SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
Baixar para ler offline
História da musica 
Romantismo
Escutas: 
Identifique o compositor de cada peça, seu título. 
Que sentimentos você consegue identificar em cada escuta? 
Descreva todos elementos que são identificáveis em cada um. 
Palavras-chaves: 
Instrumentos de corda, duração de acordes, tonalidades, 
melodias, 
Tema
Características 
•Maior Forma de Liberdade e concepção da música 
(clássico x romântico) 
•Maior Expressão da emoção 
•Forte relação com demais artes (pintura e literatura) 
•Temas recorrentes: 
Terras Exóticas, passado distante, sonhos, noite, luar, rios, lagos, 
florestas, estações, amor (decepções amorosas jovens, lendas, contos 
de fadas, mistério, magia e o sobrenatural
Escuta: Der Freischultz (O franco-atirador) 
Final do segundo ato 
Impressão sinistra, aterrorizante da atmosfera da Grota 
do Lobo. 
Que meios Weber emprega, tanto vocais quanto 
orquestrais para obter tais efeitos?
Orquestra
Melodias mais líricas, modulações mais rápidas e ousadas 
Harmonias mais ricas e profundas (maior dissonâncias) 
Orquestra cresceu 
Metais- tuba foi adicionada 
invenção do sistema de válvulas 
Madeira- flautim, clarone, corne-inglês, contrafagote 
Percussão- Aumentou o número de cada instrumentos para 
Equilibrar com as outras sessões
Lembrando: 
Melodias- uma sucessão coerente de sons e silêncios, que se 
desenvolvem em uma sequência linear com identidade própria. É 
a voz principal que dá sentido a uma composição e encontra 
apoio musical na Harmonia e no ritmo. Os sons da melodia 
possuem um sentido musical. A sucessão de sons arbitrários não 
se considera que produz melodia. Os sons que formam a 
melodia possuem quase sempre durações diferentes. Este jogo de 
durações diferentes é o ritmo. Os sons de uma melodia não têm 
todos a mesma música, mas alturas (frequências) diferentes.
Mahler 
Richard 
Strauss 
Compositores 
importantes 
de óperas 
romãnticas 
Berlioz Wagner Beethoven
Lied 
Alemão 
Lied estrófico – a música é repetida basicamente em cada verso do 
poema. 
Lied Durchkomponiert (inteiramente composta) – uma musica 
diferente para cada verso. 
Schumann, Brahms, Hugo Wolf e Richard Strauss
Lied 
Alemão 
Lied estrófico 
e.g: Wiegenlied – Brahms 
Auf demWasser zu singen - Schubert 
Lied Durchkomponiert 
e.g: Erlkonig - Schubert
Lied 
Alemão 
Lied estrófico 
e.g: Wiegenlied – Brahms 
Auf demWasser zu singen - Schubert 
Lied Durchkomponiert 
e.g: Erlkonig - Schubert
Música para 
piano 
Wilheim Kampff
Música para 
piano 
Modificações no piano : 
• nº de cordas; 
• martelo de couro – feutro 
Sonoridade mais rica, aumentando 
possibilidades de registro, volume 
e tonalidade
Principais compositores 
Schubert, Mendelssohn, 
Chopin, Schumann, 
Liszt e Brahms.
•Preferências por obras não muito extensas; 
•Valsas, mazurca, polonaise, improviso, romance, canções 
sem palavras, prelúdio, noturno, balada e a rapsódia. 
•Peças em formato ABA 
•Étude, objetivo era o aprimoramento técnico do artista 
(Paganini- violino e Liszt-piano) 
•Chopin
Chopin 
•Melodias de grande inspiração, 
hamornizadas de maneira incomum 
Típico: 
Melodias expressiva cantando um 
pouco acima de um acompanhamento 
muito sóbrio
Música Programática 
Objetivo: 
Evocar ideias ou imagens extra-musicais na mente do ouvinte, 
representando musicalmente uma cena, imagem ou estado de ânimo. 
Contar uma história, descritivamente evocando imagens na cabeça do 
ouvinte
Berlioz – Symphonie Fantastique
A sinfonia é uma peça de música de programa que conta a história de 
"um artista dotado de uma imaginação viva" que "envenenou -se com 
ópio " nas " profundezas do desespero " por causa de " amor impossível ". 
Berlioz programava cada movimento da obra a partir de suas notas. Ele 
prefacia suas notas com as seguintes instruções : 
A intenção do compositor foi desenvolver vários episódios na vida de um 
artista, na medida em que se prestam ao tratamento musical. Como o 
trabalho não pode contar com a ajuda da fala , o plano do drama 
instrumental precisa ser definido com antecedência. O programa a seguir 
deve, portanto, ser considerado como o texto falado de uma ópera , que 
serve para introduzir movimentos musicais e motivar seu caráter e 
expressão. 
Existem cinco movimentos , em vez das quatro movimentos que eram 
convencional para sinfonías no momento :
Primeiro movimento : " Fantasias - Paixões " ( Fantasias - Paixões ) 
Nas próprias notas de programa de Berlioz de 1845, ele escreve: 
O autor imagina que um jovem músico vibrante, afligido pela doença do espírito que um escritor 
famoso chamou a onda de paixões [ le vagas des paixões ] , vê pela primeira vez uma mulher que 
une todos os encantos da pessoa ideal sua imaginação estava sonhando , e cai perdidamente 
apaixonado por ela. Por uma anomalia estranha , a imagem amada nunca se apresenta a mente 
do artista , sem estar associada a uma idéia musical , na qual ele reconhece uma certa qualidade 
de paixão, mas dotado com a nobreza e timidez que ele credita ao objeto do seu amor. 
Esta imagem melódica e manter seu modelo de assombrá-lo incessantemente como um duplo idée 
fixe . Isso explica a recorrência constante em todos os movimentos da sinfonia da melodia , que 
lança o primeiro allegro . As transições deste estado de melancolia sonhadora , interrompido por 
surtos ocasionais de alegria sem rumo , a paixão delirante , com suas explosões de fúria e ciúmes , 
suas declarações de ternura , as suas lágrimas , suas consolações religiosas - tudo isto constitui o 
tema do primeiro movimento . 
idée fixe melodia 
A maioria do resto deste artigo é copiado diretamente do livro " Hector Berlioz : The Complete 
Guide " . : 
" O primeiro movimento é radical em seu contorno harmônico , a construção de um grande arco de 
volta para a chave de casa , enquanto semelhante à forma sonata do período clássico , os críticos 
parisienses consideraram isso como não convencional É aqui que o ouvinte é introduzido ao tema. 
do artista do amado, ou a ideia fixa . Durante todo o movimento , há uma simplicidade na 
maneira melodias e temas são apresentados , que Robert Schumann comparado a idéias " 
epigramas de Beethoven ", que poderia ser estendido tinha o compositor escolhido . em parte, é 
porque Berlioz rejeitado escrever as melodias mais simétricas , em seguida, de forma acadêmica , 
e em vez disso olhou para melodias que eram " tão intenso em cada nota , como a desafiar a 
harmonização normal", como Schumann colocou. 
O tema em si foi tomada a partir scène Lyrique de Berlioz " Herminie " , composta em 1828.
Outros exemplos: 
• 9ª Simfonia de Dvorák 
•Pastoral de beethoven 
•5ª Simfonia; Abertura 1812 de Tchaikovsky 
• Dança Macabra; Carnaval do Animais de Camile Saint- 
Saens 
•O aprendiz do Fenticeiro de Paul Dukas 
•Don Juan; Don Quixote de Strauss
Abertura de Concerto

