Gravidez na adolescência
Antes de começar gostaríamos desalientar que apesar de a boa evasta informação queescolas, internet, livros etc. dãocontin...
ConsequênciasGravidez na adolescência leva na maior parte dos casos ao abandono escolar e a uma responsabilidade exagerada...
…A falta de habilitações académicas, a falta de  meios económicos, a falta de tempo para  estar com os amigos e para fazer...
CausasSão muitos os factores que contribuem para a alta incidência da maternidade durante a adolescência. O início precoce...
Algumas Abortorazõesque levam aoaborto.
E com a famíliaUma vez constatada a gravidez, se a família da adolescente for  capaz de acolher o novo facto com harmonia,...
Trabalho realizado por Catarina Catalão Nº5 João Batista Nº 11Mª Catarina Silva Nº16
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Mariasilva_catarina_joaobatista

284 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
284
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
38
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
1
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Mariasilva_catarina_joaobatista

  1. 1. Gravidez na adolescência
  2. 2. Antes de começar gostaríamos desalientar que apesar de a boa evasta informação queescolas, internet, livros etc. dãocontinua a existir muitos casos degravidez na adolescência.Começaremos então aapresentação.
  3. 3. ConsequênciasGravidez na adolescência leva na maior parte dos casos ao abandono escolar e a uma responsabilidade exageradamente grande pare quem ainda não se estabeleceu na vida e passa a ter que integrar outra pessoa completamente dependente na sociedade. Através de um simples acto de irresponsabilidade toda uma vida é alterada.Surgem problemas quer ao nível financeiro quer psicológico.Na generalidade dos casos a adolescente tem que trabalhar para com o auxilio dos pais e/ou da segurança social conseguir sustentar as despesas que a educação de uma de uma criança representa. Para além disso surgem conflitos ao nível pessoal e familiar. O simples facto de encarar uma gravidez pode representar um factor
  4. 4. …A falta de habilitações académicas, a falta de meios económicos, a falta de tempo para estar com os amigos e para fazer o que todos os adolescentes fazem, a necessidade de trabalhar, o fim de uma vida independente que passa a ser dedicada a uma nova vida que precisa de muita atenção e cuidado podem-se tornar num pesadelo. Tudo isto pode ser evitado tomando as devidas precauções. Em caso de dúvida não hesites em pedir auxilio pois este pode ser mais importante para a prevenção do que para o problema em si!
  5. 5. CausasSão muitos os factores que contribuem para a alta incidência da maternidade durante a adolescência. O início precoce (ou seja, de começar a actividade sexual cedo) da vida sexual, falta de uso de métodos contraceptivos ou uso inadequado deles (como má colocação do preservativo que leva ao seu rompimento), dificuldade de acreditar na própria capacidade de reproduzir e falta de dinheiro para adquirir o método são algumas das causas mais comuns que, normalmente, aparecem associadas.
  6. 6. Algumas Abortorazõesque levam aoaborto.
  7. 7. E com a famíliaUma vez constatada a gravidez, se a família da adolescente for capaz de acolher o novo facto com harmonia, respeito e colaboração, esta gravidez tem maior probabilidade de ser levada a termo normalmente e sem grandes transtornos. Porém, havendo rejeição, conflitos traumáticos de relacionamento, punições atrozes e incompreensão, a adolescente poderá sentir-se profundamente só nesta experiência difícil e desconhecida, poderá correr o risco de procurar abortar, sair de casa, submeter-se a toda sorte de atitudes que, acredita, “resolverão” o seu problema.O bem-estar afectivo da adolescente grávida é muito importante para si própria, para o desenvolvimento da gravidez e para a vida do bebé. A adolescente grávida, principalmente a solteira e não planejada, precisa encarar sua gravidez a partir do valor da vida que nela habita, precisa sentir segurança e apoio necessários para seu conforto afectivo, precisa dispor bastante de um diálogo esclarecedor e, finalmente, da presença constante de amor e solidariedade que a ajude nos altos e baixos emocionais, comuns na gravidez, até o nascimento de seu bebé.
  8. 8. Trabalho realizado por Catarina Catalão Nº5 João Batista Nº 11Mª Catarina Silva Nº16

×