O slideshow foi denunciado.
Seu SlideShare está sendo baixado. ×

Ata constituicao do_partido_da_mobilizacao_popular_ii

Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Anúncio
Carregando em…3
×

Confira estes a seguir

1 de 6 Anúncio

Mais Conteúdo rRelacionado

Diapositivos para si (20)

Quem viu também gostou (20)

Anúncio

Semelhante a Ata constituicao do_partido_da_mobilizacao_popular_ii (20)

Ata constituicao do_partido_da_mobilizacao_popular_ii

  1. 1. ATA DE CONSTITUIÇÃO DO PARTIDO DA MOBILIZAÇÃO POPULAR – PMP NO ESTADO DO CEARÁ. Em conformidade com os dispositivos legais constantes na Lei 9.096/95 e resolução 23.282/2010 exarada pelo egégio Tribunal Superior eleitoral – TSE. Aos vinte e sei dias do mês de Maio do ano de dois mil e doze na Rua Álvaro de Alencar, nº 260, casa 38, Bairro Jacarecanga, na cidade de Fortaleza, Capital do Estado do Ceará, com a presença de 80 cidadãos e cidadãs, todos brasileiros, maiores, eleitores e portadoras de seus respectivos títulos de eleitor e em pleno gozo de seus direitos políticos, foi instalada às 16:00 horas a reunião para fundação do Partido da Mobilização Popular – PMP de acordo com a legislação, dispositivos e resoluções eleitorais atuais . A assembléia previamente convocada teve na sua pauta na palavra de ordem do dia os seguintes itens: a) – Discussão e aprovação do Manifesto, b) – Discussão e aprovação do Programa Partidário, c) – Discussão e Aprovação do Estatuto e d) – Eleição de uma Diretoria ececutiva estadual Provisória. Por indicação do Sr. Raimundo Nonato Fernandes Lima, que presidiu os trabalhos preliminares da mesa. Convocou a todos os presentes para retirar comissão de três pessoas para fazer os trabalhos de presidencia, secretaria e redação da reunião. Por votação que antecedeu à presente reunião foi eleito para presidir os trabalhos, o Sr. RAIMUNDO NONATO FERNANDES LIMA, que recebeu a aprovação unânime dos presentes. Tomando assento na Presidência, convidou para secretariar os trabalhos a senhora, MARIA DE LOURDES LOPES DA SILVA FERNANDES e para redação do documento foi escolhida a senhora, MARIA BRITO DA SILVA, Em seguida, para compor a mesa o Sr. Presidente convidou as seguintes pessoas Sr. FRANCISCO DAVID e O Sr. MAURILIO FERNANDES FILHO, o senhor JOSÉ AIRTON. Dando Prosseguimento, o Sr. Presidente solicitou a leitura da Ordem do Dia com a pauta dos trabalhos da reunião para fundação do PARTIDO DA MOBILIZAÇÃO POPULAR – PMP, da qual constava a designação do local e hora da reunião, os diversos itens que a compunham, bem como todos os demais dispositivos legais pertinentes, LEI 9096/95, RESOLUÇÃO 23.282/2010 e demais normas legais e Resoluções do Egrégio Tribunal Superior Eleitoral - STE. Com a palavra, o Sr. Presidente comentou a grave situação que se encontra o País notadamente no que se refere aos seguintes temas, IDOSO, LGBTT, SINDICATOS, JOVENS, MOVIMENTO NEGRO, CULTURA e MEIO AMBIENTE, conclamando a todos para buscar o caminho através da mobilização popular. Após a conclusão, foi facultada a palavra aos presentes. Pela ordem, foi dada a palavra ao Sr. FRANCISCO DAVID, que deu os seus comentários sobre a necessidade da organização de um Partido que mobilize a população e, faça com que, estes sejam os responsaveis pela sensibilização, dos nossos representantes em nível municipal, estadual ou federal, defendendo a democracia, a justiça social, a fraternidade, a liberdade de expressão e a fraternidade, como meta e diretriz popular, e, acima de tudo a oportunidade de todos produzirem sem a tutela do