Lógica inss gabaritado

968 visualizações

Publicada em

APOSTILA INSS GABARITADA

Publicada em: Educação
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
968
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
48
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Lógica inss gabaritado

  1. 1. RACIOCÍNIO LÓGICO INSS FABRÍCIO SANTOS matemabricio1607@hotmail.com EXERCÍCIOS NÍVEL 1 01. (FGV). Um eminente antropólogo, afirmou que TODOS OS AFANEUS SÃO ZARAGÓS, e que TODOS OS ZARAGÓS SÃO CHUMPITAZES. Com base nestas afirmações, podemos concluir que: a) É possível existir um Afaneu que não seja Zaragó. b) É possível existir um Afaneu que não seja Chumpitazes. c) É possível existir um Zaragó que não seja Afaneu. d) Nada se pode concluir sem saber o que significa Afaneu, Zaragó e Chumpitazes. 02. (FCC) sabe-se que existe pelo menos um A que é B. Sabe-se, também, que todo B é C. Segue-se, portanto, necessariamente que: a) Todo C é B b) Todo C é A c) Algum A é C d) Nada que não seja C é A e) Algum A não é C 03. (FUNCAB) Marque a alternativa que contém a negação da proposição “As mulheres não são boas motoristas”. a) “Todas as mulheres são boas motoristas” b) “Existem mulheres que são boas motoristas” c) “Nenhuma mulher é boa motorista” d) “Não é verdade que todas as mulheres são boas motoristas” e) “Existem mulheres que não são boas motoristas. 04. (FUNCAB) Marque a alternativa que contém a negação da proposição “Todo cachorro é amigo do homem”. A) Pelo menos um cachorro não é amigo do homem. B) Algum cachorro é amigo do homem. C) Pelo menos um cachorro é amigo do homem. D) Nenhum cachorro não é amigo do homem. E) Todo homem não é amigo dos cachorros. 05. (FUNCAB) Marque a alternativa que contém a negação da proposição “Algum professor é rigoroso”. A) Todo professor é rigoroso. B) Nenhum professor é rigoroso. C) Pelo menos um professor é rigoroso. D) Pelo menos um professor não é rigoroso. E) Algum professor não é rigoroso. 06. (CESGRANRIO/Adaptada) O silogismo é uma forma de raciocínio dedutivo. Na sua forma padronizada, é constituído por três proposições: as duas primeiras denominam-se premissas e a terceira, conclusão. As premissas são juízos que precedem a conclusão. Em um silogismo, a conclusão é consequência necessária das premissas. São dados 3 conjuntos formados por 2 premissas verdadeiras e 1 conclusão não necessariamente verdadeira. Premissa 1: Ana é Pernambucana. Premissa 2: Todo Centralino é pernambucano. Conclusão: Ana é Centralina. Premissa 1: Bruno é torcedor do Sport. Premissa 2: Todo torcedor do Sport é Feliz. Conclusão: Bruno é Feliz. Premissa 1: Cláudio é goiano. Premissa 2: Nenhum torcedor do Náutico é goiano. Conclusão: Cláudio não é torcedor do Náutico. É (São) silogismo (s) o (s) conjunto (s) a) III, somente. b) II e III, somente. c) II, somente. d) I, II e III. e) I, somente. 07. (ESAF) Das premissas: A: “Nenhum herói é covarde. ” B: Alguns soldados são covardes. ” Pode-se corretamente concluir que: a) alguns heróis são soldados. b) alguns soldados não são heróis. c) nenhum herói é soldado. d) alguns soldados são heróis. e) nenhum soldado é herói. 08. (FCC). Se "Alguns poetas são nefelibatas" e "Todos os nefelibatas são melancólicos", então, necessariamente: a) todo melancólico é nefelibata. b) todo nefelibata é poeta. c) algum poeta é melancólico. d) nenhum melancólico é poeta. e) nenhum poeta não é melancólico 09. (FGV) considere os seguintes argumentos: ARGUMENTO 1 Alguns automóveis são verdes e algumas coisas verdes são comestíveis. Logo, alguns automóveis verdes são comestíveis. ARGUMENTO 2 Alguns brasileiros são ricos e alguns ricos são desonestos. Logo, alguns brasileiros são desonestos. Compare os dois argumentos e assinale a alternativa correta. a) apenas o argumento 2 é válido. b) apenas o argumento 1 é válido. c) os dois argumentos não são válidos. d) os dois argumentos são válidos. e) pelo menos um dos dois argumentos é válido. 