Proposta Técnica para o aprimoramento
operativo do Sistema Estadual de Informática de
Governo – SEIG, através da Governanç...
O TCE realizou uma auditoria especial para obter um
diagnóstico da situação da governança de TI na
Administração Estadual ...
Estágio 2 – Aprimoramento da Governança de TI através da gestão e administração eletrônica
Estágio 1 – Elaboração dos Plan...
Informações que representam o acervo dos princípios e
determinações políticas de TI, caracterizadas em normativos
(instruç...
• Utilização dos Planos Diretores de TI, elaborados pela Administração Publica Estadual, como
principal instrumento para g...
ATI
NSI Áreas de
Negócio
Gabinete
Instituição
Áreas
Operacionais
Instituição
A Instituição
B
Núcleo de
Governo
Administraç...
NSI Áreas de
Negócio
Gabinete
Instituição
D
Instituição
B
Instituição
C
Instituição
A
Áreas
Operacionais
ATI
Atribuições
S...
Camada de Gestão
das Ações de TI
GOVERNANÇA DE TI
Projeto
de TI “A”
Projeto
de TI “B”
Projeto
de TI “D”
Projeto
de TI “E”
...
NSI Áreas de
Negócio
Áreas
Operacionais
Gabinete Instituição A
ATI
Instituição
C
Instituição
B
Instituição
D
Instituição
4...
ATI
Instituição
C
Instituição
B
Instituição
D
Instituição
A
Exercício da Governança no Governo de Pernambuco
Sociedade
FOR...
Sec Fazenda
Área de
Negócio
Gabinete
NSI Área de
Negócio
Administração
Pública
Áreas de
Negócios
Áreas de
Negócios
DEMANDA...
ESTRATÉGIAS E POLÍTICA DE TI
Sec Fazenda
SOCIEDADE
Área de
Negócio
Gabinete
NSI Área de
Negócio
Administração
Pública
Área...
ESTRATÉGIAS E POLÍTICA DE TI
Sec Fazenda
SOCIEDADE
Área de
Negócio
Gabinete
NSI Área de
Negócio
Administração
Pública
Área...
ESTRATÉGIAS E POLÍTICA DE TI
Sec Fazenda
SOCIEDADE
Área de
Negócio
Gabinete
NSI Área de
Negócio
Administração
Pública
Área...
ESTRATÉGIAS E POLÍTICA DE TI
Sec Fazenda
SOCIEDADE
Área de
Negócio
Gabinete
NSI Área de
Negócio
Administração
Pública
Área...
ESTRATÉGIAS E POLÍTICA DE TI
Sec Fazenda
SOCIEDADE
Área de
Negócio
Gabinete
NSI Área de
Negócio
Administração
Pública
Área...
NSI Áreas de
Negócio
Gabinete
Instituição
D
Instituição
B
Instituição
C
Instituição
A
Áreas
Operacionais
Alguns Resultados...
1. Articular o detalhamento operativo do SEIG junto à Equipe de Transição para subsidiar e colher
aprovação política, além...
DETALHAMENTO DOS MACRO PROCESSOS
1. Enquadramento das Demandas
1.1 Aprovar a conceituação dos tipos de demandas (Setorial,...
aliação
ATI
ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA
NÚCLEO DE GOVERNO &
COMITÊ DE INFORMÁTICA
Fase 3 - Oficinas de
Homologação
Fase 1 – Ofic...
Análise das atuais Atribuições da ATI em função do projeto de aperfeiçoamento da Governança e em
função dos resultados do ...
Análise das atuais Atribuições da ATI em função do projeto de aperfeiçoamento da Governança e em
função dos resultados do ...
O detalhamento operacional dos Macro Processos, bem como os resultados que serão alcançados na
elaboração do Plano Estraté...
Modelo de organização e funcionamento
do
SEIG - Sistema Estadual de Informática de Governo
Projetos para o Aprimoramento d...
Objetivo: Detectar em cada órgão e entidade pública os níveis de deficiências
administrativas - a gestão de TI; o uso dos ...
REDE DE ESPECIALISTA EM TIC - Gerentes e técnicos de TI
Informática
NSI
REDE DE DIRIGENTES - Secretários, Secretários
Exec...
Projeto 1 - Elaboração dos Planos Diretores de TI na APE
GRG / DTI / ATI
REDE DE ESPECIALISTA EM TIC - Gerentes e técnicos...
Produto
Objetivos Estratégicas
Programas
Projetos
Ações de TI
or de TI
etor de TI
retor de TI
e TI
r de TI
Diretor de TI
i...
Projeto 1 - Elaboração dos Planos Diretores de TI na APE
outros
BD´s
SISTEMA
& BD
DATACENTER DA ATI
GRG / DTI / ATI
Coordenação do
Projeto
Núcleo Executivo
do
Órgão/Instituição
Nú...
IRH
SAÚDE
CEPE
SAD
SEFAZ
ATI
reto TI
De TI
de TITI
I
Plano Diretor
de TI
Gerenciamento dos
Serviços de TI
(entrega e supor...
Recursos de
TI
Projeto 1 - Ação “X” Projeto 2 - Ação “Y” Projeto 3 - Ação “Z”
Quant. R$ Quant. R$ Quant. R$
Hardware x xx,...
POLÍTICAS DE TI DIRETRIZES DE TIESTRATÉGIAS DE TI
PLANOS DIRETORES DE TI
PROJETOS DE TI ORÇAMENTOSAÇÕES DE TI
Conceitos de...
aliação
ATI
ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA
NÚCLEO DE GOVERNO &
COMITÊ DE INFORMÁTICA
Fase 3 - Oficinas de
Homologação
Fase 1 – Ofic...
aliação
ATI
ADMINISTRAÇÃO
PÚBLICA
NÚCLEO DE GOVERNO &
COMITÊ DE INFORMÁTICA
Fase 3 - Oficinas de
Homologação
Fase 1 – Ofic...
