Estado.poder.politica.em.marx

7.476 visualizações

Publicada em

Esquema de explicação do funcionamento do todo social em Marx e da função do Estado no modo de produção capitalista.

Publicada em: Educação
0 comentários
4 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
7.476
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
66
Comentários
0
Gostaram
4
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Estado.poder.politica.em.marx

  1. 1. MARX: PODER, POLÍTICA E ESTADO CAPITALISTA 1
  2. 2. Karl Marx (1818-1883)Marx aos 19 anos, quando ele fazia Direito em Berlim. 2
  3. 3. Representação do Todo Social ↓ Estrutura ideológica ↓ Arte, Filosofia, Literatura que são manifestações culturais. Hátambém instituições ideológicas, por exemplo, a Igreja, a Escola. ↓ Estrutura jurídico-política ↓ As instituições jurídicas e políticas, por exemplo, o Direito, os Tribunais, o Estado, os Partidos Políticos, as Leis Eleitorais. ↑ Estrutura econômica ↑Tecnologia disponível, a estrutura da propriedade, as relações de produção, a divisão social do trabalho etc. 3
  4. 4. Todo social• O conjunto das “relações de produção forma a estrutura econômica da sociedade, a base real sobre a qual se levanta uma superestrutura jurídica e política, e à qual correspondem formas sociais determinadas de consciência”. 4
  5. 5. Edifício como metáfora da sociedadeInstância ideológica: Superestrutura SãoInstância jurídico-política: articu ladas.Instância econômica, ouestrutura econômica, ounível econômico: Base 5
  6. 6. Base-superestrutura (Marx)Ele formula uma metáfora (edifício social) que aborda duas idéias complementares: 1- Há articulação entre instâncias;2 - Há articulação entre três instâncias diferentes entre si (a econômica, a política, e a ideológica). 6
  7. 7. “(...) formas de Estado não podem ser compreendidasnem a partir de si mesmas, nem a partir do assimchamado desenvolvimento geral do espírito humano [leis,por exemplo], mas pelo contrário, elas se enraízam nasrelações materiais de vida”. 7
  8. 8. Louis Althusser (1918-1990): a separação marxiana do mundosocial em três níveis não diz respeito a diferenças entre esferasde atividades, nem a divergências entre tipos de prática,classificáveis como práticas econômicas (comprar, vender),práticas políticas (votar, protestar), práticas ideológicas (orar,filosofar). Essas distinções são distinções de eficácia. 8
  9. 9. Há três níveis porque cada um deles cumpre uma funçãoespecífica para o todo social. Cada um cumpre, à suamaneira, sua função na reprodução social.Fim. 9
  10. 10. Elementos da concepção marxiana/marxista do Estado• é o Estado que organiza a dominação política de classe; isto é:• é ele quem garante a dominação da classe economicamente mais poderosa sobre a sociedade como um todo (ou sobre as demais classes sociais);• essa é uma realidade trans-histórica, ou em termos mais simples, essa é uma regra geral. 10
  11. 11. Os Estados na História Modo de Classe Classe Estado produção dominante dominadaAntigo Senhores de Escravos Estado Antigo(Grécia, escravos (subjugados (DemocraciaRoma) na guerra) Grega)Feudal (Idade Nobreza Servos Estado FeudalMédia) (Dispersão de poderes)Capitalista Burguesia Trabalhadores Estado(Organização (isso não é Capitalistaeconômica da umépoca da xingamento, éRevolução um conceitoIndustrial). histórico) 11

×