SlideShare uma empresa Scribd logo

Atividade sobre amostragem

Amostra

1 de 3
Baixar para ler offline
1) O que é amostra? Qual sua relação com população? 
As amostras correspondem as parcelas do todo. Costumam ser extraídas e analisadas quando o 
estudo envolve populações finitas com tamanhosconsideráveis, isto é, muito grandes, ou populações 
infinitas, que apresentam elementos que não podem ser contados. A amostra consiste em uma 
maneira de não estudas o conjunto como um todo, mas uma partedele, sem que ocorra a perda das 
características essenciais da população. A amostra deve ser representativa da população. Com base 
nos dados de uma amostra representativa e empregando procedimentosestatísticos apropriados, é 
possível inferir ou generalizar as conclusões obtidas da amostra para a população. 
2) O que significa teoria da amostragem? 
A amostragem consiste no estudo de uma parte douniverso. Inúmeras situações de amostragem do 
dia-a-dia podem ser mencionadas: o fato de folhear revistas para decidir qual comprar o fato de 
experimentar roupas para escolher a preferida, a questão daescolha de lojas para efetuar compras, a 
seleção de um produto de diferentes marcas e outras. 
3) Qual a diferença entre amostras com e sem reposição? 
A amostragem com reposição da população finitaocorre quando o item que foi selecionado volta a 
fazer parte da população. Com isso, percebe-se que cada vez que se analisa a população as chances 
de selecionar um item já selecionado anteriormenteaumentam. Já a amostragem sem reposição da 
população finita ocorre quando o item selecionado não volta a fazer parte da população. Com isso, 
pode-se perceber que, cada vez que se analisa a população, ositens não estudados vão sendo 
reduzidos. 
4) Quantos planos de amostragem propabilística existem? E quais são? 
Existem cinco modelos probalísticos . Eles são: Amostragem aleatória simples, amostragem com e 
sem reposição, amostragem sistemática, amostragem estratificada e amostragem por 
conglomerados. 
5) Qual a diferença entre amostragem propabilística e amostragem não probabilística? 
A amostragem probalística é permitido determinar o número da variabilidade da amostra numa dada 
amostragem aleatória. Com a variabilidade estimada e modelada, é possível calcular o erro 
inferencial; logo, as amostragens são as mais recomendadas. É a amostragem não probalísticas ou 
por julgamento consistem em técnicas amostrais em que não existe a manutenção ou tentativa de 
manutenção da representatividade - que expressa o conceito de seleção na a mostra e na população.
6) O que representam amostras aleatórias? 
A amostragem aleatória, ou amostragem aleatória simples, consiste em uma das principais maneiras 
de extrair uma amostra de qualquer população. Sendo representativa, deve objetivar o cumprimento 
da exigência básica de que cada elemento da população tenha as mesmas chances de ser escolhido 
para fazer parte da amostra. 
7) Dentro do plano de amostragem probabilística, o que significa amostragem sistemática? 
A amostragem sistemática, como o próprio nome revela, consiste em uma escolha sistemática 
( empregando um mesmo procedimento ) dos elementos do universo. Alguns passos da amostragem 
sistemática são parecidos com a s etapas da amostragem aleatória. 
8) o que significa amostra aleatória? 
Uma amostra aleatória é aquela onde todas as unidades amostrais têm probabilidades iguais e 
positivas de serem selecionadas. 
9) Numa grande comunidade, deseja-se fazer uma pesquisa da porcentagem de pessoas que 
contraíram uma doença muito contagiosa. Nesta situação, é preferível a utilização de um 
censo ou amostragem? 
Nesse caso seria preferível a utilização da amostragem, pois o censo tem uma finalização muito 
lenta, e isso poderia comprometer o resultado final, visto que a doença é muito contagiosa. 
10) Um dos sócios de uma empresa automobilística deseja fazer um teste da sua linha, que 
prove a maior flexibilidade da chaparia no momento da batida, assim amenizando os riscos de 
que o carro sofra maior impacto e projeções bruscas. Sabe-se que a inferência estatística 
envolve a formulação de certos julgamentos sobre um todo após examinar uma parte ou 
amostra dele. Então um dos sócios apresenta a seguinte idéia: fazer um censo, já que a 
generalização, neste caso, tem grandes possibilidades de erros. Se você fosse outro acionista, 
concordaria com está idéia? Explique sua decisão. 
Não concordaria, visto que nessa situação de testar o carro em caso de batidas, o censo levaria a 
destruição total do universo analisado. O ideal seria fazer essa verificação através de amostragem. 
11) Suponhamos que desejássemos analisar uma população formada por proprietários de 
automóveis do Estado do Maranhão. Neste caso, seria mais coerente analisar esta população 
como uma amostragem por conglomerados ou uma amostra aleatória simples? Explique sua 
resposta.
Seria mais coerente analisar por amostragem por conglomerados, pois como os elementos estão 
próximos, a coleta torna-se mais rápida e menos custosa, e não seria necessário o uso de listas que 
contém os elementos de toda a população. 
12) Diferencie o censo da amostragem e explique quais as vantagens e desvantagens da 
amostragem. 
A amostragem consiste no estudo de uma parte do universo; O censo envolve um exame de todos os 
componentes de um lado conjunto, sem optar por escolhas ou seleções. 
Vantagens: Mais barato e mais rápido. 
Desvantagens: Implica em generalizações ou inferências. 
13) Um fazendeiro quer testar uma nova técnica de abate dos frangos de suas fazendas. Só que 
o mesmo possui quatro fazendas espalhadas pelo interior do Nordeste. Neste caso, qual seria o 
melhor tipo de amostragem para que o fazendeiro escolhesse a fazenda que seria estudada 
para implantação desta nova técnica? 
Amostragem por conglomerados.

