Dicas para Inclusão de uma    Proposta no Siconv
Fernanda lyralyra.consultoria@gmail.com35 88689858 – Oi35 91949898 – TimDiretora Executiva da LyraConsultoriaPalestrante e...
   Pesquisa os valores previstos para o    programa como um todo
   Pesquisa os valores previstos por localidade,    município ou Estado.
   Informa quais os órgãos que estão previstos    recursos, dotações próprias.
   Informa quem é o responsável pela transferência    dos recursos, as unidades orçamentárias estão    subordinadas a um ...
   Detalha a informação do recurso previsto.
Categoria EconômicaGrupo de Natureza de Despesa  Modalidade de Aplicação    Elemento de Despesa  Subelemento de Despesa
Finalidade principal: dar indicações sobre oefeito que o gasto público tem sobre aeconomia como um todo.É constituída por ...
Finalidade principal: demonstrar as despesaspor grupos de elementos e por subcategoriasEconômicas.  1. Pessoal e Encargos...
   30. Transferências a Estados e ao Distrito Federal   40. Transferências a Municípios   50. Transferências a Institui...
Finalidade principal: propiciar o controlecontábil através da classificação do objetoimediato da despesa.
   01 - Aposentadorias e Reformas   03 – Pensões   04 - Contratação por Tempo Determinado   05 - Outros Benefícios Pre...
   16 - Outras Despesas Variáveis - Pessoal Civil   17 - Outras Despesas Variáveis - Pessoal Militar   18 - Auxílio Fin...
33   90   14   14 - diaria33   90   30   99 - Mat. Consumo33   90   33   99 - deslocamento33   90   36   99 - pessoa físic...
44 90 51 99 - obras e instalações44 90 52 99 - material permanente
Proposta X Plano de trabalho    Memória de Cálculo
Qual a diferença entre Proposta e Plano de       Trabalho?
Art. 19 - PI 507/2011 É um pré-cadastro no sistema alimentando os seguintes itens:
   Descrição do objeto a ser executado.   Justificativa contendo a caracterização dos    interesses recíprocos, a relaçã...
Art. 25 - PI 507/2011 É o cadastro completo das informações do projeto.
   Justificativa para a celebração do instrumento;   Descrição completa do objeto a ser executado;   Descrição das meta...
O que diz a Portaria Interministerial?
   Art. 26 O Plano de Trabalho será analisado quanto à sua    viabilidade e adequação aos objetivos do programa e, no cas...
O que é Projeto?
Uma      organização    transitória, quecompreende uma seqüência de atividadesdirigidas à geração de um produto ouserviço ...
O que é necessário para se ter um bom Projeto a ser apresentado ao Governo                Federal?
É a razão de um projeto. Ela deve conter “acaracterização dos interesses recíprocos quejustificam o convênio, a relação en...
É um produto ou serviço que estarádisponível quando o projeto estiverconcluído.
A partir da justificativa apresentada, definir comclareza o que se pretende alcançar com oprojeto de maneira que os objeti...
Conjunto de ações concretas ou/e eventosColetivamente(grupo de objetivos)Contribuem para alcançar o objetivo geralFases ou...
Todo projeto tem um prazo para ser realizado. Ocronograma expressa a compatibilização dasatividades propostas com o tempo ...
Parcela quantificável do objeto descrita no planode trabalhoEstabelecem, quantitativamente, os efeitosesperados em um temp...
Divisão existente na execução de uma meta
Recursos humanos Recursos materiaisRecursos financeiros
É uma planilha contendo informaçõespormenorizadas à respeito das etapasou fases como:
 Código de natureza de despesa Especificações Unidade de medida Valor unitário Quantidade utilizada Valor Total Par...
Estimativa dos recursos financeiros,discriminando o repasse a ser realizadopelo concedente e a contrapartidaprevista para ...
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Dicas para inclusão de propostas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Dicas para inclusão de propostas

555 visualizações

Publicada em

Aula 02 - Dicas Para Inclusão de Propostas

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
555
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
26
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Dicas para inclusão de propostas