Estado. Continuou o senhor Francisco David, mais do que necessiade, a situação da saúde, da segurança e da educação estão criticas e exige uma mudança no conceito de administração e diretriz, sem as quais, nenhuma forma ou sistema econômico o poderá ter o êxito que todos perseguem e esperam. Com os aplausos ao o Sr. Francisco David , o Presidente determinou a Secretária da mesa a leitura do Manifesto do Partido da Mobilização Popular - PMP, item “a” da Ordem do Dia. Em cumprimento a Sra. Secretária procedeu a leitura em voz alta cujo teor segue: a- PARTIDO DA MOBILIZAÇÃO POPULAR – PMP MANIFESTO No quadro dos problemas por que passa a nacão brasileira, somente com mobilização social poderá despertar a sociedade para as grandes mobilizações na tentativa de sensibilizar os governantes para dar vazão aos anseios populares nas áreas consideradas criticas, como a educação, a cultura, a saúde e segurança pública. A junção do binômio Mobilização popular, está embasado nos princípios de uma doutrina que tras a baila a mobilização da população de forma ordeira, mas, firme no sentido de sensibilizar os governantes para discutir os grandes temas de nossa nação. A nosso ver, a sociedade com suas diferenças, sente-se diante do comportamento do Estado concentrador e paternalista, despreparado para efetuar as mudanças que ora, o povo anseia. Nessa ótica, a mobilização social , desde que, de forma ordeira e organizada, é o valor fundamental de toda a
  2. 2. organização social e política. Ao contrário de alguns pensadores, entendemos que a mobilização consciente impõe mais regras que muitas organizações político-sociais de regime forte ou democrático. A mobilização que falamos é oriunda da liberdade organizatória, ou seja, é a liberdade que a própria sociedade vê com a noção exata dos seus próprios limites. A sociedade brasileira deve ser convocada à discussão e só com a moblização social poderemos, colimar uma abertura maior do Brasil para o mundo, ao tempo que, internamente deve cada vez mais alargar seus espaços para possibilidades maiores dos seus filhos A mobilização popular é o grande desafio porque ela é capaz de corrigir ou permitir se corrigir os desvios naturais decorrentes do comportamento humano. A mobilização é estimulante de questionamentos e com certeza as melhores qualidades do através da sensibilização dos poderes ora constituídos. PROGRAMA DE PARTIDO DA MOBILIZAÇÃO POPULAR – PMP Objetivando o que é de mais elementar para as sociedades modernas, os quais sejam a saúde, a educação e a segurança publica, como politicas elementares para uma sociedade mais justa, fraterna e igualitária, o Programa do Partido da Mobilização Popular - PMP, discute e defende em primeiro lugar a MOBILIZAÇÃO SOCIAL. A mobilização social, como forma de organização política e principalmente, para discutir a econômia do Brasil, mas com responsabilidade e de forma ordeira e respeitosa. Evidentemente, alguns princípios são atávicos ao conceito de mobilização responsável e devem ser discutidos e defendidos pela seguinte ordem. I – A DEFESA DOS PRINCÍPIOS DEMOCRÁTICOS Servindo seriamente à causa da mobilização popular, a democracia não pode e não deve ser mero jogo de aparências, em que há confusão entre o binômio, indisciplina e injustiça social. Essa confusão ajuda aos discursos políticos, aos demagogos e aos que fazem promessas em épocas eleitorais, apenas. Ouve-se com freqüência a palavra democracia, principalmente onde existem condições péssimas de habitação onde há falta de alimentos e o desemprego, etc ... O s politicos