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando PessoaResumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando PessoaRaffaella Ergün
 
Música trabalho completo
Música trabalho completoMúsica trabalho completo
Música trabalho completodfis1997
 
Pintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismoPintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismoAna Barreiros
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textualgracacruz
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoafromgaliza
 
Nós, de Cesário Verde
Nós, de Cesário VerdeNós, de Cesário Verde
Nós, de Cesário VerdeDina Baptista
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerHelena Coutinho
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicosSílvia Faim
 
Características poéticas de Ricardo Reis
Características poéticas de Ricardo ReisCaracterísticas poéticas de Ricardo Reis
Características poéticas de Ricardo ReisDina Baptista
 
MODERNISMO EM PORTUGAL
MODERNISMO EM PORTUGALMODERNISMO EM PORTUGAL
MODERNISMO EM PORTUGALluisant
 
características temáticas de Fernando Pessoa - ortónimo
características temáticas de Fernando Pessoa - ortónimocaracterísticas temáticas de Fernando Pessoa - ortónimo
características temáticas de Fernando Pessoa - ortónimoDina Baptista
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoDina Baptista
 
Análise do poema Nao sei quantas almas tenho
Análise do poema Nao sei quantas almas tenhoAnálise do poema Nao sei quantas almas tenho
Análise do poema Nao sei quantas almas tenhoRicardo Santos
 