10. (FGV) analise o seguinte argumento: Todas as proteínas são compostas orgânicos; em Consequência, todas as enzimas são proteínas, uma vez que todas as enzimas são compostas orgânicos. a) O argumento é válido, uma vez que suas premissas são verdadeiras, bem como sua conclusão. b) O argumento é válido apesar de conter uma premissa falsa. c) Mesmo sem saber se as premissas são verdadeiras ou falsas, podemos garantir que o argumento não é válido. d) NDA 11. (IPAD) supondo que todos os cientistas são objetivos e que alguns filósofos também o são, podemos concluir que: a) não pode haver cientista filósofo. b) algum filósofo é cientista. c) alguns cientistas não são filósofos. d) se algum filósofo é cientista, então ele é objetivo. e) nenhum filósofo é objetivo. RES ATIVIDADES 01. Analise as afirmativas a seguir. I. Para x > 3 é necessário x > 1. II. Para x > 3 é suficiente x > 1. III. Para 2x > 6 é necessário e suficiente x > 3. É (São) verdadeira (s) a (s) afirmativa (s): a) III, apenas. b) I e II, apenas. c) I e III, apenas. d) II e III, apenas. e) I, II e III 02. Em uma empresa, o cargo de chefia só pode ser preenchido por uma pessoa que seja pós-graduada em administração de empresas. José ocupa um cargo de GABARITO RESOLVIDAS TODO AFANEU É ZARAGÓ MAS NEM TODO ZARAGÓ É AFANEU FALSO: ANA É PERNAMBUCANA E NEM TODO CENTRALINO É PERNAMBUCANO VÁLIDO: TOOD TORCEDOR DO SPORT É FELIZ E BRUNO É TORCEDOR VÁLIDO: CLÁUDIO É GOIANO E NENHUM TORCEDOR DO NÁUTICO É GOIANO1 HERÓI COVARDE SOLDADOS É O MÁXIMO QUE SE PODE INFERIR DA QUESTÃO!! COMO ALGUNS SOLDADOS SÃO COVARDES E NENHUM HERÓI É COVARDE; ALGUNS SOLDADOS NÃO SÃO HERÓIS! O RESTO NÃO SE PODE CONCLUIR FALSO: NÃO HÁ CONSISTÊNCIA PARA AFIRMAR FALSO IDEM AQUI É A CONCLUSÃO!! TODO CIENTISTA É OBJETIVO E SOMENTE ALGUNS FILÓSOFOS SÃO, ASSIM ALGUNS CIENTISTAS NÃO SÃO FILÓSOFOS! O QUE SE PODE CONCLUIR?? CORRIGIR!!!
  2. 2. chefia, mas João não. Partindo desse princípio, podemos afirmar que: a) José é pós-graduado em administração de empresas e João também pode ser. b) José é pós-graduado em administração de empresas, mas João, não. c) José é pós-graduado em administração de empresas e João Também. d) José pode ser pós-graduado em administração de empresas, mas João, não. 03. Todas as estrelas são dotadas de luz própria. Nenhum planeta brilha com luz própria. Logo: a) Todos os planetas são estrelas. b) Nenhum planeta é estrela. c) Todas as estrelas são planetas. d) Todos os planetas são planetas. e) Todas as estrelas são estrelas. ATENÇÃO 04. O seguinte enunciado é verdadeiro: "Se uma mulher está grávida, então a substância gonadotrofina coriônica está presente na sua urina." Duas amigas, Fátima e Mariana, fizeram exames e constatou-se que a substância gonadotrofina coriônica está presente na urina de Fátima e não está presente na urina de Mariana. Utilizando a proposição enunciada, os resultados dos exames e o raciocínio lógico dedutivo: a) Garante-se que Fátima está grávida e não se pode garantir que Mariana está grávida; b) Garante-se que Mariana não está grávida e não se pode garantir que Fátima está grávida; c) Garante-se que Mariana está grávida e que Fátima também está grávida; d) Garante-se que Fátima não está grávida e não se pode garantir que Mariana está grávida; e) Garante-se que Mariana não está grávida e que Fátima está grávida. 05. Sabe-se que Beto beber é condição necessária para Carmem cantar e condição suficiente para Denise dançar. Sabe-se, também, que Denise dançar é condição necessária e suficiente para Ana chorar. Assim, quando Carmem canta: a) Beto não bebe ou Ana não chora. b) Denise dança e Beto não bebe. c) Denise não dança ou Ana não chora. d) Nem Beto bebe nem Denise dança. e) Beto bebe e Ana chora. 