5 aconselhamento pastoral

4.252 visualizações

Publicada em

.

Publicada em: Espiritual
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
4.252
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2.781
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
219
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

5 aconselhamento pastoral

  1. 1. A CERIMÔNIA DE CASAMENTO
  2. 2. Acompanhar, ajudar e fortalecer na fé sempre foi uma atividade própria da Igreja de Cristo. Flor (2010) observa três modelos básicos de aconselhamento cristão durante o período Antigo e Medieval: a) “poimênica como instrumento a serviço da disciplina eclesiástica” (cuidado com a fé para que ninguém se afastasse do caminho reto); ACONSELHAMENTO PASTORAL
  3. 3. b) “poimênica como caminho de aperfeiçoamento da vida monástica” (cuidado com a vida interior e experiência mística de união com Deus); c) “poimênica como função terapêutica” (na visão de luta entre poderes, era comum a busca de cura de males atribuídos aos espíritos imundos). ACONSELHAMENTO PASTORAL
  4. 4. A compreensão tradicional de aconselhamento cristão pode ser identificada nas palavras de Cunha (2004) ao tratar sobre o tema citando Mack: O aconselhamento para ser chamado cristão precisa possuir quatro características: 1. Ser realizado por um cristão; ACONSELHAMENTO PASTORAL
  5. 5. 2. Ser centrado em Cristo (Cristo não é um adendo ao aconselhamento, mas é a alma e o coração do aconselhamento, a solução para os problemas. Isto contrata com o caráter antropocêntrico das psicologias modernas); ACONSELHAMENTO PASTORAL
  6. 6. 3. Ser alicerçado na Igreja (a Igreja é meio principal pelo qual Deus trás às pessoas ao seu convívio e as conforma ao caráter de Cristo); 4. Ser centrado na Escritura Sagrada (a Bíblia ajuda a compreender os problemas das pessoas e prover solução para os mesmos)” (p.1). ACONSELHAMENTO PASTORAL
  7. 7. É importante, inicialmente, nos localizarmos sobre qual modalidade de aconselhamento nós estamos nos referindo ou tratando aqui. Barrientos (1991) apresenta quatro tipos de aconselhamento: ACONSELHAMENTO PASTORAL
  8. 8. 1. Aconselhamento popular É o que ocorre nos relacionamentos diários das pessoas que trocam problemas e conselhos entre si. ACONSELHAMENTO PASTORAL
  9. 9. 2. Aconselhamento comunitário Em muitos grupos latino-americanos, especialmente os de cultura indígena, existe essa prática de aconselhamento em grupo. Se uma pessoa tem dificuldades em seu lar recorre aos líderes da tribo, então eles, em grupo, escutam e aconselham. ACONSELHAMENTO PASTORAL
  10. 10. 3. Aconselhamento pastoral É uma prática exercida por um pastor junto a sua comunidade. Precisa de preparo e muita competência para tratar os mais diversos temas, como: problemas matrimoniais, relacionamentos entre pais e filhos, disputas entre irmãos na fé, dificuldades econômicas, dificuldades sobre a fé, falta de sentido na vida, homossexualidade, alcoolismo, vício de drogas, prostituição e problemas emocionais mais profundos. ACONSELHAMENTO PASTORAL
  11. 11. 4. Aconselhamento profissional Esse tipo de aconselhamento é exercido por conselheiros, psicólogos e psiquiatras. Esses são profissionais que o pastor pode e deve trabalhar junto, pois há problemas mais profundas na comunidade e por isso necessitam de um cuidado maior. ACONSELHAMENTO PASTORAL
  12. 12. Para Collins (1995), o aconselhamento tem os seguintes objetivos: a) Estimular o desenvolvimento da personalidade. b) Enfrentar mais eficazmente os problemas da vida, os conflitos íntimos e as emoções prejudiciais. ACONSELHAMENTO PASTORAL
  13. 13. c) Promover encorajamento e orientação para aqueles que perderam alguém querido ou que estejam sofrendo uma decepção. d) Assistir as pessoas cujo padrão de vida lhes cause frustração e infelicidades. e) Levar o indivíduo a uma relação pessoal com Jesus Cristo ACONSELHAMENTO PASTORAL
  14. 14. Por isso, para Schipani (2004) aconselhamento pastoral deve ser entendido teologicamente como: a) Adoção da sabedoria à luz de Deus como a metáfora fundamental que reconstrói a estrutura teórica e os fundamentos teológicos do aconselhamento pastoral Nem solo firme. ACONSELHAMENTO PASTORAL
  15. 15. b) Integração das perspectivas psicológicas e teológicas à luz da sabedoria de Deus como o princípio digno para orientar, compreender e realizar um tipo de aconselhamento pastoral ao mesmo tempo plenamente aconselhador e plenamente pastoral. ACONSELHAMENTO PASTORAL
  16. 16. c) A luz de Deus que define a natureza e a orientação de forma do ministério cristão, de modo que prontamente reconhecemos as dimensões éticas e o contexto moral do aconselhamento. ACONSELHAMENTO PASTORAL
  17. 17. d) A luz de Deus que orienta os aconselhadores pastorais a caminharem com os outros na esperança de construir uma sociedade de liberdade, justiça, paz, amor e integridade e os chama, de forma singular, a se tornar em terapeutas para um mundo melhor. ACONSELHAMENTO PASTORAL
  18. 18. O aconselhamento pastoral é distinto das outras modalidades de aconselhamento profissional, por exemplo, pois ele é um processo de conversação entre um pastor responsável e um indivíduo preocupado ou grupo íntimo, com a intenção de permitir que tais indivíduos resolvam as suas preocupações, e assim, possam atingir uma ação construtiva. Nesse sentido, é fundamental a criação de vínculos antes mesmo de qualquer utilização de técnica. ACONSELHAMENTO PASTORAL

×