1 
AVALIAÇÃO DO TEXTO DE MONIZ BANDEIRA DEFENDENDO OS 
GOVERNOS DO PT 
por Fernando Alcoforado 
O Brasil Real - de 2002 a ...
2 
Dívida Pública como porcentagem do PIB 
(clique na imagem para aumentar) 
Observação de Fernando Alcoforado: 
A dívida ...
3 
Percentuais em relação ao PIB 
Gráfico elaborado por Laury A. Bueno 
(clique na imagem para aumentar) 
Observação de Fe...
ocorreu graças à desindustrialização que houve no país. A contribuição 
da indústria brasileira ao PIB vem decaindo ao lon...
5 
1. Produto Interno Bruto: 
2002 – R$ 1,48 trilhões 
2013 – R$ 4,84 trilhões 
2. PIB per capita: 
2002 – R$ 7,6 mil 
201...
6 
10. Reservas Internacionais: 
2002 – 37 bilhões de dólares 
2013 – 375,8 bilhões de dólares 
11. Índice Bovespa: 
2002 ...
7 
19. Posição entre as Economias do Mundo: 
2002 - 13ª 
2014 - 7ª 
20. PROUNI – 1,2 milhões de bolsas 
21. Salário Mínimo...
8 
30. Capacidade Energética: 
2001 - 74.800 MW 
2013 - 122.900 MW 
31. Criação de 6.427 creches 
32. Ciência Sem Fronteir...
9 
41. Índice de Desenvolvimento Humano: 
2000 - 0,669 
2005 - 0,699 
2012 - 0,730 
42. Mortalidade Infantil: 
2002 - 25,3...
10 
50. 42 milhões de pessoas saíram da miséria
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Avaliação do texto de moniz bandeira

239 visualizações

Publicada em

Avaliação do texto de Moniz Bandeira defendendo os governos do PT

Publicada em: Notícias e política
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
239
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Avaliação do texto de moniz bandeira