Cronologia dos Projetos relacionados ao aperfeiçoamento da Governança de TI
Projetos coordenados pela
Gerência de Relacion...
Cronologia dos Projetos relacionados ao aperfeiçoamento da Governança de TI
Projetos GRG
Último quadrimestre de 2014 Até o...
Proposta Técnica para o aprimoramento
operativo do Sistema Estadual de Informática de
Governo – SEIG, através da Governanç...
Proposta técnica para o aprimoramento da informática de governo em pernambuco
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Proposta técnica para o aprimoramento da informática de governo em pernambuco

438 visualizações

Publicada em

Como opera, gerir e administrar Recursos de TI em um ambiente público

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
438
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
11
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Proposta técnica para o aprimoramento da informática de governo em pernambuco

  1. 1. Proposta Técnica para o aprimoramento operativo do Sistema Estadual de Informática de Governo – SEIG, através da Governança de TI Fernando Cássio Fernando.cassiocr@hotmail.com Analista de TIC e Negócios / Consultor de TI e Organizações Governo de Pernambuco Uma visão profissional baseada em princípios técnicos e experiências em consultorias realizadas
  2. 2. O TCE realizou uma auditoria especial para obter um diagnóstico da situação da governança de TI na Administração Estadual do Governo de Pernambuco, referente ao exercício financeiro de 2012. Recomendações visando à melhoria da governança de TI no âmbito do Estado: • Implementação de ações para o estímulo à conscientização da alta administração das unidades da Administração Pública Estadual acerca das reais necessidades da governança de TI; • Definição da estratégia geral de TI da administração pública estadual; • Implantação de um controle mais aperfeiçoado para a realização de despesas de TI no âmbito do Estado de Pernambuco; • Elaboração de um modelo de estrutura de gerenciamento de projetos para as unidades da Administração Pública Estadual, para uma melhor observação das boas práticas sobre o tema; • Estabelecimento da obrigatoriedade da administração pública estadual formalizar um processo de gerenciamento de projetos para si, com a devida supervisão da SAD; • Melhor orientação por parte da SAD aos seus órgãos subordinados quando da realização de processos licitatórios para aquisição de bens e serviços de TI, dentre outros tópicos.
  3. 3. Estágio 2 – Aprimoramento da Governança de TI através da gestão e administração eletrônica Estágio 1 – Elaboração dos Planos Diretores de TI da Adm. Pública Perspectivas e Desafios – compor bases de informações RECURSOS DE TI SOFTWARE RECURSOS HUMANOS DADOS ESTRUTURA DE ORGANIZAÇÃO, FUNCIONAMENTO E GESTÃO INFRAESTRUTURAHARDWARE
  4. 4. Informações que representam o acervo dos princípios e determinações políticas de TI, caracterizadas em normativos (instruções de serviço, leis, decretos, boas práticas..) Informações que determinam o andamento e o progresso com TI - Indicadores de Gestão, Desempenho e Economicidade; Mensuração de Beneficiários; Investimentos e Despesas de TI. Informações de posicionamento da TI no Programa de Governo (nos projetos e metas prioritárias); Mapa de Estratégia; PPA, LDO e LOA Informações para compor os processos e trilhas de auditorias internas e externas, públicas e sociais, sobre TI Pública (contratos, fornecedores, serviços) para atender a SCGE/TCE e outros.. Informações dos Planos Diretores de TI (de cada instituição), contemplando as deficiências e utilização dos recursos de: Software; Hardware; Infraestrutura; Dados; Pessoal; Organização e Funcionamento do Núcleo de TI; Nível de Maturidade, inclusive o monitoramento e a avaliação físico-financeira dos projetos e ações que envolvem TI no Estado. Informações sobre a gestão e administração dos Serviços Compartilhados e os Recursos de TI em uso na máquina pública. Informações provenientes de outros sistemas de informações (à exemplo do Painel de Controle, Sistema Orçamentário-Financeiro, Legislação Federal e Estadual, Acórdãos do TCE/TCU, Aquisições, Contratos, Estoques), que influenciam a tomada de decisões em TI. Perspectivas e Desafios – Compor bases de informações