Mais procurados (20)

Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando PessoaResumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
Resumos de Português: Heterónimos De Fernando Pessoa
 
Música trabalho completo
Música trabalho completoMúsica trabalho completo
Música trabalho completo
 
Pintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismoPintura e escultura do romantismo
Pintura e escultura do romantismo
 
Coesão textual
Coesão textualCoesão textual
Coesão textual
 
Deixis
DeixisDeixis
Deixis
 
Fernando Pessoa
Fernando PessoaFernando Pessoa
Fernando Pessoa
 
Nós, de Cesário Verde
Nós, de Cesário VerdeNós, de Cesário Verde
Nós, de Cesário Verde
 
Cantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizerCantigas de escárnio e maldizer
Cantigas de escárnio e maldizer
 
Recursos expressivos
Recursos expressivosRecursos expressivos
Recursos expressivos
 
A métrica e a rima
A métrica e a rimaA métrica e a rima
A métrica e a rima
 
Processos fonológicos
Processos fonológicosProcessos fonológicos
Processos fonológicos
 
Autopsicografia e Isto
Autopsicografia e IstoAutopsicografia e Isto
Autopsicografia e Isto
 
Características poéticas de Ricardo Reis
Características poéticas de Ricardo ReisCaracterísticas poéticas de Ricardo Reis
Características poéticas de Ricardo Reis
 
Ceifeira
CeifeiraCeifeira
Ceifeira
 
MODERNISMO EM PORTUGAL
MODERNISMO EM PORTUGALMODERNISMO EM PORTUGAL
MODERNISMO EM PORTUGAL
 
características temáticas de Fernando Pessoa - ortónimo
características temáticas de Fernando Pessoa - ortónimocaracterísticas temáticas de Fernando Pessoa - ortónimo
características temáticas de Fernando Pessoa - ortónimo
 
Cesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-SistematizaçãoCesário Verde-Sistematização
Cesário Verde-Sistematização
 
Futurismo
Futurismo Futurismo
Futurismo
 
Análise de poemas
Análise de poemasAnálise de poemas
Análise de poemas
 
Análise do poema Nao sei quantas almas tenho
Análise do poema Nao sei quantas almas tenhoAnálise do poema Nao sei quantas almas tenho
Análise do poema Nao sei quantas almas tenho
 

Destaque (20)

Período Romântico
Período RomânticoPeríodo Romântico
Período Romântico
 
Slides Romantismo
Slides RomantismoSlides Romantismo
Slides Romantismo
 
Periodo Clássico / Classicismo
Periodo Clássico / ClassicismoPeriodo Clássico / Classicismo
Periodo Clássico / Classicismo
 
O romantismo
O romantismoO romantismo
O romantismo
 
Musicas romanticas
Musicas romanticasMusicas romanticas
Musicas romanticas
 
História da arte romantismo
História da arte   romantismoHistória da arte   romantismo
História da arte romantismo
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Reflexoterapia
ReflexoterapiaReflexoterapia
Reflexoterapia
 
Música romántica
Música románticaMúsica romántica
Música romántica
 
Arte romantica
Arte romanticaArte romantica
Arte romantica
 
Classicismo
ClassicismoClassicismo
Classicismo
 
Trabalho Sobre Musica
Trabalho Sobre MusicaTrabalho Sobre Musica
Trabalho Sobre Musica
 
História da Música
História da MúsicaHistória da Música
História da Música
 
Historia da musica
Historia da musica Historia da musica
Historia da musica
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Romantismo TRABALHO DO BRYAN!
Romantismo TRABALHO DO BRYAN!Romantismo TRABALHO DO BRYAN!
Romantismo TRABALHO DO BRYAN!
 
Pierre boulez hm
Pierre boulez hmPierre boulez hm
Pierre boulez hm
 
O romantismo
O romantismoO romantismo
O romantismo
 
O romantismo em_outras_manifestações_artísticas[1]
O romantismo em_outras_manifestações_artísticas[1]O romantismo em_outras_manifestações_artísticas[1]
O romantismo em_outras_manifestações_artísticas[1]
 
Música no século xx.pptx
Música no século xx.pptxMúsica no século xx.pptx
Música no século xx.pptx
 

Semelhante a História da música romântica

Bizet carmen habanera
Bizet   carmen habaneraBizet   carmen habanera
Bizet carmen habaneraMusicah
 