  1. 1. Dicas para Inclusão de uma Proposta no Siconv
  2. 2. Fernanda lyralyra.consultoria@gmail.com35 88689858 – Oi35 91949898 – TimDiretora Executiva da LyraConsultoriaPalestrante e Consultora
  3. 3.  Pesquisa os valores previstos para o programa como um todo
  4. 4.  Pesquisa os valores previstos por localidade, município ou Estado.
  5. 5.  Informa quais os órgãos que estão previstos recursos, dotações próprias.
  6. 6.  Informa quem é o responsável pela transferência dos recursos, as unidades orçamentárias estão subordinadas a um órgão.
  7. 7.  Detalha a informação do recurso previsto.
  8. 8. Categoria EconômicaGrupo de Natureza de Despesa Modalidade de Aplicação Elemento de Despesa Subelemento de Despesa
  9. 9. Finalidade principal: dar indicações sobre oefeito que o gasto público tem sobre aeconomia como um todo.É constituída por duas categorias: 3. Despesas Correntes 4. Despesas de Capital
  10. 10. Finalidade principal: demonstrar as despesaspor grupos de elementos e por subcategoriasEconômicas.  1. Pessoal e Encargos Sociais  2. Juros e Encargos da Dívida  3. Outras Despesas Correntes  4. Investimentos  5. Inversões Financeiras  6. Amortização da Dívida
  11. 11.  30. Transferências a Estados e ao Distrito Federal 40. Transferências a Municípios 50. Transferências a Instituições Privadas sem Fins Lucrativos 60. Transferências a Instituições Privadas com Fins Lucrativos 70. Transferências a Instituições Multigovernamentais Nacionais 71. Consórcios Públicos 80. Transferências ao Exterior 90. Aplicações Diretas 91. Aplicação Direta decorrente de operação entre órgãos, fundos e entidades integrantes dos orçamentos fiscal e da seguridade social. 99. A Definir
  12. 12. Finalidade principal: propiciar o controlecontábil através da classificação do objetoimediato da despesa.
  13. 13.  01 - Aposentadorias e Reformas 03 – Pensões 04 - Contratação por Tempo Determinado 05 - Outros Benefícios Previdenciários 06 - Benefício Mensal ao Deficiente e ao Idoso 07 - Contribuição a Entidades Fechadas de Previdência 08 - Outros Benefícios Assistenciais 09 - Salário-Família 10 - Outros Benefícios de Natureza Social 11 - Vencimentos e Vantagens Fixas – Pessoal Civil 12 - Vencimentos e Vantagens Fixas - Pessoal Militar 13 - Obrigações Patronais 14 - Diárias – Civil 15 - Diárias - Militar
  14. 14.  16 - Outras Despesas Variáveis - Pessoal Civil 17 - Outras Despesas Variáveis - Pessoal Militar 18 - Auxílio Financeiro a Estudantes 19 - Auxílio-Fardamento 20 - Auxílio Financeiro a Pesquisadores 21 - Juros sobre a Dívida por Contrato 22 - Outros Encargos sobre a Dívida por Contrato 23 - Juros, Deságios e Descontos da Dívida Mobiliária 24 - Outros Encargos sobre a Dívida Mobiliária 30 - Material de Consumo 34 - Outras Despesas de Pessoal decorrentes de Contratos de Terceirização 35 - Serviços de Consultoria 36 - Outros Serviços de Terceiros - Pessoa Física 37 - Locação de Mão-de-Obra 38 - Arrendamento Mercantil 39 - Outros Serviços de Terceiros - Pessoa Jurídica 99 – A Classificar
  15. 15. 33 90 14 14 - diaria33 90 30 99 - Mat. Consumo33 90 33 99 - deslocamento33 90 36 99 - pessoa física33 90 39 99 - pessoa jurídica33 90 47 18 - obrigações prev.
  16. 16. 44 90 51 99 - obras e instalações44 90 52 99 - material permanente
  17. 17. Proposta X Plano de trabalho Memória de Cálculo
  18. 18. Qual a diferença entre Proposta e Plano de Trabalho?
  19. 19. Art. 19 - PI 507/2011 É um pré-cadastro no sistema alimentando os seguintes itens:
  20. 20.  Descrição do objeto a ser executado. Justificativa contendo a caracterização dos interesses recíprocos, a relação entre a proposta apresentada e os objetivos e diretrizes do programa federal e a indicação do público alvo, do problema a ser resolvido e dos resultados esperados; Estimativa de custos (repasse e contrapartida). Prazo de Execução. Informações Relativas à capacidade técnica e gerencial do proponente para execução do objeto.
