Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2

9.830 visualizações

Publicada em

Apresentação preparada por André e Rita Kawahala e exibido durante formação do Regional Sul 4 da Pastoral Familiar, em Rio do Oeste, entre os dias 10, 11 e 12 de junho de 2011.

Publicada em: Educação
1 comentário
6 gostaram
Estatísticas
Notas
Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.830
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
546
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
439
Comentários
1
Gostaram
6
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Pre matrimonial e preparacao ao sacramento do matrimonio 2

  1. 1. SETOR PRÉ-MATRIMONIAL<br />Preparação ao Sacramento do Matrimônio<br />2011<br />
  2. 2. O ser cristão<br />“O ser cristão não deve reduzir-se, por assim dizer, a uma camada velha de tecido subcutâneo que, de algum modo, me pertence, mas que vivo paralelamente à modernidade.<br />
  3. 3. O ser cristão<br />O ser cristão é, ele mesmo, algo vivo, moderno, que atravessa toda a minha modernidade, formando-a, plasmando-a, e que, portanto, em certo sentido, realmente me abraça”<br />(Luz do Mundo, pgs 77-78)<br />
  4. 4. Problemática situacional<br />PESSOA<br />Egoísmo – busca a satisfação do EU;<br />Egocentrismo – porque EU sou o centro;<br />Individualismo – perda da confiança no outro;<br />Relativismo – conforma o mundo a mim;<br />Competição – desejo de estar sempre à frente<br />
  5. 5. Problemática situacional<br />SOCIEDADE<br />Consumo desenfreado<br />Felicidade ilusória<br />Trocas e acordos<br />Mentiras e enganos<br />Velocidade<br />Superficial<br />Valores confusos e contraditórios<br />
  6. 6. E...<br />É contra isso<br />que pregamos!<br />
  7. 7. Fé X Vida<br />Acreditar e manter uma relação com o DEUS Pai Criador, através do Filho Redentor, pelo Espírito de Amor<br />Viver o Amor Verdadeiro<br />Fraternidade, solidariedade, doação de si<br />Pensar no bem de TODOS<br />Crer e manter uma relação com o próximo mais próximo ou não<br />Hoje há Falhas / desconfiança<br />Vive-se “Amores”<br />Ideologias distorcidas e realidades reduzidas<br />Prática de uma doação condicionada (troca)<br />Porque afinal: “Eu mereço e preciso ser FELIZ”<br />
  8. 8. Como viver o Matrimônio?<br />
  9. 9. Sinal de Esperança<br />“A diversidade das situações exige um discernimento atento; com efeito, falar de «nova evangelização» não significa que é necessário elaborar uma única fórmula igual para todas as circunstâncias. E, todavia, não é difícil compreender que aquilo de que têm necessidade todas as Igrejas que vivem em territórios tradicionalmente cristãos é um renovado impulso missionário, expressão de uma nova e generosa abertura ao dom da graça.”<br />
  10. 10. Sinal de Esperança<br /> “Efetivamente, não podemos esquecer que a primeira tarefa consistirá sempre em ser dócil à obra gratuita do Espírito do Ressuscitado, que acompanha quantos são portadores do Evangelho e abre o coração daqueles que se põem à escuta. Para proclamar de modo fecundo a Palavra do Evangelho, exige-se sobretudo que se viva uma profunda experiência de Deus.” <br />(Carta Apostólica UBICUMQUE ET SEMPER – institui o Pontifício Conselho para a Promoção da Nova evangelização)<br />
  11. 11. Por isso, preparaçãoÉ TUDO!<br />PRÉ<br />PRÉ<br /> MATRIM<br />PÓS<br />MATRIM<br />PÓS<br />CASOS ESPECIAIS<br />
  12. 12. PRÉ-MATRIMONIAL<br />Infância e adolescência<br />Dia do casamento<br />Gestação<br />1ª infância<br />Namoro e noivado<br />A ação pastoral da Igreja deve ser progressiva, também no sentido de que deve seguir a família, acompanhando-a passo a passo nas diversas etapas da sua formação e desenvolvimento. <br />(FC, 65)<br />
  13. 13. A PREPARAÇÃO<br />“A preparação dos jovenspara o matrimônio e para a vida familiar é necessária hoje mais do que nunca. Em alguns países são ainda as mesmas famílias que, segundo costumes antigos, se reservam transmitir aos jovens os valores que dizem respeito à vida matrimonial e familiar, mediante uma obra progressiva de educação ou iniciação. Mas as mudanças verificadas no seio de quase todas as sociedades modernas exigem que não só a família, mas também a sociedade e a Igreja se empenhem no esforço de preparar adequadamente os jovens para as responsabilidades do seu futuro.”<br />(FC, 66)<br />
