Ana raquel pp

3.164 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.164
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
16
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Ana raquel pp

  1. 1. António Mota
  2. 2. ÍndiceIntroduçãoBiografia de António MotaCortei as TrançasBibliografiaConclusão
  3. 3. IntroduçãoOlá, eu vou apresentar o livro Cortei as Tranças da autoria de António Mota.A editora é Gailivro e este livro é a 9º edição - Janeiro de 2010.
  4. 4. Biografia de António Mota António Mota nasceu em Vilarelho, Ovil, concelho de Baião, em 16 de Julho de 1957. Foi professor do Ensino Básico. Publicou o seu primeiro livro, A Aldeia das Flores, em 1979. Com a obra O Rapaz de Louredo em 1983 ganhou um prémio da Associação Portuguesa de Escritores. Em 1990, recebeu o Prémio Gulbenkian de Literatura para Crianças e Jovens pelo seu romance Pedro Alecrim… Tem obras traduzidas em castelhano e galego.
  5. 5. Cortei as Tranças Esta história fala-nos de uma menina chamada Marta que vivia com os pais e os seus três irmãos. A sua mãe fazia-lhe muitas vezes tranças no cabelo. Um dia a mãe de Marta teve um acidente e morreu. A vida de Marta mudou. Após a morte da sua mãe, Marta passou a fazer toda a lida da casa… Um dia, Marta decide cortar as tranças, tão triste que ficou com a morte de sua mãe. Mais tarde, Marta ouve uma conversa entre dois doutores na loja do Juquinha,. Estes diziam que precisavam de uma empregada. Marta disse logo a seu pai que queria fazer aquele trabalho, mas o seu pai não concordou.
  6. 6.  Marta pediu, pediu... mas a opinião do seu pai não mudou. Só mais tarde é que Marta teve autorização para ir trabalhar. Mas não foi fácil, pois sentia-se cansada… Certo dia Marta perguntou à sua tia por que é que ela nunca entrava no cemitério, e Zulmira, sua tia, disse que ela ainda era muito pequena, um dia contar-lhe- ia a razão porque não entrava nos cemitérios. Marta suplicava muitas vezes para que a tia lhe contasse. E um dia Zulmira disse-lhe que chegou a hora e que Marta estava preparada para ouvir. Zulmira contou-lhe a grande história de toda a sua vida e Marta ouvia, com muita atenção…
  7. 7.  Alguns tempo após a morte de sua mãe, o seu irmão Miguel saiu de casa, mas voltou, Marta ficou radiante e correu para os seus braços. Certo dia, a tia Zulmira teve uma conversa com Marta e decidiu contar-lhe que ia casar com o seu pai. Marta fica espantada e conta ao seu irmão. Os dois conversam e aceitam a novidade. Marta, mal dorme a pensar no presente que vai dar aos noivos.
  8. 8. Bibliografia http://pt.wikipedia.org/wiki/Ant%C3%B3nio_Mota Livro Cortei as Tranças de António Mota.
  9. 9. Conclusão Gostei muito de ler este livro, por ser educativo e interessante. A parte de que mais gostei do livro foi quando o irmão Miguel regressou e Marta foi a correr para os seus braços. Eu aconselho a leitura deste livro porque a história embora seja triste, é muito bonita.

×