2Como fazer um trabalho de pesquisa 2
Como fazer um trabalho de pesquisa 2madalenat
 
Orientacao trabalho escolar
Orientacao trabalho escolarOrientacao trabalho escolar
Orientacao trabalho escolarSirlei13
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisamadalenat
 
Como fazer um trabalho escrito 8º ano
Como fazer um trabalho escrito 8º anoComo fazer um trabalho escrito 8º ano
Como fazer um trabalho escrito 8º anoTerceiro Calhau
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaMarquês de Pombal
 
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares 97 2003 definitivo
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares  97   2003 definitivoNormas técnicas para apresentação de trabalhos escoares  97   2003 definitivo
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares 97 2003 definitivoInacio Montanha
 
APOSTILA DE ORIENTAÇÃO TRABALHOS ACADÊMICOS
APOSTILA DE ORIENTAÇÃO TRABALHOS ACADÊMICOS APOSTILA DE ORIENTAÇÃO TRABALHOS ACADÊMICOS
APOSTILA DE ORIENTAÇÃO TRABALHOS ACADÊMICOS Raquel Alves
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaJosé Alemão
 
Guia de apoio à elaboração de um trabalho escrito 3º ciclo e secundário - ...
Guia de apoio à  elaboração de um trabalho escrito   3º ciclo e secundário - ...Guia de apoio à  elaboração de um trabalho escrito   3º ciclo e secundário - ...
Guia de apoio à elaboração de um trabalho escrito 3º ciclo e secundário - ...RedeConcelhiaVFX
 
Trabalho final de a.p.14.15
Trabalho final de a.p.14.15Trabalho final de a.p.14.15
Trabalho final de a.p.14.15ap3bmachado
 
Como fazer um trabalho escrito
Como fazer um trabalho escritoComo fazer um trabalho escrito
Como fazer um trabalho escritoLuis Ribeiro
 
Como fazer um trabalho escrito
Como fazer um trabalho escritoComo fazer um trabalho escrito
Como fazer um trabalho escritoCarlos Pinheiro
 

Semelhante a Folheto como fazer um trabalho escolar (20)

Folheto "Como fazer um trabalho escolar"
Folheto "Como fazer um trabalho escolar"Folheto "Como fazer um trabalho escolar"
Folheto "Como fazer um trabalho escolar"
 
Folheto "Como fazer um trabalho escolar"
Folheto "Como fazer um trabalho escolar"Folheto "Como fazer um trabalho escolar"
Folheto "Como fazer um trabalho escolar"
 
Estrutura trabalho escrito
Estrutura trabalho escritoEstrutura trabalho escrito
Estrutura trabalho escrito
 
Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?Como fazer um trabalho?
Como fazer um trabalho?
 
Como fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tccComo fazer uma boa introdução de tcc
Como fazer uma boa introdução de tcc
 
Como apresentar um trabalho
Como apresentar um trabalhoComo apresentar um trabalho
Como apresentar um trabalho
 
Como fazer um trabalho de pesquisa 2
Como fazer um trabalho de pesquisa 2Como fazer um trabalho de pesquisa 2
Como fazer um trabalho de pesquisa 2
 
Orientacao trabalho escolar
Orientacao trabalho escolarOrientacao trabalho escolar
Orientacao trabalho escolar
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisa
 
Como fazer um trabalho escrito 8º ano
Como fazer um trabalho escrito 8º anoComo fazer um trabalho escrito 8º ano
Como fazer um trabalho escrito 8º ano
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisa
 
Trabalho de espanhol
Trabalho de espanholTrabalho de espanhol
Trabalho de espanhol
 
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares 97 2003 definitivo
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares  97   2003 definitivoNormas técnicas para apresentação de trabalhos escoares  97   2003 definitivo
Normas técnicas para apresentação de trabalhos escoares 97 2003 definitivo
 
A redação de textos técnico científicos
A redação de textos técnico científicosA redação de textos técnico científicos
A redação de textos técnico científicos
 