  5. 5. • Utilização dos Planos Diretores de TI, elaborados pela Administração Publica Estadual, como principal instrumento para garantir a sustentação e a integração do modelo operativo da informática de governo. Acatamento à legitimidade aplicada na construção colegiada dos Planos, onde foram identificadas as fraquezas, oportunidades, deficiências e necessidades de cada um desses ambientes públicos, conforme sua história, competências e particularidades, culminando com o apontamento e a priorização das Ações de TI que devem ser executadas a curto, médio e a longo prazo; • Aderência ao modelo institucional estabelecido pela SEPLAG, , inclusive com maior grau de parceria e articulação operacional, prevendo o Mapa de Estratégia (do Governo, das instituições e dos ambientes de TI) como instrumento norteador de integração e alinhamento de esforços institucionais. • Visão ampla e coordenada da informática de governo, através da utilização de Sistema Eletrônico de Gestão, Monitoramento e Avaliação das Ações de TI, permitindo uma atuação independente, colaborativa e integrada entre a APE, a ATI, a SEPLAG e o Núcleo de Governo, inclusive com legitimidade para a determinação de estratégias junto ao Comitê de Informática; • Forte atuação na Racionalização de Esforços, bem como na Racionalização das Despesas e Investimentos em Tecnologia, culminando com melhor desempenho operativo e financeiro, através do processo coordenado descentralizado; • Foco nas Áreas de Negócios das instituições públicas, visando o acompanhamento e a gestão sobre possíveis novas ofertas de serviços públicos baseados no uso intensivo de tecnologias de mercado; • Fortalecimento da Governança de TI como forte indutor da eficiência, modernidade e economicidade no ambiente público, inclusive para fazer frente às pressões do TCE e TCU. Premissas
  6. 6. ATI NSI Áreas de Negócio Gabinete Instituição Áreas Operacionais Instituição A Instituição B Núcleo de Governo Administração Pública Estadual SEIG – Sistema Estadual de Informática de Governo SEIG – Sistema Estadual de Informática de Governo 76 entidades entre Secretarias de Estado e instituições públicas (empresas públicas, sociedades de economia mista, autarquias)
  7. 7. NSI Áreas de Negócio Gabinete Instituição D Instituição B Instituição C Instituição A Áreas Operacionais ATI Atribuições SEIG – Sistema Estadual de Informática de Governo Administração Pública Estadual
  8. 8. Camada de Gestão das Ações de TI GOVERNANÇA DE TI Projeto de TI “A” Projeto de TI “B” Projeto de TI “D” Projeto de TI “E” Projeto de TI “C” Camada de Gestão das Ações Prioritárias de Governo GOVERNANÇA PÚBLICA Área de Negócio Área de Negócio Área de Negócio Área de Negócio Área de Negócio outros Bancos de Dados Resultado Oferta de Serviço Público Resultado Oferta de Serviço Público Sec Administração Polícia Civil Sec Infraestrutura Sec Educação Plano Diretor de TI Sec Saúde Projeto YY” Meta Prioritária XX” Informações Estruturadas para a Governança Instituição Área de Negócio Área de Negócio Área de Negócio Sociedade Governo Sistema de Gestão, Monitoramento e Avaliação das Ações de Governo SEPLAG
  9. 9. NSI Áreas de Negócio Áreas Operacionais Gabinete Instituição A ATI Instituição C Instituição B Instituição D Instituição 43 entidades públicas concluíram a elaboração do Plano Diretor de TI Exercício da Governança no Governo de Pernambuco em 2014 Sociedade FORNECEDORES SOCIEDADE civil SOCIEDADE tecnológica Administração Pública Estadual SEIG – Sistema Estadual de Informática de Governo Busca por Resultados com eficiência SOCIEDADE demandante Oferta de novos Serviços Públicos com TI Comitê Setorial de Informática
  10. 10. ATI Instituição C Instituição B Instituição D Instituição A Exercício da Governança no Governo de Pernambuco Sociedade FORNECEDORES SOCIEDADE civil SOCIEDADE tecnológica GOVERNANÇADETI GOVERNO CONFORMIDADES 5. TCU 4. CGU 3. TCE 2. SCGE 1. LEGISLAÇÃO 5. AÇÕES PRIORITÁRIAS 4. MAPA ESTRATÉGIA 3. DIRETRIZES 2. POLÍTICAS 1. PROGRAMA GOVERNO 8. MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO 7. AÇÕES DE TI 6. MAPA ESTRATÉGIA DE TI 5. DIRETRIZES DE TI 4. POLÍTICA DE TI 3. PLANO ESTRATÉGICO TI 2. PLANO DIRETOR TI 1. MODELO SEIG ORGANIZAÇÃOE FUNCIONAMENTO 7. MONITORAMENTO E AVALIAÇÃO 6. RECURSOS DE TI 5. RELACIONAMENTO 4. ESTRUTURA HIERARQUICA 3. PROCESSOS 2. COMPETÊNCIAS 1. FUNÇÕES Busca por Resultados com eficiência Oferta de Serviços Públicos SOCIEDADE demandante Oferta de NOVOS Serviços Públicos Com TI Administração Pública Estadual SEIG – Sistema Estadual de Informática de Governo atender alinhar executar direcionar
  11. 11. Sec Fazenda Área de Negócio Gabinete NSI Área de Negócio Administração Pública Áreas de Negócios Áreas de Negócios DEMANDA DE TI Áreas de Negócios o Diretor de TI Instituições de Empréstimos e Financiamento de Projetos BID, BIRD, BNDES, BB, CEF, FINEP.. Oferta de novos Serviços Públicos PROGRAMA DE GOVERNO POLÍTICAS PÚBLICAS o Diretor de TIPlano Diretor de TI Instituição Fornecedores de TI Tecnologias de Mercado Busca por Resultados com eficiência Sociedade Ambiente público ESTRATÉGIAS E POLÍTICA DE TI Sistema de Gestão e Monitoramento das Ações de TI
  12. 12. ESTRATÉGIAS E POLÍTICA DE TI Sec Fazenda SOCIEDADE Área de Negócio Gabinete NSI Área de Negócio Administração Pública Áreas de Negócios Áreas de Negócios DEMANDA DE TI  Demanda Corporativa  Demanda Setorial  Demanda Estratégica  Demanda Diferenciada Áreas de Negócios 1º) Enquadramento das Demandas Plano Diretor de TI Oferta de Serviços Públicos Instituição PROGRAMA DE GOVERNO POLÍTICAS PÚBLICAS Sistema de Gestão e Monitoramento das Ações de TI Busca por Resultados com eficiência Bloqueio Orçamentário TI
