O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.
Acção e suspense “ Não digas a ninguém” “ Não digas a ninguém” é um  thriller  francês sobre uma bonita história de amor, ...
©  EuropaCorp Distribution “ Não digas a ninguém, estamos a ser vigiados” é a enigmática mensagem que surge no e-mail de A...
©  EuropaCorp Distribution Para mais informações visite o site oficial de   “Não digas a ninguém” . As imagens fazem Alex ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Acção e suspense "Não digas a ninguém" por Filipa Oliveira

703 visualizações

Publicada em

Fotogaleria sobre filme "Não digas a ninguém"

Publicada em: Diversão e humor
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Acção e suspense "Não digas a ninguém" por Filipa Oliveira

  1. 1. Acção e suspense “ Não digas a ninguém” “ Não digas a ninguém” é um thriller francês sobre uma bonita história de amor, que alia a força, o pudor e a dignidade. Contemplado com quatro Césares em 2007, nas categorias de melhor realizador, melhor actor, melhor música escrita para um filme e melhor montagem, o filme de Guillaume Canet chegou às salas de cinema nacionais na semana passada. Texto de Filipa Oliveira © EuropaCorp Distribution Fotogaleria II Cinema
  2. 2. © EuropaCorp Distribution “ Não digas a ninguém, estamos a ser vigiados” é a enigmática mensagem que surge no e-mail de Alex, oito anos depois de a sua mulher ter sido brutalmente assassinada, dias após o casamento. Ao clicar no link sugerido, o pediatra acede a imagens em tempo real, onde lhe parece identificar Margot no meio da multidão…
  3. 3. © EuropaCorp Distribution Para mais informações visite o site oficial de “Não digas a ninguém” . As imagens fazem Alex acreditar na hipótese de a sua mulher ainda estar viva. Só que o médico mal tem tempo para investigar pois, entretanto, a polícia reabre o caso e considera-o culpado pelo crime. Alex opta, então, por fugir da polícia e de quem o está a vigiar.

×