SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 38
 
Considerações iniciais sobre pesquisa biomédica em seres humanos ,[object Object]
[object Object]
[object Object]
[object Object],Busca pela  Eugenia
[object Object],[object Object],Alcoólatras Desempregados Deficientes Crianças pobres Crianças cegas Crianças surdas Pessoas sem futuro Melhoria da raça humana Economia para o país Purificação da raça humana
Conferência de Wannsee II Guerra Mundial / Frente Ocidental 20-01-1942 ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Em 20 de janeiro de 1942, líderes nazistas reuniram-se num palacete à beira do lago Wannsee, em Berlim, para discutir detalhes operacionais do extermínio em massa dos judeus na Europa.
[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],[object Object],Os experimentos médicos
Prisioneiros libertados por forças aliadas em 1945 Seriam utilizados para experimentos e autópsia Atrocidades – Feridas éticas
Mulher de 30 anos vítima dos experimentos Atrocidades – Feridas éticas
Atrocidades – Feridas éticas  Milhares de Judeus forçados a participar de experimentos  desumanos.
Atrocidades – Feridas éticas  Crianças vítimas de queimaduras provocadas para fins experimentais.
[object Object]
[object Object],[object Object]
Local das atrocidades
[object Object],[object Object],[object Object],Código de Nüremberg Primeiro documento explícito sobre experimentos em seres humanos Consequência das Atrocidades
Estudo da sífilis  Tuskegee,  Estado do Alabama  1932/1972; Descoberta da Penicilina  Albert Fleming/ 1928
Características dos experimentos nazistas ,[object Object],[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object]
[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object],[object Object],[object Object]
[object Object]
[object Object]
Concluindo ,[object Object]
“ Embora os médicos e pesquisadores da área da saúde decidam sobre a necessidade de experimentar novas técnicas, cabe a sociedade estabelecer os parâmetros de acordo com os quais os experimentos poderão ser realizados” www.unigran.br/proreitoria/prppg/cep/palestras/aspectos.ppt
“ O homem, quando ético, é o melhor dos animais; mas, separado da lei e da justiça, é o pior de todos” . ARISTÓTELES, citado por Olinto A. PEGORARO. Ética é justiça. Petrópolis: Vozes, 1995, p. 9.
Referência Bibliográfica ,[object Object],[object Object]
Bioética e pesquisa em seres humanos - Luiz Antonio Bento

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOSBIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
Oyara Mello
 
5 - Os primeiros modelos teóricos da Bioética.pdf
5 - Os primeiros modelos teóricos da Bioética.pdf5 - Os primeiros modelos teóricos da Bioética.pdf
5 - Os primeiros modelos teóricos da Bioética.pdf
NatanMonsores
 
Apresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científicoApresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científico
Larissa Almada
 

Mais procurados (20)

Pesquisa com seres humanos
Pesquisa com seres humanosPesquisa com seres humanos
Pesquisa com seres humanos
 
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOSBIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
BIOÉTICA E SEUS PRINCÍPIOS
 
Bioetica
BioeticaBioetica
Bioetica
 
Metodologia - Aula 1 (A pesquisa científica)
Metodologia - Aula 1 (A pesquisa científica)Metodologia - Aula 1 (A pesquisa científica)
Metodologia - Aula 1 (A pesquisa científica)
 
Tipos de-pesquisa
Tipos de-pesquisaTipos de-pesquisa
Tipos de-pesquisa
 
Bioética privacidade e segredo profissional
Bioética   privacidade e segredo profissionalBioética   privacidade e segredo profissional
Bioética privacidade e segredo profissional
 
Aula 1 Ética
Aula 1 ÉticaAula 1 Ética
Aula 1 Ética
 
Ética na pesquisa
Ética na pesquisaÉtica na pesquisa
Ética na pesquisa
 
Ética em pesquisa resolução 466
Ética em pesquisa   resolução 466Ética em pesquisa   resolução 466
Ética em pesquisa resolução 466
 
Bioetica
BioeticaBioetica
Bioetica
 
Ética em pesquisa científica e boas práticas
Ética em pesquisa científica e boas práticasÉtica em pesquisa científica e boas práticas
Ética em pesquisa científica e boas práticas
 
