Educação Ambiental:
Do Local ao Global, Tecendo
Redes e Fortalecendo
Sociedades Sustentáveis
03 a 06 de Dezembro de 2014
C...
O FÓRUM BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL é o mais
legítimo espaço presencial de reflexão, articulação e convivência dos
ed...
Público
3.000 participantes envolvidos em projetos e ações de Educação Ambiental,
pesquisadores, educadores, estudantes, g...
Objetivos
Objetivos Específicos:
 Propiciar a interação, participação, troca de experiência e fortalecimento
das 50 Redes...
Programação
Com uma programação dinâmica, que prevê Conferências, Mesas Redondas, Rodas
de Conversa, Openspace, Minicursos...
Eixos Temáticos
Eixo 1: Educação Ambiental na construção das sociedades sustentáveis.
Atividades sobre: Agenda 21 e Desenv...
Jornadas
 A Arte Educação Ambiental
 A Juventude pela Educação Ambiental
 Cidades Sustentáveis e Espaços de Construção ...
II Encontro Panamazônico
De Educação Ambiental
Em conjunto com a UNAMAZ (Associação das Universidades da Pan-Amazônia) e c...
Cronologia dos
Fóruns Brasileiros
de Educação Ambiental
I Fórum (década de 90) em São Paulo
II Fórum (década de 90) em São...
Realização: UFPA - Universidade Federal do Pará
Promoção: REBEA - Rede Brasileira de Educação Ambiental
Rede PAEA – Rede P...
Contatos
Contato com a Equipe Executiva
E-mail: viiifbea@gmail.com
Fone: (91) 3201 7706 – GEAM UFPA
Magali (secretária) 91...
A REBEA é a rede que agrega pessoas e organizações que atuam com educação ambiental nos mais
diversos territórios e espaço...
PAEA experimentou um refluxo, mas voltou a se articular com vitalidade e neste momento está
empreendendo todos os esforços...
No primeiro momento, o GEAM atuou na UFPA contribuindo com ensino de
graduação e promovendo a inserção da Educação Ambient...
VIII Fórum Brasileiro
De
Educação Ambiental
Ministério da
Educação
Ministério do
Meio Ambiente
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

VIII FBEA apresentação

2.009 visualizações

Publicada em

Apresentação do VIII Fórum Brasileiro de Educação Ambiental que acontecerá em Belém (Pará, Brasil) no período de 03 a 06 de dezembro de 2014.

Publicada em: Educação
0 comentários
3 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.009
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
6
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
21
Comentários
0
Gostaram
3
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

