Mozart

380 visualizações

Publicada em

Vida e obras de Mozart, um resumo

Publicada em: Diversão e humor
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
380
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
9
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mozart

  1. 1. Wolfgang Amadeus Mozart
  2. 2. Mitos
  3. 3. 27 de janeiro 1756 – Salzburg
  4. 4. Primeira composição: Minueto em Sol 5 anos
  5. 5. Catálogo Kochel http://en.wikipedia.org/wiki/K% C3%B6chel_ catalogue Ordem cronológica Ludwig Von Kochel 1ª - KV I – “Andante in C” Ultimo – kv 626 – Requiem Revisões: 1905, 1937, 1961, 1964, 1965, 1983 Novas descobertas
  6. 6. A grande Viagem da família Mozart
  7. 7. Concertos
  8. 8. Concerto x ópera Ópera : -Sequência canônica (ária-recitativo-ária-recitatiovo) - atada à um libreto Concerto: - Maior liberdade para compor - Sujeito à leis de articulação e compreensão ( Harmonia ) Mozart compôs através da Forma-Sonata (maioria) Adaptação da escrita aos Solistas • K299 flauta Conde Guines • K622 Clarinete Anton Stadler Isaac Stern ( 1920 – 2001 )
  9. 9. Forma Sonata Forma de compor •Clássixcos x Barrocos •Forma binária • 3 Seções: Exposição, desenvolvimento e Recaptulação
  10. 10. 1. Exposição  Principais ideias chamdas de temas.  Há 2 temas, constituidos de diversas ideias musicais, Não apenas 1 melodia. 2 temas aparecem em tonalidades contrastadas 1ºtema (grupo de ideias) : aparece na tônica, seu tom “familiar”. Vigoroso E bem ritmado . Tom modulante, que nos leva ao: 2º tema: tonalidades novas ou correladas,geramente dominante ou relativa Maior se a tônica for em tom menor. Melodioso, menos incisivo. Dica: aparece com sinal de repetição (2ª chance de fixar a ideia na mente)
  11. 11. Desenvolvimento Compositor explora as ideias da exposição. Conduz a música com diferente série de tons. Sentimentos: tensão, conflito dramático, clímax Levando à recapitulação
  12. 12. Recapitulação Compositor repete a parte expositiva, com uma leve alteração
  13. 13. Percepção
  14. 14. Sinfonias Maior contribuitor p/ o gênero , depois de Haydn Leonard Berstein (1918 – 1990)
  15. 15. 1ª 1764 – k17 ( sinfonia nº1 ) – 8 anos Ultima 1788 – k551 (sinfonia nº 41) – 32 anos Palais Garnier, Paris, France
  16. 16. Padrão de composição (5 primeiras sinfonias): 3 movimentos: 1º rápido (4/4) – dividido 2 seções 2º Lento (2/4) 3º Rondós- rápidos (3/8) Metropolitan House, NY
  17. 17. K 43 – Introdução do minueto no 3º mov. Minueto- Dança alegre e graciosa Pegadinha – Sinfonia n40 – Minueto angústia La Scala , Milão
  18. 18. Fase da viagem italiana: Divulgação de obras por fontes secundárias certeza: k74 e k112 – 1770/71 – 14 anos Ópera de Monte Carlo, Mônaco
  19. 19. 1771 – 1774 (15 a 18 anos) – 17 sinfonias • Crescente interesse pelo contraponto • Contraste 2 temas Prox. Anos – sem composições – melhorou aberturas antigas - construiu finales Bavarian State Opera, Munich, Germany
  20. 20. 27 anos (1783) – 1º 1º Mov. Lento Teatro Di San Carlo, Nápoles, Itália
  21. 21. Mais importantes sinfonias do século 17: K543 – sinfonia nº39 K550 – sinfonia nº40 K551 – sinfonia nº41 Marlinksy Theatre, Saint Petersburg, Russia
  22. 22. O que há de tão especial nelas? • Escritas em 6 semanas! Verão de 1788 (32 anos) Mikhailovsky Theatre, Saint Petersburg, Russia