Ética na pesquisa científica
Ética na pesquisa científicaÉtica na pesquisa científica
Ética na pesquisa científica
 
Metodologia científica
Metodologia científicaMetodologia científica
Metodologia científica
 
Métodos e tipos de pesquisa
Métodos e tipos de pesquisaMétodos e tipos de pesquisa
Métodos e tipos de pesquisa
 
Aula 1 metodologia científica
Aula 1   metodologia científicaAula 1   metodologia científica
Aula 1 metodologia científica
 
Bioética
BioéticaBioética
Bioética
 
5 - Os primeiros modelos teóricos da Bioética.pdf
5 - Os primeiros modelos teóricos da Bioética.pdf5 - Os primeiros modelos teóricos da Bioética.pdf
5 - Os primeiros modelos teóricos da Bioética.pdf
 
Ética moral e valores
Ética moral e valoresÉtica moral e valores
Ética moral e valores
 
Apresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científicoApresentação metodologia do trabalho científico
Apresentação metodologia do trabalho científico
 
Aula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento CientíficoAula 01 - Conhecimento Científico
Aula 01 - Conhecimento Científico
 

Semelhante a Bioética e pesquisa em seres humanos - Luiz Antonio Bento

Disciplina bioética tópicos 06.02.14
Disciplina bioética tópicos 06.02.14Disciplina bioética tópicos 06.02.14
Disciplina bioética tópicos 06.02.14
portustfs
 
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUSEspecialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
Sebástian Freire
 
BIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptx
BIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptxBIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptx
BIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptx
JessiellyGuimares
 
Resolucao 196-cns-10-10-1996
Resolucao 196-cns-10-10-1996Resolucao 196-cns-10-10-1996
Resolucao 196-cns-10-10-1996
PROIDDBahiana
 
Zaineeloesterbioetica 091115150131-phpapp01
Zaineeloesterbioetica 091115150131-phpapp01Zaineeloesterbioetica 091115150131-phpapp01
Zaineeloesterbioetica 091115150131-phpapp01
Helison Anselmo
 
éTica 01 aspectos éticos em pesquisas em crianças
éTica 01   aspectos éticos em pesquisas em criançaséTica 01   aspectos éticos em pesquisas em crianças
éTica 01 aspectos éticos em pesquisas em crianças
gisa_legal
 
Etica 01 aspectos eticos em pesquisas em criancas
Etica 01   aspectos eticos em pesquisas em criancasEtica 01   aspectos eticos em pesquisas em criancas
Etica 01 aspectos eticos em pesquisas em criancas
gisa_legal
 

Semelhante a Bioética e pesquisa em seres humanos - Luiz Antonio Bento (20)

Ética em Pesquisa em psicologia, 10 aula
Ética em Pesquisa em psicologia, 10 aulaÉtica em Pesquisa em psicologia, 10 aula
Ética em Pesquisa em psicologia, 10 aula
 
trabalhodebioetica-
trabalhodebioetica-trabalhodebioetica-
trabalhodebioetica-
 
A expressão
A expressãoA expressão
A expressão
 
Disciplina bioética tópicos 06.02.14
Disciplina bioética tópicos 06.02.14Disciplina bioética tópicos 06.02.14
Disciplina bioética tópicos 06.02.14
 
Bioética
BioéticaBioética
Bioética
 
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUSEspecialização em Saúde da Família UNA - SUS
Especialização em Saúde da Família UNA - SUS
 
Aspectos eticosanimais
Aspectos eticosanimaisAspectos eticosanimais
Aspectos eticosanimais
 
Modulo iii
Modulo iiiModulo iii
Modulo iii
 
Aspectos.ppt
Aspectos.pptAspectos.ppt
Aspectos.ppt
 
Ética em Pesquisa com Seres Humanos.ppt
Ética em Pesquisa com Seres Humanos.pptÉtica em Pesquisa com Seres Humanos.ppt
Ética em Pesquisa com Seres Humanos.ppt
 
aula sobre COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA.pdf
aula sobre COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA.pdfaula sobre COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA.pdf
aula sobre COMITÊ DE ÉTICA EM PESQUISA.pdf
 
