www.fee.rs.gov.br
Piso regional do RS:
reajuste e “desorientação
espacial”
Carta de Conjuntura FEE
Tomás P. Fiori
Pesquisa...
www.fee.rs.gov.br
O piso regional não é
um salário mínimo!!!
www.fee.rs.gov.br
Constituição Federal de 1988
“Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e
rurais, além de outros qu...
www.fee.rs.gov.br
Lei Complementar nº 103/2000
“Art. 1º Os Estados e o Distrito Federal ficam
autorizados a instituir, med...
www.fee.rs.gov.br
Lei Estadual nº 11.647/2001
“Art. 1º - Ficam instituídos, no âmbito do Estado do Rio
Grande do Sul [...]...
www.fee.rs.gov.br
Lei Estadual nº 14.653/2014 = +16%
FAIXA
SALARIAL
2014 2015
I R$ 868,00 R$ 1.006,88
II R$ 887,98 R$ 1.03...
www.fee.rs.gov.br
Histórico de valorização (2001 = 100)
Piso
Salário Mínimo
INPC
IGP-M
100.0
150.0
200.0
250.0
300.0
350.0...
www.fee.rs.gov.br
Composição do emprego formal total por faixas
salariais no RS – 2002 a 2013
FONTE: RAIS-MTE
306699
28112...
www.fee.rs.gov.br
0%
10%
20%
30%
40%
50%
60%
70%
80%
90%
100%
2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013
...
www.fee.rs.gov.br
Participação do emprego formal nas faixas do
piso regional do RS – 2002 a 2013
FONTE: RAIS-MTE
12.0%
14....
www.fee.rs.gov.br
FONTE: FEEDADOS
IPEADATA
IBGE/Censo Demográfico 2010
RAIS-TEM
BASE CARTOGRÁFICA: IBGE
CARTOGRAFIA: FEE/C...
www.fee.rs.gov.br
Considerações para o debate
a. Perda de referencial econômico ou legal que
justifique a ênfase na relaçã...
www.fee.rs.gov.br
Fundação de Economia e Estatística
Siegfried Emanuel Heuser
Diretoria
Presidente: Igor Alexandre Clement...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Piso regional do RS: reajuste e “desorientação espacial”

1.427 visualizações

Publicada em

Piso regional do RS: reajuste e “desorientação espacial”
Carta de Conjuntura FEE
Apresentação: Tomás Fiori
http://carta.fee.tche.br/

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.427
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
513
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
6
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Template de capa
  • Margem de segurança:
    Todo texto, figuras, gráficos e tabelas não devem ultrapassar essa margem, a fim de tornar o layout mais limpo e compreensível.
  • Template para gráficos Cores: Visto que cada gráfico possui uma especificidade, opta-se por não estipular, a priori, cores fixas.
    Sugestão de cores:
    Azul FEE: R:0, G:75, B:130

    Cores complementares:
    Laranja: R:228, G:108, B:10
    Amarelo: R:255, G:192, B:0
    Cinza: R:127, G:127, B:127
    Vermelho: R:192, G:0, B:0

    Fonte: Arial, em preto.
    Citação da fonte do gráfico: canto inferior esquerdo, respeitando margens de segurança.
  • Template para gráficos Cores: Visto que cada gráfico possui uma especificidade, opta-se por não estipular, a priori, cores fixas.
    Sugestão de cores:
    Azul FEE: R:0, G:75, B:130

    Cores complementares:
    Laranja: R:228, G:108, B:10
    Amarelo: R:255, G:192, B:0
    Cinza: R:127, G:127, B:127
    Vermelho: R:192, G:0, B:0

    Fonte: Arial, em preto.
    Citação da fonte do gráfico: canto inferior esquerdo, respeitando margens de segurança.
  • Template para mapas
    Pela diversidade de objetivos, não é possível criar um padrão fixo de cores para os mapas.
    No entanto, sugere-se as cores abaixo:

    Azul FEE: R:0, G:75, B:130

    Cores complementares:
    Laranja: R:228, G:108, B:10
    Amarelo: R:255, G:192, B:0
    Cinza: R:127, G:127, B:127
    Vermelho: R:192, G:0, B:0

    Fonte: Arial, em preto.

    Citação da fonte do mapa: canto inferior esquerdo, respeitando margens de segurança.