06. Pedro, após visitar uma aldeia distante, afirmou: “Não é verdade que todos os aldeões daquela aldeia não dormem a sesta”. A condição necessária e suficiente para que a afirmação de Pedro seja verdadeira é que seja verdadeira a seguinte proposição: A) No máximo um aldeão daquela aldeia não dorme a sesta. B) Todos os aldeões daquela aldeia dormem a sesta. C) Pelo menos um aldeão daquela aldeia dorme a sesta. D) Nenhum aldeão daquela aldeia não dorme a sesta. E) Nenhum aldeão daquela aldeia dorme a sesta. 07. (FGV) Considerando a afirmação: “Todo sapo vermelho é venenoso”, é correto concluir que: A) Todo sapo venenoso é vermelho. B) Todo sapo que não é vermelho não é venenoso. C) Todo sapo que não é venenoso não é vermelho. D) Alguns sapos vermelhos não são venenosos. E) Alguns sapos que não são venenosos podem ser vermelhos. 08. Considerando que “Todo eletricista é bombeiro”, “Algum bombeiro não é marceneiro” e “Nenhum encanador é marceneiro”, é correto concluir logicamente que: A) Existe encanador eletricista. B) Existe eletricista marceneiro. C) Nem todo marceneiro é bombeiro. D) Nenhum bombeiro é encanador. E) Algum bombeiro é eletricista. 09. (FGV) Sobre um conjunto de vinte estetoscópios sabe- se que: I. pelo menos dois deles estão contaminados; II. dados três quaisquer desses estetoscópios, pelo menos um deles não está contaminado. Sobre esse conjunto de vinte estetoscópios tem-se que: A) Exatamente dez estão contaminados. B) Pelo menos doze estão contaminados. C) Exatamente dezoito não estão contaminados. D) No máximo dez não estão contaminados. E) Exatamente três estão contaminados. 10. Num famoso talk-show, o entrevistado faz a seguinte afirmação: “Toda pessoa gorda não tem boa memória”. Ao que o entrevistador contrapôs: “Eu tenho boa memória. Logo, não sou gordo”. Supondo que a afirmação do entrevistado seja verdadeira, a conclusão do entrevistador é: A) Falsa, pois o correto seria afirmar que, se ele não fosse gordo, então teria uma boa memória. B) Falsa, pois o correto seria afirmar que, se ele não tem uma boa memória, então ele tanto poderia ser gordo como não. C) Falsa, pois o correto seria afirmar que ele é gordo e, portanto, não tem boa memória. D) Verdadeira, pois todo gordo tem boa memória. E) Verdadeira, pois, caso contrário, a afirmação do entrevistado seria falsa. 11. (FCC) Sabe-se que existem pessoas desonestas e que existem corruptos. Admitindo-se verdadeira a frase "Todos os corruptos são desonestos”, é correto concluir que: a) Quem não é corrupto é honesto. b) Existem corruptos honestos. c) Alguns honestos podem ser corruptos. d) Existem mais corruptos do que desonestos. e) Existem desonestos que são corruptos 12. Se “cada macaco fica no seu galho”, então: a) Tem mais macaco do que galho. b) Pode haver galho sem macaco. c) Dois macacos dividem o mesmo galho. d) Cada macaco fica em dois galhos. e) Dois galhos dividem um macaco. 13. (ESAF) A negação da frase “Todos os homens dirigem bem” é: a) Todos os homens dirigem mal. b) Todas as mulheres dirigem bem. c) Todas as mulheres dirigem mal. d) Nenhum homem dirige bem. e) Existem homens que dirigem mal. 14. Partindo das premissas: I - Todo advogado é sagaz. II - Todo advogado é formado em Direito. III - Roberval é sagaz. IV - Sulamita é juíza. Pode-se concluir que: a) Há pessoas formadas em Direito que são sagazes. b) Roberval é advogado. c) Sulamita é sagaz. d) Roberval é promotor. e) Sulamita e Roberval são casados. 15. Todo torcedor do time A é fanático. Existem torcedores do time B que são fanáticos. Marcos torce pelo time A e Paulo é fanático. Pode-se, então, afirmar que: a) Marcos é fanático e Paulo torce pelo time A. b) Marcos é fanático e Paulo torce pelo time B. c) Marcos também torce pelo time B e Paulo torce pelo time A. d) Marcos também torce pelo time B e o time de Paulo pode não