Beethove nforçalevezaemisterio (2)
Beethove nforçalevezaemisterio (2)Beethove nforçalevezaemisterio (2)
Beethove nforçalevezaemisterio (2)Jean Francesco
 
Orquestra introdução
Orquestra introduçãoOrquestra introdução
Orquestra introduçãoAnaí Peña
 
Análise ela canta pobre ceifeira alunos
Análise ela canta pobre ceifeira   alunosAnálise ela canta pobre ceifeira   alunos
Análise ela canta pobre ceifeira alunosPaulo Portelada
 
O Que é Uma Obra GêNeros Eruditos
O Que é Uma Obra GêNeros EruditosO Que é Uma Obra GêNeros Eruditos
O Que é Uma Obra GêNeros EruditosHOME
 
Ludwig Van Beethoven (1770 1827)
Ludwig Van Beethoven (1770 1827)Ludwig Van Beethoven (1770 1827)
Ludwig Van Beethoven (1770 1827)Sílvia Mendonça
 
História da música clássica
História da música clássicaHistória da música clássica
História da música clássicaOracy Filho
 
Bach e pink floyd breve estudo comparativo entre a música clássica e a música...
Bach e pink floyd breve estudo comparativo entre a música clássica e a música...Bach e pink floyd breve estudo comparativo entre a música clássica e a música...
Bach e pink floyd breve estudo comparativo entre a música clássica e a música...BRIAN MOORE
 
Aula 3_Trovadorismo.pptx
Aula 3_Trovadorismo.pptxAula 3_Trovadorismo.pptx
Aula 3_Trovadorismo.pptxPrfª Flávia
 
Bach e Pink Floyd - Breve estudo comparativo entre as musicas - Pe Bertrand L...
Bach e Pink Floyd - Breve estudo comparativo entre as musicas - Pe Bertrand L...Bach e Pink Floyd - Breve estudo comparativo entre as musicas - Pe Bertrand L...
Bach e Pink Floyd - Breve estudo comparativo entre as musicas - Pe Bertrand L...Marcos Antonio da Silva
 

Semelhante a História da música romântica (20)

Bizet carmen habanera
Bizet   carmen habaneraBizet   carmen habanera
Bizet carmen habanera
 
Parfor aula 7 classicismo
Parfor aula 7 classicismoParfor aula 7 classicismo
Parfor aula 7 classicismo
 
Musica
MusicaMusica
Musica
 
Beethove nforçalevezaemisterio (2)
Beethove nforçalevezaemisterio (2)Beethove nforçalevezaemisterio (2)
Beethove nforçalevezaemisterio (2)
 
A música clássica (Classicismo)
A música clássica (Classicismo)A música clássica (Classicismo)
A música clássica (Classicismo)
 
Orquestra introdução
Orquestra introduçãoOrquestra introdução
Orquestra introdução
 
Análise ela canta pobre ceifeira alunos
Análise ela canta pobre ceifeira   alunosAnálise ela canta pobre ceifeira   alunos
Análise ela canta pobre ceifeira alunos
 
O Que é Uma Obra GêNeros Eruditos
O Que é Uma Obra GêNeros EruditosO Que é Uma Obra GêNeros Eruditos
O Que é Uma Obra GêNeros Eruditos
 
Ludwig Van Beethoven (1770 1827)
Ludwig Van Beethoven (1770 1827)Ludwig Van Beethoven (1770 1827)
Ludwig Van Beethoven (1770 1827)
 
Romantismo
RomantismoRomantismo
Romantismo
 
Van Beethoven
Van BeethovenVan Beethoven
Van Beethoven
 
Van Beethoven
Van BeethovenVan Beethoven
Van Beethoven
 
História da música clássica
História da música clássicaHistória da música clássica
História da música clássica
 
Bach e pink floyd breve estudo comparativo entre a música clássica e a música...
Bach e pink floyd breve estudo comparativo entre a música clássica e a música...Bach e pink floyd breve estudo comparativo entre a música clássica e a música...
Bach e pink floyd breve estudo comparativo entre a música clássica e a música...
 
Fuga 2
Fuga 2Fuga 2
Fuga 2
 
Aula 3_Trovadorismo.pptx
Aula 3_Trovadorismo.pptxAula 3_Trovadorismo.pptx
Aula 3_Trovadorismo.pptx
 
Bach e Pink Floyd - Breve estudo comparativo entre as musicas - Pe Bertrand L...
Bach e Pink Floyd - Breve estudo comparativo entre as musicas - Pe Bertrand L...Bach e Pink Floyd - Breve estudo comparativo entre as musicas - Pe Bertrand L...
Bach e Pink Floyd - Breve estudo comparativo entre as musicas - Pe Bertrand L...
 