Recomendados

amostragem
amostragemamostragem
amostragemsocram01
 
Estatistica aplicada exercicios resolvidos manual tecnico formando
Estatistica aplicada exercicios resolvidos manual tecnico formandoEstatistica aplicada exercicios resolvidos manual tecnico formando
Estatistica aplicada exercicios resolvidos manual tecnico formandoAntonio Mankumbani Chora
 
Aula de Estatística Básica -Aula 4
Aula de Estatística Básica -Aula  4Aula de Estatística Básica -Aula  4
Aula de Estatística Básica -Aula 4Luiz Martins Souza
 
Tabelas do teste f, 10, 5, 1%
Tabelas do teste f, 10, 5, 1%Tabelas do teste f, 10, 5, 1%
Tabelas do teste f, 10, 5, 1%thiago carnevali
 
Relatorio de plasticidade
Relatorio de plasticidadeRelatorio de plasticidade
Relatorio de plasticidadeRayllane Santos
 

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Estudo dirigido inteiro
Estudo dirigido inteiroEstudo dirigido inteiro
Estudo dirigido inteiroLucas Caetano
 
Economia aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Economia   aula 3 – a elasticidade e suas aplicaçõesEconomia   aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Economia aula 3 – a elasticidade e suas aplicaçõesFelipe Leo
 
Elasticidade e suas aplicações
Elasticidade e suas aplicaçõesElasticidade e suas aplicações
Elasticidade e suas aplicaçõesLuciano Pires
 
Estatística e Probabilidade 8 - Medidas de Assimetria e Boxplot
Estatística e Probabilidade 8 - Medidas de Assimetria e BoxplotEstatística e Probabilidade 8 - Medidas de Assimetria e Boxplot
Estatística e Probabilidade 8 - Medidas de Assimetria e BoxplotRanilson Paiva
 
Tabela de distribuição de frequências para variáveis quantitativas contínuas....
Tabela de distribuição de frequências para variáveis quantitativas contínuas....Tabela de distribuição de frequências para variáveis quantitativas contínuas....
Tabela de distribuição de frequências para variáveis quantitativas contínuas....Alberto Tchivinda
 
Aula 01: Conceitos básicos de Estatística
Aula 01: Conceitos básicos de EstatísticaAula 01: Conceitos básicos de Estatística
Aula 01: Conceitos básicos de EstatísticaJosimar M. Rocha
 