  3. 3. ser A nem B. Marcos é fanático e o time de Paulo pode não ser A nem B. 16. Considere as seguintes premissas: “Ana é organizada e linda, ou Ana é delicada”. “Ana não é delicada”. A partir dessas premissas, conclui-se que Ana: A) É organizada ou linda. B) É organizada e linda. C) É organizada e não é linda. D) Não é organizada e não é linda. E) Não é organizada e é linda. GABARITO 01 A 05 C 09 E 13 A 02 B 06 C 10 E 14 E 03 B 07 E 11 B 15 B 04 E 08 C 12 E EXERCÍCIOS (UNB CESPE) Um provérbio chinês diz que: P1: Se o seu problema não tem solução, então não é preciso se preocupar com ele, pois nada que você fizer o resolverá. P2: Se o seu problema tem solução, então não é preciso se preocupar com ele, pois ele logo se resolverá. 01. Indicadas por P, Q e R, respectivamente, as proposições “Seu problema tem solução”, “Nada que você fizer resolverá seu problema” e “Não é preciso se preocupar com seu problema”, e indicados por “~” e “→”, respectivamente, os conectivos “não” e “se..., então”, a proposição P1 pode ser corretamente representada, na linguagem lógico-simbólica, por a) (~P) → (R → Q). b) ((Q →(~P)) → R. c) ((~P) →Q) → R. d) (~P) → (Q → R). e) ((~P) →R) → Q. 02. O número de linhas da tabela verdade correspondente à proposição P2 do texto apresentado é igual a A 4. B 8. C 12. D 16. E 24. 03. (UNB CESPE) Assinale a opção que apresenta uma tautologia. a) (𝑃 → 𝑅) ∪ (𝑄 → 𝑅) b) 𝑃 → 𝑄 ↔ 𝑃 ∩ ~𝑄 c) 𝑃 → 𝑄 ↔ ~𝑃 ∪ 𝑄 d) (𝑃 → 𝑄) ∩ (~𝑃 → 𝑄) e) (𝑃 → 𝑅) ∩ (𝑄 → 𝑅) 04. (BANPARÁ 2014) Dizer que Cláudio ingressará no Banpará por concurso público para Técnico Bancário ou André não mora em Belém é logicamente equivalente a dizer que: (A) Se André não mora em Belém, então Cláudio ingressará no Banpará por concurso público para Técnico Bancário. (B) Se André mora em Belém, então Cláudio não ingressará no Banpará por concurso público para Técnico Bancário. (C) Se Cláudio ingressa no Banpará por concurso público para Técnico Bancário, então André não mora em Belém. (D) Se Cláudio não ingressa no Banpará por concurso público para Técnico Bancário, então André não mora em Belém. (E) Se Cláudio não ingressa no Banpará por concurso público para Técnico Bancário, então não é verdade que André não mora em Belém 05. (TRT-SP Téc. Jud. Área Administrativa 2008 FCC) Dadas as proposições simples p e q, tais que p é verdadeira e q é falsa, considere as seguintes proposições compostas: (1) p  q ; (2) ~p → q ; (3) ~(p  ~q) ; (4) ~(p ↔ q) Quantas dessas proposições compostas são verdadeiras? (A) Nenhuma. (D) Apenas três. (B) Apenas uma. (E) Quatro. (C) Apenas duas 06. (Petrobrás 2006 CESGRANRIO) Sabendo que as proposições p e q são verdadeiras e que as proposições r e s são falsas, assinale a opção que apresenta valor lógico falso nas proposições abaixo. (A) r  p  q (B) (r  s)  (p  q) (C) (s  r)  (p  q) (D) ((r  p)  (s  q)) (E) r  q  (p  r) 07. (Tec. da Fazenda Estadual de SP 2010 FCC) Considere as seguintes premissas: p: Estudar é fundamental para crescer profissionalmente. q: O trabalho enobrece. A afirmação “Se o trabalho não enobrece, então estudar não é fundamental para crescer profissionalmente” é, com certeza, FALSA quando: (A) p é falsa e q é verdadeira. (D) p é falsa e q é falsa. (B) p é verdadeira e q é falsa. (E) p é verdadeira e q é verdadeira. (C) p é falsa ou q é falsa. 