profissionais que sempre estão de plantão para seus discursos e pregações falsas e anti- democráticas. Na verdade não sabem que a democracia não é apenas discursos de ocasião. Ela se realiza com a efetiva prática da democratização das oportunidades de acesso à terra, à habitação, à educação e pelo permanente esforço e vigilância, que só se alcança com a mobilização social. Ao povo que, se valem das organizações democráticas para destruir estes discursos demagógicos que assassinam a própria democracia, é dado o direito de se organizarem e mobilizarem. II – JUSTIÇA SOCIAL Cantada em verso e prosa, a celebre Justiça Social é também objeto temporário dos profetas para as ocasiões eleitorais. A Justiça Social como tudo, começa pela liberdade de organização do povo. Como se definia na antiga Roma a democracia é o poder que emana do povo e deve se voltar para este mesmo povo. Mas, só um, povo moblizado e organizado pode ter o amplo conhecimento de seus direitos e fazer suas cidadania ser cumprida. No Brasil hodierno há empregos, assim como, há renda. Entretanto, não, como deveria haver, porque se falar em divisão de rendas e distribuição de igualdade economica e social, ainda é um tabu e o povo tem muito que se mobilizar e se organizar para conseguir. Não há como ter Justiça Social sem emprego e sem renda, ou se estas, ainda estão longe de atender as necessiadades mais comezinhas do povo, sua saúde, educação, a segurança de sua familia. O pleno emprego, a farta alimentação, a habitação digna, a saúde assistida e a segurança são os esteios da Justiça Social que, o partido da mobilização popular - PMP, tem como meta em seu programa, através da mobilização do povo para sensiblizar os gestores públicos. III – A CARGA TRIBUTÁRIA E O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO A nação Brasileira precisa fomentar a pequena e micro empresas, além de estimular a média empresa, prestando-lhes um tratamento diferenciado quanto às suas obrigações tributárias. Somente o desenvolvimento econômico pode nos proporcionar riquezas favorecendo uma política social moderna e assim caminhar para a tão desejada Justiça Social. IV – REFORMAS ESTRUTURAIS
  3. 3. O corporativismo estatal exagerado e proposital emperra o desenvolvimento e tras a sensação de inoperança e injustiça . Isso acontece porque qualquer mudança pode trazer problema àqueles que cada vez mais defendem seus companheiros, comprometendo a já caótica burocracia estatal, enquanto os pobres ficam cada vez mais sem o pleno atendimento dos serviços públicos essenciais, que devem ser feitos com qualidade e rapidez. A inobservância desse corporativismo é sobremaneira, o pior da burocracia estatal. As reformas no judiciário, no executivo e legislativo, na verdade não agitam, senão quando não são necessárias, enquanto as reformas necessárias nos três poderes, por sua vez , faz-se urgente, poderão consolidar. Todas as reformas necessárias são elementos de conservação, em que pese, a mudança de partido e de direção no Brasil, nos últimos dez anos. V – MEIO AMBIENTE: O meio ambiente é talve´s a maior discussão e forma de enfretamento que a sociedade de modo em geral tem que fazer, não importa as cores do partido e nem a denominações, se de esquerda ou direita, todos sem exceção devem se unir em torno desta bandeira. O Partido da Mobilização Popular – PMP, mais do que buscar o consenso, pretende apresentar saídas e discussões em pontos críticos, não somos o dono da verdade, mas, formadores de opinião. Cabe a nós, apresentar propostas que sejam