1SOCIEDADE SUSTENTÁVEL E GOVERNO MUNDIAL: REQUISITOS PARAA PAZ MUNDIALFernando AlcoforadoO mundo se defronta com duas gran...
2petróleo", isto é, um momento de transição entre a abundância e a escassez. A disputapor recursos minerais, sobretudo pel...
3comunidade internacional devido à sua imperiosa necessidade ou, então, virá apóscatástrofes que possam vir a ocorrer nos ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Sociedade global sustentável e governo mundial requisitos para a paz mundial

151 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sociedade global sustentável e governo mundial requisitos para a paz mundial

  1. 1. 1SOCIEDADE SUSTENTÁVEL E GOVERNO MUNDIAL: REQUISITOS PARAA PAZ MUNDIALFernando AlcoforadoO mundo se defronta com duas grandes ameaças. Uma delas, de natureza econômica,diz respeito à crise geral do sistema capitalista mundial que tende a conduzir a economiaglobal à depressão com a falência dos governos, a quebradeira de empresas, odesemprego em massa e até mesmo uma nova conflagração mundial. Outra ameaça, denatureza ambiental, é representada pelo aumento desmesurado da população planetária,pela exaustão dos recursos naturais do planeta, pela escassez da água, pelo crescimentodesordenado das cidades e pela catastrófica mudança climática global durante o séculoXXI que tende a produzir graves repercussões sobre as atividades econômicas e oagravamento dos problemas sociais da humanidade com a geração de conflitos internose internacionais.Sobre a ameaça de natureza econômica, pode-se afirmar que a crise atual é pior do que ade 1929-1933, porque é absolutamente global. O sistema financeiro internacional já nãofunciona mais. Segundo Hobsbawn, para haver uma mudança no sentido de uma novaeconomia mundial, será preciso muito tempo. A crise econômica mundial que seinstalou em 1929 só terminou com a eclosão da 2ª Guerra Mundial. Na atualidade, ahumanidade terá que enfrentar uma nova conflagração mundial para salvar o sistemacapitalista mundial? A depressão atual pode levar, segundo Hobsbawn, a um novosistema mundial. Há que se redesenhar tudo em direção ao futuro (HOBSBAWN, Eric.En la tercera crisis. Entrevista a Eric J. Hobsbawn. Revista “El Viejo Topo”disponível no website <www.elviejotopo.com>, 2009).Sobre a ameaça de natureza ambiental, um dos seus problemas fundamentais dizrespeito à exaustão dos recursos naturais do planeta que resultou do crescimentodesmesurado da população mundial que aumentou, de 1800 a 2010, sete vezes (de 1bilhão para 7 bilhões de habitantes) e do crescimento exponencial do PIB mundial quecresceu 112 vezes de 1750 a 2010. Se a escalada da demanda de recursos naturaiscontinuar no ritmo atual, em 2030, com uma população planetária estimada em 8,3bilhões de pessoas, serão necessárias duas Terras para satisfazê-la. Um fato indiscutívelé o de que a humanidade já consome mais recursos naturais do que o planeta é capaz derepor.O ritmo atual de consumo dos recursos naturais do planeta é uma ameaça para aprosperidade futura da humanidade. Nos últimos 45 anos, a demanda mundial pelosrecursos naturais dobrou, devido à elevação do padrão de vida nos países ricos eemergentes e ao aumento da população mundial. Hoje a humanidade utiliza 50% daágua doce do planeta. Em 40 anos utilizará 80%. A distribuição geográfica da água doceé desigual. Atualmente 1/3 da população mundial vive em regiões onde ela é escassa. Aescassez de água poderá ser uma das principais fontes de conflitos do século XXI. Suaescassez em um grande número de países, principalmente na África e no Oriente Médio,poderá ser a principal causa de conflitos econômicos e até militares (VEJA.COM. Caido Céu, mas pode faltar. Disponível no website<http://veja.abril.com.br/300108/p_086.shtml>).A competição por recursos minerais como o petróleo é, atualmente, a maior fontepotencial de conflitos mundiais. O crescimento da demanda por petróleo vai superar aoferta global em 2020 ou 2025, apontando que o mundo vive "o crepúsculo do
  2. 2. 2petróleo", isto é, um momento de transição entre a abundância e a escassez. A disputapor recursos minerais, sobretudo pelo petróleo que ainda resta, levará a um estado deguerra permanente, caracterizada pela presença de grandes potências em suas regiõesprodutoras. (BRAFMAN, Luciana. Disputa por petróleo leva a estado de guerrapermanente. Disponível no web site<http://www1.folha.uol.com.br/fsp/brasil/fc1710200520.htm>).Outro grande problema a afetar o futuro da humanidade diz respeito ao crescimentodesordenado das cidades que se tornaram o principal habitat da humanidade. Pelaprimeira vez na história da humanidade, mais da metade da população está vivendo emcidades. Esse número, 3,3 bilhões de pessoas, deve ultrapassar a marca dos 5 bilhões em2030. No começo do século XX a população urbana não ultrapassava 220 milhões depessoas. Grande parte dos problemas ambientais globais tem origem nas cidades o quefaz com que dificilmente se possa atingir a sustentabilidade ao nível global sem