ì	  Briefing	  e	  Contrabriefing	  Construção,	  representação	  e	  reflexão	  do	  problema	  de	  design.	              ...
Roteiro	  apresentação	                      ì  Reflexões	  anteriores	                      ì  Obje=vo	                 ...
Reflexões	  anteriores	             ì  Como	  é	  construído	  o	  briefing?	  	             ì  Existem	  perdas	  de	  in...
Objetivo	                 ì  O	  obje=vo	  dessa	  pesquisa	  foi	  compreender	  o	                       processo	  de	...
Objetivos	  específicos	                 ì  apresentar	  de	  que	  forma	  o	  briefing	  é	  definido	  na	               ...
Fundamentação	  teórica	                      ì  Um	  novo	  olhar	  sobre	  o	  design	                      ì  Problem...
Fundamentação	  |	  Um	  novo	  olhar	  sobre	  o	  design	  	            ì  Design	  e	  sua	  diferença	  com	  a	  áre...
Fundamentação	  |	  Um	  novo	  olhar	  sobre	  o	  design	  	           Design	  Estratégico:	                           ...
Fundamentação	  |	  Problema	  de	  design	  	             ì  Problema	  de	  design	  (MELO,	  2005;	  MUNARI,	  2008)	 ...
Fundamentação	  |	  Informação	               ì  Teoria	  matemá=ca	  da	  informação	  -­‐	  Shannon	  (GOMES,	  2004)	 ...
Fundamentação	  |	  Informação	                          Sinal	            Emissor	                 Canal	                ...
Fundamentação	  |	  Informação	                          Sinal	            Emissor	                     Canal	            ...
Fundamentação	  |	  Briefing	              ì  Conceitos	  de	  briefing	  (PHILLIPS,	  2008;	  MOZOTA,	  2010;	  MELO,	    ...
Metodologia	            ì  1ª	  etapa:	  Pesquisa	  exploratória	  	            ì  2ª	  etapa:	  Estudo	  de	  caso	    ...
Metodologia	  |	  Critérios	  de	  análise	                       ì  Delimitação	  do	  problema	  	                     ...
Critérios	  de	  análise	  |	  Delimitação	  do	  problema	                 ì  Compreender	  como	  as	  informações	  re...
Critérios	  de	  análise	  |	  Construção	  do	  briefing	                 ì  Iden=ficar	  de	  que	  forma	  ocorreu	  ess...
Critérios	  de	  análise	  |	  Representação	  do	  briefing	                 ì  Iden=ficar	  de	  que	  forma	  foi	  feit...
Critérios	  de	  análise	  |	  Contrabriefing	                 ì  Iden=ficar	  se	  existe	  de	  fato	  um	  espaço	  des=...
Workshops	  |	  WS1	                                            Pensar	  a	  cidade	  de	  Carlos	  Barbosa	  para	  os	  ...
Workshops	  |	  WS2	                                            Manteve-­‐se	  o	  mesmo	  problema	  do	  Workshop	      ...
Workshops	  |	  WS3	           Problema	  de	  design	       Repensar	  o	  objeto	  calçado	  de	  plás=co.	  	          ...
Workshops	  |	  WS4	                                            Seguiu	  a	  mesma	  temá=ca	  proposta	  no	  WS3.	  O	  ...
Observações	            ì  Por	  se	  tratar	  de	  um	  exercício	  acadêmico,	  optou-­‐se	  por	  não	                ...
Discussão	  das	  análises	  |	  Delimitação	  do	  problema	                ì  WS1	  e	  WS2	  	                    ì  ...
Discussão	  das	  análises	  |	  Construção	  do	  briefing	                ì  WS1	                    ì  O	  briefing	  n...
Discussão	  das	  análises	  |	  Construção	  do	  briefing	                ì  WS3	  e	  WS4	                    ì  Criad...
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	                ì  WS1	                    ì  Apresentação...
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	  ì  WS1	  
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	  ì  WS1	  
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	  ì  WS1	  
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	  ì  WS1	  
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	                ì  WS2	                    ì  Apresentação...
