SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 34
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
ORIENTAÇÕES
O Slide aqui apresentado, tem como objetivo apresentar um
RESUMO do Livro estudo na Disciplina. Dessa forma:
1. Realize a leitura com total cuidado e oração.
2. Utilize a Bíblia, Dicionários e outras fontes teológicas para
acompanhamento das passagens mencionadas.
3. As imagens são meramente ilustrativas.
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
Enviado em cumprimento à promessa divina
“Jesus, O Missionário Enviado dos Céus”.
Após a queda do homem Deus toma a iniciativa
de ajudar o homem. Tendo infringido a ordem
divina que proibia o homem de comer do fruto
da árvore do conhecimento do bem e do mal.
Apesar da gravidade desse ato de
desobediência, Deus se inclinou por ajudá-lo,
prometendo um Redentor vindouro (Gn 3.15).
1
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
Enviado em cumprimento à promessa divina
A humanização de Jesus se constitui num grande
milagre na Bíblia, Jesus, o verdadeiro e eterno
Deus (1 Jo 5.20). “Aniquilou-se a si mesmo,
tomando a forma de servo, fazendo-se
semelhante aos homens” (Fp 2.7). Era o verbo
eterno assumindo carne humana (Jo 1.14; 1Tm
3.16). Este milagre foi possível devido à ação
soberana do Espírito Santo no ventre de Maria (Lc
3.15).
2
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
Enviado em cumprimento à promessa divina
“Vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu
Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para
remir os que estavam debaixo da lei” (Gl 4.4,5).
3
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A obra do calvário é de alcance universal
Não obstante “o mundo está no maligno” (1 Jo
5.19). Apesar da inconteste manifestação do
diabo no mundo, a Bíblia registra, de forma
inequívoca, o interesse do Espírito Santo em
aplicar a obra de Jesus realizada no Gólgota,
como remédio divino para os males espirituais
dos homens em todas as nações.
4
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A obra do calvário é de alcance universal
Na cruz do Calvário, Deus estava reconciliando o
mundo consigo mesmo (2 Co 5.19).
Apesar da salvação ganha por Jesus ser de
alcance universal, a maior parte do mundo, ainda
não conhece o benefício do qual tem direito de
gozar.
5
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A obra do calvário é de alcance universal
Lembremo-nos de que a mesma Bíblia que diz
que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado
do mundo (Jo 1.29), também diz: “IDE por todo o
MUNDO, pregai o evangelho a toda a criatura”
(Mc 16.15).
6
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A ordem missionária de Jesus
A quem foi dada a ordem missionária?
A Grande Comissão de Jesus não foi dada aos
líderes religiosos de Israel, tampouco aos
membros do Sinédrio de Jerusalém, etc. A ordem
missionária foi dada aos discípulos.
7
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A ordem missionária de Jesus
A quem foi dada a ordem missionária?
A Grande Comissão de Jesus não foi dada aos
líderes religiosos de Israel, tampouco aos
membros do Sinédrio de Jerusalém, etc. A ordem
missionária foi dada aos discípulos. No momento
da ascensão de Jesus, os discípulos com Ele
reunidos, representavam a Igreja na sua vocação
e missão no mundo.
8
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A ordem missionária de Jesus
A ordem missionária foi dada a Igreja hodierna. A
Igreja de hoje está ligada à Igreja primitiva, não
apenas por suas raízes históricas. Esta se
identifica com aquela na responsabilidade de
evangelizar os povos em todas as nações. Por isto,
os seus membros devem ser treinados para
serem testemunhas de Jesus até aos confins da
terra (At 1.8).
9
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
O conteúdo da ordem missionária
Obediência Inquestionável
A primeira palavra da ordem missionária de Jesus
é “ide”. Esta palavra é um verbo no modo
imperativo, exigindo uma ação decisiva.
10
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
O conteúdo da ordem missionária
Obediência Inquestionável
A primeira palavra da ordem missionária de Jesus
é “ide”. Esta palavra é um verbo no modo
imperativo, exigindo uma ação decisiva.
11
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
O conteúdo da ordem missionária
“Ensinando as nações”
A palavra “ensinando” vem da palavra grega
“matheteuo” o que significa “fazer discípulos”.
Neste sentido ele só aparece, aqui e em Atos
14.21. Jesus disse, conforme Marcos 16.15 – “Ide
por todo o mundo e pregai o evangelho”.
12
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
O conteúdo da ordem missionária
“Batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do
Espírito Santo”
Como se vê, o batismo em água fazia parte da
ordem missionária de Jesus. Os salvos devem,
pelo batismo, unir-se à Igreja. Os apóstolos
praticavam esta ordem.
13
Deste modo “foram batizados os que de bom grado
receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se
quase três mil almas” (At 2.41-47).
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
O conteúdo da ordem missionária
“Ensinando-as a guardar todas as coisas que eu
