O slideshow foi denunciado.
Utilizamos seu perfil e dados de atividades no LinkedIn para personalizar e exibir anúncios mais relevantes. Altere suas preferências de anúncios quando desejar.

FGV / EBAPE - Formação de dirigentes e gerentes em Administração e Gestão Pública: o caso brasileiro

712 visualizações

Publicada em

Seminário "Desafios de Gestão Pública no Brasil e nos Estados Unidos"

Formação de dirigentes e gerentes em Administração e Gestão Pública: o caso brasileiro.
Apresentação de Regina Silvia Pacheco | Agosto de 2014

Publicada em: Educação
  • Login to see the comments

FGV / EBAPE - Formação de dirigentes e gerentes em Administração e Gestão Pública: o caso brasileiro

  1. 1. Desafios de Gestão Pública no Brasil e nos Estados Unidos Formação de dirigentes e gerentes em Administração e Gestão Pública: o caso brasileiro Regina Silvia Pacheco | Agosto de 2014
  2. 2. Formação de dirigentes e gerentes em Administração e Gestão Pública: o caso brasileiro Regina Silvia Pacheco Rio de Janeiro, 06/08/2014 Seminário Desafios da Gestão Pública no Brasil e nos Estados Unidos
  3. 3. Escolas de governo: criação • precoces: ENA (1945), Speyer (1947), FGV (1944), México (1955) • Europa, anos 60: Bélgica (1961), Dinamarca (1963), Espanha (1961), Irlanda, Itália (1957), Inglaterra (1970); tardia: Portugal (1979) • América Latina: Argentina (1973); Brasil (1980/90)
  4. 4. ENA: um lugar à parte... “Formar altos funcionários e preparar seus alunos de carreiras para ocupar altos postos da administração francesa.”
  5. 5. Canada School of Public Service* “A strong, modern public service requires a culture of continuous learning to serve Canadians effectively, achieve government priorities and adapt quickly to change.” (2014) (*antigo CCMD)
  6. 6. ENAP: “A ENAP tem por finalidade buscar e difundir conhecimento e tecnologia gerencial para o desenvolvimento de dirigentes, gerentes e demais servidores públicos, em direção à gestão pública ágil, eficiente e com foco no cidadão. Vinculada ao Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão, a ENAP busca traduzir, em seus programas, as orientações de governo para a inovação na gestão pública. Para tanto, investe em conhecimento e tecnologia gerencial de ponta, buscando adaptá-los à melhoria da gestão pública.” (1995-2002)
  7. 7. Brasil Formação de quadros Profissionalização x Ausência de sistema institucionalizado Cargos de livre provimento, abertos
  8. 8. • Legado: patronagem, clientelismo (moeda de troca) • Geddes, o dilema dos políticos: sustentação política imediata x performance a médio prazo • Análises Brasil: Schneider (circulação de altos executivos); Edson Nunes (as 4 gramáticas); Loureiro e Abrucio (critérios burocráticos x políticos) • Diversidade de critérios – entre países; entre governos de um mesmo país; dentro de um mesmo governo (diferentes áreas ou momentos)
  9. 9. • Referência: Woodrow Wilson + Weber: separação entre política e administração • Autores mostraram limites: Aberbach, Putnam e Rockman (1981); Lipsky (street level bureaucracy – 1980); Wood & Waterman; Paul Light; Francisco Longo • Apesar disso, debate marcado pela aura dos insiders
  10. 10. Relatório OCDE sobre Brasil (RH, 2010): • Países da OCDE: reformas para permitir entrada lateral + critérios transparentes de seleção e nomeação • Brasil: melhorar transparência das nomeações; identificar potenciais candidatos em todas as carreiras (contra monopólio); diferenciar um segmento de gerentes e gerentes seniores (até DAS5), não políticos, e administrar suas carreiras
  11. 11. regina.pacheco@fgv.br

×