  21. 21. Art. 25 - PI 507/2011 É o cadastro completo das informações do projeto.
  22. 22.  Justificativa para a celebração do instrumento; Descrição completa do objeto a ser executado; Descrição das metas a serem atingidas; Definição das etapas ou fases da execução; Cronograma de execução do objeto e cronograma de desembolso; e Plano de aplicação dos recursos a serem desembolsados pelo concedente e da contrapartida financeira do proponente, se for o caso.
  23. 23. O que diz a Portaria Interministerial?
  24. 24.  Art. 26 O Plano de Trabalho será analisado quanto à sua viabilidade e adequação aos objetivos do programa e, no caso das entidades privadas sem fins lucrativos, será avaliada sua qualificação técnica e capacidade operacional para gestão do instrumento, de acordo com critérios estabelecidos pelo órgão ou entidade repassador de recursos. § 1º Será comunicada ao proponente qualquer irregularidade ou imprecisão constatadas no Plano de Trabalho, que deverá ser sanada no prazo estabelecido pelo concedente ou contratante. § 2º A ausência da manifestação do proponente no prazo estipulado implicará a desistência no prosseguimento do processo. § 3º Os ajustes realizados durante a execução do objeto integrarão o Plano de Trabalho, desde que submetidos e aprovados previamente pela autoridade competente.
  25. 25. O que é Projeto?
  26. 26. Uma organização transitória, quecompreende uma seqüência de atividadesdirigidas à geração de um produto ouserviço singular em um tempo dado.
  27. 27. O que é necessário para se ter um bom Projeto a ser apresentado ao Governo Federal?
  28. 28. É a razão de um projeto. Ela deve conter “acaracterização dos interesses recíprocos quejustificam o convênio, a relação entre a propostaapresentada e os objetivos e diretrizes doprograma federal e a indicação do público alvo,do problema a ser resolvido, ou oportunidade ase aproveitada, e dos resultados esperados”.
  29. 29. É um produto ou serviço que estarádisponível quando o projeto estiverconcluído.
  30. 30. A partir da justificativa apresentada, definir comclareza o que se pretende alcançar com oprojeto de maneira que os objetivos específicossejam quantificados em metas, produtos eresultados esperados.
  31. 31. Conjunto de ações concretas ou/e eventosColetivamente(grupo de objetivos)Contribuem para alcançar o objetivo geralFases ou etapas do objetivo geralDetalhamento do objetivo geralProdutos intermediáriosEm pequenos projetos basta caracterização doobjetivo geral.
  32. 32. Todo projeto tem um prazo para ser realizado. Ocronograma expressa a compatibilização dasatividades propostas com o tempo previsto paraa realização do projeto como um todo. Este podeser subdividido em grandes etapas, tais como:planejamento, execução e divulgação. Ocronograma permite aos autores avaliaremcontinuamente o andamento do projeto e adisponibilidade de tempo ainda existente.(Goldim,2001)
  33. 33. Parcela quantificável do objeto descrita no planode trabalhoEstabelecem, quantitativamente, os efeitosesperados em um tempo determinadoQuantificação dos objetivos específicos
  34. 34. Divisão existente na execução de uma meta
  35. 35. Recursos humanos Recursos materiaisRecursos financeiros
  36. 36. É uma planilha contendo informaçõespormenorizadas à respeito das etapasou fases como:
  37. 37.  Código de natureza de despesa Especificações Unidade de medida Valor unitário Quantidade utilizada Valor Total Participação do Proponente Participação do Concedente
  38. 38. Estimativa dos recursos financeiros,discriminando o repasse a ser realizadopelo concedente e a contrapartidaprevista para o proponente, especificandoo valor de cada parcela e do montante detodos os recursos, na forma estabelecidaem Lei.

×