A arte no vinilFernando SmithIntroduçãoEu sempre gostei de arte, muitos acreditam que até mesmo antes do primário já temos...
Neste livro eu vou apresentar meus trabalhos no disco de vinil, quando eu comecei adesenvolver estes trabalhos não havia m...
Eu vou falar um pouco sobre meu processo de criação e apresentar alguns trabalhosfeitos por mim.Minha arte no vinilEu come...
Eu não tinha nenhuma técnica, fui resolvendo tudo intuitivamente, trabalhávamos comtinta óleo para tela, nesta época eu ai...
A tinta usada para pintura vai depender de cada artista, eu passei a trabalhar mais com atinta acrílica, porque tem uma se...
Vejamos agora como este gabarito me ajuda na ordem dos números:Este gabarito é recortado contornando a parte branca do pap...
Para finalizar este trabalho você vai precisar dos seguintes materiais:1-Um bastão de silicone.2- Uma pistola de cola quen...
Cole então o algarismo usando o gabarito, e depois de colado todos os números, pegueuma faquinha de ponta e dê uma leve al...
Guarujá 28 maio 2013
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

A arte no vinil

2.135 visualizações

Publicada em

A arte no vinil

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.135
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
4
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A arte no vinil

  1. 1. A arte no vinilFernando SmithIntroduçãoEu sempre gostei de arte, muitos acreditam que até mesmo antes do primário já temosalguma percepção para arte, mesmo quando ainda uma criança de colo, quandoescolhemos as cores e os brinquedos que vamos brincar.Mas nosso contato mais direto é quando estamos sendo alfabetizados e vamos para aescola, nas aulas de educação artística.Nem todos se identificam com arte, mas se gostamos descobrimos muito cedo isto, echega um momento que este sentimento tomar conta de nós, e começa fazer parte danossa maneira de se expressar.E quando começamos a explorar esta linguagem temos a necessidade de explorar todasas possibilidades, o espírito criativo nos faz optar por diversos materiais e no mundo daarte há infinitas possibilidades.
  2. 2. Neste livro eu vou apresentar meus trabalhos no disco de vinil, quando eu comecei adesenvolver estes trabalhos não havia muita informação sobre isto, hoje na internetexistem muitos blogs e sites com trabalhos de diversos artistas.O disco de vinil foi quase que totalmente aposentado pelo CD, e muitas pessoas quetinham grandes coleções praticamente jogaram foram porque sentiram que possuíamum material que ficou ultrapassado e que ocupava muito espaço.O disco de vinil ainda toca, claro ainda há muitos colecionadores e pessoas que curtemas músicas no vinil, mas o que eu quero dizer é:O disco de vinil ainda toca a emoção e sensibilidade das pessoas quando transformadoem um objeto de arte.Então o disco além de um objeto de arte virou também um relógio de parede de muitautilidade.
  3. 3. Eu vou falar um pouco sobre meu processo de criação e apresentar alguns trabalhosfeitos por mim.Minha arte no vinilEu comecei a usar o disco de vinil por volta do ano de 2006 quando iniciei um trabalhocom dependentes químicos dando aulas de arte como de terapia ocupacional,participavam do curso familiares e dependentes químicos.Inicialmente eu ensinava a pintar telhas, então me veio a ideia de explorar o disco devinil, porque era um material fácil de conseguir e de graça, e bem mais leve que a telha.
  4. 4. Eu não tinha nenhuma técnica, fui resolvendo tudo intuitivamente, trabalhávamos comtinta óleo para tela, nesta época eu ainda não tinha habilidade para trabalhar com tintaacrílica, mas em compensação a tinta óleo dava um aspecto fantástico as pinturas.O meu processo para trabalhar com o disco de vinil é o seguinte:Primeiramente eu dou um fundo branco com PVA, isto é essencial para trabalhar com odesenho e para que as cores possam adquirir a tonalidade correta, porque tem muitadiferença aplicar uma cor sobre um fundo negro.Depois de aplicado o fundo branco tem duas possibilidades, trabalhar num desenho ourascunho e para quem não tem habilidade pra desenhar pode usar a técnica do papelvegetal e do carbono.Eu tenho feito algumas pinturas onde eu pinto direto com a tinta no disco semrascunho, mas pra quem não sabe pintar fazer os rascunhos ajuda bastante.
  5. 5. A tinta usada para pintura vai depender de cada artista, eu passei a trabalhar mais com atinta acrílica, porque tem uma secagem bem mais rápida, diferente da tinta óleo, mesmose usando secante de cobalto no óleo de linhaça, técnica chamada de médium.Depois da pintura totalmente seca, e o trabalho finalizado se aplica um verniz, que podeser o cristal ou geral, que vai proteger a pintura de aranhões e vai dar mais fixação apintura.O interessante do disco é que ele já possui um furo perfeito para se colocar omecanismo do relógio, mas você só vai fixar quando colocar os números, colando comcola quente.E para facilitar a colocação dos algarismos arábicos eu criei um gabarito para que elesfiquem no lugar certo, e mantenham uma ordem proporcional.Existem vários tipos de algarismos, alguns preferem romanos, mas isto vai dependermuito da estética do seu trabalho.
  6. 6. Vejamos agora como este gabarito me ajuda na ordem dos números:Este gabarito é recortado contornando a parte branca do papel e deixando um furo nomeio conforme a imagem, então é colocada sobre o disco já pintado e envernizado e naposição que esta sendo exemplificado eu faço a colagem dos números.
  7. 7. Para finalizar este trabalho você vai precisar dos seguintes materiais:1-Um bastão de silicone.2- Uma pistola de cola quente.3- Um alicate pequeno para apertar e fixar a rosca do mecanismo.Além disso, você precisa de um mecanismo quarts completo, não compre um eixomuito curto e é necessário que o mecanismo tenha alça para você poder pendurar naparede depois, veja a imagem.
  8. 8. Cole então o algarismo usando o gabarito, e depois de colado todos os números, pegueuma faquinha de ponta e dê uma leve alargada no furo do disco girando de formacircular para que fique fácil colocar o mecanismo no relógio.Atenção não force a entrada, faça este alargamento caso contrário você pode estragar oseu mecanismo.Depois aperte a rosca de fixação pela parte da frente usando o alicate sempreposicionando a alça para que fique na posição correta atrás.Pronto está finalizado o trabalho de arte no disco de vinil.Outros trabalhos feitos por mim:
  9. 9. Guarujá 28 maio 2013

×