Revista direito v.1 n.1, 2015 (3)
Revista direito v.1 n.1, 2015 (3)Revista direito v.1 n.1, 2015 (3)
Revista direito v.1 n.1, 2015 (3)
 
A bioetica em psicologia
A bioetica em psicologiaA bioetica em psicologia
A bioetica em psicologia
 
Bioetica e a fe crista
Bioetica e a fe cristaBioetica e a fe crista
Bioetica e a fe crista
 
BIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptx
BIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptxBIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptx
BIOÉTICA E O SER HUMANO NO PROCESSO SAÚDE 1.pptx
 
Resolução 196/96
Resolução 196/96Resolução 196/96
Resolução 196/96
 
Resolucao 196-cns-10-10-1996
Resolucao 196-cns-10-10-1996Resolucao 196-cns-10-10-1996
Resolucao 196-cns-10-10-1996
 
Zaineeloesterbioetica 091115150131-phpapp01
Zaineeloesterbioetica 091115150131-phpapp01Zaineeloesterbioetica 091115150131-phpapp01
Zaineeloesterbioetica 091115150131-phpapp01
 
éTica 01 aspectos éticos em pesquisas em crianças
éTica 01   aspectos éticos em pesquisas em criançaséTica 01   aspectos éticos em pesquisas em crianças
éTica 01 aspectos éticos em pesquisas em crianças
 
Etica 01 aspectos eticos em pesquisas em criancas
Etica 01   aspectos eticos em pesquisas em criancasEtica 01   aspectos eticos em pesquisas em criancas
Etica 01 aspectos eticos em pesquisas em criancas
 

Mais de Família Cristã

Visão crítica e considerações bioéticas em programa público 2
Visão crítica e considerações bioéticas em programa público 2Visão crítica e considerações bioéticas em programa público 2
Visão crítica e considerações bioéticas em programa público 2
Família Cristã
 
Reproducao humana assistida res 2.1957-2010_dra.ieda
Reproducao humana assistida res 2.1957-2010_dra.iedaReproducao humana assistida res 2.1957-2010_dra.ieda
Reproducao humana assistida res 2.1957-2010_dra.ieda
Família Cristã
 
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humanaBioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Família Cristã
 
Consentimento livre e esclarecido
Consentimento livre e esclarecidoConsentimento livre e esclarecido
Consentimento livre e esclarecido
Família Cristã
 
Comitês de ética em pesquisa no brasil
Comitês de ética em pesquisa no brasilComitês de ética em pesquisa no brasil
Comitês de ética em pesquisa no brasil
Família Cristã
 
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humanaBioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Família Cristã
 
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humanaBioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Família Cristã
 
Apresentação protocolo na consulta
Apresentação protocolo na consultaApresentação protocolo na consulta
Apresentação protocolo na consulta
Família Cristã
 

Mais de Família Cristã (11)

Visão crítica e considerações bioéticas em programa público 2
Visão crítica e considerações bioéticas em programa público 2Visão crítica e considerações bioéticas em programa público 2
Visão crítica e considerações bioéticas em programa público 2
 
Reproducao humana assistida res 2.1957-2010_dra.ieda
Reproducao humana assistida res 2.1957-2010_dra.iedaReproducao humana assistida res 2.1957-2010_dra.ieda
Reproducao humana assistida res 2.1957-2010_dra.ieda
 
Estatística dos ce ps
Estatística dos ce psEstatística dos ce ps
Estatística dos ce ps
 
Ensino de ética 04 10-sp
Ensino de ética 04 10-spEnsino de ética 04 10-sp
Ensino de ética 04 10-sp
 
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humanaBioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
 
Consentimento livre e esclarecido
Consentimento livre e esclarecidoConsentimento livre e esclarecido
Consentimento livre e esclarecido
 
Comitês de ética em pesquisa no brasil
Comitês de ética em pesquisa no brasilComitês de ética em pesquisa no brasil
Comitês de ética em pesquisa no brasil
 
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humanaBioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
 
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humanaBioética, vulnerabilidade e dignidade humana
Bioética, vulnerabilidade e dignidade humana
 
Apresentação protocolo na consulta
Apresentação protocolo na consultaApresentação protocolo na consulta
Apresentação protocolo na consulta
 