discutidas nos foruns sociais, nas plenárias partidárias e nos encontros de gestores e responsáveis por este tema, que é, ao mesmo tempo, sensível e apaixonante. Mas, que deverá fazer parte das mais importantes discussões e agendas politicas do mundo inteiro. VI – PMP LGBTT como uma das diretrizes do PMP/CE, não vamos nos furtar de apoiar a luta contra o preconceito e a intolerância de orientação sexual, vamos acompanhar e monitorar as ações de combate a qualquer tipo de discriminação, seja ela de violencia física e moral, dar apoio incondicional ao movimento LGBTT, apoiar as politicas de inclusão, reconhecimento e inserção desse importante e, grande grupo social, vamos sugerir projetos e proposta que valorizem a pessoa humana, independente de sua orientação sexual. ajudar na construção de movimentos sociais de valorização do LGBTT. apoiar a criação de uma delegacia especializada em combate a crimes cometidos contra os integrantes do LGBTT, no Ceará. vamos apoiar a criação de núcleos esportivos para este movimento, valorizando o potencial esportista dos seus participantes. VII – PMP DEFICIENTE FÍSICO O PMP/CE, trabalha na articulação de proejtos que ofereça a sociedade condições de melhor atender as pessoas com deficiencia fisica, discutindo com as entidade civis e governamentais projetos de acessibilidade nos meios de transporte, escolas, museos, cinemas, teatros, clubes, praias, eventos culturais, eventos sociais, comicios, shows, eventos religiosos e esportivos; vamos debater as politicas de promoção e valorização da pessoas com deficiencia física no mercado de trabalho, discutir a lei de assistencia social do país (Loas), as cotas em concurso público, empregos, qualificação para o pleno exercicio da cidadania em empresa privada, apresentar proposta de inclusão dos deficiente no mundo do esporte aproveitando o potencial esportivo de milhares de deficientes que pode dar o melhor de si e nos representar em competições municipais, estaduais, nacionais e internacionais. VIII – PMP SINDICAL O PMP/CE como partido politico forjado nos movimentos populares e formados a partir das discussões realizadas nas moblilizações dos trabalhadores, na luta incessante contra os desmando e a insensibilidade dos patrões e gestores, trabalhará na articulação de apoio aos movimentos sindicais e sociais. O PMP/CE com contará com um quadro de sindicalista que faz parte da executiva estadual e municipal valorizando todos os movimentos que busca melhor as condições de vida e sálrios para os trabalhadores e seus familiares. Vamos discutir a apoiar os movimentos paredistas de todas as categorias, buscar a mediação entre patrões e empregados, apoiar os sindicatos que oferecerem aos seus filiados qualifcação profissional, qualificação politica, assitencia a saúde aos filiados e seus familiares, além de assistencia juridica e odontologica. VIII – PMP IDOSO O Partido da Mobilização Popular do Ceará – PMP/CE, vai trabalhar em uma das áreas que vai orgulhar o partido, visto que, mais nos orgulharemos, pois se trata de trabalho voltado para aqueles que deram muito de si para a construção do nosso país. Trabalharemos com discussão das leis de amparo ao idoso, buscando a criação de uma delegacia especializada em combate a crimes cometidos contra a pessoa idosa, discutimos o abandono do idoso, qualidade dos asilos para pessoas da melhor idade, implementação de projetos que valorize e melhore a saúde da pessoas idosa, sua capacidade de criação e sua experiencia de vida. O PMP IDOSO vai discutir o fator previdenciário, vai dar apoio as entidades civis e públicas que valorizem a pessoas idosa.Vamos dar total apoio aos movimentos sociais que envolvam os anseios e lutas das pessoas de melhor idade. IX – PMP MULHER
