7 teologia da missão

3.761 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
1 gostou
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
3.761
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.725
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
65
Comentários
0
Gostaram
1
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

7 teologia da missão

  1. 1. TEOLOGIA DA MISSÃO
  2. 2. INTRODUÇÃO TEOLOGIA DA MISSÃO
  3. 3. Missão e evangelização merecem desde já um breve esclarecimento. Conforme David J. Bosch, missão é um conceito primário, diz respeito à missão de Deus e abrange tanto sua ação na igreja quanto no mundo. Missões é termo secundário e remete à ação missionária das igrejas, aos seus programas e instituições, formas particulares de participação na missão de Deus. TEOLOGIA DA MISSÃO
  4. 4. Por isto, é recomendável utilizar o conceito missões com mais cuidado para não obscurecer justamente a acepção principal, a missio Dei. Já sobre o conceito de evangelização há um longo debate na teologia da missão que não cabe aqui reproduzir. Bosch distingue entre evangelismo, o ministério dirigido a pessoas que se afastaram da fé cristã, e missão que teria o sentido de dirigir-se a pessoas que desconhecem esta fé. Nos meios evangélicos, os setores vinculados ao movimento de Lausanne preferiram evitar o termo missão e usar apenas evangelismo. TEOLOGIA DA MISSÃO
  5. 5. DESENVOLVIMENTO TEOLOGIA DA MISSÃO
  6. 6. Contexto histórico e cultural da missão protestante na América Latina Protestantismo ou protestantismos? Missão ou missões? Estudiosos da história da igreja na América Latina são unânimes neste sentido. Entendem que não existe um protestantismo, mas vários e diferenciados protestantismos que se desenvolveram segundo condições específicas, tanto em relação aos lugares de origem quanto às formas que adotaram na nova realidade, na qual vieram a se organizar como comunidades de fé e vida. TEOLOGIA DA MISSÃO
  7. 7. A mesma questão se apresenta quando aqui vou usar o conceito evangélico ou teologia evangélica.6 Outra questão é o pouco interesse que a história das igrejas protestantes tem despertado na historiografia latino-americana. Normalmente, se conhece bem melhor a história da igreja católico-romana, ficando o protestantismo como um capítulo menor ou até como apêndice daquela. TEOLOGIA DA MISSÃO
  8. 8. O termo protestante tem sua origem relacionada a um protesto formal em defesa da fé evangélica dirigido ao arquiduque Ferdinando, representante do irmão imperador Carlos V, apresentado por príncipes alemães adeptos da Reforma de Lutero na segunda Dieta de Espira (1529). TEOLOGIA DA MISSÃO
  9. 9. Quanto ao termo evangélico, fundamental para a formulação de uma teologia da missão, vou utilizá-lo em três acepções: a) Como característica da doutrina que está de acordo com o evangelho de Jesus Cristo; b) Como vinculado ao movimento da Reforma da igreja católica romana a partir da redescoberta da palavra de Deus no século 16, liderado pelo monge agostiniano Martim Lutero (1517). TEOLOGIA DA MISSÃO
  10. 10. c) evangélicas são as comunidades e igrejas que se vinculam à história da Reforma e das confissões de fé dela oriundas (Confissão de Augsburgo de 1530 e outras). Como desdobramento da vivência de fé e da reflexão teológica destas comunidades temos a teologia evangélica, como uma realidade igualmente plural e em constante desenvolvimento. TEOLOGIA DA MISSÃO
  11. 11. Teologia e missão: Pressupostos para um novo paradigma Há pelo menos cem anos a ciência moderna vem passando por transformações nunca imaginadas na história da humanidade. E o questionamento de seus pressupostos modernos é cada vez mais evidente. TEOLOGIA DA MISSÃO
  12. 12. Os inícios da modernidade podem ser estabelecidos na passagem do século 15 para o século 16, mas seu modus operandi mais específico se situa entre os séculos 17 e 19. Trata- se de um longo período histórico em que a razão ocidental foi tornando-se hegemônica no mundo, provocando mudanças radicais em todos os âmbitos da vida e das sociedades, tanto positivas quanto negativas. TEOLOGIA DA MISSÃO
  13. 13. A teologia cristã – como hermenêutica da fé e da ação prática que lhe corresponde – não podia ficar alheia a esta crise, cujas proporções a custo vimos nos dando conta nas últimas décadas. TEOLOGIA DA MISSÃO
  14. 14. Teologia diz respeito ao logos de um Deus que se revela a nós, gratuita e incondicionalmente. Falar desse Deus e explicar em palavras inteligíveis sua realidade inefável e sagrada; apresentar a história de sua presença em meio aos povos e, particularmente, na história do povo de Israel; TEOLOGIA DA MISSÃO