  14. 14. ASSIM...<br />O trabalho com o Pré-matrimonial envolve toda a família, mas o foco do trabalho são os filhos.<br />Os pais e toda a Igreja são agentes desse trabalho junto com os agentes de Pastoral Familiar. <br />Os pais são os PRIMEIROS AGENTES desse Setor da Pastoral Familiar.<br />
  15. 15. PREPARANDO PARA O SACRAMENTO DO MATRIMÔNIO<br />Visão pastoral, prática e subsídios<br />
  16. 16. REPARAÇÃO REMOTA<br />“A preparação remota é básica. Sobre ela se apóiam as posteriores. Abrange um período bastante grande da vida do ser humano como cidadão e como cristão. Tem seu início no seio da família e percorre o caminho da escola, da catequese da primeira eucaristia e crisma” DPF nº 264<br />
  17. 17. 1ª INFÂNCIA – INFÂNCIA - ADOLESCÊNCIA<br />Encontros com os pais da catequese (Pré+Pós)<br />Apresentação de histórias e filmes educativos para crianças<br />Auxílio na organização de atividades comunitárias como gincanas, etc. (Pré+Pós)<br />Atuação junto às escolas públicas e particulares para organizar palestras e exibição de vídeos<br />
  18. 18. 1ª INFÂNCIA – INFÂNCIA - ADOLESCÊNCIA<br />Palestras para a juventude com temas sobre relacionamento, sexualidade, vida familiar, etc.<br />Organização de encontros sobre o namoro:<br />Para quem ainda não namora “sério”<br />Para namorados que já mantém relacionamento “firme”<br />Critérios: tempo de relacionamento e faixa etária do casal<br />
  19. 19. 1ª INFÂNCIA – INFÂNCIA - ADOLESCÊNCIA<br />“Nesse período é muito significativo criar condições para a formação integral dos adolescentes e jovens para a educação da afetividade e da sexualidade humana. Também é importante aproveitar a oportunidade daqueles que já frequentam os movimentos e grupos da comunidade, para lhes oferecer um fundamento de preparação para o matrimônio.” DPF nº 266<br />
  20. 20. PÓS: EDUCAÇÃO DOS FILHOS<br />Encontros para orientação dos pais, com o auxílio de outras pastorais como a Catequese, Pastoral da Juventude, etc.<br />Nesses encontros ressaltar:<br />Importância da educação religiosa dos filhos;<br />Questão da importância da afetividade;<br />Questão da sexualidade como forma de expressão do ser humano total e não apenas reduzindo a pessoa à uma sexualidade banal e sem sentido.<br />
  21. 21. PREPARAÇÃO PRÓXIMA<br />Vamos ver isso daqui a pouco!!!<br />
  22. 22. PREPARAÇÃO IMEDIATA<br />Supõe-se que o casal tenha já feito a Preparação;<br />É feita pelo padre;<br />Momento propício para:<br />Orientações sobre o sacramento;<br />Confissão;<br />Acolhimento do casal por aquele que é o pastor espiritual da comunidade<br />
  23. 23. PREPARAÇÃO IMEDIATA<br />É também um ótimo momento para abordar temas essenciais à vida matrimonial como:<br />Indissolubilidade;<br />Fidelidade;<br />Acolher os filhos como dons de DEUS;<br />Tudo isso com linguagem clara, atual e viva que permita aos noivos um encontro pessoal com o Cristo<br />Nºs 269 a 271<br />
  24. 24. DIA DO CASAMENTO<br />RECOMENDAÇÕES<br />Acolher o casal – de preferência com uma equipe preparada para tanto;<br />Conhecer a realidade de vida do casal;<br />Celebrar o sacramento, de preferência dentro da Santa Missa;<br />
  25. 25. PÓS: NOVOS CASAIS<br /><ul><li>O acompanhamento dos recém-casados inicia com a acolhida da equipe de preparação de noivos;
  26. 26. “Estatísticas indicam que a maior parte dos divórcios ocorre na primeira década do casamento. Esse fato exige que a Pastoral Familiar acompanhe os casais especialmente nessa fase do seu desenvolvimento matrimonial.” nº 279</li></li></ul><li>PÓS: NOVOS CASAIS<br />
  27. 27. FINALIZANDO<br />“A família cristã está fundada no sacramento do matrimônio entre um homem e uma mulher, sinal do amor de DEUS pela humanidade e da entrega de Cristo por sua esposa, a Igreja.”<br />Doc. de Aparecida nº 433<br />

×