  13. 13. ESTRATÉGIAS E POLÍTICA DE TI Sec Fazenda SOCIEDADE Área de Negócio Gabinete NSI Área de Negócio Administração Pública Áreas de Negócios Áreas de Negócios DEMANDA DE TI Áreas de Negócios Plano Diretor de TI Oferta de Serviços Públicos Fornecedores de TI Instituições de Empréstimos e Financiamento de Projetos BID, BIRD, BNDES, BB, CEF, FINEP..  Demanda Corporativa  Demanda Estratégica • Demanda Setorial • Demanda Diferenciada Instituição PROGRAMA DE GOVERNO POLÍTICAS PÚBLICAS Sistema de Gestão e Monitoramento das Ações de TI 5º) Execução da Demanda e enquadramento como Projeto 1º) Enquadramento das Demandas 2º) Planejamento da Execução das Demandas 3º) Posicionamento Orçamentário e Financeiro 4º) Análise e escolha do Fornecedor (Portfólio ou Licitação) Macro Processos Busca por Resultados com eficiência
  14. 14. ESTRATÉGIAS E POLÍTICA DE TI Sec Fazenda SOCIEDADE Área de Negócio Gabinete NSI Área de Negócio Administração Pública Áreas de Negócios Áreas de Negócios DEMANDA DE TI Áreas de Negócios Plano Diretor de TI Oferta de Serviços Públicos Instituição PROGRAMA DE GOVERNO POLÍTICAS PÚBLICAS Sistema de Gestão e Monitoramento das Ações de TI • Demanda Setorial • Demanda Diferenciada  Demanda Corporativa  Demanda Estratégica 1º) Enquadramento das Demandas 2º) Planejamento da Execução das Demandas 3º) Posicionamento Orçamentário e Financeiro Recurso Orçamentário NOTA DE DESTAQUE 4º) Análise e escolha do Fornecedor (Portfólio ou Licitação) Fornecedores de TI Tecnologias de Mercado Instituições de Empréstimos e Financiamento de Projetos BID, BIRD, BNDES, BB, CEF, FINEP.. 5º) Execução da Demanda e enquadramento como Projeto Busca por Resultados com eficiência
  15. 15. ESTRATÉGIAS E POLÍTICA DE TI Sec Fazenda SOCIEDADE Área de Negócio Gabinete NSI Área de Negócio Administração Pública Áreas de Negócios Áreas de Negócios Áreas de Negócios Plano Diretor de TI Oferta de Serviços Públicos Fornecedores de TI  Demanda Corporativa  Demanda Estratégica • Demanda Setorial • Demanda Diferenciada Instituição PROJETO Fornecedor + ATI + Área de Negócio da APE • Projetos Estratégicos; • Projetos Corporativos; • Líderes de Projetos; • Equipes multidisciplinares; • Gratificação correspondente PROGRAMA DE GOVERNO POLÍTICAS PÚBLICAS Sistema de Gestão e Monitoramento das Ações de TI 5º) Execução da Demanda e enquadramento como Projeto Busca por Resultados com eficiência
  16. 16. ESTRATÉGIAS E POLÍTICA DE TI Sec Fazenda SOCIEDADE Área de Negócio Gabinete NSI Área de Negócio Administração Pública Áreas de Negócios Áreas de Negócios DEMANDA DE TI Áreas de Negócios Plano Diretor de TI Oferta de Serviços Públicos Fornecedores de TI Instituições de Empréstimos e Financiamento de Projetos BID, BIRD, BNDES, BB, CEF, FINEP..  Demanda Corporativa  Demanda Estratégica • Demanda Setorial • Demanda Diferenciada Instituição PROGRAMA DE GOVERNO POLÍTICAS PÚBLICAS Sistema de Gestão e Monitoramento das Ações de TI 5º) Execução da Demanda e enquadramento como Projeto 1º) Enquadramento das Demandas 2º) Planejamento da Execução das Demandas 3º) Posicionamento Orçamentário e Financeiro 4º) Análise e escolha do Fornecedor (Portfólio ou Licitação) Macro Processos Busca por Resultados com eficiência
  17. 17. NSI Áreas de Negócio Gabinete Instituição D Instituição B Instituição C Instituição A Áreas Operacionais Alguns Resultados decorrentes do aprimoramento da Governança de TI ATI Sociedade SOCIEDADE civil SOCIEDADE tecnológica SOCIEDADE demandante Oferta de novos Serviços Públicos com TI Regulação da TI
  18. 18. 1. Articular o detalhamento operativo do SEIG junto à Equipe de Transição para subsidiar e colher aprovação política, além da sinalização positiva quanto ao desenvolvimento e a estruturação técnica dos demais aspectos relacionados a esta mudança (formalização do modelo SEIG e seus arcabouços); 2. Propor a vinculação hierárquica da ATI junto a SEPLAG, em função do alinhamento de atribuições e competências (governança pública na SEPLAG e governança de TI na ATI). 3. Sugerir a possibilidade do apontamento, no Mapa da Estratégia do Governo, do novo objetivo estratégico sobre Tecnologia e Gestão ( exemplificação: Governança e Modernidade Tecnológica); 4. Tratar junto a SEPLAG e ao Núcleo de Governo os aspectos referentes ao Bloqueio Orçamentário em TI e a Transferência Orçamentária/Nota de Destaque para demandas corporativas e estratégicas; 5. Instituir os Projetos Estratégicos e Corporativos em TI, com respectivas gratificações e premissas para líderes e membros de projetos; 6. Tratar os Macro Processos, bem como os resultados da elaboração do Plano Estratégico de TI, os quais estarão subsidiando a nova concepção operativa da ATI (sua estrutura organizacional, seus processos , produtos, competências e papéis funcionais, alcances); Desdobramentos
