Deficientes: vantagens da inclusão

8.381 visualizações

Publicada em

Matéria sobre a inclusão no mercado de trabalho de pessoas com deficiência. Reportagem realizada para a edição de abril/2007 da revista Supermercado Moderno.

0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
8.381
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
74
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Deficientes: vantagens da inclusão

  1. 1. talento Caderno espeCial de rH estratégia entidades como a avape preparam deficientes para o mercado de trabalho defiCientes as vantagens 133 da inclusão RHSM JANEIRO 2006
  2. 2. Estratégia Deficientes SMRH Deficientes As vantagens da inclusão Mas o cumprimento da lei é A LEI DE COTAS PARA DEFICIENTES PODE SER apenas um dos pontos a serem ob- CUMPRIDA SEM TRAUMAS. BASTA PLANEJAR AS servados no processo de inclusão de CONTRATAÇÕES E QUALIFICAR OS PROFISSIONAIS. deficientes. Na hora de contratá-los, não se pode esquecer que toda em- presa precisa dar lucro, e para isso os profissionais devem ser capaci- VOCÊ GANHA DIVERSIDADE NO AMBIENTE DE TRABALHO tados. A dificuldade de encontrar deficientes qualificados, porém, é queixa comum entre as empresas. A POR FERNANDO SALLES 1.156,93 por vaga não preenchida. falta de preparo da equipe para lidar A fiscalização é forte, tanto que com o portador de necessidades É lei. Todas as empresas com desde meados de 2006 o Ministério especiais também é fato recorrente. mais de 100 funcionários do Trabalho e Emprego computou devem reservar um percen- 19.978 vagas para deficientes gera- As empresas devem criar regras tual de vagas para portadores de das depois que empresas foram no- específicas para a contratação de deficiência (veja quadro). A multa tificadas e receberam um prazo para portadores de deficiência e investir por descumprir a norma é de R$ se adequar e não receber multa. na capacitação deles para o trabalho JOÃO DE FREITAS ABRIL 2007 RHSM 135
  3. 3. Estratégia É no contato com as Somam-se a isso pro- prático para aprender a na sua loja são necessários alguns blemas nas condições diferenças função de empacotador cuidados na hora da contratação. de acessibilidade e au- que as pessoas e hoje é encarregado da – Um bom começo é estabelecer sência das ferramentas aprendem. Se todos seção de hortifrútis de regras específicas para recrutamento fossem iguais e necessárias para os de- pensassem da mesma uma das lojas. Outro e seleção dos deficientes – explica ficientes desenvolverem forma, não haveria dado interessante é a Andréa Goldschmidt, sócia da Apoe- seu trabalho. evolução pessoal e baixa rotatividade entre na Social, empresa especializada em nem profissional. Mas para tudo há os deficientes. Em 2006, projetos de responsabilidade social. solução. É o que mos- apenas três deles deixa- Em muitas empresas, exige-se tra a rede paranaense Festval, que ram a empresa. que o deficiente tenha o mesmo apostou na inclusão de deficientes Para Maria Cristina Bachiega, nível de escolaridade, a mesma expe- e conquistou ótimos resultados. A chefe de uma das unidades da Avape, riência e as mesmas competências empresa mantém o programa “Os ONG que trabalha pela valorização dos demais trabalhadores. Mas a especiais do Superespecial”, pelo qual dos excepcionais, o baixo turnover não maioria dos deficientes não dispõe contrata deficientes em parceria com é exclusividade do Festval. de oportunidades de formação pro- diversas instituições locais de ensino. – Outro funcionário pode per- fissional, seja pela origem pobre, ou Atualmente, dos 572 colaboradores da der a paciência com um trabalho pelas dificuldades de transporte e empresa, 65 são portadores de algum repetitivo como o de empacotador. acessibilidade. Os deficientes com tipo de deficiência, o que representa o Já um deficiente mental vai se sen- escolaridade e qualificação geral- triplo do exigido por lei. A iniciativa é tir valorizado nessa atividade, sem mente são pessoas que adquiriram elogiada até pelos clientes da rede. considerá-la maçante – diz. limitações na vida adulta, por doen- Todos os deficientes entram Para repetir o sucesso do Festval ça