Mobile Learning & Educational Apps

639 visualizações

Publicada em

Mobile Learning & Educational Apps

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
639
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
348
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
8
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mobile Learning & Educational Apps

  1. 1. Fernanda Ledesma fernanda.ledesma@anpri.pt Lisboa, 15 de junho de 2016 Edutaitment Buongiorno Portugal
  2. 2. O O Competências digitais são transversais aos diversos setores de atividade e a quase todas as atividades (90% dos postos de trabalho exigem conhecimentos nesta área). Agenda Digital para a Europa IndústriaSaúde ConstruçãoCiênciaComunicação social Educação Bancos Transportes Scaffolding
  3. 3. O O Mobile learning (Mlearning)é uma das derivações da educação a distância ou e-Learning. O conceito mobile learning pode ser traduzido para português por APRENDIZAGEM MÓVEL ou entendido como integração das tecnologias móveis em contexto educativo. Mobilidade da tecnologia. O que é o mobile learning
  4. 4. O O A ubiquidade das tecnologias móveis, sem fios na vida pessoal e social, tem vindo a alterar significativamente os ritmos diários e hábitos de vida. http://www.buzzfeed.com/daves4/pictures- that-prove-society-is-doomed
  5. 5. O O Perante esta realidade, é inevitável que nos questionemos sobre o impacto que estes equipamentos têm nas escolas
  6. 6. O O Estamos perante uma área em desenvolvimento, por isso, geradora de dicotomias, como por exemplo: Deveremos proibir ou integrar tecnologias móveis em contexto educativo? Serão apenas uma moda ou vieram para ficar? São geradoras de ruído ou acrescentam algo de novo ao processo de ensino e aprendizagem?
  7. 7. O O O QUE DIZEM OS RELATÓRIOS E ESTUDOS INTERNACIONAIS Objetivos de aprendizagem relacionados com as TIC presentes em documentos orientadores, definidos a nível central, para o ensino básico e secundário 2009/2010 - Fonte: Eurydice 7 países Todos os ciclos Dinamarca Irlanda Espanha Letónia Polónia Eslováquia e Escócia
  8. 8. Não encontrei dados atualizados no Eurydice sobre a introdução de orientações centrais (ME) nesta área O O Em Portugal, já existem vários projetos centrados na introdução dos dispositivos móveis na sala de aula.
  9. 9. O O O grupo TIC da Comissão Europeia divulgou que, atualmente, os alunos estão, não só a usar computadores, mas também a aceder a outras tecnologias móveis, tais como os dispositivos multimédia e os telemóveis com acesso à Internet
  10. 10. O O
  11. 11. O O que se adaptam a todos os dispositivos
  12. 12. O O Úteis em contexto educativo Desafio à criatividade Relacionadas com os conteúdos
  13. 13. O O (UE)sugere que as mesmas medidas de segurança, seguidas para a utilização da Internet, se tornam importantes para o uso de telemóveis (proteção de dados pessoais, evitar conteúdos prejudiciais, proteção do consumidor, vicio ao jogo etc. a grande maioria (80%) das pessoas que acedem à Internet , deverão passar a fazê-lo partir de dispositivos móveis. Os dispositivos móveis capazes de aceder à internet superarão os computadores nos próximo anos No Japão, mais de 75% dos utilizadores de Internet já usam o telemóvel como a sua primeira escolha para o acesso
  14. 14. O O http://adrenaline.uol.com.br/2015/05/05/34264/pesquisas-pelo-google-em-dispositivos-moveis- ultrapassam-pela-primeira-vez-as-feitas-no-pc Horizon Report (2011) Refere que … até 2015
  15. 15. O O
  16. 16. O O
  17. 17. O O Começa a falar-se de “LITERACIA MÓVEL” no sentido da necessidade de desenvolvimento de competências de “etiqueta” móvel, bem como de gestão da ubiquidade e das potencialidades dos equipamentos digitais portáteis (Shuler, 2009).
  18. 18. O O
  19. 19. O O As limitações de armazenamento Recursos a aplicações na nuvem Fonte: http://www.schrockguide.net/bloomin-apps.html
  20. 20. O O
  21. 21. O O http://letrasnaosaotretas.blogspot.pt/p/podcasts.html • Tertúlia de Poesia • Turmas de 8º ano • podcats
  22. 22. O O http://www.youtube.com/watch?v=f9DU9n14XjQ#at =90 http://nospassosdemagalhaes.pbworks.com/w/page/63491079/FrontPage • 1 livro • 2 turmas de 10º ano • 1 wiki colaborativa • Prezi e Google Earth
  23. 23. O O
  24. 24. O O
  25. 25. O O A maior parte das tecnologias torna-se obsoleta antes de estar plenamente integrada. Admitimos a possibilidade de substituição do caderno, por exemplo, pelo tablet As baterias já oferecem autonomia suficiente para dispensar a necessidade de uma tomada em cada secretária A portabilidade permite acompanhar o aluno em praticamente todos os lugares A interface é suficientemente prática e amigável, sem o estorvo de ratos e teclados
  26. 26. O O • Programação  Programar como instrumento para aprender a ser sistemático na resolução de problemas.  Interface gráfico, Apps… • As Redes  Aplicações distribuídas, a cloud…  Internet da coisas  Diminuir o tamanho vs aumentar a mobilidade  Estarão dentro das "coisas" recolhendo dados, tomando decisões e comunicando.
  27. 27. O O
  28. 28. O O Fernanda Ledesma Professora de Informática Presidente da Direção da ANPRI Diretora do Centro de Formação Membro do Conselho Científico do IAVE Formadora Acreditada em Didática de Informática Coautora de manuais escolares da ASA Edições http://www.anpri.pt/ info@anpri.pt 912496336
  29. 29. O O Drotner, K. (2008). Leisure Is Hard Work: Digital Practices and Future Competencies. In David Buckingham (Ed.), Youth, Identity, and Digital Media (pp. 167–184). Cambridge, MA: The MIT Press. Eurydice (2011). Números chave sobre a aprendizagem e a inovação através das TIC nas escolas da Europa. Agência de Execução relativa à Educação, ao Audiovisual e à Cultura. http://www.gepe.min- edu.pt/np4/?newsId=643&fileName=Numeros_Chave_TIC.pdf, acedido em 3 de Março de 2013. Horizon Report (2011). Time-to-Adoption Horizon: One Year or Less. http://wp.nmc.org/horizon2011/sections/mobiles/ acedido em 20 de março de 2013 Shuler, C. (2009). Pockets of Potential: Using Mobile Technologies to Promote Children’s Learning. New York: The Joan Ganz Cooney Center at Sesame Workshop.

×