O Gênero Lírico
O Gênero LíricoO Gênero Lírico
O Gênero Lírico
 
Berlioz bruna
Berlioz  brunaBerlioz  bruna
Berlioz bruna
 
HM II - Programa.pdf
HM II - Programa.pdfHM II - Programa.pdf
HM II - Programa.pdf
 

Mais de Felipe Pouchucq

Mais de Felipe Pouchucq (12)

Liberia
LiberiaLiberia
Liberia
 
A indústria cinematográfica
A indústria cinematográficaA indústria cinematográfica
A indústria cinematográfica
 
O impacto da música pop na lingua, cultura e sexo
O impacto da música pop na lingua, cultura e sexoO impacto da música pop na lingua, cultura e sexo
O impacto da música pop na lingua, cultura e sexo
 
Tsahal: Israel Defence Forces
Tsahal: Israel Defence ForcesTsahal: Israel Defence Forces
Tsahal: Israel Defence Forces
 
Motivação
MotivaçãoMotivação
Motivação
 
Aprendizagem
AprendizagemAprendizagem
Aprendizagem
 
Marx: teoria da alienação
Marx: teoria da alienaçãoMarx: teoria da alienação
Marx: teoria da alienação
 
Catar - História e conjuntura
Catar - História e conjunturaCatar - História e conjuntura
Catar - História e conjuntura
 
