PAINEL:
Territórios e conhecimento
ELIANE SIMÕES
Ms Educação - PUC, Dra Ambiente e Sociedade – NEPAM/UNICAMP
Pós doc Análi...
TERRITÓRIOS EM DISPUTA:
jogo compartilhado entre
técnicos e residentes
PESQUISA AÇÃO
PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO
GESTÃO COMPARTILHADA
ACORDO PACTUADO ENTRE ATORES
ARRANJOS INSTITUCIONAIS COLABOR...
Núcleo
Picinguaba
Territórios Caiçaras
5 T Indígenas
4 T Quilombolas
18 UC
14 Municípios
APA Marinha
Litoral Norte
MOSAICO...
Normativas Ambientais
Áreas Protegidas
Normativas Direitos Sociais
UNIDADES DE CONSERVAÇÃO E TERRITÓRIOS TRADICIONAIS
É PO...
S. Ubatumirim
S. Fazenda
Vila Picinguaba Cambury
VILA
Cambury
Ubatumirim
Sertão Fazenda
CAMBURY
Muitos donos, posseiros e ocupantes da terra!!!
DEPRN
PGE
Conselho
N. Picinguaba
Conselho
N. Picinguaba
Mosaico
Bocaina
PMU
IPEM
A
Pol. Ambiental
APTA/
UPDU
Operadores, M...
INSTAURAÇÃO PROCESSO PARTICIPATIVO
PROJETOS: OFICINAS e REUNIÕES....
PLANO DE USO
TRADICIONAL
Ordenamento territorial e regulamentação:
procedimentos licenciamento diferenciados
pacto de gest...
ZHCAn
- Constituir Câmara Técnica
- Caracterizar ocupação/beneficiários
- Planejamento participativo uso
- Regulamentação
...
DISPOSIÇÃO de PACTUAR e EFETUAR
ACORDOS
ACORDOS DE GESTÃO COMPARTILHADA:
TERRITÓRIOS E COMMONS
CONSTRUÇÃO DE PACTO: técnicos, acadêmicos e COMUNIDADES:
Processo ...
TRADICIONAIS SERTÃO UBATUMIRIM,
VERANISTAS e outros em Zona de OCUPAÇÃO
TEMPORÁRIA – março de 2009. Reivindicações:
- Reca...
CARACTERIZANDO ARENAS e ATORES
construção de novos
instrumentos de territorialização
mais compatíveis com os
arranjos inst...
Plano
Diretor ????
Plano de Manejo
do Parque
Nacional....
GERCO ?
??
Tombamento da
Serra do
Mar....???!!!!
CARTOGRAFIACARTOGRAFIA
SOCIALSOCIAL
PLANEJAMENTO AMBIENTAL SUB BACIA
HIDROGRAFICA DE UBATUMIRIM
Do Mapão à Maquete:Do Mapão à Maquete:
dúvidas e desafios....dúvidas e desafios....
Quem pode
nos dar as
diretrizes ???
Co...
CONFLITOS NÃO SÃO SOLUCIONÁVEIS:
mote para negociar e gerir
(Ferreira, Simmel)
PATAMARES DE CONSENSO
NECESSARIAMENTE SUPER...
Rede de Pesquisas em mudanças globais e impactos sobre regiões costeiras
Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA)
Univer...
Serviços ecossistêmicos
Cenários de uso e ocupação do solo
POLUIÇÃO
RECURSOS
HÍDRICOS
RISCOS E
MUDANÇAS
CLIMÁTICAS
VALORAÇ...
Instituições X Escalas atuação
X Interações X Políticas Públicas
BARRREIRAS/OPORTUNIDADES ADAPTAÇÃO MC L NORTE
Obrigado pela atenção !Obrigado pela atenção !
simoeslica@gmail.com
12 99719 3442
11 99630 5129
Territórios em Disputa: jogo compartilhado entre técnicos e residentes (por Eliane Simões)
Territórios em Disputa: jogo compartilhado entre técnicos e residentes (por Eliane Simões)
Territórios em Disputa: jogo compartilhado entre técnicos e residentes (por Eliane Simões)
Territórios em Disputa: jogo compartilhado entre técnicos e residentes (por Eliane Simões)
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Territórios em Disputa: jogo compartilhado entre técnicos e residentes (por Eliane Simões)

446 visualizações

Publicada em

Apresentação de Eliane Simões durante a Mesa Territórios e Conhecimento no Painel Ciência Aberta, parte da programação do Tropixel Ciência Aberta em 03/06/2015.