  19. 19. DETALHAMENTO DOS MACRO PROCESSOS 1. Enquadramento das Demandas 1.1 Aprovar a conceituação dos tipos de demandas (Setorial, Estratégica, Corporativa e Diferenciada) em norma específica para dar publicidade junto a APE; 1.2 Aprofundar critérios de excepcionalidade das instituições; 1.3 Verificar se a lista de bens e serviços de TI, caracterizada na Portaria SAD, encontra sintonia com o modelo proposto;, além do Decreto Nº 40.330/2014; 2. Planejamento da Execução das Demandas 2.1 Identificar quais unidades técnicas da ATI serão responsáveis pelas avaliações política e técnica da demanda de TI inicial, bem como o estudo detalhado para subsidiar a abertura de um projeto específico. 2.2 Estabelecer os respectivos procedimentos para este fim. Desdobramentos 5º) Execução da Demanda e enquadramento como Projeto 1º) Enquadramento das Demandas 2º) Planejamento da Execução das Demandas 3º) Posicionamento Orçamentário e Financeiro 4º) Análise e escolha do Fornecedor (Portfólio ou Licitação) Macro Processos 3. Posicionamento Orçamentário e Financeiro 3.1 Estabelecer, em conjunto com a SEPLAG, a formalização dos processos (administrativos e de sistema), para garantir o bloqueio orçamentário e a transferência de recursos orçamentários entre a APE e a ATI; 4. Análise e escolha do Fornecedor 4.1 Antecipar a realização de processos de Registro de Preços, com base nos resultados dos PDTI´s (onde estão caracterizadas as necessidades e deficiências coletivas da APE), estabelecendo um Plano de Aquisições e Contratações de TI para o Estado, visando dar agilidade na construção e implementação de soluções corporativas e estratégicas, bem como o desenvolvimento dos respectivos Projetos decorrentes. 5. Execução da Demanda e enquadramento como Projeto 5.1 Definir a forma de formalização dos projetos e respectivas equipes, bem como a garantia de recursos para a gratificação, além da agilidade administrativo-financeira para atender aos projetos.
  20. 20. aliação ATI ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NÚCLEO DE GOVERNO & COMITÊ DE INFORMÁTICA Fase 3 - Oficinas de Homologação Fase 1 – Oficina de Reflexão Fase 2 – Oficina de Discussão e Avaliação Formulação do Plano contemplando as orientações estratégicas de TI, envolvendo princípios, diretrizes, regras e políticas de TI, legitimadas através de uma ampla avaliação conjunta. 3 Definição dos Grupos de Discussão e da metodologia de condução do trabalho. 1 • Reflexão sobre o cenário de futuro da TI; • Avaliação sobre as diretrizes, regras e políticas de TI existentes, inclusive a realidade coletada nos Planos Diretores de TI. 2 Projeto 4 – Plano Estratégico de TI
  21. 21. Análise das atuais Atribuições da ATI em função do projeto de aperfeiçoamento da Governança e em função dos resultados do Plano Estratégico de TI Atribuição 1 - Prestação de Serviços Compartilhados  O enquadramento proposto para as demandas de TI da APE como estratégicas e corporativas, bem como o desenvolvimento dos projetos decorrentes, possibilitará a análise e a determinação de novos serviços que poderão ser prestados de forma compartilhada.  A viabilidade que caracteriza a forma de operar, utilizar e contratar recursos de TI, para uso corporativo e estratégico do governo, a exemplo do datacenter, decorre da avaliação do cenário de futuro e de condicionantes e critérios técnicos, financeiros e políticos, pelo Núcleo de Governo, estabelecendo possíveis novas formas de prestação e compartilhamento desses serviços, em função das tecnologias e dinâmica de mercado, custos operacionais, diretrizes e princípios de TI, etc.., os quais também estarão influenciando a estrutura operativa da ATI. Esta atribuição se mantém. Atribuição 2 - Propor e Prover Soluções Integradas  O enquadramento das demandas de TI da APE como estratégicas e corporativas, bem como o desenvolvimento dos projetos decorrentes, determinará quais soluções de TI serão integradas. Como forma de garantir uniformidade processual no governo e garantir a racionalização das despesas e esforços, esta atribuição se mantém. Atribuição 3 - Preservar a gestão, o controle e a integridade das informações estratégicas  O aperfeiçoamento da governança passa pela necessidade de intensificar o tratamento de informações estratégicas e estruturadas sobre TI (decorrentes dos Planos Diretores de TI e do Plano Estratégico). Neste sentido, o sistema a ser implantado pela ATI, para tratar da gestão, do cruzamento e do monitoramento da execução das ações e projetos de TI da APE, permitirá uma ampla visão, inclusive quanto a alocação de recursos para investimento neste s segmento.  Um outro aspecto, resultantes do Plano Estratégico de TI, refere-se a avaliação e a responsabilidade do governo quanto ao tratamento e a guarda da estrutura de dados públicos, inclusive metadados, cabendo definições, diretrizes e regras específicas para este fim. Desdobramentos quanto a redefinição estrutural da ATI