ou acidente. no Festval como empacotadores e, conforme se destacam, vão ganhan- do promoções. Jefferson Luiz Gon- çalves, portador de deficiência mo- tora, passou por um curso teórico e Entenda o que é A INCLUSÃO DE Tire suas dúvidas sobre a legislação DEFICIENTES MELHORA A A Lei 8.213/91 garante reserva de cotas aos profissionais com deficiência nas empresas com mais de 100 IMAGEM DA EMPRESA funcionários. Na fiscalização, se ficar constatado que E RENDE ELOGIOS DOS o supermercado não está cumprindo a legislação, CONSUMIDORES receberá um prazo para se adequar. Vencido o prazo, se o problema persistir, é aplicada multa de R$ 1.156,93 por vaga não preenchida. Veja o percentual de funcionários deficientes que sua empresa deve ter: • 100 a 200 funcionários: 2% do total • 201 a 500 funcionários: 3% do total • 501 a mil funcionários: 4% do total • acima de mil funcionários: 5% do total JOÃO DE FREITAS 136 RHSM ABRIL 2007
  4. 4. SMRH A EQUIPE DEVE SER PREPARADA PARA Quando uma empresa solicita a capacitação de deficientes, a Avape mapeia as habilidades e competên- o que fazer veja cias necessárias para o exercício da CONVIVER COM OS função e promove oficinas como as de perfumaria, papelaria e redação Dicas de DEFICIENTES empresarial. Nelas, os portadores convivência treinam as habilidades e competên- Para abrir espaço à maioria dos cias específicas para o cargo que vão com deficientes deficientes, o Grupo Pão de Açúcar exercer. Trabalham também pontos Andrea Goldschmidt, flexibilizou as exigências no recru- fundamentais para qualquer profis- da Apoena Social, destaca que tamento. Embora tenha como regra sional, como relação interpessoal, as empresas e os colegas de trabalho devem enxergar os contratar pessoas com no mínimo assiduidade, pontualidade e apre- deficientes por suas habilidades o Ensino Médio completo, resolveu sentação pessoal. Assim eles chegam e não por suas limitações. Para aceitar deficientes que tenham ape- à empresa com mais preparo e têm ajudar no convívio, a consultoria nas concluído o Fundamental. mais chances de se destacar. desenvolveu uma cartilha sobre – Colocamos esses profissionais Outra preocupação da entidade como agir em situações do cotidiano. Veja alguns exemplos. em funções operacionais e passamos é a de preparar o ambiente de tra- a incentivá-los a estudar – garante balho para receber os deficientes. ● Deficientes Físicos: Sempre Judith Berenstein, coordenadora da Eliana Victor, gerente da divisão de peça permissão para mover área de diversidade da companhia. reabilitação profissional, destaca ou conduzir a cadeira de rodas A mesma linha é seguida pelo que é comum os outros funcionários e nunca se apóie nela. Ela é Carrefour, que reduziu requisitos temerem a demissão depois que um considerada uma parte do corpo do cadeirante. mínimos para contratação, como deficiente é contratado, ou acharem faixa etária e grau de escolaridade. que vão acumular seu próprio traba- ● Deficientes Auditivos: A empresa mantém parcerias com lho e mais o do deficiente. Mesmo que a pessoa esteja com entidades como Apae, Centro de – A empresa deve informar sua um “tradutor”, fale diretamente Solidariedade ao Trabalhador e Gel- estratégia de contratação de defi- com ela, não cometa a re, que auxiliam na busca por esses cientes, além de mostrar que aquele indelicadeza de ignorá-la. profissionais. Já no Wal-Mart, mes- profissional foi contratado por suas ● Deficientes Visuais: Ao sair mo deficientes sem nenhuma expe- competências e que será cobrado do ambiente onde se encontra riência profissional são contratados. como qualquer outro – diz Eliana. a pessoa cega, avise-a, pois ela A empresa oferece treinamentos e A Apoena Social tem reali- não vai gostar nem um pouco de acompanhamento para esses profis- zado trabalhos de sensibilização falar com as paredes. sionais e hoje conta com portadores das equipes, com palestras e de deficiência mental e física. Eles workshops. Nos exercícios, os ● Deficiente Mental: atuam em cargos como auxiliar de funcionários simulam as defi- Trate as pessoas com deficiência mental limpeza, operador de telemarketing, ciências e passam a