APOSTILA DE ORIENTAÇÃO TRABALHOS ACADÊMICOS
APOSTILA DE ORIENTAÇÃO TRABALHOS ACADÊMICOS APOSTILA DE ORIENTAÇÃO TRABALHOS ACADÊMICOS
APOSTILA DE ORIENTAÇÃO TRABALHOS ACADÊMICOS
 
Como fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisaComo fazer um trabalho de pesquisa
Como fazer um trabalho de pesquisa
 
Guia de apoio à elaboração de um trabalho escrito 3º ciclo e secundário - ...
Guia de apoio à  elaboração de um trabalho escrito   3º ciclo e secundário - ...Guia de apoio à  elaboração de um trabalho escrito   3º ciclo e secundário - ...
Guia de apoio à elaboração de um trabalho escrito 3º ciclo e secundário - ...
 
Trabalho final de a.p.14.15
Trabalho final de a.p.14.15Trabalho final de a.p.14.15
Trabalho final de a.p.14.15
 
Como fazer um trabalho escrito
Como fazer um trabalho escritoComo fazer um trabalho escrito
Como fazer um trabalho escrito
 
Como fazer um trabalho escrito
Como fazer um trabalho escritoComo fazer um trabalho escrito
Como fazer um trabalho escrito
 

Último

Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na Áfricajuekfuek
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMary Alvarenga
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................mariagrave
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxCarolineWaitman
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfAndersonW5
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilMariaHelena293800
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024azulassessoria9
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaREGIANELAURALOUREIRO1
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreLeandroLima265595
 
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoQuestões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoCelimaraTiski
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdfaulasgege
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................mariagrave
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanomarla71199
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja Mary Alvarenga
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresAna Isabel Correia
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptxnelsontobontrujillo
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...Eró Cunha
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaCentro Jacques Delors
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024azulassessoria9
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfFbioFerreira207918
 

Último (20)

Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na ÁfricaPeriodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
Periodo da escravidAo O Brasil tem seu corpo na América e sua alma na África
 
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentesMaio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
Maio Laranja - Combate à violência sexual contra crianças e adolescentes
 
Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................Histogramas.pptx...............................
Histogramas.pptx...............................
 
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptxSequência didática Carona 1º Encontro.pptx
Sequência didática Carona 1º Encontro.pptx
 
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdfSQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
SQL Parte 1 - Criação de Banco de Dados.pdf
 
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantilPower Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
Power Point sobre as etapas do Desenvolvimento infantil
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth RochaQuando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
Quando a escola é de vidro, de Ruth Rocha
 
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestreFilosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
Filosofia - 1º ano - Ensino Médio do ensino médio para primeiro bimestre
 
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de PlatãoQuestões sobre o Mito da Caverna de Platão
Questões sobre o Mito da Caverna de Platão
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................12_mch9_nervoso.pptx...........................
12_mch9_nervoso.pptx...........................
 
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºanoCATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
CATEQUESE primeiro ano . CATEQUESE 1ºano
 
Acróstico - Maio Laranja
Acróstico  - Maio Laranja Acróstico  - Maio Laranja
Acróstico - Maio Laranja
 
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autoresModelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
Modelos de Inteligencia Emocional segundo diversos autores
 
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
5. EJEMPLOS DE ESTRUCTURASQUINTO GRADO.pptx
 
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...Regulamento do Festival de Teatro Negro -  FESTIAFRO 2024 - 10ª edição -  CEI...
Regulamento do Festival de Teatro Negro - FESTIAFRO 2024 - 10ª edição - CEI...
 
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União EuropeiaApresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
Apresentação | Símbolos e Valores da União Europeia
 
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
ATIVIDADE 3 - DESENVOLVIMENTO E APRENDIZAGEM MOTORA - 52_2024
 
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdfMissa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
Missa catequese para o dia da mãe 2025.pdf
 

