10 escatologia em apocalípse iii

359 visualizações

Publicada em

...

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
359
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
25
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

10 escatologia em apocalípse iii

  1. 1. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  2. 2. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III INTRODUÇÃO
  3. 3. Toda literatura apocalíptica é escatológica, mas as duas coisas não são idênticas. São feitas, acertadamente, distinções entre as duas. A escatologia pode existir e frequentemente existe nos escritos básicos, separada das seções apocalípticas. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  4. 4. A própria natureza contingente do pensamento escatológico faz com que a escatologia se preste à expressão apocalíptica (mitológica). Por outro lado, o apocalíptico é sempre escatológico, seja explícita ou implicitamente. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  5. 5. DESENVOLVIMENTO ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  6. 6. APOCALÍPSE CAPÍTULO 14 O capítulo 14 trata de três assuntos principais: Os 144 mil na glória, a tríplice mensagem angélica e a intervenção do Céu na Terra. Os detalhes deste capítulo, dentro de suas divisões, são de suprema solenidade. São eles: ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  7. 7. Predição da restauração do evangelho eterno, num movimento mundial e o anúncio da chegada da hora do juízo; A denúncia da queda da Babilônia espiritual ou do falso cristianismo; ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  8. 8. A mais grave e solene advertência jamais feita aos mortais contra a adoração da besta, de sua imagem e a recepção de seu sinal; Evidencia-se um povo que guarda os mandamentos de Deus e possui a fé de Jesus; ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  9. 9. APOCALÍPSE CAPÍTULO 15 Este capítulo encerra dois grandes fatos estreitamente ligados ao plano da salvação de Deus. O primeiro é uma introdução às sete pragas vindouras da ira de Deus, que assinalam o fim da graça divina. O segundo é uma grandiosa visão dos salvos vitoriosos, vistos num glorioso lugar denominado “mar de vidro”. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  10. 10. A segunda parte do Apocalipse, que começa neste capítulo 15, apresenta as cenas preparatórias para a punição final e para a recompensa final. Os rebeldes impenitentes recebem as pragas e são sentenciados ao lago de fogo e enxofre. Os crentes fiéis são instalados em tronos e estabelecidos para sempre em seus lares na Nova Jerusalém. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  11. 11. APOCALÍPSE CAPÍTULO 16 Antes de libertar Seu povo do cativeiro do Egito, Deus fez com que dez pragas terríveis caíssem sobre o poder opressor. Da mesma maneira, antes do segundo advento de Cristo, Deus fará cair sete tremendas pragas sobre os opressores de Seu povo. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  12. 12. Elas serão derramadas sobre os que tomaram sua decisão com a besta, sua imagem e receberam o seu sinal e oprimiram o povo de Deus. As pragas serão o resultado da desobediência aberta aos Mandamentos de Deus. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  13. 13. As sete pragas são luzes de advertência à civilização atual do grave perigo futuro. Trarão o cunho da ira de Deus, sem mescla de misericórdia, como desfecho da história de uma civilização que O desonra. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  14. 14. Serão lançadas na Terra exatamente ao fechar-se a porta da graça. Todo aquele que as receber é digno delas, pois menosprezou o evangelho da graça que o poderia livrar do grande perigo; endureceu o coração face à mensagem de misericórdia e zombou do Salvador. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  15. 15. APOCALÍPSE CAPÍTULO 17 A Condenação da Falsa Igreja Mulher em profecia significa Igreja. O capítulo 12 de Apocalipse apresenta uma mulher cujos símbolos que a representam não deixam dúvidas quanto a ser a verdadeira Igreja de Deus. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  16. 16. Mas, neste capítulo, uma outra mulher é apresentada. Uma mulher “vestida de púrpura e de escarlate e adornada com ouro, pedras preciosas e pérolas”. Uma mulher, que tem em sua mão “um cálice de ouro cheio das abominações e da imundícia da sua prostituição”. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  17. 17. Uma mulher com a qual “se prostituíram os reis da Terra”; que embebeda os habitantes da Terra “com vinho da sua prostituição”; que “está embriagada com o sangue dos santos e com o sangue das testemunhas de Jesus”. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  18. 18. Uma mulher denominada de “a grande Babilônia, a mãe das prostituições e das abominações da terra”. Enfim, uma mulher “montada numa besta escarlate, que estava cheia de nomes de blasfêmias, e que tinha sete cabeças e dez chifres”. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  19. 19. APOCALÍPSE CAPÍTULO 18 A queda de Babilônia Este grande acontecimento ocupa um lugar importante na profecia bíblica. Foram preditos mais de cem detalhes a respeito da queda da Babilônia literal. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  20. 20. Muito antes que isso acontecesse, a Bíblia identificou os poderes que marchariam contra a Babilônia, quem comandaria os exércitos, como a cidade seria tomada e quais as condições na cidade no tempo da invasão. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  21. 