Curdistão
CurdistãoCurdistão
Curdistão
 
Mozart
MozartMozart
Mozart
 
Historia da musica
Historia da musicaHistoria da musica
Historia da musica
 
Malásia
MalásiaMalásia
Malásia
 

História da música romântica

  • 1. História da musica Romantismo
  • 2.
  • 3. Escutas: Identifique o compositor de cada peça, seu título. Que sentimentos você consegue identificar em cada escuta? Descreva todos elementos que são identificáveis em cada um. Palavras-chaves: Instrumentos de corda, duração de acordes, tonalidades, melodias, Tema
  • 4. Características •Maior Forma de Liberdade e concepção da música (clássico x romântico) •Maior Expressão da emoção •Forte relação com demais artes (pintura e literatura) •Temas recorrentes: Terras Exóticas, passado distante, sonhos, noite, luar, rios, lagos, florestas, estações, amor (decepções amorosas jovens, lendas, contos de fadas, mistério, magia e o sobrenatural
  • 5. Escuta: Der Freischultz (O franco-atirador) Final do segundo ato Impressão sinistra, aterrorizante da atmosfera da Grota do Lobo. Que meios Weber emprega, tanto vocais quanto orquestrais para obter tais efeitos?
  • 7. Melodias mais líricas, modulações mais rápidas e ousadas Harmonias mais ricas e profundas (maior dissonâncias) Orquestra cresceu Metais- tuba foi adicionada invenção do sistema de válvulas Madeira- flautim, clarone, corne-inglês, contrafagote Percussão- Aumentou o número de cada instrumentos para Equilibrar com as outras sessões
  • 8. Lembrando: Melodias- uma sucessão coerente de sons e silêncios, que se desenvolvem em uma sequência linear com identidade própria. É a voz principal que dá sentido a uma composição e encontra apoio musical na Harmonia e no ritmo. Os sons da melodia possuem um sentido musical. A sucessão de sons arbitrários não se considera que produz melodia. Os sons que formam a melodia possuem quase sempre durações diferentes. Este jogo de durações diferentes é o ritmo. Os sons de uma melodia não têm todos a mesma música, mas alturas (frequências) diferentes.
  • 9. Mahler Richard Strauss Compositores importantes de óperas romãnticas Berlioz Wagner Beethoven
  • 10. Lied Alemão Lied estrófico – a música é repetida basicamente em cada verso do poema. Lied Durchkomponiert (inteiramente composta) – uma musica diferente para cada verso. Schumann, Brahms, Hugo Wolf e Richard Strauss
  • 11. Lied Alemão Lied estrófico e.g: Wiegenlied – Brahms Auf demWasser zu singen - Schubert Lied Durchkomponiert e.g: Erlkonig - Schubert
  • 12. Lied Alemão Lied estrófico e.g: Wiegenlied – Brahms Auf demWasser zu singen - Schubert Lied Durchkomponiert e.g: Erlkonig - Schubert
  • 13. Música para piano Wilheim Kampff
  • 14. Música para piano Modificações no piano : • nº de cordas; • martelo de couro – feutro Sonoridade mais rica, aumentando possibilidades de registro, volume e tonalidade
  • 15. Principais compositores Schubert, Mendelssohn, Chopin, Schumann, Liszt e Brahms.
  • 16. •Preferências por obras não muito extensas; •Valsas, mazurca, polonaise, improviso, romance, canções sem palavras, prelúdio, noturno, balada e a rapsódia. •Peças em formato ABA •Étude, objetivo era o aprimoramento técnico do artista (Paganini- violino e Liszt-piano) •Chopin
  • 17. Chopin •Melodias de grande inspiração, hamornizadas de maneira incomum Típico: Melodias expressiva cantando um pouco acima de um acompanhamento muito sóbrio
  • 18. Música Programática Objetivo: Evocar ideias ou imagens extra-musicais na mente do ouvinte, representando musicalmente uma cena, imagem ou estado de ânimo. Contar uma história, descritivamente evocando imagens na cabeça do ouvinte
  • 19. Berlioz – Symphonie Fantastique
  • 20. A sinfonia é uma peça de música de programa que conta a história de "um artista dotado de uma imaginação viva" que "envenenou -se com ópio " nas " profundezas do desespero " por causa de " amor impossível ". Berlioz programava cada movimento da obra a partir de suas notas. Ele prefacia suas notas com as seguintes instruções : A intenção do compositor foi desenvolver vários episódios na vida de um artista, na medida em que se prestam ao tratamento musical. Como o trabalho não pode contar com a ajuda da fala , o plano do drama instrumental precisa ser definido com antecedência. O programa a seguir deve, portanto, ser considerado como o texto falado de uma ópera , que serve para introduzir movimentos musicais e motivar seu caráter e expressão. Existem cinco movimentos , em vez das quatro movimentos que eram convencional para sinfonías no momento :
  • 21. Primeiro movimento : " Fantasias - Paixões " ( Fantasias - Paixões ) Nas próprias notas de programa de Berlioz de 1845, ele escreve: O autor imagina que um jovem músico vibrante, afligido pela doença do espírito que um escritor famoso chamou a onda de paixões [ le vagas des paixões ] , vê pela primeira vez uma mulher que une todos os encantos da pessoa ideal sua imaginação estava sonhando , e cai perdidamente apaixonado por ela. Por uma anomalia estranha , a imagem amada nunca se apresenta a mente do artista , sem estar associada a uma idéia musical , na qual ele reconhece uma certa qualidade de paixão, mas dotado com a nobreza e timidez que ele credita ao objeto do seu amor. Esta imagem melódica e manter seu modelo de assombrá-lo incessantemente como um duplo idée fixe . Isso explica a recorrência constante em todos os movimentos da sinfonia da melodia , que lança o primeiro allegro . As transições deste estado de melancolia sonhadora , interrompido por surtos ocasionais de alegria sem rumo , a paixão delirante , com suas explosões de fúria e ciúmes , suas declarações de ternura , as suas lágrimas , suas consolações religiosas - tudo isto constitui o tema do primeiro movimento . idée fixe melodia A maioria do resto deste artigo é copiado diretamente do livro " Hector Berlioz : The Complete Guide " . : " O primeiro movimento é radical em seu contorno harmônico , a construção de um grande arco de volta para a chave de casa , enquanto semelhante à forma sonata do período clássico , os críticos parisienses consideraram isso como não convencional É aqui que o ouvinte é introduzido ao tema. do artista do amado, ou a ideia fixa . Durante todo o movimento , há uma simplicidade na maneira melodias e temas são apresentados , que Robert Schumann comparado a idéias " epigramas de Beethoven ", que poderia ser estendido tinha o compositor escolhido . em parte, é porque Berlioz rejeitado escrever as melodias mais simétricas , em seguida, de forma acadêmica , e em vez disso olhou para melodias que eram " tão intenso em cada nota , como a desafiar a harmonização normal", como Schumann colocou. O tema em si foi tomada a partir scène Lyrique de Berlioz " Herminie " , composta em 1828.
  • 22. Outros exemplos: • 9ª Simfonia de Dvorák •Pastoral de beethoven •5ª Simfonia; Abertura 1812 de Tchaikovsky • Dança Macabra; Carnaval do Animais de Camile Saint- Saens •O aprendiz do Fenticeiro de Paul Dukas •Don Juan; Don Quixote de Strauss