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	  ì  WS2	  
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	  ì  WS2	  
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	  ì  WS2	  
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	                ì  WS3	  e	  WS4	                    ì  Ap...
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	  ì  WS3	  e	  WS4	  
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	  ì  WS3	  e	  WS4	  
Discussão	  das	  análises	  |	  Contrabriefing	               ì  WS1	  e	  WS4	                   ì  Não	  houve.	      ...
Discussão	  das	  análises	  |	  Representação	  do	  briefing	  ì  WS2	      ì  Diferença	  entre	  os	  cronogramas	   ...
Discussão	  das	  análises	  |	  Contrabriefing	  ì  WS3	      ì  O	  projeto	  proposto	  reposicionou	  o	          pro...
Conclusões	             ì    Observou-­‐	  se	  o	  funcionamento	  dos	  processos	  dentro	  dos	                   Wor...
Conclusões	             ì  Observou-­‐se	  que	  há	  muitas	  dúvidas	  quanto	  a	  construção	  do	                   ...
Conclusões	             ì    Levando	  em	  consideração	  as	  inúmeras	  variáveis	  projetuais,	                   inc...
Conclusões	             ì  O	  contrabriefing,	  como	  um	  espaço	  para	  o	  reposicionamento	                   do	  ...
ì	  Obrigado	  
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Briefing e Contrabriefing: Construção, representação e reflexão do problema de design

2.745 visualizações

Publicada em

Porto Alegre/RS - 24 | agosto| 2011

Briefing e Contrabriefing: Construção, representação e reflexão do problema de design.

Dissertação defendida no dia 24 de agosto de 2011 pelo pesquisador Fernando Stefano Kozenieski Alves de Oliveira no Programa de Mestrado em Design da UNISINOS.

Orientador: Prof. Dr. Celso Scalestsky

Publicada em: Design
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.745
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
33
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Briefing e Contrabriefing: Construção, representação e reflexão do problema de design

  1. 1. ì  Briefing  e  Contrabriefing  Construção,  representação  e  reflexão  do  problema  de  design.   Fernando  Stefano  Kozenieski  Alves  de  Oliveira   Orientador:   Prof.  Dr.  Celso  Scaletsky  
  2. 2. Roteiro  apresentação   ì  Reflexões  anteriores   ì  Obje=vo   ì  Fundamentação   ì  Metodologia   ì  Critérios  de  análise   ì  Workshops   ì  Observações   ì  Discussão  das  análises   ì  Conclusões  
  3. 3. Reflexões  anteriores   ì  Como  é  construído  o  briefing?     ì  Existem  perdas  de  informações  durante  esse  processo?     ì  Quais  são  os  principais  atores  envolvidos  nesse   processo?     ì  Quais  os  limites  do  briefing?     ì  Como  representá-­‐lo?     ì  Qual  o  papel  da  informação  no  processo  de  design?  
  4. 4. Objetivo   ì  O  obje=vo  dessa  pesquisa  foi  compreender  o   processo  de  construção  e  representação  do   briefing,  e  de  que  forma  se  comporta  o   contrabriefing  –  visto  como  o  espaço  para  um   possível  reposicionamento  do  problema  –  em  um   Workshop  de  design,  à  luz  do  Design  Estratégico.     ì  Observou-­‐se  uma  lacuna  teórica  em  relação  aos  processos  de   construção  e  apresentação  do  briefing,  e  o  contrabriefing.    
  5. 5. Objetivos  específicos   ì  apresentar  de  que  forma  o  briefing  é  definido  na   literatura.   ì  atores  envolvidos,  e  como  se  dá  a  construção  do  briefing   em  um  Workshop  de  design.   ì  iden=ficar  de  que  forma  o  contrabriefing  é  representado   e  apresentado,  visando  o  reposicionamento  do   problema.   ì  transmissão  da  informação  no  momento  da  construção  e   apresentação  do  briefing.    