vos tenho mandado”
A palavra “ensinando” aqui usada vem da palavra
grega “didasko” e significa dar instrução. Ensinar
aos crentes é uma ordem de Jesus.
14
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
O conteúdo da ordem missionária
Estes Sinais Seguirão aos que Crerem
O evangelista Marcos na Ordem Missionária, (Mc
16.15-18), se refere aos maravilhosos sinais que
acompanhariam o batismo com o Espírito Santo,
e acerca do qual Jesus havia orientado os seus
discípulos a buscarem (Lc 24:49; At 1.4,5,6).
15
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
Até aos Confins da Terra
Jesus disse: “Ide por todo o mundo, pregai o
evangelho a toda a criatura” (Mc 16.15).
Conforme Lucas, Ele também disse que eles
pregassem a todas as nações, começando por
Jerusalém (Lc 24.47; At 1.8).
16
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
A Nossa Própria Comunidade
De acordo com Atos 1.8 a obediência à ordem
missionária de testemunhar de Jesus, deveria
começar em Jerusalém, neste caso, onde estava a
Igreja local.
17
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
Conceituação de Evangelização e Missão
Estas duas expressões são muito usadas entre nós
e muitos gostariam de saber se existe alguma
diferença entre elas quanto ao significado.
Vejamos:
18
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
1 . Ambas as expressões têm, conforme o Novo
Dicionário da Língua Portuguesa (Aurélio), uma só
significação;
19
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
2. É uso generalizado nas nossas Igrejas falar de
evangelização quando a pregação da Palavra é
feita dentro das fronteiras do país, e falar de
missão quando é feita fora delas. Desta maneira,
evangelização não é mais importante que missão
e vice-versa. Se alguém pensa que missão é algo
superior à evangelização deve corrigir a sua idéia.
20
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
A duração da ordem missionária
Quando Jesus deu a ordem missionária Ele
terminou dizendo: Eis que estou convosco todos
os dias até à consumação dos séculos (Mt 28.20).
Portanto a ordem missionária continuaria até à
consumação dos séculos.
21
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
Fica portanto bem claro que enquanto existirem
pessoas ou nações que ainda não ouviram o
evangelho da graça, esta ordem continua a ter
vital importância. A Bíblia diz: “Uma geração vai,
e outra geração vem” (Ec 1.4).
22
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
A ordem missionária deve ser obedecida
A palavra de Deus nos ensina que devemos estar
“sujeitos às potestades” (Rm 13.1), e isto “pela
consciência” (Rm 13.5).
23
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
Se é necessário obedecer a ordens dadas pelas
autoridades humanas, quanto mais necessário
não é a obediência a uma ordem dada pelo
Salvador de todo o mundo que é o Senhor dos
senhores e Rei dos reis? (1Tm 6.15).
24
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
Motivos da obra missionária
A obra missionária significa o privilégio de levar,
da parte de Cristo, a mensagem de reconciliação
com Deus aos povos que vivem além das nossas
fronteiras. Jesus entregou esta incumbência à sua
Igreja confiando que ela prontamente atenderia a
sua orientação.
25
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
O maravilhoso resultado do trabalho missionário
Nos Atos lemos como nos rastros da Igreja
missionária levantaram-se muitas Igrejas. Na Ásia
Menor lemos a respeito das Igrejas em Éfeso,
Colossos, Filadélfia, Esmirna, Sardes, etc. Na
Europa lemos sobre Tessalônica, Filipos, Corinto
etc.
26
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
Métodos do trabalho missionário à luz do Novo
Testamento
Os motivos da obra missionária apresentados,
devem impulsionar-nos à ação missionária e não
somente fazer-nos parar em palavras e reuniões.
Porque uma ação missionária somente se torna
vitoriosa se for feita na trilha dos métodos
apontados nas Escrituras.
27
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
A abrangência da ordem missionária
Meditemos sobre os três “canais principais” da
ação missionária:
O envio de missionários ao campo;
A intercessão com cooperação eficiente; e
A contribuição para o suporte material da obra.
28
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
Qualificações do missionário
A Evangelização de todos os seres humanos é a
grande prioridade, finalidade e a mais sublime
tarefa confiada pelo Senhor à sua Igreja.
29
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
Qualificações do missionário
Como o sucesso deste empreendimento celestial
depende decisivamente do perfil do homem a ser
enviado para o campo missionário, enumeramos
abaixo algumas das qualificações para que ele
possa alcançar êxito no desempenho desta tarefa.
Vejamos:
30
FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL
DISCIPLINA: MISSIOLOGIA
Qualificações do missionário
Espirituais
Ser nascido de novo - Jo 3.3,5; Lc 22.32; 1Tm 3.7.
Profundo amor e comunhão com Deus - At 5.41;
21.13- 22.15; 2Co 5.11,14; 1Jo 1.1,3.
Vocação missionária - At 20.23,24; 21.13; 1Cr
9.16-1 8.
Plena convicção da sua chamada - Gl 1.15; 2Tm
1.1.
31
Disciplina de Missiologia