Estatística básica
Estatística básicaEstatística básica
Estatística básicaJose_ferreira
 
Método estatístico
Método estatísticoMétodo estatístico
Método estatísticoPaulo Carioca
 
Unidade i conceitos fundamentais de estatística
Unidade i   conceitos fundamentais de estatísticaUnidade i   conceitos fundamentais de estatística
Unidade i conceitos fundamentais de estatísticaCristiano Martinez
 
Caracterização Física e Classificação dos Solos (ALMEIDA, 2005)
Caracterização Física e Classificação dos Solos (ALMEIDA, 2005)Caracterização Física e Classificação dos Solos (ALMEIDA, 2005)
Caracterização Física e Classificação dos Solos (ALMEIDA, 2005)Arquiteturando
 
Como colocar as referências segundo a abnt
Como colocar as referências segundo a abntComo colocar as referências segundo a abnt
Como colocar as referências segundo a abntitqturma201
 

Mais procurados (20)

Regressão Linear I
Regressão Linear IRegressão Linear I
Regressão Linear I
 
Estudo dirigido inteiro
Estudo dirigido inteiroEstudo dirigido inteiro
Estudo dirigido inteiro
 
Estatística Descritiva
Estatística DescritivaEstatística Descritiva
Estatística Descritiva
 
Economia aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Economia   aula 3 – a elasticidade e suas aplicaçõesEconomia   aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
Economia aula 3 – a elasticidade e suas aplicações
 
Estatística básica
Estatística básicaEstatística básica
Estatística básica
 
Exercio ponto equilibrio
Exercio ponto equilibrioExercio ponto equilibrio
Exercio ponto equilibrio
 
Elasticidade e suas aplicações
Elasticidade e suas aplicaçõesElasticidade e suas aplicações
Elasticidade e suas aplicações
 
Estatistica descritiva
Estatistica descritiva Estatistica descritiva
Estatistica descritiva
 
Aula 30 testes de hipóteses
Aula 30   testes de hipótesesAula 30   testes de hipóteses
Aula 30 testes de hipóteses
 
Estatística e Probabilidade 8 - Medidas de Assimetria e Boxplot
Estatística e Probabilidade 8 - Medidas de Assimetria e BoxplotEstatística e Probabilidade 8 - Medidas de Assimetria e Boxplot
Estatística e Probabilidade 8 - Medidas de Assimetria e Boxplot
 
Tabela de distribuição de frequências para variáveis quantitativas contínuas....
Tabela de distribuição de frequências para variáveis quantitativas contínuas....Tabela de distribuição de frequências para variáveis quantitativas contínuas....
Tabela de distribuição de frequências para variáveis quantitativas contínuas....
 
Aula 01: Conceitos básicos de Estatística
Aula 01: Conceitos básicos de EstatísticaAula 01: Conceitos básicos de Estatística
Aula 01: Conceitos básicos de Estatística
 
Estatística básica
Estatística básicaEstatística básica
Estatística básica
 
Método estatístico
Método estatísticoMétodo estatístico
Método estatístico
 
Relatório viscosidade
Relatório viscosidade Relatório viscosidade
Relatório viscosidade
 
Unidade i conceitos fundamentais de estatística
Unidade i   conceitos fundamentais de estatísticaUnidade i   conceitos fundamentais de estatística
Unidade i conceitos fundamentais de estatística
 
Roteiro aula pratica
Roteiro aula praticaRoteiro aula pratica
Roteiro aula pratica
 
Estatistica resumo
Estatistica   resumoEstatistica   resumo
Estatistica resumo
 
Caracterização Física e Classificação dos Solos (ALMEIDA, 2005)
Caracterização Física e Classificação dos Solos (ALMEIDA, 2005)Caracterização Física e Classificação dos Solos (ALMEIDA, 2005)
Caracterização Física e Classificação dos Solos (ALMEIDA, 2005)
 
Como colocar as referências segundo a abnt
Como colocar as referências segundo a abntComo colocar as referências segundo a abnt
Como colocar as referências segundo a abnt
 