  6. 6. Fundamentação  teórica   ì  Um  novo  olhar  sobre  o  design   ì  Problema  de  design   ì  Informação   ì  Briefing  
  7. 7. Fundamentação  |  Um  novo  olhar  sobre  o  design     ì  Design  e  sua  diferença  com  a  área  arXs=ca  (FORTY,  2008)   ì  Gestão  do  design  (MOZOTA,  2003;  2010)   ì  Conceito  de  Design  Estratégico  (CELASCHI  e  DESERTI,  2007)     ì  Metaprojeto  (MORAES,  2010)  
  8. 8. Fundamentação  |  Um  novo  olhar  sobre  o  design     Design  Estratégico:   Briefing   METAPROJETO   Contrabriefing   PROJETO  
  9. 9. Fundamentação  |  Problema  de  design     ì  Problema  de  design  (MELO,  2005;  MUNARI,  2008)   ì  Procurar,  caracterizar  e  solucionar  o  problema.  (CELASCHI  e   DESERTI,  2007)     ì  “Prá=ca-­‐reflexiva”  (SCHÖN,  2000)   ì  Problema  mal  definido  e/ou  falta  de  clareza  (CROSS,  1999;   Straub  e  Cas=lho,  2010)     ì  Diferentes  formas  de  ver  o  problema  (Tschimmel,  2003)  
  10. 10. Fundamentação  |  Informação   ì  Teoria  matemá=ca  da  informação  -­‐  Shannon  (GOMES,  2004)   ì  Ciberné=ca  -­‐  Wiener  (GOMES,  2004)    
  11. 11. Fundamentação  |  Informação   Sinal   Emissor   Canal   Receptor   Teoria  matemá=ca  da  informação  -­‐  Shannon     (GOMES,  2004)  
  12. 12. Fundamentação  |  Informação   Sinal   Emissor   Canal   Receptor   Retroalimentação   Ciberné=ca-­‐  Wiener     (GOMES,  2004)  
  13. 13. Fundamentação  |  Briefing   ì  Conceitos  de  briefing  (PHILLIPS,  2008;  MOZOTA,  2010;  MELO,   2005;  BRUCE,  1999;  CELASCHI  e  DESERTI,  2007)     ì  Instrumento  de  referência  (MOZOTA,  2010)   ì  Concentra  informações  (BRUCE,  1999;  MELO,  2005)   ì  Instrumento  de  gestão  (PHILLIPS,  2008)   ì  Instrumento  avaliador  (PHILLIPS,  2008)   ì  Reflexão  sobre  o  projeto  -­‐  Contrabriefing  (CELASCHI  e   DESERTI,  2007)    
  14. 14. Metodologia   ì  1ª  etapa:  Pesquisa  exploratória     ì  2ª  etapa:  Estudo  de  caso   -­‐  4  Workshops  realizados  na  EDU:   -­‐  Prefeitura  de  Carlos  Barbosa   -­‐  Melissa  Academy   -­‐  Técnicas  de  coleta:   -­‐  Entrevistas  em  profundidade   -­‐  Observação   -­‐  Pesquisa  documental  
  15. 15. Metodologia  |  Critérios  de  análise   ì  Delimitação  do  problema     ì  Construção  do  briefing   ì  Representação  do  briefing     ì  Contrabriefing  
  16. 16. Critérios  de  análise  |  Delimitação  do  problema   ì  Compreender  como  as  informações  reunidas   junto  ao  cliente  serviram  de  subsídio  para  a   problema=zação  do  projeto.    