VIII FBEA apresentação

  1. 1. Educação Ambiental: Do Local ao Global, Tecendo Redes e Fortalecendo Sociedades Sustentáveis 03 a 06 de Dezembro de 2014 Centro de Convenções da UFPA Belém – PA
  2. 2. O FÓRUM BRASILEIRO DE EDUCAÇÃO AMBIENTAL é o mais legítimo espaço presencial de reflexão, articulação e convivência dos educadores ambientais brasileiros e enfatiza, nesta oitava edição, o fortalecimento das redes de educadores que atuam em múltiplos ambientes como universidades, empresas, poder público e organizações não governamentais na construção de sociedades sustentáveis e no enfrentamento das questões socioambientais locais e globais. O evento será sediado pela primeira vez na região amazônica, na cidade de Belém, entre os dias 03 a 06 de dezembro de 2014, no Centro de Eventos da UFPA, como uma oportunidade para consolidação da trajetória teórico-prática da educação ambiental brasileira.
  3. 3. Público 3.000 participantes envolvidos em projetos e ações de Educação Ambiental, pesquisadores, educadores, estudantes, gestores públicos e privados, ambientalistas e demais interessados na discussão da Educação Ambiental no Brasil. 50 Redes e Coletivos de Educação Ambiental que fazem parte da malha da REBEA ou que são parceiros de suas ações, dos quais: 04 da região Norte, 08 da região Nordeste, 07 da região Centro-Oeste, 16 da Região Sudeste, 05 da região Sul, 08 de âmbito Nacional e 02 de âmbito Internacional.
  4. 4. Objetivos Objetivos Específicos:  Propiciar a interação, participação, troca de experiência e fortalecimento das 50 Redes de Educação Ambiental que fazem parte da malha da REBEA e mais os Fóruns e Coletivos que atuam com a temática;  Possibilitar a sensibilização para a questão socioambiental, por meio de socialização de conhecimentos científicos produzidos nessa área e de experiências de educação ambiental realizadas e em realização, estimulando a implementação de políticas públicas;  Apoiar a formação de sujeitos multiplicadores de Educação Ambiental;  Promover o intercâmbio de material educativo sobre Educação Ambiental;  Propiciar a avaliação e a integração das diferentes teorias e práticas da educação ambiental nos países da Pan-Amazônia;  Avaliar a Política e o Programa Nacional de Educação Ambiental. Objetivo Geral: Fortalecer a educação ambiental brasileira em suas diversas matizes, por meio da consolidação de experiências desenvolvidas nos mais variados contextos, através dos atores sociais que se articulam através da malha da Rede Brasileira de Educação Ambiental (REBEA), criando mecanismos de maior divulgação, intercâmbio e avaliação dessas experiências.
  5. 5. Programação Com uma programação dinâmica, que prevê Conferências, Mesas Redondas, Rodas de Conversa, Openspace, Minicursos e Oficinas, Jornadas Temáticas, Território de Interação com Stands Expositivos, Atividades Culturais, Mostras de Vídeos, Poesias, Artes, Danças e a produção de documentos que serão referência para atuação no campo socioambiental, focados nos seguintes três eixos temáticos e subtemas:
  6. 6. Eixos Temáticos Eixo 1: Educação Ambiental na construção das sociedades sustentáveis. Atividades sobre: Agenda 21 e Desenvolvimento Sustentável, Cidades Sustentáveis, Interculturalidade, Juventude, Intergeracionalidade, Mudanças Climáticas, Tendências Globais e Mecanismos de Compensação, Perspectivas e tendências teórico-práticas de Educação Ambiental, Consumo Sustentável e Qualidade de Vida. Eixo 2: Políticas e Práticas de Educação Ambiental Atividades sobre: Cenários da Pesquisa, da Informação e da Comunicação em Educação Ambiental, Diretrizes Curriculares Nacionais, Experiências no Ensino Fundamental e Superior, Educação Ambiental Empresarial, Educação Ambiental no Licenciamento e na Gestão de empreendimentos públicos e privados, no Saneamento Básico e na Política Nacional de Resíduos Sólidos, Financiamento, Formação, Politica Nacional de Educação Ambiental, Monitoramento de Políticas Públicas, Tratado Internacional de Educação Ambiental. Eixo 3: Fortalecimento da REBEA e da Malha das Redes de Educação Ambiental Atividades sobre: As Redes de Educação Ambiental, Novo Marco Regulatório das Organizações da Sociedade Civil, Agendas da Sociedade Civil Global e Brasileira, Comunicações no âmbito da REBEA.
  7. 7. Jornadas  A Arte Educação Ambiental  A Juventude pela Educação Ambiental  Cidades Sustentáveis e Espaços de Construção de Saberes e Práticas  Educação Ambiental e Agenda 21 : caminhos cruzados  Educação Ambiental e a agenda pós-Cúpula dos Povos  Educação Ambiental e Comunicação  Educação Ambiental e Diálogos com a Diversidade  Educação Ambiental e Escolas Sustentáveis  Educação Ambiental no Licenciamento e na Gestão de empreendimentos públicos e privados  Educação Ambiental e Turismo Sustentável  Surf e Educação Ambiental para Sustentabilidade  Políticas e Práticas de Educação Ambiental: saberes e experiências  Políticas Públicas e Educação Ambiental: uma avaliação necessária  Universidades Sustentáveis no Ensino, na Pesquisa, na Extensão e na Gestão  Visitando tendências teórico-práticas e construindo perspectivas para a Educação Ambiental As Jornadas serão momentos conduzidos pelas Redes que atuam na temática, como um momento de troca de experiências e construção de diretrizes para ações articuladas e integradas no âmbito das diversas redes de educação ambiental. Apresentação de Trabalhos As regras para apresentação de trabalhos acadêmicos ou relatos de experiências já estão definidas e em breve será aberto o período para envio de propostas para a Comissão Científica do evento.