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Apresentação evangelismo
Apresentação evangelismoApresentação evangelismo
Apresentação evangelismoInes Pozzagnolo
 
Evangelismo conteúdo, método e motivação.
Evangelismo   conteúdo, método e motivação.Evangelismo   conteúdo, método e motivação.
Evangelismo conteúdo, método e motivação.Rodrigo Ribeiro
 
Curso de teologia IBADEP
Curso de teologia IBADEPCurso de teologia IBADEP
Curso de teologia IBADEPMoisés Sampaio
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaMárcio Martins
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Márcio Martins
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósÉder Tomé
 
8 natureza e missão da teologia
8 natureza e missão da teologia8 natureza e missão da teologia
8 natureza e missão da teologiafaculdadeteologica
 
aula de Homilética, recursos da homilética
aula de Homilética,  recursos da homiléticaaula de Homilética,  recursos da homilética
aula de Homilética, recursos da homiléticaRODRIGO FERREIRA
 
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUSAPOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUSPASTOR CARLOS SILVA
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoÉder Tomé
 

Mais procurados (20)

O discipulado na prática
O discipulado na práticaO discipulado na prática
O discipulado na prática
 
Lição 1 - O que é Evangelização
Lição 1 - O que é EvangelizaçãoLição 1 - O que é Evangelização
Lição 1 - O que é Evangelização
 
Apresentação evangelismo
Apresentação evangelismoApresentação evangelismo
Apresentação evangelismo
 
Evangelismo conteúdo, método e motivação.
Evangelismo   conteúdo, método e motivação.Evangelismo   conteúdo, método e motivação.
Evangelismo conteúdo, método e motivação.
 
MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1
MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1
MISSIOLOGIA - IBADEP - LIÇÃO 1
 
Evangelismo pessoal
Evangelismo pessoalEvangelismo pessoal
Evangelismo pessoal
 
Curso de teologia IBADEP
Curso de teologia IBADEPCurso de teologia IBADEP
Curso de teologia IBADEP
 
7 teologia da missão
7 teologia da missão7 teologia da missão
7 teologia da missão
 
O Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da IgrejaO Arrebatamento da Igreja
O Arrebatamento da Igreja
 
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
Escatologia o Estudo das Últimas Coisas.
 
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nósLição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
Lição 10 - Santificação: vontade e chamado de Deus para nós
 
5. O Evangelho de Lucas
5. O Evangelho de Lucas5. O Evangelho de Lucas
5. O Evangelho de Lucas
 
8 natureza e missão da teologia
8 natureza e missão da teologia8 natureza e missão da teologia
8 natureza e missão da teologia
 
aula de Homilética, recursos da homilética
aula de Homilética,  recursos da homiléticaaula de Homilética,  recursos da homilética
aula de Homilética, recursos da homilética
 
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUSAPOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
APOSTILA DO OBREIRO NO SERVIR A DEUS
 
Escola bíblica dominical
Escola bíblica dominicalEscola bíblica dominical
Escola bíblica dominical
 
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipuladoLição 10 - O discípulo e o discipulado
Lição 10 - O discípulo e o discipulado
 
6 a missão da igreja
6 a missão da igreja6 a missão da igreja
6 a missão da igreja
 
Apostila evangelismo
Apostila evangelismoApostila evangelismo
Apostila evangelismo
 
3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus3. O Evangelho Segundo Mateus
3. O Evangelho Segundo Mateus
 

Destaque (20)

07
0707
07
 
Disciplina de Teologia do Novo Testamento
Disciplina de Teologia do Novo TestamentoDisciplina de Teologia do Novo Testamento
Disciplina de Teologia do Novo Testamento
 
Disciplina Administração Eclesiástica
Disciplina Administração EclesiásticaDisciplina Administração Eclesiástica
Disciplina Administração Eclesiástica
 
02 doutrinas bíblicas
02 doutrinas bíblicas02 doutrinas bíblicas
02 doutrinas bíblicas
 
Disciplina de Teologia do Antigo Testamento
Disciplina de Teologia do Antigo TestamentoDisciplina de Teologia do Antigo Testamento
Disciplina de Teologia do Antigo Testamento
 
Disciplina História do Cristianismo
Disciplina História do CristianismoDisciplina História do Cristianismo
Disciplina História do Cristianismo
 
Disciplina de Teologia Pastoral
Disciplina de Teologia PastoralDisciplina de Teologia Pastoral
Disciplina de Teologia Pastoral
 
