3
Projetos
Fernanda Ledesma
3
Projetos
Formação
3
Projetos
P
Pedagogical
Knowledge
C
Content
Knowledge
T
Technological
Knowledge
@
o investigador está onde os acontecimentos
ocorrem naturalmente (observador
participante)
O investigador recolhe
diretamen...
O Investigador tem de responder três perguntas:
o quê ? Quem? Como?
Escola Básica Montalvão
AGRUPAMENTOS
ESCOLAS
Escola Básica Montebelo
Agrupamento de Escolas Luísa Todi
Agrupamento de Esco...
TURMAS
3º ANO
SALAS/ESPAÇOS
Biblioteca/ Disposição Informal
Grupos
Sala de Aula/ Disposição Formal
Filas
TABLETS
ROUTER E ACESSO
À INTERNET
ALUNOS
PROFESSORA
TÉCNICA
ALUNOS
PROFESSORA
TÉCNICA
O observador tem algumas categorias de observação
elaboradas, mas está aberto a formação de novas
categorias decorrentes d...
Leitura e
avaliação
Pesquisa
Leitura em
voz alta e
exploração
do texto
Leitura
individual
em silêncio
Realização
da avaliação
Tempo limite
Pesquisa
Orientada
Realização de
uma ficha
impressa em
papel
Leitura em
voz alta e
exploração
do texto em
voz alta na
turma
Pontos
Fortes
Bom equipamento
Boa ligação à
internet
Acompanhamento
Técnico no momento
Pontos
Fracos
Classflow não ser
mul...
Todas as atividades propostas
eram para o aluno realizar
individualmente, exceto a
exploração em voz alta do texto,
em tur...
Pontos
Fortes
Sem a formação não
conseguiriam realizar as
aulas desta forma
(incidência no ClassFlow)
Principalmente as
at...
A avaliação neste suporte teve impacto
“Nas atividades de
avaliação
demoravam muito
tempo, então
adicionei o limite
de tem...
A maioria dos alunos referiu ter tablet em casa
Não é conclusivo que os alunos, destas turmas, gostem mais das aulas
com t...
“Tem luz”
“Cansa menos os dedos”
“escrevo mais rápido no papel”
Confronto com os erros
“às vezes na internet a informação
...
• Resolução de problemas;
• Comunicação;
• Trabalho em equipa;
• Desenvolvimento de competências técnicas
(programação);
•...
http://www.sossenior.pt/
Arduino
e
robotica
robotica
+ soluções
+diversidade
+potencialidades
Vídeo
Agrupamento
D. Dinis
1º ciclo
O Arduino pode ler
sensores, controlar
atuadores (motor,
lâmpada e etc.),
processar informação
e desta forma controlar
dis...
Diminuir o tamanho
vs aumentar a
mobilidade
Os dispositivos
estarão dentro
das "coisas"
recolhendo
dados, tomando
decisões...
Vídeo
HoverCraft AEAC Barreiro
Fernanda Ledesma
Fernanda.ledesma@anpri.pt
http://www.anpri.pt/ info@anpri.pt 912496336
3 Projetos na ANPRI, Rumo à Internet das Coisas
3 Projetos na ANPRI, Rumo à Internet das Coisas
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

3 Projetos na ANPRI, Rumo à Internet das Coisas

691 visualizações

Publicada em

3 Projetos na ANPRI, Rumo à Internet das Coisas
Dispositovos móveis na sala de aula, Apps e Arduino

Publicada em: Educação
0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
691
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