21. Agora, no capítulo 18, a profecia trata, em primeiro lugar, de um grande esforço para advertir o povo de Deus acerca da iminente queda da Babilônia espiritual. Em segundo lugar, o capítulo trata da condenação “da grande Babilônia” e do imenso espanto que isso causará aos que serão condenados com ela. Mas a Babilônia “mãe” não cairá sozinha. Suas filhas serão igualmente desmascaradas e destruídas. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  22. 22. Apocalipse 18:1 – “Depois destas coisas vi descer do céu outro anjo que tinha grande autoridade, e a terra foi iluminada com o seu esplendor”. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  23. 23. Apocalipse 18:1 – “Depois destas coisas vi descer do céu outro anjo qyAo anjo é dada grande autoridade por causa da importância da sua mensagem. Este anjo anuncia uma poderosa obra religiosa de âmbito mundial. É uma mensagem própria para o fim dos tempos, por duas razões: 1) Traz o anúncio da queda da Babilônia e de sua condenação; 2) 2) Apresenta a iminência do derramamento das sete pragas descritas no capítulo 16.ue tinha grande autoridade, e a terra foi iluminada com o seu esplendor”. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  24. 24. A queda da Babilônia é um evento público. A fim de que Seu povo esteja preparado para esta tremenda crise que virá, Deus está enviando Sua última mensagem de misericórdia. Todo o mundo será iluminado com a luz desta mensagem. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  25. 25. APOCALÍPSE CAPÍTULO 19 Este capítulo descreve a vitória definitiva de Cristo sobre Babilônia, que é eternamente extinta, e também estende a todos os seres humanos, dois convites. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  26. 26. O primeiro é para as bodas do Cordeiro; o segundo para o banquete das aves de rapina. Cabe, a cada um de nós, decidir em que banquete vai estar. Aqui também se encerram as profecias que dizem respeito à batalha entre o bem e o mal, ou entre Cristo e Satanás. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  27. 27. A Vitória Final de Cristo Apocalipse 19:1 – “Depois destas coisas, ouvi no céu como que uma grande voz de numerosa multidão, que dizia: Aleluia! A salvação e a glória e a honra e o poder pertencem ao nosso Deus”. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  28. 28. O Céu festeja a vitória de Cristo sobre “a grande prostituta” que corrompeu a Terra. Enquanto na Terra, os reis, os mercadores e os navegantes que seguiram a Babilônia gemerão três “ais”, os habitantes do Céu, pronunciarão três “aleluias”. Em todo o Novo Testamento não encontramos o termo “aleluia”, senão neste capítulo. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  29. 29. APOCALÍPSE CAPÍTULO 20 O Milênio e a derrota de Satanás O vigésimo capítulo de Apocalipse trata do fim da grande controvérsia entre o bem e o mal. Surge aqui o assunto do milênio, tema que se tornou um ponto de discussão no meio do cristianismo. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  30. 30. A teologia popular entende que o milênio ocorrerá na Terra, antes do segundo advento de Cristo, quando enfim Satanás é preso e milhões se converterão e serão salvos. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  31. 31. Aqueles, porém, que mantém a integridade da Bíblia, ensinam o contrário, isto é, que o milênio bíblico tomará lugar imediatamente depois da segunda vinda de Cristo, durante e depois do qual não haverá mais chance de salvação. A explanação da profecia do milênio, dirá de que lado está a verdade. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  32. 32. APOCALÍPSE CAPÍTULO 21 Este capítulo apresenta o estabelecimento do reino de Deus na Terra e uma sumária descrição da cidade de Deus, a Nova Jerusalém. Deus prometeu: “Eis que crio novos céus e nova Terra; e não haverá lembrança das coisas passadas, nem mais se recordarão” (Isaias 65:17). A própria lembrança do pecado estará apagada. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  33. 33. Ainda soam as palavras de Jesus: "Vou prepara-vos lugar ...e vos receberei para Mim mesmo, para que onde Eu estou estejais vós também" (João 14:3). Em meio às confusões do mundo atual, essas palavras trazem nova esperança e grande conforto. Elas nos dizem que dias melhores certamente virão. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  34. 34. Deus promete que a angústia do pecado nunca mais retornará. "Não se levantará por duas vezes a angústia!" (Naum 1:9). "E lhes enxugará dos olhos toda lágrima, e a morte já não existirá, já não haverá luto, nem pranto, nem dor porque as primeiras coisas passaram" (Apocalipse 21:4). ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  35. 35. APOCALÍPSE CAPÍTULO 21 Neste último capítulo, encontramos promessas, bem- aventuranças, certeza sobre o conteúdo do livro, declaração de que o Apocalipse não é um livro selado, conselhos a justos e a ímpios, o caráter dos que não herdarão o reino de Deus, títulos de Jesus, um ardoroso chamado do Espírito Santo e da Nova Jerusalém, advertências sobre acrescentar algo ao santo livro ou tirar-lhe alguma coisa, a certeza da volta de Jesus, dada por Ele mesmo, a última oração da Bíblia e a graça do Senhor sobre todos os crentes. Vejamos: ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  36. 36. Apocalipse 22:1 – “Então me mostrou o rio da água da vida, claro como cristal, que procedia do trono de Deus e do Cordeiro”. A fonte do rio vem do trono de Deus. Todas as coisas boas da nossa vida provém inteiramente de Deus. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  37. 37. CONCLUSÃO ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III
  38. 38. A escatologia olha para um tempo futuro, quando Deus irromperá catastroficamente no mundo do tempo e do espaço, para julgar sua criação. Há uma distinção a ser feita entre profecia escatológica e o apocalíptico. ESCATOLOGIA EM APOCALÍPSE III

×