Publicada em: Ciências
  • Seja o primeiro a comentar

Territórios em Disputa: jogo compartilhado entre técnicos e residentes (por Eliane Simões)

  1. 1. PAINEL: Territórios e conhecimento ELIANE SIMÕES Ms Educação - PUC, Dra Ambiente e Sociedade – NEPAM/UNICAMP Pós doc Análise Socioinstitucional Adaptação Mudanças Climáticas - ITA
  2. 2. TERRITÓRIOS EM DISPUTA: jogo compartilhado entre técnicos e residentes
  3. 3. PESQUISA AÇÃO PLANEJAMENTO PARTICIPATIVO GESTÃO COMPARTILHADA ACORDO PACTUADO ENTRE ATORES ARRANJOS INSTITUCIONAIS COLABORATIVOS PESQUISA / GESTÃO – DEVOLUTIVA DIFUSÃO REPLICAÇÃO/ADAPTAÇÃO
  4. 4. Núcleo Picinguaba Territórios Caiçaras 5 T Indígenas 4 T Quilombolas 18 UC 14 Municípios APA Marinha Litoral Norte MOSAICO BOCAINA
  5. 5. Normativas Ambientais Áreas Protegidas Normativas Direitos Sociais UNIDADES DE CONSERVAÇÃO E TERRITÓRIOS TRADICIONAIS É POSSÍVEL CONCILIAR ??
  6. 6. S. Ubatumirim S. Fazenda Vila Picinguaba Cambury
  7. 7. VILA Cambury Ubatumirim Sertão Fazenda
  8. 8. CAMBURY
  9. 9. Muitos donos, posseiros e ocupantes da terra!!!
  10. 10. DEPRN PGE Conselho N. Picinguaba Conselho N. Picinguaba Mosaico Bocaina PMU IPEM A Pol. Ambiental APTA/ UPDU Operadores, Monitores, IAMEU Prestadores Serviço Residentes Tradicionais MPEMPF Veranistas MDU UNICAMP CBH - LN ITESP INPE Aldeia Boa Vista UNESP Rio Claro MÍDIA local TAMAR Cunhambebe FF IF CATI STR Câmara dos Vereadores PNSB IBAMA FUNAI ADPC Residentes das ZOT ESTRATÉGIA PARA PACTUAR Conselho Consultivo – Câmaras Técnicas: ARENAS DE NEGOCIAÇÃO ESTRATÉGIA PARA PACTUAR Conselho Consultivo – Câmaras Técnicas: ARENAS DE NEGOCIAÇÃO
  11. 11. INSTAURAÇÃO PROCESSO PARTICIPATIVO PROJETOS: OFICINAS e REUNIÕES....
  12. 12. PLANO DE USO TRADICIONAL Ordenamento territorial e regulamentação: procedimentos licenciamento diferenciados pacto de gestão compartilhada – Plano de Uso Tradicional
  13. 13. ZHCAn - Constituir Câmara Técnica - Caracterizar ocupação/beneficiários - Planejamento participativo uso - Regulamentação - Estudos revisão limites - Projetos socioambientais - Conselho Gestor ZONA HISTORICO CULTURAL ANTROPOLÓGICA
  14. 14. DISPOSIÇÃO de PACTUAR e EFETUAR ACORDOS
  15. 15. ACORDOS DE GESTÃO COMPARTILHADA: TERRITÓRIOS E COMMONS CONSTRUÇÃO DE PACTO: técnicos, acadêmicos e COMUNIDADES: Processo é mais importante que o resultado Empoderamento Aprendizagem Social, compartilhamento decisões Protagonismo comunidades - Constituir rede de aliados e parceiros INTEGRAR CONHECIMENTOS TRADICIONAIS E TÉCNICO-CIENTÍFICOS Manejo adaptativo CARÁTER TRANSITÓRIO - DINÂMICO: flexibilidade em relação a novos conflitos e demandas e novas aprendizagens ALINHADO AOS ARRANJOS INSTITUCIONAIS Governança Instalada
  16. 16. TRADICIONAIS SERTÃO UBATUMIRIM, VERANISTAS e outros em Zona de OCUPAÇÃO TEMPORÁRIA – março de 2009. Reivindicações: - Recategorização - Simplificação licenciamento
  17. 17. CARACTERIZANDO ARENAS e ATORES construção de novos instrumentos de territorialização mais compatíveis com os arranjos institucionais Hiato: 2010 e 2013...
  18. 18. Plano Diretor ???? Plano de Manejo do Parque Nacional.... GERCO ? ?? Tombamento da Serra do Mar....???!!!!