Folheto como fazer um trabalho escolar

  • 1. Para se conseguir uma boa exposi- 5. A Conclusão ção desses resultados, a primeira coisa a fazer é realizar um plano daquilo que se A conclusão termina o trabalho. Nela quer dizer, de modo a que o texto que se devem expor-se, de forma sintética, mas ri- venha a escrever siga uma estrutura lógi- gorosa, os resultados fundamentais obtidos ca. Uma forma possível de organizar este com a pesquisa. Esses resultados serão as plano é organizar toda a informação dis- ideias fundamentais a que se chegou depois persa, recolhida no momento da pesquisa, de cumpridas todas as fases da pesquisa. por assuntos e, depois, para cada assun- to, enumerar todos os tópicos que, a pro- 6. A Bibliografia pósito desse assunto, se pretendem abor- dar. A bibliografia é a lista de todos os do- cumentos consultados para realizar o traba- Continuando com o nosso exemplo, lho: imagine que se está a fazer um trabalho sobre o uso dos meios anticoncecionais e - dicionários; Como que, a propósito deste assunto, existem vários tópicos a referir. Neste caso, deve- - enciclopédias; - livros; fazer ríamos enunciar os diferentes tópicos, por exemplo: - artigos de revistas; - sites. um - os diferentes tipos de meios anticonceci- onais; trabalho Há vários métodos de fazer uma bibli- escolar? - as vantagens e desvantagens dos meios anticoncecionais; ografia. Podemos usar qualquer um deles, mas, num mesmo trabalho, deveremos usar - a eficácia dos meios anticoncecionais... sempre o mesmo método. Uma vez arrumados os diferentes tópicos, deveríamos, para cada um deles, Nota: Consulte o folheto Como fazer uma recolher toda a informação de uma forma bibliografia disponível na Biblioteca Escolar/ organizada e rigorosa e redigir o texto de CRE. acordo com o plano previamente elabora- do. - Depois de redigido o texto, devemos re- lê-lo cuidadosamente, alterar o que está Rua da Esperança, 2735-473 Agualva-Cacém confuso e corrigir o que está errado: erros ortográficos, de sintaxe e de pontuação. tel.: 219 129 170 Blog: kasimporquesim.blogspot.com http://www.esgamabarros.pt
  • 2. Quais as partes que constituem um trabalho escolar? essa razão, demasiado vagos. também a introdução para expor O tema do trabalho não deverá ser, por os objetivos do trabalho (o que 1. A página de rosto pretendemos obter, como resulta- exemplo, A Sexualidade, mas sim uma 2. O Índice vertente da sexualidade, por exemplo, Os do, com o trabalho). 3. A Introdução meios anticoncecionais. 4. O Desenvolvimento ou Corpo do 4. O Desenvolvimento ou Corpo Trabalho 2. Índice do Trabalho 5. A Conclusão 6. A Bibliografia O índice é a lista das diversas par- Esta é a parte mais impor- tes que constituem um trabalho, com indi- tante do trabalho. Deve ter um títu- 7. Os Anexos cação das páginas onde cada uma se ini- lo, que será também o título do tra- cia. O índice coloca-se no início do traba- balho. Se o corpo do trabalho for 1. Página de rosto extenso, deve ser dividido em ca- lho, antes da introdução. pítulos (ou partes), tendo cada um Um trabalho escrito deve ter uma pá- o seu respetivo título. gina de rosto organizada da seguinte 3. Introdução No caso de haver necessi- forma: dade, podemos incluir notas (de Na introdução fazemos uma breve rodapé ou então no final do capítu- 1.1. Nome da escola lo ou do trabalho). apresentação do tema que será tratado no 1.2. Disciplina trabalho, bem como do modo como esse Neste momento, devem ex- 1.3. Título do trabalho tema será tratado. por-se os resultados da pesquisa Por exemplo: Neste trabalho propo- previamente elaborada. Devemos 1.4. Nome e número do autor/autores pôr de lado todos os documentos mo-nos analisar o uso dos meios anticon- 1.5. Turma cecionais como forma de prevenção da consultados e concentrarmo-nos 1.6. Data gravidez indesejada na adolescência. Ire- apenas nas notas tomadas. mos tratar deste assunto em x momentos. No primeiro, faremos A; no segundo, fare- 1.3.1. Título do trabalho mos B... O título do trabalho deve expri- Para além de identificar o tema e o mir com muita precisão o tema de método de trabalho, podemos aproveitar que vamos tratar. Devemos evitar títulos demasiado abrangentes e, por