  17. 17. Critérios  de  análise  |  Construção  do  briefing   ì  Iden=ficar  de  que  forma  ocorreu  essa  construção   ì  Quem  são  os  atores  que  par=cipam     ì  Quais  as  formas  de  registros  u=lizadas   ì  Quais  informações  são  colocadas  no  briefing  
  18. 18. Critérios  de  análise  |  Representação  do  briefing   ì  Iden=ficar  de  que  forma  foi  feita  a  representação   do  briefing   ì  De  que  modo  a  forma  de  apresentar  pode   influenciar  no  resultado  final  do  projeto    
  19. 19. Critérios  de  análise  |  Contrabriefing   ì  Iden=ficar  se  existe  de  fato  um  espaço  des=nado   para  o  reposicionamento  do  problema,  ou  se  o   mesmo  pode  ocorrer  a  qualquer  momento  dentro   do  processo   ì  Analisar  se  houve  algum  =po  de  reposicionamento   dentro  dos  casos    
  20. 20. Workshops  |  WS1   Pensar  a  cidade  de  Carlos  Barbosa  para  os   Problema  de  design   próximos  20  anos.   Foco  na  qualidade  de  vida  e  no  futuro   habitacional.  Propostas  concretas  sob  a  ó=ca  do   Briefing   Design  Estratégico  com  visão  para  os  próximos  20   anos.   De  forma  digital.  Estavam  descritos  o  obje=vo,   Representação  do  briefing   suas  estratégias  e  um  cronograma.   Contrabriefing   Não  houve.  
  21. 21. Workshops  |  WS2   Manteve-­‐se  o  mesmo  problema  do  Workshop   Problema  de  design   anterior.     Gerar  uma  vision,  estabelecendo  um  conceito   norteador,  que  gere  valor  e  criando  uma  imagem   que  a  defina  e  a  diferencie  como  lugar.  Abordar   Briefing   todos  os  aspectos  de  seu  funcionamento,   listando  diretrizes/ações  para  cada  um  dos   setores  que  compõe  o  planejamento  urbano.   Apresentado  formalmente  através  de  um   documento  impresso,  junto  a  apresentação   Representação  do  briefing   digital.  Estava  descrito  os  obje=vos,  resultados  a   serem  entregues,  um  cronograma,  além  de  um   descri=vo  dos  grupos  e  seus  tutores.     Mudança  de  construção  e  representação  do   Contrabriefing   briefing.  
  22. 22. Workshops  |  WS3   Problema  de  design   Repensar  o  objeto  calçado  de  plás=co.     Desenvolvimento  de  concepts  de  produto,   baseados  na  ideia  de  repensar  o  objeto  calçado   de  plás=co,  levando  em  consideração  algumas   Briefing   questões  ligadas  a  ele.  Como  por  exemplo,   mobilidade,  design  democrá=co,  design  de   processos  e  consumo  sustentável.     Apresentação  formal  em  formato  digital.  Contou   com  a  presença  do  cliente,  que  explicou  sobre  o   histórico  da  empresa  e  os  obje=vos  que  a   Representação  do  briefing   empresa  =nha  com  exercício.  Foram   apresentados  os  obje=vos  do  projeto,  e  um   cronograma  de  ações  e  entregas.     Contrabriefing   Houve um caso diferenciado: “A Prótese”.
  23. 23. Workshops  |  WS4   Seguiu  a  mesma  temá=ca  proposta  no  WS3.  O   Problema  de  design   obje=vo  era  o  desenvolvimento  de  sistemas   produto-­‐serviço  (PSS)  estruturados.   Transformar  os  projetos  da  primeira  etapa  (WS3)   Briefing   em  sistemas  produto-­‐serviço  (PSS)  estruturados,   com  as  lógicas  do  Design  Estratégico.   Houve  uma  apresentação  formal  em  formato   digital,  com  uma  par=cipação  mais  a=va  do   cliente,  onde  foram  explicados  os  conceitos  dos   Representação  do  briefing   projetos  anteriores.  Nesse  briefing  foram   apresentados  os  obje=vos  do  projeto,  e  um   cronograma  de  ações  e  entregas.   Contrabriefing   Não houve.