06 psicologia pastoral
06 psicologia pastoral06 psicologia pastoral
06 psicologia pastoral
 
17
1717
17
 
03 exege bíblica
03 exege bíblica03 exege bíblica
03 exege bíblica
 
16 como ministrar cerimônias religiosas
16 como ministrar cerimônias religiosas16 como ministrar cerimônias religiosas
16 como ministrar cerimônias religiosas
 
Disciplina de Liderança
Disciplina de LiderançaDisciplina de Liderança
Disciplina de Liderança
 
Disciplina de Arqueologia Bíblica
Disciplina de Arqueologia BíblicaDisciplina de Arqueologia Bíblica
Disciplina de Arqueologia Bíblica
 
Disciplina de Bibliologia
Disciplina de BibliologiaDisciplina de Bibliologia
Disciplina de Bibliologia
 
Disciplina de Oratória - Como Falar em Público
Disciplina de Oratória - Como Falar em PúblicoDisciplina de Oratória - Como Falar em Público
Disciplina de Oratória - Como Falar em Público
 
Disciplina O Culto Bíblico
Disciplina O Culto BíblicoDisciplina O Culto Bíblico
Disciplina O Culto Bíblico
 
Disciplina de Homilética I
Disciplina de Homilética IDisciplina de Homilética I
Disciplina de Homilética I
 
Disciplina de Escatologia
Disciplina de EscatologiaDisciplina de Escatologia
Disciplina de Escatologia
 
24
2424
24
 
20
2020
20
 

Semelhante a Disciplina de Missiologia

Desafios missiológicos de nosso tempo
Desafios missiológicos de nosso tempoDesafios missiológicos de nosso tempo
Desafios missiológicos de nosso tempoAntonio Filho
 
Lição 1 - A tarefa de testemunhar de Cristo
Lição 1 - A tarefa de testemunhar de CristoLição 1 - A tarefa de testemunhar de Cristo
Lição 1 - A tarefa de testemunhar de CristoÉder Tomé
 
LIVRO DE APOIO REVISTA ADULTO 4TRI2023.pdf
LIVRO DE APOIO REVISTA ADULTO 4TRI2023.pdfLIVRO DE APOIO REVISTA ADULTO 4TRI2023.pdf
LIVRO DE APOIO REVISTA ADULTO 4TRI2023.pdfJeanePatrcia
 
Lição 13 O Propósito de Missões - CPAD.pptx
Lição 13 O Propósito de Missões - CPAD.pptxLição 13 O Propósito de Missões - CPAD.pptx
Lição 13 O Propósito de Missões - CPAD.pptxCelso Napoleon
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxHenriqueLuciano2
 
2016 3 TRI LBA LIÇÃO 1 - O que é evangelização
2016 3 TRI LBA LIÇÃO 1 - O que é evangelização2016 3 TRI LBA LIÇÃO 1 - O que é evangelização
2016 3 TRI LBA LIÇÃO 1 - O que é evangelizaçãoNatalino das Neves Neves
 
Missões em pespesctiva teologica pentencostal
Missões em pespesctiva teologica pentencostalMissões em pespesctiva teologica pentencostal
Missões em pespesctiva teologica pentencostalHenriqueLuciano2
 
O reino de deus na pregação de jesus (correcao) (1)
O reino de deus na pregação de jesus (correcao) (1)O reino de deus na pregação de jesus (correcao) (1)
O reino de deus na pregação de jesus (correcao) (1)Cristobal Avalos Rojas
 
O reino de deus na pregação de jesus (correcao)
O reino de deus na pregação de jesus (correcao)O reino de deus na pregação de jesus (correcao)
O reino de deus na pregação de jesus (correcao)Cristobal Avalos Rojas
 
Lição 01 - O Que é Evangelização
Lição 01 - O Que é EvangelizaçãoLição 01 - O Que é Evangelização
Lição 01 - O Que é EvangelizaçãoRegio Davis
 
Ebd. 02.10.16 lição 1 resgatando a visão missionária
Ebd. 02.10.16 lição 1 resgatando a visão missionáriaEbd. 02.10.16 lição 1 resgatando a visão missionária
Ebd. 02.10.16 lição 1 resgatando a visão missionáriaLeandro Menezes
 
A igreja como agente de transformação integral
A igreja como agente de transformação integral A igreja como agente de transformação integral
A igreja como agente de transformação integral Alípio Vallim
 
Missões - Jonas Konceptimy (1).ppt
Missões - Jonas Konceptimy (1).pptMissões - Jonas Konceptimy (1).ppt
Missões - Jonas Konceptimy (1).pptPregadorJonasKoncept
 
A Revelação e a Missão de Deus.pdf
A Revelação e a Missão de Deus.pdfA Revelação e a Missão de Deus.pdf
A Revelação e a Missão de Deus.pdfEnioSilva20
 
