O
                  
C O N V I T EC O N V I T E
AUDIÊNCIA PÚBLICA ORDINÁRIA do FID nº 97/99ª GeralAUDIÊNCIA PÚBLICA ORDINÁ...
O
                  
Pauta e Horários:Pauta e Horários:
 9 h - Abertura, apresentação do temas e formação da mesa
diretor...
O
                  
Argumentação e objetivos do EventoArgumentação e objetivos do Evento
As tecnologias assistivas são eq...
O
                  
segmentos que representa, economizando tempo, energia dos agentes e
recursos dos entes públicos.
Part...
O
                  
O QUE É e o QUE se PROPÕE o FID - O FID – Fórum Permanente de
Defesa da Pessoa Idosa e da Pessoa com ...
O
                  
rede de entidades para a sensibilização sobre os direitos dos idosos e
das PCDs (com apresentação de ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Convite audiência FID n 99 TECNOLOGIAS ASSISTIVAS

347 visualizações

Publicada em

TECNOLOGIAS ASSISTIVAS, NECESSIDADES E NOVAS PERSPECTIVAS: UMA ANALOGIA COM AS POSSIBILIDADES DAS TECNOLOGIAS DE ENERGIA DE FONTES RENOVÁVEIS, com apresentação do Engenheiro italiano ANGELO ASSI

Publicada em: Saúde
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
347
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Convite audiência FID n 99 TECNOLOGIAS ASSISTIVAS