  24. 24. Observações   ì  Por  se  tratar  de  um  exercício  acadêmico,  optou-­‐se  por  não   fazer  a  análise  sobre  os  resultados  finais,  pois  o  norte  dessa   pesquisa  foca  nos  processos,  e  não  nos  projetos.     ì  Os  coordenadores  foram  muito  a=vos:  ques=onando,   auxiliando  e  es=mulando  os  par=cipantes  a  fim  de  construir   os  projetos  de  acordo  com  os  obje=vos  estabelecidos.     ì  Obje=vo  central  dos  Workshops  foi  a  geração  de  ideias,   concepts  projetuais.  
  25. 25. Discussão  das  análises  |  Delimitação  do  problema   ì  WS1  e  WS2     ì  Através  de  aspectos  definidos  pelo  cliente,  onde   deveriam  estar  contemplados  no  projeto  final,  o   problema  de  design  foi  desenvolvido  numa  ação   conjunta  entre  o  cliente  e  os  coordenadores.   ì  WS3  e  WS4     ì  O  problema  de  projeto  par=u  de  uma  sugestão  da   equipe  coordenadora.  
  26. 26. Discussão  das  análises  |  Construção  do  briefing   ì  WS1   ì  O  briefing  não  ficou  claro  para  toda  equipe   coordenadora,  o  que  refle=u  diretamente  nos   grupos  e  seus  resultados  apresentados.   ì  WS2   ì  Reuniões  para  alinhar  os  obje=vos  entre   coordenadores.     ì  A  solução  encontrada  para  monitorar  o  processo   foi  a  criação  de  um  novo  cronograma.  Detalhou-­‐se   as  entregas  intermediárias  e  finais.    
  27. 27. Discussão  das  análises  |  Construção  do  briefing   ì  WS3  e  WS4   ì  Criado  através  de  reuniões  dos  coordenadores.   ì  Buscaram  registrar  a  contextualização  do  problema   de  forma  sinté=ca  e  expor  os  obje=vos  do  projeto.      Como  o  WS3  teve  o  seu  briefing  bem  construído  e  houve  um    alinhamento  prévio  dos  obje=vos  entre  os  coordenadores,  o    WS4  pôde  ser  u=lizado  como  uma  sequência  do  processo,    fazendo-­‐se  valer  da  riqueza  dos  resultados  ob=dos  no  WS3.    
  28. 28. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing   ì  WS1   ì  Apresentação  em  formato  digital.   ì  Distanciamento  com  a  explicação  do  obje=vo   central  do  projeto.     ì  Muitas  informações  ligadas  a  construção  do   Workshop,  não  explanando  de  forma  explícita  os   obje=vos  que  esse  exercício  deveria  a=ngir.     ì  Par=cipantes  muito  preocupados  na  apresentação   visual  de  seus  projetos,  do  que  nas  entregas.     ì  Apresentação  teve  um  tempo  de  duração  muito   longo.    
  29. 29. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing  ì  WS1  
  30. 30. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing  ì  WS1  
  31. 31. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing  ì  WS1  
  32. 32. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing  ì  WS1  
  33. 33. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing   ì  WS2   ì  Apresentação  foi  feita  de  modo  mais  explica=vo   com  foco  nos  obje=vos.   ì  Apresentação  foi  realizada  em  formato  digital,   porém  com  o  acompanhamento  de  um  material   impresso.  
  34. 34. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing  ì  WS2  
  35. 35. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing  ì  WS2  
  36. 36. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing  ì  WS2  
  37. 37. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing   ì  WS3  e  WS4   ì  Apresentação  de  forma  digital     ì  Distribuição  do  material  impresso  para  todos  os   grupos,  contendo  os  obje=vos  e  um  cronograma   detalhado,  que  facilitava  o  acompanhamento  na   apresentação.   ì  Houve  apresentações  contextuais  e  de  assuntos   específicos  relacionados  aos  obje=vos  do  projeto.   ì  Nessas  apresentações  havia  interação  dos   par=cipantes.  