3 Projetos na ANPRI, Rumo à Internet das Coisas

  1. 1. 3 Projetos Fernanda Ledesma
  2. 2. 3 Projetos Formação
  3. 3. 3 Projetos P Pedagogical Knowledge C Content Knowledge T Technological Knowledge
  4. 4. @
  5. 5. o investigador está onde os acontecimentos ocorrem naturalmente (observador participante) O investigador recolhe diretamente as informações
  6. 6. O Investigador tem de responder três perguntas: o quê ? Quem? Como?
  7. 7. Escola Básica Montalvão AGRUPAMENTOS ESCOLAS Escola Básica Montebelo Agrupamento de Escolas Luísa Todi Agrupamento de Escolas Barbosa du Bocage
  8. 8. TURMAS 3º ANO SALAS/ESPAÇOS Biblioteca/ Disposição Informal Grupos Sala de Aula/ Disposição Formal Filas
  9. 9. TABLETS ROUTER E ACESSO À INTERNET
  10. 10. ALUNOS PROFESSORA TÉCNICA ALUNOS PROFESSORA TÉCNICA
  11. 11. O observador tem algumas categorias de observação elaboradas, mas está aberto a formação de novas categorias decorrentes da observação SEMI- ESTRUTURADA Entrevista semi- estruturada: Alunos e Professores Recolha Documental Método de recolha de dados qualitativo Define alguns indicadores e pode construir as grelhas de observação
  12. 12. Leitura e avaliação Pesquisa Leitura em voz alta e exploração do texto
  13. 13. Leitura individual em silêncio Realização da avaliação Tempo limite
  14. 14. Pesquisa Orientada Realização de uma ficha impressa em papel
  15. 15. Leitura em voz alta e exploração do texto em voz alta na turma
  16. 16. Pontos Fortes Bom equipamento Boa ligação à internet Acompanhamento Técnico no momento Pontos Fracos Classflow não ser multitarefa Mesmo com apoio a tecnologia falha
  17. 17. Todas as atividades propostas eram para o aluno realizar individualmente, exceto a exploração em voz alta do texto, em turma. A atividade pode ser realizada sem recurso à tecnologia.
  18. 18. Pontos Fortes Sem a formação não conseguiriam realizar as aulas desta forma (incidência no ClassFlow) Principalmente as atividades de avaliação Controle do tempo dos momentos de avaliação Pontos Fracos Muito tempo para preparar os recursos/aulas Diferentes níveis de domínio das tecnologias Preparação para os imprevistos da tecnologia
  19. 19. A avaliação neste suporte teve impacto “Nas atividades de avaliação demoravam muito tempo, então adicionei o limite de tempo, para evitar a dispersão e todos concluem antes do tempo” “Implementar a avaliação com o classflow torna-a mais rigorosa, pois identifica falhas como o(.) ponto final, maiúsculas e outros pormenores, que sendo o professor a corrigir, deixaria passar e o classflow obriga-os a rever, pois assina-la errado. Por isso, têm mais cuidado e nota-se que melhoram essas falhas” “O nosso tablet sabe o tempo”
  20. 20. A maioria dos alunos referiu ter tablet em casa Não é conclusivo que os alunos, destas turmas, gostem mais das aulas com tablet Questão: Têm tablet em casa Questão: Preferência entre as aulas tradicionais Vs Tablet Tablet Igual “normal”
  21. 21. “Tem luz” “Cansa menos os dedos” “escrevo mais rápido no papel” Confronto com os erros “às vezes na internet a informação está errada” “posso exercitar os dedos” Embora prefiram as aulas com os tablet, mas reconhecem que demoram mais a digitar os textos do que quando os escrevem à mão. “ando muito tempo à procura das letras”
  22. 22. • Resolução de problemas; • Comunicação; • Trabalho em equipa; • Desenvolvimento de competências técnicas (programação); • Autoconfiança. Fazer equipa Discutir Ideias Estudo de mercado Construir as Apps Marketing Vídeo Resumo Final
  23. 23. http://www.sossenior.pt/
  24. 24. Arduino e robotica
  25. 25. robotica + soluções +diversidade +potencialidades Vídeo Agrupamento D. Dinis 1º ciclo
  26. 26. O Arduino pode ler sensores, controlar atuadores (motor, lâmpada e etc.), processar informação e desta forma controlar dispositivos ou o ambiente da forma que quisermos, bastando para isso programá-lo através do computador. arduino Vídeo Ws Scratch e Arduino
  27. 27. Diminuir o tamanho vs aumentar a mobilidade Os dispositivos estarão dentro das "coisas" recolhendo dados, tomando decisões e comunicando. Internet das coisas Programação Apps Mobilidade Comunicação Dispositivos
  28. 28. Vídeo HoverCraft AEAC Barreiro
  29. 29. Fernanda Ledesma Fernanda.ledesma@anpri.pt http://www.anpri.pt/ info@anpri.pt 912496336

×