  19. 19. CARTOGRAFIACARTOGRAFIA SOCIALSOCIAL PLANEJAMENTO AMBIENTAL SUB BACIA HIDROGRAFICA DE UBATUMIRIM
  20. 20. Do Mapão à Maquete:Do Mapão à Maquete: dúvidas e desafios....dúvidas e desafios.... Quem pode nos dar as diretrizes ??? Como controlar turistas sujando cachoeiras ?? ? O Parque impede de plantar, por isso os moradores estão vendendo as terras.... Mas o pessoal não quer mais plantar.... Sem luz não dá pra avançar: cadê Condephaat?
  21. 21. CONFLITOS NÃO SÃO SOLUCIONÁVEIS: mote para negociar e gerir (Ferreira, Simmel) PATAMARES DE CONSENSO NECESSARIAMENTE SUPERÁVEIS As demandas de acesso a novos contextos de cidadania ou de reivindicação de direitos estarão sempre se recolocando, sempre acompanham a dinâmica social de reconstrução de novos patamares de interesses e direitos, inerentes ao jogo social daquele contexto. Cada patamar atingido gera uma acomodação momentânea, que provoca um novo tipo de conflito, demanda uma nova perspectiva de negociação e constrói uma nova possibilidade de reacomodação momentânea. O gestor de diretrizes e políticas públicas em UCs deve produzir perspectivas/normas e acordos de gestão que terão maior chance de efetivação aceitação, cumprimento e minimização da degradação ambiental se forem compreendidas como temporais, demandando monitoramento, construção e reconstrução de ajustes.
  22. 22. Rede de Pesquisas em mudanças globais e impactos sobre regiões costeiras Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA) Universidade de São Paulo (USP) Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) Universidade Federal de Itajubá (UNIFEI). Instituto Politécnico de Torino (Itália) Universidade de Wollongong (Austrália).
  23. 23. Serviços ecossistêmicos Cenários de uso e ocupação do solo POLUIÇÃO RECURSOS HÍDRICOS RISCOS E MUDANÇAS CLIMÁTICAS VALORAÇÃO AMBIENTAL E VULNERABILIDA DE MODELAGEM HIDROLÓGICA – DRENAGEM URBANA Estoque e liberação de carbono Dinâmica espacial e infraestrutura costeira Risco e gestão territorial Riscos – substâncias perigosas Simulação Flow2D escorregamento Análise conjunção eventos extremos chuva-maré Exposição estruturas portuárias a ondas e marés Adaptação às mudanças climáticas e instrumentos de gestão costeira Modelagem conceitual índice vulnerabilidade costeira Análise espacial pegada hídrica Contabilidade pegada hídrica Interoperabilidade entre modelos LUCC e EE* Diagnóstico ambiental - saneamento Balanço carbono, nitrogênio e fósforo Avaliação cafeína Influência mudanças climáticas – correção viés Tendências de precipitação - previsões deslizamentos Morfodinâmic a estuarina Parametrização modelagem hidrológica - hidráulica Rede pesquisa, cooperação científica em MC e impactos regionais e REDELITORAL NORTE SP Mudanças climáticas globais e impactos na zona costeira: modelos, indicadores, obras civis e fatores de mitigação/adaptação
  24. 24. Instituições X Escalas atuação X Interações X Políticas Públicas
  25. 25. BARRREIRAS/OPORTUNIDADES ADAPTAÇÃO MC L NORTE
  26. 26. Obrigado pela atenção !Obrigado pela atenção ! simoeslica@gmail.com 12 99719 3442 11 99630 5129

×