A evangelização integral nesta última hora - Lição 13 - 3º Trimestre 2016
A evangelização integral nesta última hora - Lição 13 - 3º Trimestre 2016A evangelização integral nesta última hora - Lição 13 - 3º Trimestre 2016
A evangelização integral nesta última hora - Lição 13 - 3º Trimestre 2016Pr. Andre Luiz
 
A instituição do discipulado
A instituição do discipuladoA instituição do discipulado
A instituição do discipuladoultimosdias
 
treinamento-para-evangelismo.ppt
treinamento-para-evangelismo.ppttreinamento-para-evangelismo.ppt
treinamento-para-evangelismo.pptIzaelLcioDoAmaral
 

Semelhante a Disciplina de Missiologia (20)

Desafios missiológicos de nosso tempo
Desafios missiológicos de nosso tempoDesafios missiológicos de nosso tempo
Desafios missiológicos de nosso tempo
 
Lição 1 - A tarefa de testemunhar de Cristo
Lição 1 - A tarefa de testemunhar de CristoLição 1 - A tarefa de testemunhar de Cristo
Lição 1 - A tarefa de testemunhar de Cristo
 
LIVRO DE APOIO REVISTA ADULTO 4TRI2023.pdf
LIVRO DE APOIO REVISTA ADULTO 4TRI2023.pdfLIVRO DE APOIO REVISTA ADULTO 4TRI2023.pdf
LIVRO DE APOIO REVISTA ADULTO 4TRI2023.pdf
 
Lição 13 O Propósito de Missões - CPAD.pptx
Lição 13 O Propósito de Missões - CPAD.pptxLição 13 O Propósito de Missões - CPAD.pptx
Lição 13 O Propósito de Missões - CPAD.pptx
 
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptxEVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
EVANGELISMO É MISSÕES ATUALIZADO 2024.pptx
 
2016 3 TRI LBA LIÇÃO 1 - O que é evangelização
2016 3 TRI LBA LIÇÃO 1 - O que é evangelização2016 3 TRI LBA LIÇÃO 1 - O que é evangelização
2016 3 TRI LBA LIÇÃO 1 - O que é evangelização
 
Missões em pespesctiva teologica pentencostal
Missões em pespesctiva teologica pentencostalMissões em pespesctiva teologica pentencostal
Missões em pespesctiva teologica pentencostal
 
23
2323
23
 
O reino de deus na pregação de jesus (correcao) (1)
O reino de deus na pregação de jesus (correcao) (1)O reino de deus na pregação de jesus (correcao) (1)
O reino de deus na pregação de jesus (correcao) (1)
 
O reino de deus na pregação de jesus (correcao)
O reino de deus na pregação de jesus (correcao)O reino de deus na pregação de jesus (correcao)
O reino de deus na pregação de jesus (correcao)
 
Lição 01 - O Que é Evangelização
Lição 01 - O Que é EvangelizaçãoLição 01 - O Que é Evangelização
Lição 01 - O Que é Evangelização
 
Ebd. 02.10.16 lição 1 resgatando a visão missionária
Ebd. 02.10.16 lição 1 resgatando a visão missionáriaEbd. 02.10.16 lição 1 resgatando a visão missionária
Ebd. 02.10.16 lição 1 resgatando a visão missionária
 
Lição 8 ministerio de evangelista
Lição 8 ministerio de evangelistaLição 8 ministerio de evangelista
Lição 8 ministerio de evangelista
 
A igreja como agente de transformação integral
A igreja como agente de transformação integral A igreja como agente de transformação integral
A igreja como agente de transformação integral
 
Missões - Jonas Konceptimy (1).ppt
Missões - Jonas Konceptimy (1).pptMissões - Jonas Konceptimy (1).ppt
Missões - Jonas Konceptimy (1).ppt
 
A Revelação e a Missão de Deus.pdf
A Revelação e a Missão de Deus.pdfA Revelação e a Missão de Deus.pdf
A Revelação e a Missão de Deus.pdf
 
A evangelização integral nesta última hora - Lição 13 - 3º Trimestre 2016
A evangelização integral nesta última hora - Lição 13 - 3º Trimestre 2016A evangelização integral nesta última hora - Lição 13 - 3º Trimestre 2016
A evangelização integral nesta última hora - Lição 13 - 3º Trimestre 2016
 
A instituição do discipulado
A instituição do discipuladoA instituição do discipulado
A instituição do discipulado
 
treinamento-para-evangelismo.ppt
treinamento-para-evangelismo.ppttreinamento-para-evangelismo.ppt
treinamento-para-evangelismo.ppt
 
Curso de missiologia
Curso de missiologiaCurso de missiologia
Curso de missiologia
 