Destaque

Exercicios resolv estatistica
Exercicios resolv estatisticaExercicios resolv estatistica
Exercicios resolv estatisticaJosi2010
 
Bioestatistica basica completa-apresentacao
Bioestatistica basica completa-apresentacaoBioestatistica basica completa-apresentacao
Bioestatistica basica completa-apresentacaoFabiano Reis
 
Sistemas operacionais escalonamento de processos
Sistemas operacionais  escalonamento de processosSistemas operacionais  escalonamento de processos
Sistemas operacionais escalonamento de processosTalles Nascimento Rodrigues
 
Estatística completa
Estatística completaEstatística completa
Estatística completaRonne Seles
 
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014Nina Silva
 
Aula bioestatistica
Aula bioestatisticaAula bioestatistica
Aula bioestatisticaAleNiv
 
Aula1: Introdução á Bioestatística
Aula1: Introdução á BioestatísticaAula1: Introdução á Bioestatística
Aula1: Introdução á Bioestatísticaansansil
 
Slides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaSlides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaRafaelBorges3
 

Destaque (9)

Exercicios resolv estatistica
Exercicios resolv estatisticaExercicios resolv estatistica
Exercicios resolv estatistica
 
Estudo dirigido
Estudo dirigidoEstudo dirigido
Estudo dirigido
 
Bioestatistica basica completa-apresentacao
Bioestatistica basica completa-apresentacaoBioestatistica basica completa-apresentacao
Bioestatistica basica completa-apresentacao
 
Sistemas operacionais escalonamento de processos
Sistemas operacionais  escalonamento de processosSistemas operacionais  escalonamento de processos
Sistemas operacionais escalonamento de processos
 
Estatística completa
Estatística completaEstatística completa
Estatística completa
 
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
Questões de provas e simulados probabilidade e estatística junho 2014
 
Aula bioestatistica
Aula bioestatisticaAula bioestatistica
Aula bioestatistica
 
Aula1: Introdução á Bioestatística
Aula1: Introdução á BioestatísticaAula1: Introdução á Bioestatística
Aula1: Introdução á Bioestatística
 
Slides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmicaSlides para Apresentação acadêmica
Slides para Apresentação acadêmica
 

Semelhante a Atividade sobre amostragem

Amostragem e estimacao
Amostragem e estimacaoAmostragem e estimacao
Amostragem e estimacaoLuciano Alves
 
Aula 2 Teoria Da Amostragem Daniel
Aula 2 Teoria Da Amostragem DanielAula 2 Teoria Da Amostragem Daniel
Aula 2 Teoria Da Amostragem Danielguest8af68839
 
Tecnicas de pesquisa de mercado - Amostragem - Aula 5
Tecnicas de pesquisa de mercado - Amostragem - Aula 5Tecnicas de pesquisa de mercado - Amostragem - Aula 5
Tecnicas de pesquisa de mercado - Amostragem - Aula 5Ueliton da Costa Leonidio
 
Probabilidade e estat+¡stica
Probabilidade e estat+¡sticaProbabilidade e estat+¡stica
Probabilidade e estat+¡sticaRafael Dos Santos
 
Formas de amostragem inspeções
Formas de amostragem inspeçõesFormas de amostragem inspeções
Formas de amostragem inspeçõesPaulo Diniz
 
Formas de amostragem
Formas de amostragemFormas de amostragem
Formas de amostragemPaulo Diniz
 
My arquivo Amostragem_slides alunos.ppt
My arquivo Amostragem_slides alunos.pptMy arquivo Amostragem_slides alunos.ppt
My arquivo Amostragem_slides alunos.pptssuser9f513e
 
Aula Pesquisa Euler Parte IIII
Aula Pesquisa Euler Parte IIIIAula Pesquisa Euler Parte IIII
Aula Pesquisa Euler Parte IIIIEuler Nogueira
 
Aula Amostragem Contábeis
Aula Amostragem ContábeisAula Amostragem Contábeis
Aula Amostragem ContábeisPatriciaBarros20
 