  22. 22. Análise das atuais Atribuições da ATI em função do projeto de aperfeiçoamento da Governança e em função dos resultados do Plano Estratégico de TI Atribuição 4 - Propor melhorias dos serviços públicos , através da atualização e expansão tecnológica  O apontamento das Ações de TI determinado através dos 55 Planos Diretores de TI, legitima e consolida os anseios da APE, cabendo um processo coordenado, para garantir eficiência na execução desses projetos;  Este mapeamento de ações determinará projetos estratégicos, corporativos e setoriais, para atender as diversas áreas de negócios dos órgãos e entidades da APE, culminando com a priorização governamental e efetividade quanto aos resultados em novas ofertas de serviços públicoscoordenação técnica da informática de governo; Atribuição 5 - Coordenação técnica da Informática de Governo  A necessidade do alinhamento entre a aplicação das tecnologias de mercado e as necessidades da APE, sustentadas pelos princípios de racionalidade de esforços e racionalidade financeira, determina uma coordenação pública e técnica (ATI), com capacidade operativa e institucional para representar as diretrizes definidas e homologadas pelo Núcleo de Governo e pelo Comitê de Informática.  Com maior ou menor grau de intensidade administrativa, este modelo operativo encontra sintonia em todos os estados brasileiros, bem como no governo federal e atende aos princípios de governança indicados pelos Tribunais de Contas da União e dos Estados. Desdobramentos quanto a redefinição estrutural da ATI
  23. 23. O detalhamento operacional dos Macro Processos, bem como os resultados que serão alcançados na elaboração do Plano Estratégico de TI, sugerem as seguintes mudanças: 1. Quanto aos Macro Processos (i) Criação de uma Unidade de Coordenação de Projetos Corporativos e Estratégicos; (ii) Criação de Unidades de Escritórios de Desenvolvimento de Projetos Corporativos e Estratégicos de TI, em quantidade a ser estabelecida pelo Núcleo de Governo; (iii) Adequação de uma Unidade Técnica, na área administrativo-financeira, para absorver os Contratos de Cooperação Técnica e as transferências de recursos por Notas de Destaque com a APE; (iv) Adequação ou criação de uma Unidade técnica de Captação de Recursos Externos e coordenação dos processos de elaboração orçamentária em TI; 2. Quanto a Governança de TI (i) A depender do modelo estabelecido em conjunto com a SEPLAG, poderá ser criada uma Unidade de Gerenciamento de Projetos, para a gestão estratégica de TI, o monitoramento e a avalição da execução de todas as ações de TI realizadas no âmbito da Administração Pública Estadual; 3. Quanto ao Plano Estratégico de TI (i) Os direcionamentos resultantes do Plano Estratégico de TI, homologado pelo Comitê Estratégico de Informática, envolvendo os 06 Recursos de TI (software, hardware, dados, RH, O&F e Infraestrutura), determinarão, por consequência, o modelo operativo das demais áreas internas da ATI (GAS, GRG, GIS, GRC, DAF-pessoal), bem como a respectiva estratégia de readequação funcional. É possível que haja no perfil e atuação de alguns profissionais da ATI, adequado ao novo modelo de organização, gestão e funcionamento voltados aos recursos de TI. (ii) Outro aspecto que remete uma possível mudança é a relação entre a ATI e a APE, através das Áreas de Negócios e dos Comitês Setoriais de TI em cada órgão e instituição, o que sugere uma possível mudança na competência da GRG e reavaliação da sua estrutura operativa. Desdobramentos quanto a redefinição da estrutura organizacional da ATI
  24. 24. Modelo de organização e funcionamento do SEIG - Sistema Estadual de Informática de Governo Projetos para o Aprimoramento da Governança de TI
  25. 25. Objetivo: Detectar em cada órgão e entidade pública os níveis de deficiências administrativas - a gestão de TI; o uso dos recursos de TI, os investimentos, o grau de alocação de TI nas áreas de negócios e as necessárias evoluções. Foco: Recursos de TI • Recursos de Software (Programas, sistemas e Procedimentos); • Recursos de Hardware (Máquinas e Mídias); • Recursos de Infraestrutura (Meios de Comunicação e Suporte de Rede); • Recursos de Dados (Bancos de Dados e Bases de Conhecimento – informações estruturadas) • Recursos Humanos (Usuários Finais e Especialistas em TI); • Estrutura, organização e funcionamento das áreas de TI dos órgãos e entidades públicas; De que forma: Diagnóstico, Plano de Ações, Métricas, Fortalecimento do NSI Consequências: • Alinhamento dos projetos estratégicos e metas prioritárias e entre as áreas de negócios e o NSI para uso da tecnologia; • Determinação do Nível de Maturidade em TI e avaliação do nível de organização e funcionamento do Núcleo Setorial de TI e sua evolução; • Determinação das métricas e do plano de gestão para as ações de TI. Projeto 1 - Elaboração dos Planos Diretores de TI na Administração Pública