Mais de faculdadeteologica

10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iiifaculdadeteologica
 
9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse iifaculdadeteologica
 
8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse ifaculdadeteologica
 
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
4 fundamentos bíblicos escatológicos iifaculdadeteologica
 
8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse ifaculdadeteologica
 
9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse iifaculdadeteologica
 
10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iiifaculdadeteologica
 
3 fundamentos bíblicos escatológicos i
3 fundamentos bíblicos escatológicos i3 fundamentos bíblicos escatológicos i
3 fundamentos bíblicos escatológicos ifaculdadeteologica
 
2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia iifaculdadeteologica
 
1 introdução à escatologia i
1 introdução à escatologia i1 introdução à escatologia i
1 introdução à escatologia ifaculdadeteologica
 
5 missão integral das igrejas
5 missão integral das igrejas5 missão integral das igrejas
5 missão integral das igrejasfaculdadeteologica
 
3 fundamentos bíblicos da missão
3 fundamentos bíblicos da missão3 fundamentos bíblicos da missão
3 fundamentos bíblicos da missãofaculdadeteologica
 

Mais de faculdadeteologica (20)

10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii
 
9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii
 
8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i
 
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
4 fundamentos bíblicos escatológicos ii
 
5 conceitos escatológicos
5 conceitos escatológicos5 conceitos escatológicos
5 conceitos escatológicos
 
6 escatologia em isaías
6 escatologia em isaías6 escatologia em isaías
6 escatologia em isaías
 
7 escatologia em daniel
7 escatologia em daniel7 escatologia em daniel
7 escatologia em daniel
 
8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i8 escatologia em apocalípse i
8 escatologia em apocalípse i
 
9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii9 escatologia em apocalípse ii
9 escatologia em apocalípse ii
 
10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii10 escatologia em apocalípse iii
10 escatologia em apocalípse iii
 
3 fundamentos bíblicos escatológicos i
3 fundamentos bíblicos escatológicos i3 fundamentos bíblicos escatológicos i
3 fundamentos bíblicos escatológicos i
 
2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii2 introdução à escatologia ii
2 introdução à escatologia ii
 
1 introdução à escatologia i
1 introdução à escatologia i1 introdução à escatologia i
1 introdução à escatologia i
 
10 mobilização missionária
10 mobilização missionária10 mobilização missionária
10 mobilização missionária
 
9 missão urbana
9 missão urbana9 missão urbana
9 missão urbana
 
5 missão integral das igrejas
5 missão integral das igrejas5 missão integral das igrejas
5 missão integral das igrejas
 
4 antropologia missionária
4 antropologia missionária4 antropologia missionária
4 antropologia missionária
 
3 fundamentos bíblicos da missão
3 fundamentos bíblicos da missão3 fundamentos bíblicos da missão
3 fundamentos bíblicos da missão
 
2 teologia da m issão
2 teologia da m issão2 teologia da m issão
2 teologia da m issão
 
doutrinas bíblicas
doutrinas bíblicasdoutrinas bíblicas
doutrinas bíblicas
 

Último

O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptxPIB Penha
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalAmaroJunior21
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaFranklinOliveira30
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfLehonanSouza
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024RaniereSilva14
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxCelso Napoleon
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxCelso Napoleon
 

Último (8)

O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptxO concílio de Jerusalém  Cap 14 e 15.pptx
O concílio de Jerusalém Cap 14 e 15.pptx
 
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica DominicalLIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
LIÇÃO 02 - JOVENS - Escola Bíblica Dominical
 
slide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarísticaslide da missa com leituras e oração eucarística
slide da missa com leituras e oração eucarística
 
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdfRoteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
Roteiro-para-Preparação-das-Visitas-Missionárias-3.pdf
 
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
AUXADO_1TRIM_2024.pdf ESCOLA SABATINA 2024
 
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptxLição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
Lição 2 - A Escolha entre a Porta Estreita e a Porta Larga.pptx
 
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdfO Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
O Livro dos Espiritos - Allan Kardec.pdf
 
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptxLição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
Lição 1 - O início da caminhada - CPAD.pptx
 