  8. 8. II Encontro Panamazônico De Educação Ambiental Em conjunto com a UNAMAZ (Associação das Universidades da Pan-Amazônia) e com a Pró-Reitoria de Assuntos Internacionais da UFPA está sendo articulado o II Encontro de Educação Ambiental da Pan-Amazônia, visando integrar essas experiências e fomentar maior interação teórico-metodológica, especialmente para projetos de gestão ambiental e licenciamento na Amazônia. Avaliação e Integração de Políticas Públicas Com o Órgão Gestor da Política Nacional de Educação Ambiental (formado pelos Ministérios da Educação e do Meio Ambiente estão sendo articulados encontros de Programas em execução nesses órgãos, tais como Escolas Sustentáveis, Educação Ambiental na Agricultura Familiar, Salas Verdes e CIEAS – Comissões Interinstitucionais de Educação Ambiental.
  9. 9. Cronologia dos Fóruns Brasileiros de Educação Ambiental I Fórum (década de 90) em São Paulo II Fórum (década de 90) em São Paulo (quando nasce a REBEA) III Fórum (1994) em São Paulo IV Fórum (1997) em Guarapari (ES), (junto com o I Encontro da REBEA) V Fórum (2004) em Goiânia VI Fórum (2009) no Rio de Janeiro VII Fórum (2012) em Salvador VIII Fórum (2014) em Belém
  10. 10. Realização: UFPA - Universidade Federal do Pará Promoção: REBEA - Rede Brasileira de Educação Ambiental Rede PAEA – Rede Paraense de Educação Ambiental Rede Carajás de Educadores Ambientais Coordenação: GEAM - Grupo de Estudos em Educação, Cultura e Meio Ambiente / ICED - Instituto de Ciências da Educação / UFPA Chancela: Órgão Gestor da Política Nacional de Educação Ambiental: Ministério da Educação e Ministério do Meio Ambiente VIII FBEA
  11. 11. Contatos Contato com a Equipe Executiva E-mail: viiifbea@gmail.com Fone: (91) 3201 7706 – GEAM UFPA Magali (secretária) 91 8122 4212 ou 8745 9136 Socorro (assessora) 8133 3885 ou 8724 8264 Maria Ludetana (coordenação) 9984 5158 ou 8135 5047 Fidelis Paixão (coordenação) 8016 0666 www.viiifbea.blogspot.com (em construção)
  12. 12. A REBEA é a rede que agrega pessoas e organizações que atuam com educação ambiental nos mais diversos territórios e espaços institucionais brasileiros. Criada em 1992, na atmosfera de grande mobilização da Rio-92, a Rede adotou como carta de princípios o Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global, documento construído pelos seus próprios fundadores em interação com educadores de outros países. A Rede possui também um Acordo de Convivência e um conjunto de consensos que orientam sua ação e como documento norteador a Carta da Praia Vermelha, aprovada no VI FBEA (RJ, 2009). Nos últimos anos experimentou um processo de expansão e fortalecimento de suas articulações no país inteiro, se consolidando como uma Rede de Redes de Educação Ambiental, tendo nas ações das redes locais (regionais, temáticas, internacionais) sua estratégia de sustentação e expansão. Atualmente está constituída pela teia de conexões de 52 Redes de Educadores Ambientais (REBEA, 2014). A REBEA nasceu da vontade de manter viva a articulação nacional dos educadores ambientais brasileiros. Quem são os organizadores
  13. 13. PAEA experimentou um refluxo, mas voltou a se articular com vitalidade e neste momento está empreendendo todos os esforços para a realização do VIII FBEA, sendo constituída pela teia de conexões de educadores ambientais da região metropolitana e do interior paraense. Criada em 1999 a Rede Paraense de Educadores Ambientais (Rede PAEA) é fruto do esforço dos educadores ambientais do Estado do Pará para promoverem a interação, a reflexão e o fortalecimento da educação ambiental em sua dimensão teórico-prática no território paraense. Bastante atuante no período de 2000 a 2006, quando organizou o I Fórum Pan-Amazônico de Educação Ambiental, nos últimos anos a Rede A Rede Carajás de Educadores Ambientais, criada em 2005, tem como missão articular os educadores ambientais, gestores, agentes de desenvolvimento local e educomunicadores, criando laços e fomentando ações sociais, educacionais, políticas, econômicas e culturais de construção de padrões sustentáveis de vida nos Municípios do Araguaia e Tocantins, no sudeste paraense. Quem são os organizadores
  14. 14. No primeiro momento, o GEAM atuou na UFPA contribuindo com ensino de graduação e promovendo a inserção da Educação Ambiental no currículo dos diversos cursos da Universidade. Mas, ultrapassando os muros universitários, realizou importantes discussões interinstitucionais com órgãos municipais, estaduais e federais, como as Secretarias Estaduais de Meio Ambiente (SEMA), Educação (SEDUC), UFRA, UEPA, Museu Paraense Emilio Goeldi (MPEG), Ministério da Educação (MEC) e outras instituições que atuam no campo da educação ambiental. Através do GEAM vários cursos de pós-graduação e extensão são ofertados na UFPA pelo MEC em parceria com a CAPES e CNPq. Impulsionado pelo desafio de entender as relações socioambientais na “aldeia amazônica” e pensar alternativas dentro do campo da educação para os principais impasses regionais, surge, em abril de 1998, o Grupo de Estudos em Educação, Cultura e Meio Ambiente (GEAM), com uma proposta inovadora e pautada na interdisciplinaridade como base para estudos e pesquisas na área de Educação Ambiental e desenvolvimento sustentável na Amazônia, vinculado ao ICED – Instituto de Ciências da Educação / UFPA – Universidade Federal do Pará. Quem são os organizadores
  15. 15. VIII Fórum Brasileiro De Educação Ambiental Ministério da Educação Ministério do Meio Ambiente

×