  15. 15. Dar conta da esperança que Jesus de Nazaré anunciou e pela qual viveu, entregando sua vida para depois ressurgir pela força do Deus vivo; remontar à formação da comunidade que nasceu da ressurreição de Jesus e passou a testemunhar o evangelho do reino de Deus manifestado no Filho, sob o impacto da força do Espírito Santo; ... TEOLOGIA DA MISSÃO
  16. 16. ... tratar dos desdobramentos históricos das primeiras testemunhas e comunidades, e mais tarde, das contradições e comprometimentos com os poderes imperiais, sobretudo no Ocidente pós Constantino (século 4); enfim, reinterpretar a mensagem evangélica depois de dois mil anos de história cristã sob a ótica da missio, isto é, do envio divino que compromete a igreja e sua teologia; TEOLOGIA DA MISSÃO
  17. 17. A teologia cristã é uma tentativa histórica e sempre aberta de interpretar o evangelho de Deus e a caminhada da igreja seguidora daquele Jesus de Nazaré. Nem sempre ela foi fiel às suas fontes e a sua experiência fundante. Noutras oportunidades, ela foi essencial para renovar a fé das origens e persuadir o povo de Deus das mudanças necessárias e urgentes que a própria mensagem estava a exigir. TEOLOGIA DA MISSÃO
  18. 18. A teologia cristã é uma tentativa histórica e sempre aberta de interpretar o evangelho de Deus e a caminhada da igreja seguidora daquele Jesus de Nazaré. Nem sempre ela foi fiel às suas fontes e a sua experiência fundante. Noutras oportunidades, ela foi essencial para renovar a fé das origens e persuadir o povo de Deus das mudanças necessárias e urgentes que a própria mensagem estava a exigir. TEOLOGIA DA MISSÃO
  19. 19. Num tempo como o nosso, vivemos talvez um kairós que descortina diante de nossas perplexidades caminhos de renovação, de construção de uma esperança solidária para revolucionar o mundo, numa dimensão utópica que não se consegue perceber a olho nu. TEOLOGIA DA MISSÃO
  20. 20. A teologia cristã trabalha a partir da perspectiva da fé, é verdade (Hebreus 11.1). Mas para ser ouvida e encontrar credibilidade, ela precisará apresentar razões, argumentos e visões, que tenham plausibilidade. TEOLOGIA DA MISSÃO
  21. 21. Teologia prática e missão Em que área da teologia situar a reflexão da teologia da missão? A pergunta é pertinente porque não existe consenso nas faculdades e escolas de teologia sobre este lugar epistemológico. TEOLOGIA DA MISSÃO
  22. 22. O desenvolvimento da missiologia nas igrejas e contextos do Terceiro Mundo ganhou expressão apenas em meados do século 20, na medida em que as igrejas se tornaram autônomas e o colonialismo decaiu. É o que explica porque atualmente existem tantos departamentos e cadeiras de missiologia, principalmente na Ásia e África, e também na América Latina. TEOLOGIA DA MISSÃO
  23. 23. O que se nota é que nas últimas quatro ou cinco décadas cresceu o número de teólogos e teólogas que compreende sua tarefa docente a partir dos desafios históricos que a realidade social na América Latina lhes apresenta. TEOLOGIA DA MISSÃO
  24. 24. Este momento histórico vivido pela teologia na América Latina foi extremamente rico e mereceria um maior aprofundamento sob a ótica da teologia da missão, com base em documentos e literatura que a este altura já deve ser abundante. TEOLOGIA DA MISSÃO
  25. 25. “A missão é o privilégio e a responsabilidade de todo o povo de Deus, a missão é a responsabilidade “ecumênica” de todo o povo de Deus, a missão é o anúncio e o tornar presente o Reino de Deus, o Reino do shalom, da tsedaqah, da hesed – por parte de todo o povo de Deus”. Cf. MÍGUEZ BONINO, José. “Un silbo apacible y suave...” (1 Reyes 19:12): notas autobiográficas de um recorrido pastoral y teológico. In: HANSEN, Guillermo, 2004, p. 431 (em negrito no original). TEOLOGIA DA MISSÃO
  26. 26. CONCLUSÃO TEOLOGIA DA MISSÃO
  27. 27. A missão do amor eficaz precisa estar firmemente ancorada na experiência e no testemunho bíblico fundamental, ou seja, que o Deus em quem cremos é o Deus crucificado. A cruz e sua memória perigosa nos auxiliam a dar-nos conta de que o poder político e religioso não tem a última palavra na história nem na vida cotidiana das pessoas mais humildes. TEOLOGIA DA MISSÃO
  28. 28. A cruz como ponto de apoio crítico para uma teologia da missão é o que posso encontrar aqui, mas atentando para sua efetividade histórica na fé que impulsiona à ação, na fé que motiva a fazer opções, a participar ativamente nos dramas humanos das pessoas nos contextos em que vivemos. TEOLOGIA DA MISSÃO

×