  26. 26. REDE DE ESPECIALISTA EM TIC - Gerentes e técnicos de TI Informática NSI REDE DE DIRIGENTES - Secretários, Secretários Executivos, Presidentes Administração Direta Secretarias de Estado Administração Indireta Instituições Públicas REDE DE ESPECIALISTAS EM PROCESSOS E NEGÓCIOS – Diretores e Gerentes de áreas e projetos Decreto Nº 40.330 24/01/2014 Núcleos de Informática NI N Informática NSI Núcleos Setoriais de Informática - NSI Núcleos de Informática NI Núcleos Setoriais de Informática - NSI Núcleo Governo Ambiente Público Projeto 1 - Elaboração dos Planos Diretores de TI na Administração Pública ETAPA 1 – Elaboração do Diagnóstico de TI ETAPA 2 – Elaboração do Plano de Ações de TI, alinhado aos objetivos e ao planejamento estratégico do órgão/entidade, sintonizado ao Programa de Governo. ETAPA 3 – Definição das métricas e indicadores para as Ações de TI ETAPA 4 – Estabelecimento do modelo de gestão e funcionamento para as ações de TI e para o Núcleo Setorial de TI, de cada órgão/entidade. INSTRUMENTOS ATI ATHIVA METODOLOGIA DE EXECUÇÃO Contrato ATI ATHIVA prestação de serviços de consultoria
  27. 27. Projeto 1 - Elaboração dos Planos Diretores de TI na APE GRG / DTI / ATI REDE DE ESPECIALISTA EM TIC - Gerentes e técnicos de TIC Informática NSI REDE DE DIRIGENTES - Secretários, Secretários Executivos, Presidentes Administração Direta Secretarias de Estado Administração Indireta Instituições Públicas REDE DE ESPECIALISTAS EM PROCESSOS E NEGÓCIOS – Diretores e Gerentes de áreas e projetos Núcleos de Informática NI N Informática NSI Núcleo Setorial de Informática - NSI Núcleos de Informática NI Núcleo Setorial de Informática - NSI Núcleo Governo Coordenação do Projeto CONSULTORIA ATHIVA Equipe de execução das Etapas 1,2,3 e 4 do serviço de elaboração dos Planos Diretores de TI da APE ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ESTADUAL Resultados produzidos em documentação física (papel), com informações estagnadas e isoladas. Consultores da GRG etor de TI retor de TI e TI r de TI Diretor de TI iretor de TI Plano Diretor de TI Sec Saúde Sec Educação Sec Infraestrutura Polícia Civil Polícia Militar Sec Administração Sec Fazenda
  28. 28. Produto Objetivos Estratégicas Programas Projetos Ações de TI or de TI etor de TI retor de TI e TI r de TI Diretor de TI iretor de TI Plano Diretor de TI Saúde Educação IRH Polícia Civil CEPE COMPESA SEFAZ 55 órgãos Recursos de TI Projeto 1 - Ação “Y” Projeto 2 - Ação “X” Projeto 3 - Ação “Z” Quant. R$ Quant. R$ Quant. R$ Hardware x xx,xx x xx,xx Software x xx,xx x xx,xx Dados x xx,xx x xx,xx RH x xx,xx Infraestru tura x xx,xx x xx,xx x xx,xx Saúde Educação IRH 55 órgãos e entidades Projeto 1 - Elaboração dos Planos Diretores de TI na APE
  29. 29. Projeto 1 - Elaboração dos Planos Diretores de TI na APE
  30. 30. outros BD´s SISTEMA & BD DATACENTER DA ATI GRG / DTI / ATI Coordenação do Projeto Núcleo Executivo do Órgão/Instituição Núcleo Setorial de Informática - NSI Núcleo de Planejamento ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA ESTADUAL CONSULTORIA 2. Definir, na ATI, a equipe de USUÁRIOS ADMINISTRADORES e USUÁRIOS MULTIPLICADORES 4. Definir, em cada instituição pública, o conjunto de profissionais (USUÁRIOS FINAIS) que estarão compondo a Comunidade de Gestores de Governança de TI. 5. Sistematizar procedimentos para garantir a cultura, o uso e a manutenção das informações. (Implantar Unidades técnicas Escritório de Projetos Setoriais) Equipes de customização, treinamento e migração de dados Projeto 2 – Sistematizar o uso dos PDTI´s 1.Implantar Software e Banco de Dados para a manutenção e a gestão dos Planos Diretores de TI, inclusive integração e BI Núcleo do Governo Comitê de Informática Executar Avaliar Monitorar ATI Consultores da GRG (TR´S) 3. Sistematizar procedimentos para garantir a gestão e a administração da TI (Implantar Escritório de Projetos Central) Outras áreas e técnicos da ATI Planos Diretores de TI Manter 4 1 2 3 5 ATI Usuários Estratégicos Usuários Operativos gestão e administração eletrônica em cada instituição e com visão corporativa pelos órgãos estratégicos
  31. 31. IRH SAÚDE CEPE SAD SEFAZ ATI reto TI De TI de TITI I Plano Diretor de TI Gerenciamento dos Serviços de TI (entrega e suporte) Composição dos Orçamentos de TI : PPA, LDO, LOA Administração dos Recursos de TI Estabelecimento de novas diretrizes de TI Estabelecimento de novas estratégias operativas de TI Composição do Plano de Aquisições e Contratações de TI NECESSIDADES DE TI PROGRAMAS DE TI PROJETOS E AÇÕES DE TI DEFICIÊNCIAS DE TI INVESTIMENTOS DE TI (R$) MANUTENÇÃO DE TI (R$) RECURSOS DE TI Projeto 2 – Sistematizar o uso dos PDTI´s
  32. 32. Recursos de TI Projeto 1 - Ação “X” Projeto 2 - Ação “Y” Projeto 3 - Ação “Z” Quant. R$ Quant. R$ Quant. R$ Hardware x xx,xx x xx,xx Software x xx,xx x xx,xx Dados x xx,xx x xx,xx RH x xx,xx Infraestrutura x xx,xx x xx,xx x xx,xx Saúde Necessidades de TI Deficiências de TI Programas / Projetos e Atividades de TI Programa de Governo Diretrizes de Governo Estratégias de TI Políticas de TI Plano de Investimento Programação Orçamentária Programação Financeira Boas Práticas CONDICIONANTES TÉCNICOS E POLÍTICOS Ambiente Público Tipo de Demanda Plano de Aquisições e Contratações de TI etor de TI retor de TI e TI r de TI Diretor de TI iretor de TI Plano Diretor de TI Sec Saúde Sec Educação Sec Infraestrutura Polícia Civil Polícia Militar Sec Administração Sec Fazenda Banco de Dados e Sistema de Gestão dos Planos Diretores de TI Outros Banco de Dados Projeto 3 – Plano de Compras