  4. 4. O Partido da moblização Popular do Ceará – PMP/CE, Atua na área de defesa das politicas afirmativas para a mulher. O PMP MULHER, focará sua ações na busca incessante pelos direitos de igualdade entre os generos, discutindo politicas de inserção da mulher no mercado de trabalho, isonomia salarial entre homens e mulheres, valorização do dia internacional da mulher, implementação de projetos para a saúde da mulher, assitencia social para a mulher, assiatencia na gravidez, acompanhamento de processo de envolva os casos de atendimento abortos compulsórios, estupros, assédio moral e sexual, exploração, vunerabilidade economica e social, violencia doméstica e tráfico de mulheres e de entorpecentes envolvendo mulheres. X – PMP NEGRO O PMP/CE, pretende trabalhar na promoção de politicas de igualdade racial, apresentando propostas e projetos com recorte afirmativo para inclusão do negro e seus descendentes, discutindo debatendo a implementação da lei 10.639/2003 e 11.635/2007, acompanha e monitora as ações transversais das politicas públicas voltadas para o negro, discute os direitos da etnia negra, como a saúde, a cultura, a religiosidade, a educação, a formação profissional e a inserção do negro no mercado de trabalho; propõe medidas de implementação de politica economica para melhora da renda dos negros e seus descendentes, acompanha a inclusão da história da Africa nos curiculos escolares do estado do Ceará, acompanha o calendário cultural afro descendente; faz parceria com as entidades civis e públicas que trabalham no combate ao preconceito etnico e religioso para melhor atender as demandas do movimento negro do estado. XI – PMP JOVEM O Partido da Mobilização Popular do Ceará – PMP/CE, jovem trabalha na articulação de politicas voltadas para valorização dos jovens e adolescentes, discute as politicas de valorização do jovem e adolescente desportista, busca melhorá a qualidade de vida destes jovens e adolescentes, evitando que estes, fique na ociosidade e seja, mais um cidadão ou cidadã que valorize o fator esporte como ferramenta de inclusão social. Trabalha na politica de implementação de projetos de inclusão social, no mercado de trabalho, geração de renda e melhor qualificação profissional; o PMP/CE, tem a honra de apresentar propostas de politicas voltadas para o primeiro emprego e formação profissional, valorizando a familia e o meio social, politico, educacional e culttral de nossa juventude. XII – PMP CULTURA O PMP/CE apresenta proposta e projetos que fomente a discussão crítica da cultura como meio de inclusão social das camadas mais humildes da sociedade. Damos apoio as diretrizes governamentais que valorizem as diversas expressões de cultura de nosso povo. Entendemos que a formação de uma nação, passa, pelo respeito aos costumes, tradições e principalmente a sua cultura. Vamos valorizar o senso crítico da juventude para que, possamos ter jovens capazes de produzir arte, atuar como artistas nas diversas áreas das linguagens culturais. Valorizar a arte é valorizar nossa gente, nossa fé e nossa nação. O artigo 215° da constituição federal fala que cultura é um direito do povo e dever do estado. Vamos lutar para que os governantes possam apresentar planejamentos plurianuais, contemplando a área da cultura como uma das principais formas de inserção e inclusão socio-econômica. PARTIDO