Metodologia - a linguagem científica (aula 4).

1.303 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Metodologia - a linguagem científica (aula 4).

  1. 1. REDAÇÃO: A LINGUAGEM CIENTÍFICA
  2. 2. REDAÇÃO  O conhecimento da língua e das regras gramaticais são precondições para a redação de trabalhos acadêmicos. As dúvidas necessitarão de consulta fazendo o processo de redação ser também um processo de aprendizado e revisão.  A seguir, características essenciais da redação.
  3. 3. IMPESSOALIDADE  Esta é uma característica de todo trabalho acadêmico. Trata-se de redigir na terceira pessoa evitando o uso de adjetivos. NUNCA em primeira pessoa. Terceira pessoa do plural é aceitável, mas deve-se evitar.  Fique atento às leituras que faz para observar o que deve (e às vezes o que não deve) ser feito.  Exemplos:  Não escreva: “Portanto, concluo / defino / considero”. O melhor a fazer é: “Portanto, conclui-se / define-se”.  Evite citar frases usando “você”.
  4. 4. OBJETIVIDADE  A ciência é objetiva.  A linguagem impessoal e objetiva afasta pontos de vista pessoais que tragam impressões subjetivas e não fundadas sobre dados concretos.  Linguagem subjetiva: “A sala era grande.” e, “O tempo estava horrível.”  Linguagem objetiva: “A sala media 12 metros de comprimento por 8 de largura”. “O tempo estava frio, fazia 5 graus e chovia, com raios e trovões”.
  5. 5. MODÉSTIA E CORTESIA  Os resultados do estudo científico impõem-se por si, não devendo o pesquisador, em sua redação, enaltecer sua pesquisa ou insinuar que outras pesquisas estejam incorretas.  A cortesia é elemento importante mesmo que se discorde de resultados de outras pesquisas.  A finalidade de um trabalho de qualidade é expressar e não impressionar.
  6. 6. FUNÇÃO INFORMATIVA  A linguagem pode adquirir diversas funções: expressiva, persuasiva.  A função pertinente à ciência é: INFORMATIVA.  Há variação também nas formas de expressão, podendo estas serem: coloquial, literária ou técnica.  A forma de expressão pertinente à ciência é: TÉCNICA.
  7. 7. CLAREZA  A linguagem científica é acadêmica e didática, ou seja, visa a transmitir conhecimentos e informações com precisão e objetividade.  Problemas, informações ou ideias devem ser enunciados de forma clara. Não há respostas claras para perguntas ambíguas.  Desafio: exprimir o próprio pensamento. Para isso, deve-se assimilar o assunto em todas as dimensões, gerais e específicas
  8. 8. COERÊNCIA  Lidamos com uma área complexa onde há muitas divergências;  É importante tomar o cuidado de seguir uma linha de raciocínio coerente.  Ideias e textos podem facilmente se contradizer.  Coesão: ligação dos elementos do texto, harmonia que facilita a compreensão do leitor.
  9. 9. LINGUAGEM  Uso do vocábulo comum  O redator científico deve conhecer exatamente o significado dos vocábulos que usa e deve usar o sentido literal das palavras, não cabendo o uso do sentido figurado.  Uso do vocábulo técnico  Cada campo científico se utiliza de uma terminologia técnica que é essencial para a transmissão de conhecimento daquela área, sendo tal vocabulário indispensável para profissionais de determinada área.

×