  33. 33. POLÍTICAS DE TI DIRETRIZES DE TIESTRATÉGIAS DE TI PLANOS DIRETORES DE TI PROJETOS DE TI ORÇAMENTOSAÇÕES DE TI Conceitos de governança de TI RECURSOS DE TI SOFTWARE RECURSOS HUMANOS DADOS ESTRUTURA DE ORGANIZAÇÃO E DE FUNCIONAMENTO INFRAESTRUTURAHARDWARE GOVERNANÇA DE TI
  34. 34. aliação ATI ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NÚCLEO DE GOVERNO & COMITÊ DE INFORMÁTICA Fase 3 - Oficinas de Homologação Fase 1 – Oficina de Reflexão Fase 2 – Oficina de Discussão e Avaliação Formulação do Plano contemplando as orientações estratégicas de TI, envolvendo princípios, diretrizes, regras e políticas de TI, legitimadas através de uma ampla avaliação conjunta. 3 Definição dos Grupos de Discussão e da metodologia de condução do trabalho. 1 • Reflexão sobre o cenário de futuro da TI; • Avaliação sobre as diretrizes, regras e políticas de TI existentes, inclusive a realidade coletada nos Planos Diretores de TI. 2 Projeto 4 – Plano Estratégico de TI
  35. 35. aliação ATI ADMINISTRAÇÃO PÚBLICA NÚCLEO DE GOVERNO & COMITÊ DE INFORMÁTICA Fase 3 - Oficinas de Homologação Fase 1 – Oficina de Reflexão Fase 2 – Oficina de Discussão e Avaliação Formulação do Plano contemplando as orientações estratégicas de TI, envolvendo princípios, diretrizes, regras e políticas de TI, legitimadas através de uma ampla avaliação conjunta. 3 Definição dos Grupos de Discussão e da metodologia de condução do trabalho. 1 • Reflexão sobre o cenário de futuro da TI; • Avaliação sobre as diretrizes, regras e políticas de TI existentes, inclusive a realidade coletada nos Planos Diretores de TI. 2 Projeto 4 – Plano Estratégico de TI • Apresentação das propostas aos participantes; • Divisão em grupos para reflexão, complementação ou alteração das propostas; • Em plenária, os grupos apresentam seus pontos de vista. Ao final, com base no consenso, as propostas são validadas.
  36. 36. Cronologia dos Projetos relacionados ao aperfeiçoamento da Governança de TI Projetos coordenados pela Gerência de Relacionamento e Governança -GRG Último quadrimestre de 2014 Até o 1º quadrimestre de 2015 set out nov dez jan fev mar abr Projeto 1: Elaboração dos PDTI´s Projeto 2: Sistematização dos PDTI´s Projeto 3: Plano Estratégico de TI - PGTIC Projeto 4: Plano de Compras de TI Execução e conclusão das Etapas 1, 2 e 3 dos órgãos de porte 2,3,4 Execução e conclusão das Etapas 1, 2 e 3 dos órgãos de porte 1 Execução e conclusão da Etapa 4 dos órgãos de porte 1,2,3,4 Customização, instalação, migração dos dados do PDTI´s e capacitação da ATI no uso do sistema. Definição da comunidade de gestores e usuários dos PDTI´s; Preparação e execução da capacitação no uso do sistema Organização e realização das oficinas para avaliação do cenário de TI e construção das diretrizes de TI Continuação das oficinas, envolvendo outros atores da APE, com a elaboração do documento final para a avaliação e aprovação junto ao Comitê de Informática Consolidação dos Recursos de TI para atender os projetos da APE Composição do Plano de Aquisições para aprovação junto ao Comitê de Informática e formalização dos requisitos, processos e estrutura da ATI
  37. 37. Cronologia dos Projetos relacionados ao aperfeiçoamento da Governança de TI Projetos GRG Último quadrimestre de 2014 Até o 1º quadrimestre de 2015 set out nov dez jan fev mar abr Projeto 1: Elaboração dos PDTI´s Projeto 2: Sistematização dos PDTI´s Projeto 3: Plano Estratégico de TI - PGTIC Projeto 4: Plano de Compras de TI Execução e conclusão das Etapas 1, 2 e 3 dos órgãos de porte 2,3,4 Execução e conclusão das Etapas 1, 2 e 3 dos órgãos de porte 1 Execução e conclusão da Etapa 4 dos órgãos de porte 1,2,3,4 Customização, instalação, migração dos dados do PDTI´s e capacitação da ATI no uso do sistema. Definição da comunidade de gestores e usuários dos PDTI´s; Preparação e execução da capacitação no uso do sistema Organização e realização das oficinas para avaliação do cenário de TI e construção das diretrizes de TI Continuação das oficinas, envolvendo outros atores da APE, com a elaboração do documento final para a avaliação e aprovação junto ao Comitê de Informática Consolidação dos Recursos de TI para atender os projetos da APE Composição do Plano de Aquisições para aprovação junto ao Comitê de Informática e formalização dos requisitos, processos e estrutura da ATI
  38. 38. Proposta Técnica para o aprimoramento operativo do Sistema Estadual de Informática de Governo – SEIG, através da Governança de TI Fernando Cássio Fernando.cassiocr@hotmail.com Analista de TIC e Negócios / Consultor de TI e Organizações Governo de Pernambuco Uma visão profissional baseada em princípios técnicos e experiências em consultorias realizadas

×