DA MOBILIZAÇÃO POPULAR DO ESTADO DO CEARÁ – PMP/CE b- PROGRAMA PARTIDÁRIO I – buscar através da mobilização popular o ideário de democrácia com objetivos de socializar as ideias melhorar as condições sociais, educacionais e culturais do povo Brasileiro. São os anseios de seus fundadores, elevar a Nação brasileira a condição de justa e fraterna, em se tratando de politica econômico-social, que possibilite à sua população uma vida mais digna e com igualdade de oportunidades para todos os cidadãos e cidadãs; II - liberdade de culto religioso, garantia da inviolabilidade da privacidade, direito ao trabalho digno, ao salário justo, à moradia, à educação, à saúde, à alimentação, ao lazer, à segurança, amparo à terceira idade, um meio ambiente saudavel e sustentável, bem como o exercício de uma imprensa livre e responsável; III – integração dos estados de forma harmonica, sem as contendas das guerra fuscal, que prejudica o nosso crescimento economico com igualdade de condições, a harmonia dos três poderes e a autonomia de Estados e Municípios da não brasileira; IV – defendemos um sistema econômico forte e pujente, que favoreça a prática das regras de mercado respeitando as legislações especificas, mas que tenha como objetivo maior o bem-estar dos brasileiros e a eliminação das desigualdades sociais e da pobreza estrema nos rincões de nossa nação; V – Apoiamos a ação do Estado no campo econômico, desde que, valorize e que leve em conta valores sociais, culturais e economicos de nossa gente, apoiamos a criação e a distribuição de riquezas para todos, através da geração de empregos, renda, poupança, consumo, e funcionamento de efetiva economia social de mercado; e,
  5. 5. VI – O desenvolvimento tecnologico como processo de mudança continuada da sociedade, da economia brasileira e das responsabilidades dos entes, tendo como premissa a valorização da educação da ciência e tecnologia, como arma de combate a miséria e a pobreza estrema. Ao concluir a leitura e aprovação do ESTATUTO DO PARTIDO DA MOBILIZAÇÃO POPULAR – PMP, pelos presentes, à reunião o presidente deu continuidade aos trabalhos dando inicio as discussões sobre a formação da diretoria executiva estadual que irá administrar o PARTIDO DA MOBILIZAÇÃO POPULAR DO ESTADO DE CEARÁ PROVISÓRIAMENTE, pelo período de 06 (seis) meses, a partir da data de registro do partido pelo egrégio tribunal regional eleitoral do estado do Ceará – TER/CE. Formada a comissão para disputar a a eleições para a diretoria estadual do PMP/CE. Foram apresentados os seguintes membros para formação da diretoria executiva estadual provisória: PRESIDENTE: Raimundo Nonato Fernandes Lima; 1° VICE PRESIDENTE: Maria Brito da Silva; 2° VICE PRESIDENTE:André Carneiro de Paula 3°. VICE PRESIDENTE:Wescley de Sousa Fernandes 4°. VICE PRESIDENTE:José Ari Sales de Freitas SECRETÁRIO GERAL ESTADUAL: Pedro andré Nascimento Monteiro 1°. SECRETÁRIO:Cícero Glaudino Nascimento de Sousa 2°. SECRETÁRIO:Pedro Garcia Mariano 3°. SECRETÁRIO: Francisco Henrique Ferreira Lima TESOUREIRO GERAL ESTADUAL: Maurilio Fernandes Coelho Filho; 1°. TESOUREIRO: Antonio Rogério de Vascocelos; 2°. TESOUREIRO: Antonio Marcelio Lopes; VOGAL: Maria de Lourdes da Silva Fernandes; 1°. SUPLENTE: Wendy de Sousa Fernandes; 2°. SUPLENTE: Luzilandia de Oliveira Rocha 3°. SUPLENTE: Angela Maria Porcila 4°. SUPLENTE:Francisca Edna Silva . Após a apresemtação deste grupo de cidadãos e cidadãs, foi discutido a maneira como seria realizada a a eleição. Duas formas de processo eleitoral foram apresentadas, a direta com