12 qa estatistica - aula 2
12 qa   estatistica - aula 212 qa   estatistica - aula 2
12 qa estatistica - aula 2Otávio Sales
 
Apostila teoria da amostragem
Apostila   teoria da  amostragemApostila   teoria da  amostragem
Apostila teoria da amostragemAroldo Costa
 
Apostila estatística psicologia vol 1 2007
Apostila estatística psicologia vol 1 2007Apostila estatística psicologia vol 1 2007
Apostila estatística psicologia vol 1 2007smpgiacobbo
 
Apostila estatística psicologia vol 1 2007
Apostila estatística psicologia vol 1 2007Apostila estatística psicologia vol 1 2007
Apostila estatística psicologia vol 1 2007smpgiacobbo
 
Princípios da estatística experimental
Princípios da estatística experimental   Princípios da estatística experimental
Princípios da estatística experimental UERGS
 

Semelhante a Atividade sobre amostragem (20)

Amostragem e estimacao
Amostragem e estimacaoAmostragem e estimacao
Amostragem e estimacao
 
Aula 2 Teoria Da Amostragem Daniel
Aula 2 Teoria Da Amostragem DanielAula 2 Teoria Da Amostragem Daniel
Aula 2 Teoria Da Amostragem Daniel
 
Tecnicas de pesquisa de mercado - Amostragem - Aula 5
Tecnicas de pesquisa de mercado - Amostragem - Aula 5Tecnicas de pesquisa de mercado - Amostragem - Aula 5
Tecnicas de pesquisa de mercado - Amostragem - Aula 5
 
Probabilidade e estat+¡stica
Probabilidade e estat+¡sticaProbabilidade e estat+¡stica
Probabilidade e estat+¡stica
 
Formas de amostragem inspeções
Formas de amostragem inspeçõesFormas de amostragem inspeções
Formas de amostragem inspeções
 
Formas de amostragem
Formas de amostragemFormas de amostragem
Formas de amostragem
 
Amostragem
AmostragemAmostragem
Amostragem
 
My arquivo Amostragem_slides alunos.ppt
My arquivo Amostragem_slides alunos.pptMy arquivo Amostragem_slides alunos.ppt
My arquivo Amostragem_slides alunos.ppt
 
Aula Pesquisa Euler Parte IIII
Aula Pesquisa Euler Parte IIIIAula Pesquisa Euler Parte IIII
Aula Pesquisa Euler Parte IIII
 
Amostragem inferencial
Amostragem inferencialAmostragem inferencial
Amostragem inferencial
 
Aula Amostragem Contábeis
Aula Amostragem ContábeisAula Amostragem Contábeis
Aula Amostragem Contábeis
 
referente a estatística
referente a estatísticareferente a estatística
referente a estatística
 
12 qa estatistica - aula 2
12 qa   estatistica - aula 212 qa   estatistica - aula 2
12 qa estatistica - aula 2
 
Apostila teoria da amostragem
Apostila   teoria da  amostragemApostila   teoria da  amostragem
Apostila teoria da amostragem
 
Procedimentos de auditoria amostragem 2016
Procedimentos de auditoria  amostragem 2016Procedimentos de auditoria  amostragem 2016
Procedimentos de auditoria amostragem 2016
 
Cálculo Amostral
Cálculo AmostralCálculo Amostral
Cálculo Amostral
 
Aula - Amostragem.pdf
Aula - Amostragem.pdfAula - Amostragem.pdf
Aula - Amostragem.pdf
 
Apostila estatística psicologia vol 1 2007
Apostila estatística psicologia vol 1 2007Apostila estatística psicologia vol 1 2007
Apostila estatística psicologia vol 1 2007
 
Apostila estatística psicologia vol 1 2007
Apostila estatística psicologia vol 1 2007Apostila estatística psicologia vol 1 2007
Apostila estatística psicologia vol 1 2007
 
Princípios da estatística experimental
Princípios da estatística experimental   Princípios da estatística experimental
Princípios da estatística experimental
 

Último

MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024DL assessoria 30
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Prime Assessoria
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...dl assessoria 8
 
Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...
Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...
Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...Prime Assessoria
 
Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...
Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...
Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...Prime Assessoria
 
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...Prime Assessoria
 
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...Prime Assessoria
 
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...Prime Assessoria
 
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...dl assessoria9
 
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024AaAssessoriadll
 
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...DL assessoria 28
 
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MEDELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MEDJoefersonDelfino2
 
A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...
A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...
A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...Prime Assessoria
 
a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...
a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...
a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...Prime Assessoria
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024DL assessoria 29
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.Prime Assessoria
 
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...AgnesVitoriano
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024DL assessoria 31
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...DlAssessoriaacadmica2
 
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...dl assessoria 8
 

Último (20)

MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
MAPA - BEDU - ATIVIDADE FÍSICA E QUALIDADE DE VIDA - 51/2024
 
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
Com base na figura exposta abaixo, Explique o modelo de determinação social d...
 
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
No âmbito do Direito, a interpretação das normas é essencial para sua aplicaç...
 
Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...
Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...
Na manipulação dos microrganismos, deve-se classificá-los para detectar a qua...
 
Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...
Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...
Frente ao excerto acima, explique como o cianeto, um inibidor da cadeia trans...
 
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
1) Explique o caminho percorrido pelo espermatozoide dentro do trato reprodut...
 
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
DISCORRA sobre os quatro níveis de biossegurança e apresente as barreiras pri...
 
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
f) No caso clínico relatado nesta atividade, o paciente apresentou atrofia mu...
 
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
Presente nas discussões de quase todas as áreas das atividades humanas, a Bio...
 
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
MAPA - ENF - FUNDAMENTOS BÁSICOS DA PRÁTICA ASSISTENCIAL - 51/2024
 
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
Um empreendedor está considerando a compra de duas propriedades no interior d...
 
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MEDELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
ELETIVA II.pptxSEGUNDO ANO DO ENSINO MED
 
A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...
A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...
A fisioterapia, uma profissão originada em meio a uma crise de saúde global, ...
 
a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...
a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...
a) Cite e Explique os princípios doutrinários/éticos e organizacionais que re...
 
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
ATIVIDADE 1 - GESTÃO INTEGRADA DA QUALIDADE ( QSSMA) - 51/2024
 
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
A) DESCREVA no mínimo três pontos-base do princípio da cromatografia gasosa.
 
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
EDITAL DE CHAMAMENTO PÚBLICO Nº 05-2024 - 17º SALÃO DO ARTESANATO - RAÍZES BR...
 
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
MAPA - TEORIAS DA ADMINISTRAÇÃO - 51/2024
 
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
Quando iniciamos os estudos sobre a história da Educação de Jovens e Adultos,...
 
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
Em 26 de janeiro de 2024, a Agência Petrobras fez o seguinte comunicado: Petr...
 