  1. 1. O                    C O N V I T EC O N V I T E AUDIÊNCIA PÚBLICA ORDINÁRIA do FID nº 97/99ª GeralAUDIÊNCIA PÚBLICA ORDINÁRIA do FID nº 97/99ª Geral FÓRUM DE DEFESA DOS IDOSOS E DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIAFÓRUM DE DEFESA DOS IDOSOS E DAS PESSOAS COM DEFICIÊNCIA DATA/HORA: 7 de agosto de 2014 às 9:00 h 1 LOCAL/ENDEREÇO: Auditório Principal da Procuradoria Geral de Justiça do Ceará, Rua Assunção, 1.100 - Fortaleza/CE Temas:Temas:  TECNOLOGIAS ASSISTIVAS, NECESSIDADES E NOVAS PERSPECTIVAS: UMA ANALOGIA COM AS POSSIBILIDADES DAS TECNOLOGIAS DE ENERGIA DE FONTES RENOVÁVEIS  Assuntos Gerais 1  O horário das reuniões do FID mudaram para a parte da manhã, iniciando ‐se às 9 h. A missão do FID é ouvir a sociedade nas suas diferentes instâncias, especialmente do segmento de idosos e das pessoas com deficiências, indicando as fontes de solução e fomentando a abertura de caminhos dentro da legalidade, da ética e dos direitos humanos; promovendo para isso alianças com o poder público no âmbito federal, estadual e municipal; com entidades de classe e de profissionais, com movimentos sociais e com a sociedade civil – e outras de nível internacional; ajudando no processo de inclusão; sensibilizando e conscientizando o mais amplo espectro da sociedade.
  2. 2. O                    Pauta e Horários:Pauta e Horários:  9 h - Abertura, apresentação do temas e formação da mesa diretora dos trabalhos - Tempo 15 minutos  9 h e 20 min - Momento Cultural – Coordenação Paulo Zornitta – FID / Movimento Green Wave - Tempo 20 minutos  9 h e 40 min – Apresentação do tema principal: TECNOLOGIAS ASSISTIVAS, NECESSIDADES E NOVAS PERSPECTIVAS: UMA ANALOGIA COM AS POSSIBILIDADES DAS TECNOLOGIAS DE ENERGIA DE FONTES RENOVÁVEIS. Convidado Eng. ANGELO ASSI, especialista em energias renováveis com formação na Escola Politécnica de Milão - Tempo 60 minutos + 20 min. debates.  11 h - Assuntos gerais – Tempo 20 minutos  11 h e 20 h - Encerramento A missão do FID é ouvir a sociedade nas suas diferentes instâncias, especialmente do segmento de idosos e das pessoas com deficiências, indicando as fontes de solução e fomentando a abertura de caminhos dentro da legalidade, da ética e dos direitos humanos; promovendo para isso alianças com o poder público no âmbito federal, estadual e municipal; com entidades de classe e de profissionais, com movimentos sociais e com a sociedade civil – e outras de nível internacional; ajudando no processo de inclusão; sensibilizando e conscientizando o mais amplo espectro da sociedade.
  3. 3. O                    Argumentação e objetivos do EventoArgumentação e objetivos do Evento As tecnologias assistivas são equipamentos e sistemas ambientais que destinam-se a minimizar os efeitos das deficiências e possibilitar uma melhor condição de utilização, percepção, mobilidade às diversas deficiências humanas. Embora os recursos tecnológicos disponíveis, vivemos uma condição de atraso e de falta de inteligência para atender e melhorar as condições de vida das pessoas com deficiências, dos idosos e demais segmentos com mobilidade reduzida em comparação com as possibilidades tecnológicas contemporâneas e os produtos são ultrapassados e raramente vemos avanços e investimentos para mudar esse quadro. A relação desse atraso será mostrada em analogia com as potencialidades da geração de energias de fontes renováveis, pelo Eng. Italiano ANGELO ASSI, que vêm ao Brasil para atividades de intercâmbio acadêmico entre Brasil e Itália, o qual fará uma exposição sobre essas possibilidades de uso das tecnologias disponíveis, comparativamente ao mínimo que a nossa civilização aproveita e, também fará a aproximação dos temas propostos para o evento. O FID se propõe a novos paradigmas de integração de esforços para encurtar a distância, detectando os problemas e apontando os caminhos de forma desburocratizada e mais rápida para atender as agruras dos A missão do FID é ouvir a sociedade nas suas diferentes instâncias, especialmente do segmento de idosos e das pessoas com deficiências, indicando as fontes de solução e fomentando a abertura de caminhos dentro da legalidade, da ética e dos direitos humanos; promovendo para isso alianças com o poder público no âmbito federal, estadual e municipal; com entidades de classe e de profissionais, com movimentos sociais e com a sociedade civil – e outras de nível internacional; ajudando no processo de inclusão; sensibilizando e conscientizando o mais amplo espectro da sociedade.
  4. 4. O                    segmentos que representa, economizando tempo, energia dos agentes e recursos dos entes públicos. Participe e encaminhe sugestões. Cordialmente. FID Comunicação/Coordenação Paulo Zornitta / Fernando Zornitta przornitta@hotmail.com / fzornitta@hotmail.com A missão do FID é ouvir a sociedade nas suas diferentes instâncias, especialmente do segmento de idosos e das pessoas com deficiências, indicando as fontes de solução e fomentando a abertura de caminhos dentro da legalidade, da ética e dos direitos humanos; promovendo para isso alianças com o poder público no âmbito federal, estadual e municipal; com entidades de classe e de profissionais, com movimentos sociais e com a sociedade civil – e outras de nível internacional; ajudando no processo de inclusão; sensibilizando e conscientizando o mais amplo espectro da sociedade.
  5. 5. O                    O QUE É e o QUE se PROPÕE o FID - O FID – Fórum Permanente de Defesa da Pessoa Idosa e da Pessoa com Deficiência, é uma instância democrática e independente de demanda de direitos, que funciona com a participação voluntária dos diversos representantes das entidades, movimentos e pessoas; o qual vem contribuindo através dessa instância para encurtar caminhos, acelerar o processo de inclusão; poupando recursos públicos para a solução das demandas. O FID tem sido um importante elo e exemplo de ausculta e encaminhamento das demandas dos segmentos que representa para todos os poderes instituídos, em função dos seus objetivos e missões. Através das entidades que dele participa, representa diretamente perto de 100 mil pessoas e indiretamente à toda a sociedade. O FID manifesta e ausculta a vontade dos segmentos representados de forma independente, democrática e legal, pois busca tão somente a participação cidadã e a contribuição social sem qualquer tipo de retribuição ou benefícios. Tem trazido relevantes serviços ao Estado do Ceará e hoje participa de um processo estruturado de interiorização das ações, através de uma A missão do FID é ouvir a sociedade nas suas diferentes instâncias, especialmente do segmento de idosos e das pessoas com deficiências, indicando as fontes de solução e fomentando a abertura de caminhos dentro da legalidade, da ética e dos direitos humanos; promovendo para isso alianças com o poder público no âmbito federal, estadual e municipal; com entidades de classe e de profissionais, com movimentos sociais e com a sociedade civil – e outras de nível internacional; ajudando no processo de inclusão; sensibilizando e conscientizando o mais amplo espectro da sociedade.
  6. 6. O                    rede de entidades para a sensibilização sobre os direitos dos idosos e das PCDs (com apresentação de trabalho sobre acessibilidade arquitetônica e urbanística), que atinge todos os municípios cearenses e suas macro regiões e reúne de 150 a 300 pessoas por evento, de todas as instâncias e poderes – executivo, legislativo e judiciário – e da sociedade. Essa Rede de Entidades já esteve com esta ação em Acaraú, Brejo Santo, Maracanaú, Cascavel, Nova Russas, Aracati e ainda percorrerá outras 3 macro regiões neste ano, ministrando palestra e apresentando trabalho. Os benefícios diretos para os municípios são imediatos e os benefícios futuros, imensuráveis, pois levam o conhecimento e a experiência destas entidades, de anos de anteriores e bem sucedidas iniciativas. O FID se propõe a novos paradigmas de integração de esforços para encurtar a distância, detectando os problemas e apontando os caminhos de forma desburocratizada e mais rápida para atender as agruras dos segmentos que representa, economizando tempo, energia dos agentes e recursos dos entes públicos. A missão do FID é ouvir a sociedade nas suas diferentes instâncias, especialmente do segmento de idosos e das pessoas com deficiências, indicando as fontes de solução e fomentando a abertura de caminhos dentro da legalidade, da ética e dos direitos humanos; promovendo para isso alianças com o poder público no âmbito federal, estadual e municipal; com entidades de classe e de profissionais, com movimentos sociais e com a sociedade civil – e outras de nível internacional; ajudando no processo de inclusão; sensibilizando e conscientizando o mais amplo espectro da sociedade.

×