aclamação membro a membro, onde cada membro em seu cargo especifico seria apresentado e ao mesmo tempo, lhe seria aberto espaço de tempo de dois minutos para sua explanação e defesa de candidatura, logo após, a votação de seu nome para o cargo e a outra forma foi por grupo, onde o grupo todos se apresentavam perante aos presentes de uma vez só e, após a apresentação vaveria e eleição por aclamação, onde os presentes inclusive, os membros da chapa concorrente, participaria. Após proceso de votação, foi aprovado com 85 votos a segunda forma de votação, ou seja, o grupo deveria se apresentar e em grupo, serem votados. Encerrado o processo de votação da forma de eleição, foi aberta a discussão aos presentes sobre a formação do grupo. Foi estabelecido o tempo de vinte minutos para que os presentes discutissem se os membros contemplavam a todos. Após as discussões foi baerto o processo eleitoral por aclamação, onde todos, inclsive os concorrente, deveriam se manifestar, os membros que se apresentaram foram eleitos com 90 votos dos cento de cinco presentes a reunião. Encerrada a eleição foram empossados todos os membros DA DIRETORIA EXECUTIVA DO PARTIDO DA MOBILIZAÇÃO POPULAR DO CEARÁ – PMP /CE. Nada mais, a ser declarados e nem discutido na reunião foi encerrada, com a eleição e posse dos seguintes membros da diretória executiva, os quais abaixo, são signatários e em anexo segue a a lista de assinatura dos presentes. PRESIDENTE: Raimundo Nonato Fernandes Lima, brasileiro, casado, educador social, RG 95002360515 SSP/CE, CPF 118.205.078-66, TITULO DE ELEITOR 023482330787, ZONA 082ª, SECÇÃO 0624ª, FILIAÇÃO Marlene Fernandes Lima e José Jurnadir Correia Lima, residente e domiciliado à Rua Álvaro de Alencar 260, casa 38, Jacarecanga, CEP 60.311-750, Fortaleza – Ceará. 1°. VICE PRESIDENTE: Maria Brito da Silva, brasileira, solteira, Manipuladora de alimentos, RG 94002074778, CPF 456.472.833-49, TITULO ELEITORAL 01354450736, ZONA 116ª, SECÇÃO 0017ª, FILIAÇÃO Raimunda de Sousa Brito e João Miguel da Silva, residente e domiciliada à Rua 739 casa 281, 3ª Etapa, Cojunto Ceará, CEP 60.531-810, Fortaleza – Ceará. 2° VICE PRESIDENTE: André Carneiro, de Paula, brasileiro, solteiro, Autonomo, RG 2002010072427, CPF 009.431.993-60, TITULO ELEITORAL 10558332580710, 003ª, SECÇÃO 0490ª FILIAÇÃO Maria de Lourdes Carneiro de Paula e Antonio Sabino de Paula, residente e domiciliado à Rua Pinho Pessoa, 1049, Joaquim Távora, CEP 60.130- 170, Fortaleza – Ceará. 3° VICE PRESIDENTE: Wescley de Sousa Fernandes, brasileiro, casado, Engenheiro quimico, RG 98002129818, CPF 646.591.603-78, TITULO ELEITORAL 057975530710, ZONA 113ª, SECÇÃO 0259ª, FILIAÇÃO Maria Neusa de Sousa e Raimundo Nonato Fernandes Lima, residente e domiciliado à Avenida Humberto Monte, 1713, Bela Vista, CEP 60. Fortaleza – Ceará.
  6. 6. 4° VICE PRESIDENTE: José Ari sales de Feitas, brasileiro, casado, Publicitário, RG 2008012026448, CPF 034.656.593-68, TITULO ELEITORAL 027089280728, ZONA 116ª, SECÇÃO 146ª, FILIAÇÃO Maria Sales de Freitas, Residente e domiciliado à Avenida A 1.320, 1ª Etapa Conjunto Ceará, CEP 60.533-594, Fortaleza – Ceará. SECRETÁRIO GERAL ESTADUAL: Pedro andré Nascimento Monteiro, brasileiro, Casado, Auxiliar administrativo, RG 92002171017, CPF 613.453.853-15, TITUTLO ELEITORAL 048826710752, ZONA 003ª, SECÇÃO 0152ª, FILIAÇÃO Raimunda Nascimento Monteiro e Manoel Laurindo Monteiro, residente e domiciliado, Rua do trilho, 1.096, Moura Brasil, CEP 60.010-120, Fortaleza – Ceará. 