Um amigo muito original

566 visualizações

Publicada em

Trabalho elaborado a partir da exploração da obra: «Um amigo muito original».

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
566
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
60
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Um amigo muito original

  1. 1. Um amigo muito original... Versão adaptada do livro de Rita Araújo Trabalho elaborado pelos alunos do 1ºB e da turma do 2º ano
  2. 2. Sabrina, menina esquisita Por um monstro foi visitada Quando o descobriu no armário Ficou muito assustada… Chamava-se Pastel de Nata Este monstro encantador Parecia um dinossauro Lilás era a sua cor! Por andar muito sozinha Sem amigos nem companhia A empresa dos monstros amigos Mandou-o para lhe dar alegria.
  3. 3. Com olhos rosa choque E manchas verdes na cara O amigo Pastel de Nata Num rapaz se transformara Com olhos rosa choque E manchas verdes na cara; O amigo Pastel de Nata Num rapaz se transformara. À farmácia monstruosa Pastel de Nata foi a correr Para as manchas da cara Fazer desaparecer
  4. 4. Uma alimentação diferente Aquela que Pastel de Nata faz; Antigamente comia empadas Agora pastéis de nata e sumo de ananás!
  5. 5. Passou a chamar-se Renato Para na escola pode entrar; Quando foi para a sala de aula Ao lado de Sabrina se foi sentar.
  6. 6. Um balão de ar quente No ar se avistava; Com grande aparato O Queijadas chegava! Queijadas vinha buscá-lo Para uma missão cumprir, Mas o Nata disse logo Que não podia ir! Não abandonou a Sabrina E na missão ela embarcou; Apesar de arriscado O Pastel de Nata a levou.
  7. 7. Alissaca palavra mágica Para a árvore se abrir… Dentro dela estava o segredo Que iriam descobrir.
  8. 8. Os monstros estavam doentes Precisavam ajudá-los O antídoto tinham de achar Para poder salvá-los Um foguetão era urgente Sem ele não podiam viajar Tinham de arranjar solução Para um encontrar
  9. 9. Armari gritaram E a árvore se abriu Em direcção á escola Cada um deles saiu
  10. 10. Sete pasteis de nata e sete queijadas Rapidamente devoraram; E no fim do dia Ao armário regressaram.
  11. 11. Para conseguirem o foguetão Pediram ao Ruben para ajudar Mas primeiro a Sabrina Teve que os apresentar Os quatro desceram umas escadas Foram á farmácia à procura de solução Descobriram que um afia Podia ser um foguetão
  12. 12. Com o foguetão prontinho Nada os podia parar. As tias iam visitá-los E tudo podiam estragar!
  13. 13. Na loja de disfarces Ao despir o manequim Ele mexeu-se e falou Que susto… nunca tinham visto nada assim
  14. 14. Uma descoberta fizeram Não era uma fatiota; Mas Alho Paspalho Um monstro meio idiota. Não gostava de crianças Apressou-se a falar Para regressar ao seu planeta Resolveu ajudar Inventaram uma saída Para poderem viajar Com a ajuda dos monstros A mãe conseguiram enganar Ligaram o piloto automático E numa viagem embarcaram; Do tecto caíam pipocas, hambúrgueres Coisas que nunca imaginaram!
  15. 15. Na parte cinzenta do planeta Muito se admiraram; As casas tinham forma de legumes E só monstros encontraram. Numa cadeira de picos afiados Era preciso alguém sentar; Pois só assim era possível O antídoto alcançar.
  16. 16. Com um fato de astronauta Alho resolveu se aventurar; Mal tocou num dos picos Esvoaçou pelo ar. Cheio de nódoas negras Pobre Alho lá conseguiu; Pastel de Nata agarrou o antídoto E dali para fora saiu.
  17. 17. Sabrina sentiu algum medo Pastel de Nata a abraçou Estavam na Parte cor de laranja E só de pensar nos monstros ela se assustou Para dar o antídoto aos monstros Um plano tinham de traçar Turripato bebida mágica Decidiram inventar
  18. 18. Um antídoto genial Que deixava ler a mente; Depois de o beberem Tudo ficou diferente.
  19. 19. O monstro Chocolate A valentia recompensou, Entre medalhas e rebuçados Muitas recompensas lhes entregou! Um presente especial Que lhe daria alegria Entregou a Sabrina O spray da simpatia
  20. 20. De manhã ao acordar O pequeno-almoço encontraram Era tanto… tanto … Comeram que se fartaram
  21. 21. Chegou ao fim a aventura Era hora da despedida Mas Sabrina com o spray Tinha a situação resolvida. Passou a ter amigos Nos intervalos para brincar E agora ao seu lado Já todos se queriam sentar

×