Simpósio de Bioética e ética em pesquisa com seres humanos - Abertura
Simpósio de Bioética e ética em pesquisa com seres humanos - AberturaSimpósio de Bioética e ética em pesquisa com seres humanos - Abertura
Simpósio de Bioética e ética em pesquisa com seres humanos - Abertura
 

Último

1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
aulasgege
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
andreaLisboa7
 

Último (20)

Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docxUnidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
Unidade 4 (Texto poético) (Teste sem correção) (2).docx
 
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
1. Aula de sociologia - 1º Ano - Émile Durkheim.pdf
 
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdfHistoria-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
Historia-em-cartaz-Lucas-o-menino-que-aprendeu-a-comer-saudavel- (1).pdf
 
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamenteDescrever e planear atividades imersivas estruturadamente
Descrever e planear atividades imersivas estruturadamente
 
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º anoNós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
Nós Propomos! Sertã 2024 - Geografia C - 12º ano
 
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã""Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
"Nós Propomos! Mobilidade sustentável na Sertã"
 
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdfo-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
o-homem-que-calculava-malba-tahan-1_123516.pdf
 
livro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensoriallivro para educação infantil conceitos sensorial
livro para educação infantil conceitos sensorial
 
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdfSistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
Sistema de Acompanhamento - Diário Online 2021.pdf
 
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescenteAbuso Sexual da Criança e do adolescente
Abuso Sexual da Criança e do adolescente
 
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHASMARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
MARCHA HUMANA. UM ESTUDO SOBRE AS MARCHAS
 
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIAHISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
HISTORIA DA XILOGRAVURA A SUA IMPORTANCIA
 
Apresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativosApresentação sobre Robots e processos educativos
Apresentação sobre Robots e processos educativos
 
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos AnimaisNós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
Nós Propomos! Canil/Gatil na Sertã - Amigos dos Animais
 
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande""Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
"Nós Propomos! Escola Secundária em Pedrógão Grande"
 
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
Slides Lição 8, Betel, Ordenança para confessar os pecados e perdoar as ofens...
 
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdfAtividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
Atividade do poema sobre mãe de mário quintana.pdf
 
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PEEdital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
Edital do processo seletivo para contratação de agentes de saúde em Floresta, PE
 
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf HitlerAlemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
Alemanha vs União Soviética - Livro de Adolf Hitler
 
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdfufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
ufcd_9649_Educação Inclusiva e Necessidades Educativas Especificas_índice.pdf
 

Bioética e pesquisa em seres humanos - Luiz Antonio Bento

  • 1.  
  • 2.
  • 3.
  • 4.
  • 5.
  • 6.
  • 7.
  • 8.
  • 9. Prisioneiros libertados por forças aliadas em 1945 Seriam utilizados para experimentos e autópsia Atrocidades – Feridas éticas
  • 10. Mulher de 30 anos vítima dos experimentos Atrocidades – Feridas éticas
  • 11. Atrocidades – Feridas éticas Milhares de Judeus forçados a participar de experimentos desumanos.
  • 12. Atrocidades – Feridas éticas Crianças vítimas de queimaduras provocadas para fins experimentais.
  • 13.
  • 14.
  • 16.
  • 17. Estudo da sífilis Tuskegee, Estado do Alabama 1932/1972; Descoberta da Penicilina Albert Fleming/ 1928
  • 18.
  • 19.
  • 20.
  • 21.
  • 22.
  • 23.
  • 24.
  • 25.
  • 26.
  • 27.
  • 28.
  • 29.
  • 30.
  • 31.
  • 32.
  • 33.
  • 34.
  • 35. “ Embora os médicos e pesquisadores da área da saúde decidam sobre a necessidade de experimentar novas técnicas, cabe a sociedade estabelecer os parâmetros de acordo com os quais os experimentos poderão ser realizados” www.unigran.br/proreitoria/prppg/cep/palestras/aspectos.ppt
  • 36. “ O homem, quando ético, é o melhor dos animais; mas, separado da lei e da justiça, é o pior de todos” . ARISTÓTELES, citado por Olinto A. PEGORARO. Ética é justiça. Petrópolis: Vozes, 1995, p. 9.
  • 37.