Quinta tarde-slide-caderno 4

2.520 visualizações

Publicada em

0 comentários
6 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.520
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
8
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Quinta tarde-slide-caderno 4

  1. 1. CURSO PARA OS ORIENTADORES DE ESTUDO Caderno 4 OPERAÇÕES NA RESOLUÇÃO DE PROBLEMAS Equipe RN Julho/Agosto - 2014
  2. 2. PAUTA – 31/07/2014 (Quinta-feira) Tarde 1. Leitura deleite- Bicho solto – Sérgio Capparelli 2. Objetivos do Caderno 4 3. Aprofundando o tema 4. Situações aditivas no Ciclo de Alfabetização 5. Exposição Dialogada 6. Compreendendo os significados conceituais para a construção do algoritmo do campo aditivo
  3. 3. 1. Leitura deleite: Bicho Solto– Ségio Capparelli BIOGRAFIA: Capparelli, Sérgio Graduado em Jornalismo pela Universidade Federal do Rio Grande do Sul (1970) e doutorado em Ciências da Comunicação pela Université de Paris II (1980). Pós-doutorado pela Université de Grenoble (1987-1988) e pela Université de Paris VI (2001-2002). Professor aposentado do Programa de Pós-graduação em Comunicação da Universidade Federal do Rio Grande do Sul desde 2005. Escritor, com mais de 30 livros publicados, especialmente para o público infantil e juvenil. Ganhou quatro vezes o prêmio Jabuti, da Câmara Brasileira do Livro, três vezes de literatura e uma vez de ensaio em Ciências Humanas – Televisão. Desde 2005 trabalha em Beijing, China, numa agência de notícias. Tem ensaios publicados no Brasil e no exterior, na área de Comunicação e de Literatura. Nos últimos dois anos, publicou as seguintes livros: TV, Família e Identidade: Porto Alegre fim de século, em co-autoria com Nilda Jacks, Editora PUCRS, Porto Alegre, 2006; O Congo vem aí, Ed. Global, São Paulo, 2006; e traduziu do chinês, junto com Márcia Schmaltz, 50 Fábulas da China Fabulosa, LPM, Porto Alegre, 2007. Disponível em< http://www.capparelli.com.br/, >em 25 de julho de 2014
  4. 4. 1. Leitura deleite: 1. Leitura deleite: Bicho Solto– Ségio Capparelli BICHO SOLTO Sou bicho solto Dentro de mim. De meu nome Nem eu sei Marcas de dentes De lutas recentes E tenho motivos Sou bicho solto Na jaula de mim. CAPPARELLI, Sérgio. 111 poemas para crianças. Ilustrações de Ana Gruszynski. 18 ed. Porto Alegre: L&PM, 2012
  5. 5. • Dar continuidade ao trabalho desenvolvido anteriormente (quantificação, registros e agrupamentos e construção do SND) focando nos procedimentos operatórios, nas frentes: conceitual e procedimental; • Tratar das práticas que podem ser desenvolvidas, abordando situações aditivas e multiplicativas, bem como apresentar maneiras de desenvolver o trabalho com cálculo escrito. 5 2. Objetivo Geral do Caderno 4 (p.5)
  6. 6. • Elaborar, interpretar e resolver situações- problema do campo aditivo (adição e subtração) e multiplicativo (multiplicação e divisão), utilizando e comunicando suas estratégias pessoais, envolvendo os seus diferentes significados. • Calcular adição e subtração com e sem agrupamento. • Construir estratégias de cálculo mental e estimativo, envolvendo dois ou mais termos. • Elaborar, interpretar e resolver situações- problema convencionais e não convencionais, utilizando e comunicando suas estratégias pessoais. 6 2. Objetivos Específicos do Caderno 3 (p.5)
  7. 7. COMO SE PENSA O ENSINO  A criança não possui conhecimento acerca dos procedimentos operatórios.  Ênfase nas técnicas operatórias e na compreensão dos algoritmos em si.  O objetivo é que a criança aprenda a “fazer contas” com destreza através de exercícios.  A metodologia está centrada na aplicação de um algoritmo adequado.  Enunciados “padrão” com “palavras- chave” que dão pistas sobre a operação a ser utilizada. COMO SE PROPÕE PENSAR O ENSINO • A criança já desenvolve estratégias próprias para resolver situações- problema significativas do seu cotidiano. • Ênfase na compreensão dos significados conceituais envolvidos nos algoritmos. • O objetivo é que a criança desenvolva estratégias próprias, compreendendo os conceitos envolvidos na situação- problema. • A metodologia é a de Resolução de Problemas que valoriza a compreensão conceitual inerente aos procedimentos de cálculo. • Enunciados que levam a criança a interpretar a questão e estruturar uma solução. 3. APROFUNDANDO O TEMA