Disciplina de Missiologia

  • 1.
  • 2. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA ORIENTAÇÕES O Slide aqui apresentado, tem como objetivo apresentar um RESUMO do Livro estudo na Disciplina. Dessa forma: 1. Realize a leitura com total cuidado e oração. 2. Utilize a Bíblia, Dicionários e outras fontes teológicas para acompanhamento das passagens mencionadas. 3. As imagens são meramente ilustrativas.
  • 3. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA Enviado em cumprimento à promessa divina “Jesus, O Missionário Enviado dos Céus”. Após a queda do homem Deus toma a iniciativa de ajudar o homem. Tendo infringido a ordem divina que proibia o homem de comer do fruto da árvore do conhecimento do bem e do mal. Apesar da gravidade desse ato de desobediência, Deus se inclinou por ajudá-lo, prometendo um Redentor vindouro (Gn 3.15). 1
  • 4. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA Enviado em cumprimento à promessa divina A humanização de Jesus se constitui num grande milagre na Bíblia, Jesus, o verdadeiro e eterno Deus (1 Jo 5.20). “Aniquilou-se a si mesmo, tomando a forma de servo, fazendo-se semelhante aos homens” (Fp 2.7). Era o verbo eterno assumindo carne humana (Jo 1.14; 1Tm 3.16). Este milagre foi possível devido à ação soberana do Espírito Santo no ventre de Maria (Lc 3.15). 2
  • 5. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA Enviado em cumprimento à promessa divina “Vindo a plenitude dos tempos, Deus enviou seu Filho, nascido de mulher, nascido sob a lei, para remir os que estavam debaixo da lei” (Gl 4.4,5). 3
  • 6. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A obra do calvário é de alcance universal Não obstante “o mundo está no maligno” (1 Jo 5.19). Apesar da inconteste manifestação do diabo no mundo, a Bíblia registra, de forma inequívoca, o interesse do Espírito Santo em aplicar a obra de Jesus realizada no Gólgota, como remédio divino para os males espirituais dos homens em todas as nações. 4
  • 7. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A obra do calvário é de alcance universal Na cruz do Calvário, Deus estava reconciliando o mundo consigo mesmo (2 Co 5.19). Apesar da salvação ganha por Jesus ser de alcance universal, a maior parte do mundo, ainda não conhece o benefício do qual tem direito de gozar. 5
  • 8. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A obra do calvário é de alcance universal Lembremo-nos de que a mesma Bíblia que diz que Jesus é o Cordeiro de Deus que tira o pecado do mundo (Jo 1.29), também diz: “IDE por todo o MUNDO, pregai o evangelho a toda a criatura” (Mc 16.15). 6
  • 9. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A ordem missionária de Jesus A quem foi dada a ordem missionária? A Grande Comissão de Jesus não foi dada aos líderes religiosos de Israel, tampouco aos membros do Sinédrio de Jerusalém, etc. A ordem missionária foi dada aos discípulos. 7
  • 10. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A ordem missionária de Jesus A quem foi dada a ordem missionária? A Grande Comissão de Jesus não foi dada aos líderes religiosos de Israel, tampouco aos membros do Sinédrio de Jerusalém, etc. A ordem missionária foi dada aos discípulos. No momento da ascensão de Jesus, os discípulos com Ele reunidos, representavam a Igreja na sua vocação e missão no mundo. 8
  • 11. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A ordem missionária de Jesus A ordem missionária foi dada a Igreja hodierna. A Igreja de hoje está ligada à Igreja primitiva, não apenas por suas raízes históricas. Esta se identifica com aquela na responsabilidade de evangelizar os povos em todas as nações. Por isto, os seus membros devem ser treinados para serem testemunhas de Jesus até aos confins da terra (At 1.8). 9
  • 12. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA O conteúdo da ordem missionária Obediência Inquestionável A primeira palavra da ordem missionária de Jesus é “ide”. Esta palavra é um verbo no modo imperativo, exigindo uma ação decisiva. 10
  • 13. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA O conteúdo da ordem missionária Obediência Inquestionável A primeira palavra da ordem missionária de Jesus é “ide”. Esta palavra é um verbo no modo imperativo, exigindo uma ação decisiva. 11
  • 14. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA O conteúdo da ordem missionária “Ensinando as nações” A palavra “ensinando” vem da palavra grega “matheteuo” o que significa “fazer discípulos”. Neste sentido ele só aparece, aqui e em Atos 14.21. Jesus disse, conforme Marcos 16.15 – “Ide por todo o mundo e pregai o evangelho”. 12
  • 15. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA O conteúdo da ordem missionária “Batizando-as em nome do Pai, e do Filho e do Espírito Santo” Como se vê, o batismo em água fazia parte da ordem missionária de Jesus. Os salvos devem, pelo batismo, unir-se à Igreja. Os apóstolos praticavam esta ordem. 13 Deste modo “foram batizados os que de bom grado receberam a sua palavra; e naquele dia agregaram-se quase três mil almas” (At 2.41-47).
  • 16. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA O conteúdo da ordem missionária “Ensinando-as a guardar todas as coisas que eu vos tenho mandado” A palavra “ensinando” aqui usada vem da palavra grega “didasko” e significa dar instrução. Ensinar aos crentes é uma ordem de Jesus. 14