  1. 1. 1 AVALIAÇÃO DO TEXTO DE MONIZ BANDEIRA DEFENDENDO OS GOVERNOS DO PT por Fernando Alcoforado O Brasil Real - de 2002 a 2013 Enviado por [*] Luiz Alberto de Vianna Moniz Bandeira Gráficos: redecastorphoto Orçamento da Saúde 1995 -2014 (clique na imagem para aumentar) Observação de Fernando Alcoforado: Este gráfico mostra a evolução do gasto com a saúde no Brasil. O gasto com a saúde tem que crescer necessariamente com o tempo devido ao aumento da população que demanda os serviços de saúde. O fato de Lula e Dilma gastarem mais do que FHC não significa que estão atuando bem no setor. Moniz Bandeira agride a sua própria inteligência ao apresentar este gráfico tentando mostrar que os governos Lula e Dilma foram virtuosos com a saúde do brasileiro. A realidade da saúde no Brasil demonstra que o quadro da saúde é catastrófico no Brasil. O próprio governo Dilma reconhece este fato ao lançar o programa Mais Médicos.
  2. 2. 2 Dívida Pública como porcentagem do PIB (clique na imagem para aumentar) Observação de Fernando Alcoforado: A dívida líquida do setor público corresponde à diferença entre passivos e ativos acumulados pelas três esferas do governo e empresas estatais. A dívida bruta engloba só os passivos das três esferas de governo. A dívida líquida é calculada descontando a dívida bruta das reservas internacionais e empréstimos do Tesouro aos bancos públicos. Dois fatores contribuíram durante os governos Lula e Dilma para a redução da dívida líquida: 1) o aumento das reservas internacionais; e, 2) os empréstimos do Tesouro aos bancos públicos. O aumento das reservas internacionais aconteceu porque os governos Lula e Dilma atraíram capitais externos (investimento direto estrangeiro e especulativo elevando a taxa Selic que é das maiores do mundo) e porque transferiu recursos do Tesouro para os bancos públicos (BB, BNDES, Caixa Econômica) que ajudaram a diminuir a dívida pública líquida. Mas o principal não é a dívida pública líquida, mas a dívida pública bruta que explodiu . Ver o gráfico abaixo:
  3. 3. 3 Percentuais em relação ao PIB Gráfico elaborado por Laury A. Bueno (clique na imagem para aumentar) Observação de Fernando Alcoforado: Este gráfico mostra que o Brasil se tornou uma economia de serviço, mas Moniz Bandeira não explicou porque o Brasil chegou a esta situação que
  4. 4. ocorreu graças à desindustrialização que houve no país. A contribuição da indústria brasileira ao PIB vem decaindo ao longo do tempo graças à incúria dos governos FHC, Lula e Dilma. O desmantelamento da indústria explica o fato do Brasil ter se tornado uma economia de serviço. A indústria brasileira tende a desaparecer se este governo incompetente continuar no poder. Veja o gráfico a seguir: Observação de Fernando Alcoforado: Não tem sentido comparar números de 2002 com os de 2013 em valores absolutos como fez Moniz Bandeira. É evidente que o tempo colabora no sentido do crescimento dos números apresentados. Moniz Bandeira tentou enganar os incautos com falsos argumentos. 4 O Brasil de 2002 a 2013
  5. 5. 5 1. Produto Interno Bruto: 2002 – R$ 1,48 trilhões 2013 – R$ 4,84 trilhões 2. PIB per capita: 2002 – R$ 7,6 mil 2013 – R$ 24,1 mil 3. Dívida líquida do setor público: 2002 – 60% do PIB 2013 – 34% do PIB 4. Lucro do BNDES: 2002 – R$ 550 milhões 2013 – R$ 8,15 bilhões 5. Lucro do Banco do Brasil: 2002 – R$ 2 bilhões 2013 – R$ 15,8 bilhões 6. Lucro da Caixa Econômica Federal: 2002 – R$ 1,1 bilhões 2013 – R$ 6,7 bilhões 7. Produção de veículos: 2002 – 1,8 milhões 2013 – 3,7 milhões 8. Safra Agrícola: 2002 – 97 milhões de toneladas 2013 – 188 milhões de toneladas 9. Investimento Estrangeiro Direto: 2002 – 16,6 bilhões de dólares 2013 – 64 bilhões de dólares
  6. 6. 6 10. Reservas Internacionais: 2002 – 37 bilhões de dólares 2013 – 375,8 bilhões de dólares 11. Índice Bovespa: 2002 – 11.268 pontos 2013 – 51.507 pontos 12. Empregos Gerados: Governo FHC – 627 mil/ano Governos Lula e Dilma – 1,79 milhões/ano 13. Taxa de Desemprego: 2002 – 12,2% 2013 – 5,4% 14. Valor de Mercado da Petrobras: 2002 – R$ 15,5 bilhões 2014 – R$ 104,9 bilhões 15. Lucro médio da Petrobras: Governo FHC – R$ 4,2 bilhões/ano Governos Lula e Dilma – R$ 25,6 bilhões/ano 16. Falências Requeridas em Média/ano: Governo FHC – 25.587 Governos Lula e Dilma – 5.795 17. Salário Mínimo: 2002 – R$ 200 (1,42 cestas básicas) 2014 – R$ 724 (2,24 cestas básicas) 18. Dívida Externa em Relação às Reservas: 2002 – 557% 2014 – 81%
  7. 7. 7 19. Posição entre as Economias do Mundo: 2002 - 13ª 2014 - 7ª 20. PROUNI – 1,2 milhões de bolsas 21. Salário Mínimo Convertido em Dólares: 2002 – 86,21 2014 – 305,00 22. Passagens Aéreas Vendidas: 2002 – 33 milhões 2013 – 100 milhões 23. Exportações: 2002 – 60,3 bilhões de dólares 2013 – 242 bilhões de dólares 24. Inflação Anual Média: Governo FHC – 9,1% Governos Lula e Dilma – 5,8% 25. PRONATEC – 6 Milhões de pessoas 26. Taxa Selic: 2002 – 18,9% 2012 – 8,5% 27. FIES – 1,3 milhões de pessoas com financiamento universitário 28. Minha Casa Minha Vida – 1,5 milhões de famílias beneficiadas 29. Luz Para Todos – 9,5 milhões de pessoas beneficiadas
  8. 8. 8 30. Capacidade Energética: 2001 - 74.800 MW 2013 - 122.900 MW 31. Criação de 6.427 creches 32. Ciência Sem Fronteiras – 100 mil beneficiados 33. Mais Médicos (Aproximadamente 14 mil novos profissionais): 50 milhões de beneficiados 34. Brasil Sem Miséria – Retirou 22 milhões da extrema pobreza 35. Criação de Universidades Federais: Governos Lula e Dilma - 18 Governo FHC - zero 36. Criação de Escolas Técnicas: Governos Lula e Dilma - 214 Governo FHC - 0De 1500 até 1994 - 140 37. Desigualdade Social: Governo FHC - Queda de 2,2% Governo PT - Queda de 11,4% 38. Produtividade: Governo FHC - Aumento de 0,3% Governos Lula e Dilma - Aumento de 13,2% 39. Taxa de Pobreza: 2002 - 34% 2012 - 15% 40. Taxa de Extrema Pobreza: 2003 - 15% 2012 - 5,2%
  9. 9. 9 41. Índice de Desenvolvimento Humano: 2000 - 0,669 2005 - 0,699 2012 - 0,730 42. Mortalidade Infantil: 2002 - 25,3 em 1000 nascidos vivos 2012 - 12,9 em 1000 nascidos vivos 43. Gastos Públicos em Saúde: 2002 - R$ 28 bilhões 2013 - R$ 106 bilhões 44. Gastos Públicos em Educação: 2002 - R$ 17 bilhões 2013 - R$ 94 bilhões 45. Estudantes no Ensino Superior: 2003 - 583.800 2012 - 1.087.400 46. Risco Brasil (IPEA): 2002 - 1.446 2013 - 224 47. Operações da Polícia Federal: Governo FHC - 48 Governo PT - 1.273 (15 mil presos) 48. Varas da Justiça Federal: 2003 - 100 2010 - 513 49. 38 milhões de pessoas ascenderam à Nova Classe Média (Classe C)
  10. 10. 10 50. 42 milhões de pessoas saíram da miséria

×