  8. 8. Rememorando o que aprendemos no Caderno 2:  À medida que interagem com diferentes situações, as crianças desenvolvem estratégias de contagem mais sofisticadas, abstratas e eficientes, como: 1. Contar todos os elementos da coleção; 2. Contar a partir do primeiro (reter o 5 na memória em 5 + 6, contando os restantes: 6, 7, 8, 9, 10, 11, por exemplo); 3. Contar a partir do maior (reter o 6 em 5 + 6, contando os restantes: 7, 8, 9, 10, 11); 4. Usar fatos derivados (em 5 + 6, efetuar o cálculo 5 + 5 + 1 = 10 + 1 = 11); 5. Recuperar fatos básicos da memória (lembrar fatos memorizados, como a tabuada).  Estas mesmas estratégias são necessárias para a resolução de problemas aditivos (FAYOL, 1996; ORRANTIA, 2000) que discutiremos a seguir durante esses últimos momentos do encontro. 8 4. SITUAÇÕES ADITIVAS NO CICLO DE ALFABETIZAÇÃO – P.17
  9. 9. REMEMORANDO A CONTAGEM – CADERNO 2 9
  10. 10. 5. EXPOSIÇÃO DIALOGADA- Professora que conta tem que fazer?
  11. 11. Professora, que conta tem que fazer? Por volta dos 5 anos, as crianças já conseguem resolver problemas, tais como, os que envolvem as situações de composição e de transformação simples pela contagem. Nesse sentido, a escola contribui, ou deveria contribuir, para que as crianças fizessem uso de estratégias mais maduras em relação à contagem, tais como, fatos derivados e recuperação de fatos da memória, na resolução de problemas e na realização de cálculos. Vamos juntos refletir sobre estas estratégias analisando situações do Campo Aditivo? 11
  12. 12. É de mais ou de menos? SITUAÇÕES ADITIVAS 1.Situações aditivas de composição simples As situações de composição relacionam as partes que compõem um todo por ações de juntar ou separar as partes para obter o todo sem promover transformação em nenhuma das partes. • Leitura Compartilhada das situações-problema da págs. 19 a 21. 12
  13. 13. 2. Situações aditivas de transformação simples As situações de transformação envolvem um estado inicial, uma transformação por ganho ou perda, acréscimo ou decréscimo e um estado final. As situações mais simples de transformação são aquelas em que o estado inicial e a transformação são conhecidos e o estado final deve ser determinado • Leitura Compartilhada das situações-problema da págs. 21 a 23. 13 É de mais ou de menos?
  14. 14. 3. Situações aditivas de composição com uma das partes desconhecida • Problemas de composição podem envolver situações em que o todo e uma das partes são conhecidos, sendo necessário determinar a outra parte. No exemplo que segue a situação envolve subtrair uma parte do todo para obter a outra parte, sem alterar as quantidades. • Leitura Compartilhada das situações-problema da págs. 23 a 24. 14 É de mais ou de menos?
  15. 15. 4. Situações aditivas de transformação com transformação desconhecida Trata-se de problemas aditivos de transformação desconhecida, uma vez que são conhecidos os estados iniciais e o estado final da situação. • Leitura Compartilhada das situações-problema da págs. 24 a 26. 15 É de mais ou de menos?
  16. 16. 5. Situações aditivas de transformação com estado inicial desconhecido O estado inicial também pode ser desconhecido nas situações de transformação. Esses problemas costumam ser mais difíceis para as crianças, pois envolvem operações de pensamento mais complexas. • Leitura Compartilhada das situações-problema da págs. 26 a 27. 16 É de mais ou de menos?
  17. 17. 6. Situações aditivas de comparação Nas situações de comparação não há transformação, uma vez que nada é tirado ou acrescentado ao todo ou às partes, mas uma relação de comparação entre as quantidades envolvidas. Leitura Compartilhada das situações-problema da págs. 27 a 31. 17 É de mais ou de menos?
  18. 18. 6. Compreendendo os significados conceituais para a construção do algoritmo do campo aditivo 1. Em grupo, analise e classifique a situações- problema aditivas do banco de problemas, de acordo com as situações apresentadas no Caderno, das páginas 17 a 31. 2. Apresentação para preenchimento do QUADRO no coletivo. 18

×