torná-las sustentáveis (BEAUJEU-GARNIER. J. Geografia Urbana. Lisboa: FundaçãoCalouste Gulbenkian, 1980).A crescente ampliação das áreas urbanas tem contribuído para o crescimento deimpactos ambientais negativos. Ressalte-se que 70% do dióxido de carbono expelido naatmosfera são provenientes das concentrações urbanas, e por isso a discussão sobremodelos de cidades sustentáveis é um dos temas centrais para combater as mudançasclimáticas. Em 2010, a atividade urbana foi responsável pela emissão de 25 bilhões detoneladas métricas de CO2 na atmosfera, comparado a 15 bilhões em 1990. Se nãohouver alterações nesses padrões, esse índice será de 36,5 bilhões em 2030.Outro gigantesco problema para a humanidade diz respeito à mudança climática globalque deverá acontecer em consequência do aquecimento global que resulta do efeitoestufa provocado pela retenção de calor na baixa atmosfera da Terra causada pelaconcentração de gases de diversos tipos. É em função deste fenômeno natural, o efeitoestufa, que temos uma temperatura média da Terra na faixa de 15 ºC. Se nada for feitoaté 2030 para reverter o aquecimento global, a temperatura média do planeta Terradeverá evoluir de 15 ºC para 19 ºC com suas consequências catastróficas do ponto devista climático como o degelo dos polos e das cordilheiras, a elevação do nível dosmares e a multiplicação de furações, entre outras.Com o modelo atual de desenvolvimento não há como superar a crise econômicamundial que tende a levar o mundo a uma nova conflagração mundial, bem como evitara degradação do meio ambiente do planeta que tende a gerar conflitos internos einternacionais. Para superar este problema, é preciso adotar um novo modelo econômicoque concilie as exigências do desenvolvimento com as do meio ambiente. As duasameaças, econômica e ambiental, tendem a produzir uma verdadeira crise dehumanidade que faz com que se torne um imperativo a construção em todo o planeta deuma sociedade sustentável diferente da atual em que todos os países atuem de formainterdependente e racionalmente com objetivos comuns em escala planetária sem a qualpoderá ser colocado em xeque a sobrevivência dos seres humanos e da vida na Terra.É por tudo isto que se torna um imperativo a implantação de uma sociedade sustentávelem escala mundial que é aquela que satisfaz as necessidades da geração atual semdiminuir as possibilidades das gerações futuras de satisfazer as delas e, desta forma,contribuir para a construção da paz mundial. Como construir uma sociedade sustentávelglobal? A nova Sociedade Sustentável Global poderá nascer com base na pressão da
  3. 3. 3comunidade internacional devido à sua imperiosa necessidade ou, então, virá apóscatástrofes que possam vir a ocorrer nos ambientes econômico, social e ecológicomundial e com as guerras em cascata que poderão crescer no futuro, se nada for feito.A nova Sociedade Sustentável Global deve ser capaz de regular a economia mundial eas relações internacionais baseadas em um Contrato Social Planetário visando promovera prosperidade econômica global com base no modelo de desenvolvimento sustentávelem benefício de todos os seres humanos. Este Contrato Social Planetário deveriaresultar da vontade da Assembleia geral da ONU que se constituiria no novo ParlamentoMundial que elegeria um Governo Mundial representativo da vontade de todos os povosdo mundo. Com um Governo Mundial, será possível combater a guerra e acabar com obanho de sangue que tem caracterizado a história da humanidade ao longo da história.Nessas circunstâncias, todos os países do mundo teriam suas soberanias compartilhadasentre si através do parlamento e governo mundial.*Fernando Alcoforado, 73, engenheiro e doutor em Planejamento Territorial e Desenvolvimento Regionalpela Universidade de Barcelona, professor universitário e consultor nas áreas de planejamento estratégico,planejamento empresarial, planejamento regional e planejamento de sistemas energéticos, é autor doslivros Globalização (Editora Nobel, São Paulo, 1997), De Collor a FHC- O Brasil e a Nova (Des)ordemMundial (Editora Nobel, São Paulo, 1998), Um Projeto para o Brasil (Editora Nobel, São Paulo, 2000),Os condicionantes do desenvolvimento do Estado da Bahia (Tese de doutorado. Universidade deBarcelona, http://www.tesisenred.net/handle/10803/1944, 2003), Globalização e Desenvolvimento(Editora Nobel, São Paulo, 2006), Bahia- Desenvolvimento do Século XVI ao Século XX e ObjetivosEstratégicos na Era Contemporânea (EGBA, Salvador, 2008), The Necessary Conditions of theEconomic and Social Development- The Case of the State of Bahia (VDM Verlag Dr. MüllerAktiengesellschaft & Co. KG, Saarbrücken, Germany, 2010), Aquecimento Global e CatástrofePlanetária (P&A Gráfica e Editora, Salvador, 2010), Amazônia Sustentável- Para o progresso do Brasil ecombate ao aquecimento global (Viena- Editora e Gráfica, Santa Cruz do Rio Pardo, São Paulo, 2011) eOs Fatores Condicionantes do Desenvolvimento Econômico e Social (Editora CRV, Curitiba, 2012), entreoutros.S

×