  • 17. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA O conteúdo da ordem missionária Estes Sinais Seguirão aos que Crerem O evangelista Marcos na Ordem Missionária, (Mc 16.15-18), se refere aos maravilhosos sinais que acompanhariam o batismo com o Espírito Santo, e acerca do qual Jesus havia orientado os seus discípulos a buscarem (Lc 24:49; At 1.4,5,6). 15
  • 18. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária Até aos Confins da Terra Jesus disse: “Ide por todo o mundo, pregai o evangelho a toda a criatura” (Mc 16.15). Conforme Lucas, Ele também disse que eles pregassem a todas as nações, começando por Jerusalém (Lc 24.47; At 1.8). 16
  • 19. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária A Nossa Própria Comunidade De acordo com Atos 1.8 a obediência à ordem missionária de testemunhar de Jesus, deveria começar em Jerusalém, neste caso, onde estava a Igreja local. 17
  • 20. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária Conceituação de Evangelização e Missão Estas duas expressões são muito usadas entre nós e muitos gostariam de saber se existe alguma diferença entre elas quanto ao significado. Vejamos: 18
  • 21. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária 1 . Ambas as expressões têm, conforme o Novo Dicionário da Língua Portuguesa (Aurélio), uma só significação; 19
  • 22. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária 2. É uso generalizado nas nossas Igrejas falar de evangelização quando a pregação da Palavra é feita dentro das fronteiras do país, e falar de missão quando é feita fora delas. Desta maneira, evangelização não é mais importante que missão e vice-versa. Se alguém pensa que missão é algo superior à evangelização deve corrigir a sua idéia. 20
  • 23. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária A duração da ordem missionária Quando Jesus deu a ordem missionária Ele terminou dizendo: Eis que estou convosco todos os dias até à consumação dos séculos (Mt 28.20). Portanto a ordem missionária continuaria até à consumação dos séculos. 21
  • 24. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária Fica portanto bem claro que enquanto existirem pessoas ou nações que ainda não ouviram o evangelho da graça, esta ordem continua a ter vital importância. A Bíblia diz: “Uma geração vai, e outra geração vem” (Ec 1.4). 22
  • 25. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária A ordem missionária deve ser obedecida A palavra de Deus nos ensina que devemos estar “sujeitos às potestades” (Rm 13.1), e isto “pela consciência” (Rm 13.5). 23
  • 26. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária Se é necessário obedecer a ordens dadas pelas autoridades humanas, quanto mais necessário não é a obediência a uma ordem dada pelo Salvador de todo o mundo que é o Senhor dos senhores e Rei dos reis? (1Tm 6.15). 24
  • 27. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária Motivos da obra missionária A obra missionária significa o privilégio de levar, da parte de Cristo, a mensagem de reconciliação com Deus aos povos que vivem além das nossas fronteiras. Jesus entregou esta incumbência à sua Igreja confiando que ela prontamente atenderia a sua orientação. 25
  • 28. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária O maravilhoso resultado do trabalho missionário Nos Atos lemos como nos rastros da Igreja missionária levantaram-se muitas Igrejas. Na Ásia Menor lemos a respeito das Igrejas em Éfeso, Colossos, Filadélfia, Esmirna, Sardes, etc. Na Europa lemos sobre Tessalônica, Filipos, Corinto etc. 26
  • 29. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária Métodos do trabalho missionário à luz do Novo Testamento Os motivos da obra missionária apresentados, devem impulsionar-nos à ação missionária e não somente fazer-nos parar em palavras e reuniões. Porque uma ação missionária somente se torna vitoriosa se for feita na trilha dos métodos apontados nas Escrituras. 27
  • 30. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA A abrangência da ordem missionária Meditemos sobre os três “canais principais” da ação missionária: O envio de missionários ao campo; A intercessão com cooperação eficiente; e A contribuição para o suporte material da obra. 28
  • 31. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA Qualificações do missionário A Evangelização de todos os seres humanos é a grande prioridade, finalidade e a mais sublime tarefa confiada pelo Senhor à sua Igreja. 29
  • 32. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA Qualificações do missionário Como o sucesso deste empreendimento celestial depende decisivamente do perfil do homem a ser enviado para o campo missionário, enumeramos abaixo algumas das qualificações para que ele possa alcançar êxito no desempenho desta tarefa. Vejamos: 30
  • 33. FACULDADE E SEMINÁRIOS TEOLÓGICO NACIONAL DISCIPLINA: MISSIOLOGIA Qualificações do missionário Espirituais Ser nascido de novo - Jo 3.3,5; Lc 22.32; 1Tm 3.7. Profundo amor e comunhão com Deus - At 5.41; 21.13- 22.15; 2Co 5.11,14; 1Jo 1.1,3. Vocação missionária - At 20.23,24; 21.13; 1Cr 9.16-1 8. Plena convicção da sua chamada - Gl 1.15; 2Tm 1.1. 31