Atividade sobre amostragem

  • 1. 1) O que é amostra? Qual sua relação com população? As amostras correspondem as parcelas do todo. Costumam ser extraídas e analisadas quando o estudo envolve populações finitas com tamanhosconsideráveis, isto é, muito grandes, ou populações infinitas, que apresentam elementos que não podem ser contados. A amostra consiste em uma maneira de não estudas o conjunto como um todo, mas uma partedele, sem que ocorra a perda das características essenciais da população. A amostra deve ser representativa da população. Com base nos dados de uma amostra representativa e empregando procedimentosestatísticos apropriados, é possível inferir ou generalizar as conclusões obtidas da amostra para a população. 2) O que significa teoria da amostragem? A amostragem consiste no estudo de uma parte douniverso. Inúmeras situações de amostragem do dia-a-dia podem ser mencionadas: o fato de folhear revistas para decidir qual comprar o fato de experimentar roupas para escolher a preferida, a questão daescolha de lojas para efetuar compras, a seleção de um produto de diferentes marcas e outras. 3) Qual a diferença entre amostras com e sem reposição? A amostragem com reposição da população finitaocorre quando o item que foi selecionado volta a fazer parte da população. Com isso, percebe-se que cada vez que se analisa a população as chances de selecionar um item já selecionado anteriormenteaumentam. Já a amostragem sem reposição da população finita ocorre quando o item selecionado não volta a fazer parte da população. Com isso, pode-se perceber que, cada vez que se analisa a população, ositens não estudados vão sendo reduzidos. 4) Quantos planos de amostragem propabilística existem? E quais são? Existem cinco modelos probalísticos . Eles são: Amostragem aleatória simples, amostragem com e sem reposição, amostragem sistemática, amostragem estratificada e amostragem por conglomerados. 5) Qual a diferença entre amostragem propabilística e amostragem não probabilística? A amostragem probalística é permitido determinar o número da variabilidade da amostra numa dada amostragem aleatória. Com a variabilidade estimada e modelada, é possível calcular o erro inferencial; logo, as amostragens são as mais recomendadas. É a amostragem não probalísticas ou por julgamento consistem em técnicas amostrais em que não existe a manutenção ou tentativa de manutenção da representatividade - que expressa o conceito de seleção na a mostra e na população.
  • 2. 6) O que representam amostras aleatórias? A amostragem aleatória, ou amostragem aleatória simples, consiste em uma das principais maneiras de extrair uma amostra de qualquer população. Sendo representativa, deve objetivar o cumprimento da exigência básica de que cada elemento da população tenha as mesmas chances de ser escolhido para fazer parte da amostra. 7) Dentro do plano de amostragem probabilística, o que significa amostragem sistemática? A amostragem sistemática, como o próprio nome revela, consiste em uma escolha sistemática ( empregando um mesmo procedimento ) dos elementos do universo. Alguns passos da amostragem sistemática são parecidos com a s etapas da amostragem aleatória. 8) o que significa amostra aleatória? Uma amostra aleatória é aquela onde todas as unidades amostrais têm probabilidades iguais e positivas de serem selecionadas. 9) Numa grande comunidade, deseja-se fazer uma pesquisa da porcentagem de pessoas que contraíram uma doença muito contagiosa. Nesta situação, é preferível a utilização de um censo ou amostragem? Nesse caso seria preferível a utilização da amostragem, pois o censo tem uma finalização muito lenta, e isso poderia comprometer o resultado final, visto que a doença é muito contagiosa. 10) Um dos sócios de uma empresa automobilística deseja fazer um teste da sua linha, que prove a maior flexibilidade da chaparia no momento da batida, assim amenizando os riscos de que o carro sofra maior impacto e projeções bruscas. Sabe-se que a inferência estatística envolve a formulação de certos julgamentos sobre um todo após examinar uma parte ou amostra dele. Então um dos sócios apresenta a seguinte idéia: fazer um censo, já que a generalização, neste caso, tem grandes possibilidades de erros. Se você fosse outro acionista, concordaria com está idéia? Explique sua decisão. Não concordaria, visto que nessa situação de testar o carro em caso de batidas, o censo levaria a destruição total do universo analisado. O ideal seria fazer essa verificação através de amostragem. 11) Suponhamos que desejássemos analisar uma população formada por proprietários de automóveis do Estado do Maranhão. Neste caso, seria mais coerente analisar esta população como uma amostragem por conglomerados ou uma amostra aleatória simples? Explique sua resposta.
  • 3. Seria mais coerente analisar por amostragem por conglomerados, pois como os elementos estão próximos, a coleta torna-se mais rápida e menos custosa, e não seria necessário o uso de listas que contém os elementos de toda a população. 12) Diferencie o censo da amostragem e explique quais as vantagens e desvantagens da amostragem. A amostragem consiste no estudo de uma parte do universo; O censo envolve um exame de todos os componentes de um lado conjunto, sem optar por escolhas ou seleções. Vantagens: Mais barato e mais rápido. Desvantagens: Implica em generalizações ou inferências. 13) Um fazendeiro quer testar uma nova técnica de abate dos frangos de suas fazendas. Só que o mesmo possui quatro fazendas espalhadas pelo interior do Nordeste. Neste caso, qual seria o melhor tipo de amostragem para que o fazendeiro escolhesse a fazenda que seria estudada para implantação desta nova técnica? Amostragem por conglomerados.