A volta ao mundo em 80 dias rita lopes

2.007 visualizações

Publicada em

Publicada em: Educação
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
2.007
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
4
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
24
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

A volta ao mundo em 80 dias rita lopes

  1. 1. GAP – Agrupamento de escolas da Golegã, Azinhaga e Pombalinho Escola Básica 2,3/S Mestre Martins Correia Disciplina de Língua Portuguesa Trabalho realizado por: Rita Lopes Nº25 8ºA
  2. 2. Índice• Introdução• Ficha técnica do livro• Bibliografia do Autor• Relatório de Leitura• Apresentação geral do livro• Relação título-obra• Transcrição de frases/Ideias relevantes• Reação pessoal à obra
  3. 3. Introdução• No âmbito da disciplina de Língua Portuguesa foi nos proposto ler um livro do PNL e depois apresentar esse livro à turma. Eu escolhi o livro A volta ao Mundo em 80 dias da autoria de Jules Verne.
  4. 4. Ficha Técnica do livro• Título Original: Le Tour du Monde en 80 Jours• Título: A volta ao Mundo em 80 dias• Autor: Jules Verne• Editora: Publicações Dom Quixote, L.da• Local de Edição: Lisboa• Data de Edição: 1 de Maio de 1989
  5. 5. Bibliografia do Autor• Jules Gabriel Verne Allote nasceu em Nantes, a 8 de Fevereiro de 1828. Era irmão de Paul, Anna, Mathilde e Marie e filho de Sophie Allote de la Fuÿe e Pierre Verne. Verne trabalhou para um teatro e mais tarde escreveu o seu primeiro livro de ficção científica, Un Voyage en Ballon. Como ainda não se conseguia sustentar através da escrita, fez-se valer do seu diploma em Direito (tirado em anos anteriores), encontrando o seu sustento como operador financeiro. Casou-se com Honorine Viane (que já tinha duas filhas) e de quem teve um filho, Michel Verne. Mandou construir três barcos que apelidou com o nome “Saint-Michel”, em honra do filho. Com esses barcos aproveitou para viajar pelo Mediterrâneo, atracando duas vezes em Portugal. Em 1871, depois de ter sido nomeado Cavaleiro da Legião de Honra, Verne foi assediado a tal ponto que instalou- se em Amiens (primeiro no nº23 de Boulevard Guyencourt, depois no nº44 de Boulevard Longueville, seguido do nº2 de Rue Charles-Dubois para finalmente regressar à casa situada em Boulevard Longueville onde permaneceu até á sua morte em 1905. Ao todo Verne escreveu 65 romances, 20 “short-stories” e ensaios, 30 peças e trabalhos geográficos e também libretos de ópera.
  6. 6. Relatório de Leitura• Período de Leitura: Dia de início – 22/02/2012 Término – 24/02/12
  7. 7. Apresentação geral do livro• Phileas Fogg era um gentleman inglês, enigmático, solitário, sereno, impassível, rico e considerado um dos mais perfeitos cavalheiros da sociedade inglesa apesar de nada se conhecer sobre ele. Morava na casa número sete de Saville Row, Burlington Gardens com o seu criado James Forster, até ao dia em que o despediu por este lhe trazer a água a oitenta e quatro graus, marcados pelo termómetro Fahrenheit, em vez de a oitenta e seis como era de costume. Phileas Fogg tinha uma rotina inalterável, infalível e pontualíssima: acordava pela manhã, fazia a barba, tomava o pequeno- almoço e partia em direção ao “Reform Club” onde se encontrava com os seus colegas todos os dias. Fogg almoçava e lia os principais jornais da capital inglesa. À noite, reunia-se com os colegas para a tradicional partida de whist (jogo de cartas jogado a pares) e para comentar os assuntos do dia e à meia-noite, pontualmente, voltava para casa. Fogg como precisava de um criado novo, contratou um francês de nome Jean Passepartout. Nesse mesmo dia dirigiu-se como habitualmente ao “Reform Club” e enquanto jogava whist, começou uma conversa entre os seus colegas sobre o assalto ao banco de Inglaterra e Phileas Fogg disse que naquela altura o ladrão já poderia estar em qualquer parte do planeta, visto que se podia dar a volta ao mundo em apenas 80 dias. Os seus colegas não acreditaram na afirmação e Phileas Fogg apostou vinte mil libras em como era capaz de dar a volta ao mundo em 80 dias e que como eram oito horas e quarenta e cinco minutos do dia 2 de Outubro, estaria de volta exatamente pelas oito horas e quarenta e