    Além disso, recomendamos observar os seguintes requisitos: - O mapa deve estar em boa resolução
    As imagens e textos não devem encostar nas margens da lâmina, dando “espaço” de respiro ao layout

  • Inserir Núcleo e Centro. Após, nome do apresentador e email. Por fim, nome da equipe (quando houver).
  • Piso regional do RS: reajuste e “desorientação espacial”

    1. 1. www.fee.rs.gov.br Piso regional do RS: reajuste e “desorientação espacial” Carta de Conjuntura FEE Tomás P. Fiori Pesquisador em Economia
    2. 2. www.fee.rs.gov.br O piso regional não é um salário mínimo!!!
    3. 3. www.fee.rs.gov.br Constituição Federal de 1988 “Art. 7º São direitos dos trabalhadores urbanos e rurais, além de outros que visem à melhoria de sua condição social: [...] IV - salário mínimo , fixado em lei, nacionalmente unificado, capaz de atender a suas necessidades vitais básicas e às de sua família com moradia, alimentação, educação, saúde, lazer, vestuário, higiene, transporte e previdência social, com reajustes periódicos que lhe preservem o poder aquisitivo, sendo vedada sua vinculação para qualquer fim; V - piso salarial proporcional à extensão e à complexidade do trabalho”
    4. 4. www.fee.rs.gov.br Lei Complementar nº 103/2000 “Art. 1º Os Estados e o Distrito Federal ficam autorizados a instituir, mediante lei de iniciativa do Poder Executivo, o piso salarial de que trata o inciso V do art. 7º da Constituição Federal para os empregados que não tenham piso salarial definido em lei federal, convenção ou acordo coletivo de trabalho”
    5. 5. www.fee.rs.gov.br Lei Estadual nº 11.647/2001 “Art. 1º - Ficam instituídos, no âmbito do Estado do Rio Grande do Sul [...]os Pisos Salariais a que se refere o inciso V do artigo 7º da Constituição Federal [...] Art. 3º - Os pisos fixados nesta Lei não subsistem, para quaisquer fins de direito, o salário mínimo previsto no inciso IV do art. 7º da Constituição Federal. Art. 4º - Esta Lei não se aplica aos empregados que têm piso salarial definido em Lei federal, convenção ou acordo coletivo e aos servidores públicos municipais.”
    6. 6. www.fee.rs.gov.br Lei Estadual nº 14.653/2014 = +16% FAIXA SALARIAL 2014 2015 I R$ 868,00 R$ 1.006,88 II R$ 887,98 R$ 1.030,06 III R$ 908,12 R$ 1.053,42 IV R$ 943,98 R$ 1.095,02 V* R$ 1.100,00 R$ 1.276,00* Categoria introduzida em 2014
    7. 7. www.fee.rs.gov.br Histórico de valorização (2001 = 100) Piso Salário Mínimo INPC IGP-M 100.0 150.0 200.0 250.0 300.0 350.0 400.0 450.0 2001 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 2014 2015 FONTE: IPEADATA e Lei Estadual 11.647/2001 e atualizações.
    8. 8. www.fee.rs.gov.br Composição do emprego formal total por faixas salariais no RS – 2002 a 2013 FONTE: RAIS-MTE 306699 281127 2495163 0 500000 1000000 1500000 2000000 2500000 3000000 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Abaixo Piso Acima
    9. 9. www.fee.rs.gov.br 0% 10% 20% 30% 40% 50% 60% 70% 80% 90% 100% 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Abaixo Piso Acima
    10. 10. www.fee.rs.gov.br Participação do emprego formal nas faixas do piso regional do RS – 2002 a 2013 FONTE: RAIS-MTE 12.0% 14.8% 12.5% 12.7% 4.9% 7.1% 7.3% 6.3% 7.6% 4.0% 6.0% 8.0% 10.0% 12.0% 14.0% 16.0% 18.0% 2002 2003 2004 2005 2006 2007 2008 2009 2010 2011 2012 2013 Municípios com PIBpc menor que a média do BR Municípios com PIBpc maior que a média do BR
    11. 11. www.fee.rs.gov.br FONTE: FEEDADOS IPEADATA IBGE/Censo Demográfico 2010 RAIS-TEM BASE CARTOGRÁFICA: IBGE CARTOGRAFIA: FEE/CEES/NERU Municípios com PIB per capita menor que o do Brasil:  312 Municípios (dos 498)  30% de todo o trabalho formal do RS em 2013  46,4% da população estadual em 2012  42,5% do trabalho formal nas faixas do piso em 2013  39,6% do trabalho doméstico com carteira em 2010
    12. 12. www.fee.rs.gov.br Considerações para o debate a. Perda de referencial econômico ou legal que justifique a ênfase na relação fixa com o SM b. Improvável transbordamento para o trabalho informal no seu atual nível de institucionalização c. Desequilíbrio territorial da capacidade de absorção do novo custo da mão de obra d. Ameaça ao avanço da formalização e emprego em atividades de pequena escala e trabalho doméstico na conjuntura de baixo crescimento e. Reflexos macroeconômicos imperceptíveis, mas efeitos sociais locais potencialmente danosos
    13. 13. www.fee.rs.gov.br Fundação de Economia e Estatística Siegfried Emanuel Heuser Diretoria Presidente: Igor Alexandre Clemente de Morais Diretor Técnico: Martinho Roberto Lazzari Diretora Administrativa: Nóra Angela Gundlach Kraemer Rua Duque de Caxias, 1691 Centro Histórico, Porto Alegre CEP: 90010-283 (51) 3216.9000 Obrigado Tomás Pinheiro Fiori tomas@fee.tche.br Carta de Conjuntura FEE carta.fee.tche.br

    ×