  38. 38. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing  ì  WS3  e  WS4  
  39. 39. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing  ì  WS3  e  WS4  
  40. 40. Discussão  das  análises  |  Contrabriefing   ì  WS1  e  WS4   ì  Não  houve.   ì  WS2   ì  Reposicionamento  da  metodologia  do  Workshop   ì  Houve  uma  mudança  na  construção  do  briefing  -­‐   alinhamento  dos  obje=vos  e  desenvolvimento  de   um  novo  cronograma.    
  41. 41. Discussão  das  análises  |  Representação  do  briefing  ì  WS2   ì  Diferença  entre  os  cronogramas   WS1 WS2
  42. 42. Discussão  das  análises  |  Contrabriefing  ì  WS3   ì  O  projeto  proposto  reposicionou  o   produto  e  o  negócio  do  cliente.    
  43. 43. Conclusões   ì  Observou-­‐  se  o  funcionamento  dos  processos  dentro  dos   Workshops.     ì  Em  um  nível  acadêmico,  a  educação  deve  atender  em  primeiro   lugar,  depois  deve-­‐se  procurar  resultados.     ì  Workshops  quando  trabalhados  de  forma  acadêmica  podem   acarretar  em  distorções  à  realidade  projetual.     ì  Obje=vo  comum  nos  Workshops  era  gerar  projetos  visando  a   inovação,  por  isso  a  pequena  limitação  dos  problemas.   Observou-­‐se  que  para  isso,  os  processos  deveriam  estar  bem   ajustados.  Caso  contrário,  ocorreriam  riscos  de  se  ter  o  tempo   de  resolução  projetual  adiado,  gerando  insa=sfação  com  os   resultados  apresentados.    
  44. 44. Conclusões   ì  Observou-­‐se  que  há  muitas  dúvidas  quanto  a  construção  do   briefing,  mesmo  que  seja  por  profissionais  experientes.   ì  É  fundamental  que  a  construção  do  briefing  seja  feita  com   uma  maior  quan=dade  de  informações  possíveis.   ì  É  função  do  designer,  como  proje=sta,  estabelecer  uma   hierarquia  e  o  padrão  de  relevância  que  essas  informações   terão  para  o  projeto.     ì  Deve-­‐se  evitar  de  tratar  o  briefing  de  uma  forma  linear   (como  uma  etapa),  pois  faz-­‐se  parte  de  um  processo  cria=vo   maleável.    
  45. 45. Conclusões   ì  Levando  em  consideração  as  inúmeras  variáveis  projetuais,   incluindo-­‐se  nelas  o  gosto  pessoal,  o  briefing  é  visto  como  uma   fonte  norteadora.   ì  A  representação  do  briefing  é  peça  fundamental  para  auxiliar  na   reflexão  sobre  o  problema.     ì  Nas  apresentações  foram  exploradas  desde  os  obje=vos  do   projeto,  até  algumas  referências.  Quando  essas  referências  são   apresentadas,  deve  ficar  estabelecido  que  servem  apenas  de   um  esXmulo  projetual.   ì  Mesmo  que  a  representação  seja  feita  de  forma  digital,   dificilmente  terá  o  mesmo  impacto  que  um  documento   impresso,  assumindo  assim  um  caráter  de  um  “contrato”.  
  46. 46. Conclusões   ì  O  contrabriefing,  como  um  espaço  para  o  reposicionamento   do  problema,  não  foi  observado  com  grande   representa=vidade  nos  projetos  dentro  dos  Workshops.   Acredita-­‐se  na  probabilidade  devido  ao  obje=vo  de  procurar   uma  grande  quan=dade  de  ideias  sem  restrições.   ì  Observou-­‐se  que  as  etapas  se  complementam  e  por  isso   podem  ser  construídas  em  conjunto,  dando  ritmo  ao   projeto,  buscando  melhorar  através  de  reflexões  os  sistemas   processuais  de  projetação.     ì  Os  problemas  comunicacionais,  dentro  dos  instrumentos  de   design  u=lizados,  foi  um  dos  maiores  problemas   diagnos=cados  nos  critérios  analisados.    
  47. 47. ì  Obrigado  

×