  8. 8. Apresentação geral do livro (Continuação)• Assim foi, naquele dia “pegou” no seu criado, Passepartout e partiu em direção a França, depois para Itália onde apanhou um paquete para Suez, em África. Nesse local um polícia chamado Fix, pensou que Fogg era o ladrão do Banco de Inglaterra e passou a segui-lo por todo o lado para que o pudesse prender através de um mandado. Depois Fogg partiu a caminho de Bombaim, na Índia, onde apanhou um comboio que o levava diretamente para Calcutá, mas o caminho de ferro estava interrompido, obrigando Fogg a ter de ser transportado por um elefante até ao outro lado da linha. Durante essa viagem de elefante Fogg assistiu a uma parte de um ritual em que iam queimar uma mulher viva juntamente com o seu falecido esposo. Como o guia do elefante sabia que a jovem fora obrigada a fazer o ritual, o guia contou a Phileas Fogg. Fogg revoltado, resolveu salvar a jovem com a ajuda de Passepartout, do guia e de um homem chamado Sir Francis Cromarty, que os acompanhava desde o começo da viagem de paquete. Após salva, Aouda (era como se chamava a jovem) passou a viajar com Fogg e Passepartout. Devido a algumas inconveniências entre São Francisco e Nova Iorque Fogg perde o paquete que o levaria a Londres e devido a isso comprou por quarenta mil dólares um barco. Quando chega a Liverpool Fogg é preso e devido a isso perde a aposta por cinco minutos. No dia seguinte supostamente dia vinte e dois, Aouda pede Fogg em casamento e este aceita, pedindo a Passepartout que fosse dizer ao padre. Quando volta, Passepartout diz ao seu amo que ainda era dia 21 e que tinham dez minutos para vencer a aposta. Assim chegam a tempo ao “Reform Club” e Fogg acaba por conquistar a aposta. Isto sucede-se porque ao caminharem para oriente tinham adquirido quatro minutos por cada grau que percorreram e ao percorrerem trezentos e sessenta graus ganharam vinte e quatro horas de adiantamento.
  9. 9. Mapa da Viagem ávolta do Mundo feita por Phileas Fogg
  10. 10. Relação título-obra• Eu penso que o título está relacionado com a obra porque a aposta baseia-se em concluir uma volta ao Mundo em 80 dias fazendo com que a ação do livro se desenrole à “volta” de todos os pormenores dessa viagem e o título diz isso mesmo, A volta ao Mundo em 80 dias.
  11. 11. Transcrição de frases/ ideias relevantes“- Perdoa-me tê-la trazido para Inglaterra?- Eu, Mister Fogg! – exclamou Aouda, comprimindo as palpitações do coração.- Permita-me que conclua – tornou Mister Fogg – Quando tive o pensamento de a levar para longe daquele país, que tão perigoso se tornara para a senhora, era rico e contava poder pôr uma parte da minha fortuna à sua disposição, seria livre e venturosa a sua existência, mas agora estou arruinado.- Bem sei, Mister Fogg – respondeu a jovem -, e eu pergunto-lhe por meu turno: perdoa-me tê-lo acompanhado e – quem sabe? – ter talvez, fazendo-o demorar, contribuído para a sua ruína?- Mistress Aouda não podia ficar na Índia e a sua salvação só estava assegurada se se afastasse o suficiente para que aqueles fanáticos não pudessem tornar a lançar-lhe a mão.- De modo que, Mister Fogg – volveu Aouda -, não contente de me livrar de uma morte terrível, julgava-se ainda obrigado a assegurar a minha posição no estrangeiro ?- Sim, mas o destino foi-me adverso. Contudo, o pouco que me resta peço-lhe licença para dispor em seu favor.- Mas, Mister Fogg, que será do senhor? – interrogou a jovem.- Eu, Mistress Aouda, não tenho precisão de coisa alguma – respondeu friamente o gentleman.- Mas como encara a sorte que o espera?
  12. 12. Transcrição de frases/ ideias relevantes (continuação)- Como convém encará-la.- Em todo o caso, um homem como o senhor não pode cair em miséria, e os seus amigos…- Não tenho amigos, Mistress Aouda.- Os seus parentes…- Já não os tenho.- Lastimo-o bem, nesse caso, Mister Fogg, porque a solidão é coisa bem triste. O quê! Pois nem um coração a quem possa comunicar as suas mágoas? Diz-se contudo, que entre dois a própria miséria é suportável.- Assim se diz…- Mister Fogg – exclamou então Aouda, que se levantou e estendeu a mão para o gentleman -, quer-me ao mesmo tempo para amiga e para mulher? A estas palavras, Phileas Fogg levantou-se também. Nos olhos observava se-lhe uma espécie de reflexo, um tremor nos lábios, enquanto Aouda o contemplava, ansiosa. A sinceridade, a rectidão, a doçura e a firmeza de uma nobre mulher que a tudo se aventura para salvar aquele a quem tudo deve causaram assombro a princípio, e depois comoveram, o gentleman. Fechou os olhos por um instante, como para evitar que aquele olhar lhe penetrasse mais fundo… Quando os tornou a abrir, declarou com a maior simplicidade:- Amo-a! Sim, por tudo o que há de mais sagrado no mundo, amo-a e pertenço-lhe inteiramente.”
  13. 13. Reação pessoal à obra• Eu gostei muito de ler este livro porque é divertido, informativo e original.• Eu com este livro reaprendi que não se deve julgar as pessoas pela aparência e aprendi um pouco mais como era o mundo em séculos anteriores.• Eu aconselho este livro, mas antes de o ler deve-se ter uma ideia geral do globo terrestre para que a leitura seja mais interessante.

×