1° SECRETÁRIO: Cícero Glaudino Nascimento Sousa, brasileiro, casado, reciclador, RG 93027015980, CPF 600.636.243-03, TITUTLO ELEITORAL 067831390779, ZONA 116ª, SECÇÃO 00185ª, FILIAÇÃO Maria candida Nascimento Sousa e João Ricardo de Sousa, residente e domiciliado à Rua Alvie batista 146, Paruqe genibaú, CEP 60.534-070, Fortaleza – Ceará. 2° SECRETÁRIO: Pedro Garcia Mariano, brasileiro, casado, Eletricista, RG 94012003474, CPF 801.031.623-72 , TITULO ELEITORAL, ZONA, SECÇÃO, FILIAÇÃO Maria Luiza Garcia Mariano , Residente e domiciliada à Rua Cônego de Castro 2911, Parangaba, CEP 60.730-000, Fortaleza – Ceará. 3° SECRETÁRIO: Francisco Henrique Ferreira Lima , brasileiro, casado, Agente sanitarista, RG 8907002005334, CPF 664.272.313-91, TITUTLO ELEITORAL 035065260752, ZONA 003ª, SECÇÃO 152ª FILIAÇÃO Margarida Alves Ferreira e Francisco Ramos de Lima , Residente e domiciliado á Rua do Trilho 1.292, Moura Brasil, CEP 60.010-120, Fortaleza – Ceará. TESOUREIRO GERAL ESTADUAL: Maurilio Fernandes Coelho Filho, brasileiro, casado, Professor, RG 95002341758, CPF 839.590.253-00, TITULO ELEITORAL 050471790710, ZONA 0115ª, SECÇÃO 0102ª, FILIAÇÃO Antonia de Oliveira Coelho, Maurilio Fernandes Coelho, residente e domiciliado à Rua Tianguá, 1047, Vila União, CEP 60.410-560, Fortaleza – Ceará. 1° TESOUREIRO: Antonio Rogério de Vasconcelos, brasileiro, casado, Pintor, RG 96151023977, CPF 513.709.213-49, TITULO ELEITORAL 039698350744, ZONA 116ª, SECÇÃO 0184ª, FILIAÇÃO Rosa Maria de Vasconcelos e José Hortêncio de Vascocenlos, residente e domiciliado à Rua Itaperuna, 285, Genibaú, CEP 60.534-200, Fortaleza – Ceará. 2° TESOUREIRO: Antonio Marcelio Lopes, brasileiro, solteiro, auxiliar de administração, RG 245351024, CPF 707.622.873-49, TITULO ELEITORAL 42481980787, ZONA 083, SECÇÃO 0441, FILIAÇÃO Antonio Célio Lopes e Francisca Irenilde Ferreira Lopes, residente e domiciliado à Rua 30 de Maio, 567, Parque genibaú, CEP 60.534-210, Fortaleza – Ceará. VOGAL: Maria de Lourdes Lopes da Silva Fernandes, brasileira, casada, agente sanitarista, RG 91015044967, CPF 558.904.903-20, TITUTLO ELEITORAL 039213410728, ZONA 082ª, SECÇÃO 0090ª FILIAÇÃO Antonia Lopes da Silva, e João Rodrigues da Silva 1° SUPLENTE: Wendy de Sousa Fernandes, brasileira, solteira, Técnica em Enfermagem, RG 2008010120587, CPF 047.718.073-73, TITULO ELEITORAL 080777040701, ZONA 083ª, SECÇÃO 0022ª, FILIAÇÃO Maria Neusa de Sousa Fernandes e raimudo Nonato Fernandes Lima, Residente e domiciliada à Rua Damião Fernandes, 909 Paruqelância, CEP 60.455-600, Fortaleza – Ceará. 2ª SUPLENTE: Luzilandia de Oliveira Rocha, brasileira, casada, Auxiliar de Consultório Dentário, RG 91002043393, CPF 506.465.403-00, TITULO ELEITORAL 038794320728, ZONA 082ª, SECÇÃO 0083ª, FILIAÇÃO Francisca Antonia de Oliveira Rocha e José sabino Pereira da Rocha, residente e domiciliada à Rua Álvaro de Alencar 260, casa 38ª, jacarecanga, CEP 60.311-750, Fortaleza – Ceará. 3° SUPLENTE: Angela Porcila da Silva, brasileira, solteira, manipuladora de alimentos, RG 92004021268, CPF 511.305.809-34, TITULO ELEITORAL 042865270710, ZONA 112ª, SECÇÃO 0264ª, FILIAÇÃO Francisca Dalva da Silva, Residente e domiciliada à Rua Capitão Gustavo, 3.150, Joaquim T´varora, CEP 60.120-140, Fortaleza – Ceará. 4° SUPLENTE: Francisca Edna da Silva, brasileira, solteira, do lar, RG 680578-83 SSPP/CE, CPF 555.180.603-00, TITUTLO 001427210701, ZONA 112ª, SECÇÃO 0229ª, FILIAÇÃO Maria Conceição da Silva e Tertuliano da Silva, residente e domiciliada à Rua Capitão Gustavo, 3.150, Joaquim Távora, CEP 60.120-140, Fortaleza – Ceará. Fortaleza, CE 26 de Maio de 2012.

×