  23. 23. O que há de tão especial nelas? • Abertura perfeitamente equilibrada e harmônica Teatro Amazonas, Manaus, Brasil
  24. 24. O que há de tão especial nelas? • Vocábulo harmônico rico Romanian Athenaeum, Bucharest, Romania
  25. 25. O que há de tão especial nelas? • Material temático com funções estruturais Oslo Opera House, Oslo, Norway
  26. 26. O que há de tão especial nelas? • Preocupação com texturas orquestrais Drottningholm Palace Theatre, Stockholm, Sweden
  27. 27. O que há de tão especial nelas? • Escritura idiomática p/ instrumentos de sopro: -clarinete -corne francês (Ligação entre sopro e cordas)
  28. 28. O que há de tão especial nelas? • 1ª a colocar tristeza profunda 1º movimento • Finale K551 – mestre contraponto e fuga Salzburg
  29. 29. Música Sacra
  30. 30. Principal – Missas (possui princípios da escritura simfônica -Compostas desde 4 vozes até orquestras com solistas e coro -Amplitude pode extrapolar usos litúrgicos Ex: Grande missa em Dó menor Vienna Ópera hall
  31. 31. Grande Missa em Dó menor • 1782/83 composta em Vienna • 2 sopranos solistas • 1 tenor • 1 baixo • 2 corais • Grande orquestra • Inacabada – Faltam: • Credo (incompleto) • Agnus Dei (não feito) • Sanctus (perdido metade) • Constanze canta Ei incarnastus est Na première A première foi na Abadia de São Pedro Em Salzburg
  32. 32. Música Sacra Autenticidade confirmada: 17 missas: Breve, Solene e de defuntos 12 anos- Grande Missa em Dó menor • Colloredo (príncipe-bispo) – mudanças litúrgicas The Walt Disney Concert Hall, LA, Califórnia
  33. 33. Réquiem Talvez a melhor e mais importante (uma das mais conhecidas) • História • Estréia: Vienna, 2 janeiro, em beneficio de Konstanze • 1793,14 dezembro,missa esposa VonnWalbegg-Stuppech • Orquestra: 2 clarinetes, 2 fagotes, 2 trompetes, 3 trompas Tímpanos, cordas (violino,violas, violoncelo, contrabaixo) • Vocal: 4 solistas (soprano,alto,tenor e baixo) e coro
  34. 34. Importância Orquestra Sinfônica Da rádio Bávara- Leonard Bernstein
  35. 35. Importância  Contraponto Erudito  Reinterações motívicas  Técnicas barrocas  Trechos operísticos  Grande Solenidade  Coesão Estética Catedral De Santo Estevão Vienna
  36. 36. Lacrimosa – 4 compassos- sua última frase compostas: “naquele dia de lágrima e luto” • Completou: Introito, Kyrie, Dies Irae • Discípulo: Franz Xavier Sussmayer • Não feito: Sanctus e Lux aeterna • Incompleto: Trechos instrumentais, coro, vozes,vozes solistas, cifrado do contrabaixo, orgãos. • Indicações: Domine Jesu e Agnus Dei
  37. 37. Música de câmara  1/5 das obras de Mozart  Quartetos, quintetos de corda, sonatas para teclado, trios, duos, divertimentos, cassações, danças e marchas entre outros Principal: Cordas e sonatas para teclado solo ou acompanhado Categoria à parte: Serenatas e Cassações (escrita abandonada) Schönbrunn Palace, Vienna
  38. 38. Cordas Destaque: quartetos • 1º Giovanni Sammartini, trio-sonata norte-italiana • Mais conhecida: kv525 – pequena serenata noturna kv516 Arthur Grumiaux (1921-1989)
  39. 39. Piano • Ofuscado por Beethoven e românticos • Falsa simplicidade- Classicismo (busca decoro e contenção de forma equilibrada) • Linha melódica transparente • Harmonia clara • Pouquíssimo uso de modelação • Músico mediano consegue tocar Mitsuko Uchida
  40. 40. Peças mistas Importantes: • K250/284b • K320 • K581 • K361/370a • K452 (mozart considerou em 1784, sua melhor composição)

×