entender e normalmente, como você operador de caixa, auxiliar adminis- a respeitar as necessidades dos trata qualquer pessoa, de trativo, demonstradora, gerentes e portadores. A empresa também acordo com sua idade. até encarregados. desenvolveu uma cartilha com A Avape (Associação para Va- dicas de convívio com os ● Para todos lorização e Promoção de Excep- portadores de necessida- os tipos de deficiência: cionais) realiza em suas unidades des especiais (veja box Não finja que a cursos para os portadores de ne- nesta página). deficiência não cessidades especiais, simulando o Outro trabalho existe, pois assim ambiente de trabalho. Eles têm ho- da Apoena Social é o você ignora uma rário para entrar, sair, tomar lanche de mapear os car- característica e almoçar, exatamente como nas gos para os quais muito importante da pessoa. empresas. Quando se destacam, re- há condições de se cebem gratificações em dinheiro. contratar deficien- JOÃO DE FREITAS ABRIL 2007 RHSM 137
  5. 5. Estratégia SMRH mem, cada vez mais, seu papel na EMPRESAS DE OUTROS SETORES, COMO inclusão social dos portadores. E A SERASA, TÊM BONS EXEMPLOS PARA MOSTRAR. fazem isso com a tranqüilidade de saber que, por trás da deficiência, SEU PROGRAMA DE INCLUSÃO É CONSIDERADO existem inúmeros talentos. MODELO E É COPIADO POR OUTRAS COMPANHIAS. Uma dessas habilidades é a de melhorar o ambiente de trabalho, fazendo com que os demais funcio- tes, processo no qual até os meios como o software Virtual Vision, que nários se espelhem no exemplo dos de acessibilidade são considerados. lê as informações da tela do com- portadores de deficiências e, dessa Nesse ponto, Andrea Goldschmidt, putador para os deficientes visuais. forma, aprendam a lidar melhor sócia da Apoena, destaca que os su- Tudo para que o deficiente tenha as com as adversidades que venham a permercados levam certa vantagem, mesmas condições de trabalho de acontecer na própria vida e com suas já que tiveram de se adaptar para todos os outros colaboradores. limitações e as de seus colegas. RHSM receber deficientes, exigência legal – Igualadas as condições, para todos os locais públicos. ele é exigido e avaliado exata- MAIS INFORMAÇÕES Outros setores também têm ex- mente da mesma forma que os Apoena Social: (11) 3079-0312 periências bem-sucedidas para rela- demais funcionários. Aqui não Avape: (11) 4433-5000 tar. A Serasa, que atua no segmento tem paternalismo e nem assis- Carrefour: www.carrefour.com.br de análise e informações de crédito, tencialismo – garante. Festval: www.superfestval.com.br desde 2001 mantém um processo de Mais do que obedecer à Ministério do Trabalho: (61) 3317-6000 empregabilidade para deficientes. lei, as iniciativas citadas mos- Pão de Açúcar: www.grupopaodeacucar.com.br Os participantes do programa fa- tram que as empresas assu- Wal-Mart: www.walmartbrasil.com zem um curso com duração de seis meses. Nos primeiros 60 dias eles Pense conhecem detalhes do trabalho da Serasa e treinam pontos como senso “Nas nossas lojas de urgência e relacionamento inter- pessoal. Nos outros quatro meses, o nisso há oportunidades treinamento ocorre no próprio de- para portadores partamento em que irão trabalhar. Para que a integração seja plena, de todos os tipos passam a contar com um mentor, ou seja, um profissional do próprio de deficiência. setor que os ajudará no aprendizado Mesmo aqueles das funções rotineiras. João Ribas, coordenador do projeto, explica que que concluíram a idéia deu tão certo que já atrai a apenas o atenção de outras empresas. – Cerca de 95% dos alunos aca- Fundamental bam efetivados na própria Serasa. têm espaço Fora isso, já fomos procurados por outras empresas, que solicitavam na empresa. indicações de profissionais treina- Eles entram dos porém não aproveitados por nós – comemora. em funções JOÃO DE FREITAS Ribas explica que a Serasa ofe- operacionais e rece todas as condições de aces- sibilidade ao deficiente. Quando JUDITH BERENSTEIN, recebem incentivos há necessidade, fornece também COORDENADORA DA ÁREA DE DIVERSIDADE para que estudem”. ferramentas específicas de trabalho, DO GRUPO PÃO DE AÇÚCAR 138 RHSM ABRIL 2007

×