08. (ICMS/SP 2006) Na tabela-verdade abaixo, p e q são proposições. p q ? V V F V F V F V F F F F A proposição composta que substitui corretamente o ponto de interrogação é (A) p . q (B) p → q (C) ~ (p → q) (D) p ↔ q (E) ~ (p . q) 09. (INSS) Proposições são sentenças que podem ser julgadas como verdadeiras ou falsas, mas não admitem ambos os julgamentos. A esse respeito, considere que A represente a proposição simples “É dever do servidor apresentar-se ao trabalho com vestimentas adequadas ao exercício da função”, e que B represente a proposição simples “É permitido ao servidor que presta atendimento ao público solicitar dos que o procuram ajuda financeira para realizar o cumprimento de sua missão”. Considerando as proposições A e B acima, julgue os itens subsequentes, com respeito ao Código de Ética Profissional do Servidor Público Civil do Poder Executivo Federal e às regras inerentes ao raciocínio lógico.  27 Sabe-se que uma proposição na forma “Ou A ou B” tem valor lógico falso quando A e B são ambos falsos; nos demais casos, a proposição é verdadeira. Portanto, a proposição composta “Ou A ou B”, em que A e B são as proposições referidas acima, é verdadeira.  28 A proposição composta “Se A então B” é necessariamente verdadeira.  29 Represente-se por ¬Aa proposição composta que é a negação da proposição A, isto é, ¬A é falso quando A é verdadeiro e ¬A é verdadeiro quando A é falso. Desse modo, as proposições “Se ¬A então ¬B” e “Se A então B” têm valores lógicos iguais. 10. Considere a tabela-verdade abaixo, na qual as colunas representam os valores lógicos para as fórmulas A, B
  4. 4. e A∪B. sendo que o símbolo ∪ denota o conector ou, V denota verdadeira e F denota falsa. Os valores lógicos que completam a última coluna da tabela, de cima para baixo, são: a) V – F – V – V b) V – F – F – V c) F – V – F – V d) V – V – V – F e) F – F – V – V 11. Se p e q são proposições, então a proposição p ∧ (~q) é equivalente a a) ~(p → ~q) b) ~(p → q) c) ~q → ~p d) ~(q → ~p) e) ~(p ∨ q) 12. A proposição p→~q é equivalente a: a) p∪q b) p∩q c) ~p→p d) ~q→p e) ~p∪~q Exercício 1 Usando logica proposicional, formalize as sentenças a seguir: 1. Se Ana e alta e magra, então ela e elegante. 2. Se Beto e rico, então ele não precisa de empréstimos. 3. Se Caio ama a natureza, então ele ama as plantas e os animais. 4. Se Denis jogar na loteria, então ele ficara rico ou desiludido. 5. Se faz frio ou chove, então Eva fica em casa e vê teve. Exercício 2 Usando a lógica proposicional, formalize os argumentos a seguir: – Quando o filme e bom, o cinema fica lotado. Como a crítica diz que esse filme e muito bom, podemos imaginar que não encontraremos lugar es livres. – Sempre que chove a tarde, à noite, o transito na marginal do rio Tiete e fica congestionado. Como agora a noite o transito na marginal está fluindo bem, concluímos que não choveu a tarde. – Se existissem ET´s, eles já nos teriam enviado algum sinal. Se nos tivessem enviado um sinal, teríamos feito contato. Portanto, se existissem ET´s, já teríamos feito contato com eles. (1) Se chove então a pista fica escorregadia. (2) Está chovendo. (3) Logo, a pista est´ a escorregadia. Exercício 4 Usando tabela-verdade, verifique a validade dos argumentos a seguir: – Se chove, a rua fica molhada. A rua não está molhada. Logo, não choveu. – Se chove, a rua fica molhada. A rua esta molhada. Logo, choveu EXERCÍCIOS 01. Em uma pequena comunidade, sabe-se que: “nenhum filósofo é rico” e que “alguns professores são ricos”. Assim, pode-se afirmar, corretamente, que nesta comunidade: a) Alguns professores não são filósofos. b) Alguns professores são filósofos. c) Nenhum filósofo é professor. d) Alguns filósofos são professores. e) Nenhum professor é filósofo. 02. No final de semana, Chiquita não foi ao parque. Ora, sabe-se que sempre que Didi estuda, Didi é aprovado. Sabe-se, também, que, nos finais de semana, ou Dada vai à missa ou vai visitar tia 03. Célia. Sempre que Dada vai visitar tia Célia, Chiquita vai ao parque e, sempre que Dada vai à missa, Didi estuda. Então, no final de semana, a) Dada foi à missa e Didi foi aprovado. b) Didi não foi aprovado e Dada não foi visitar tia Célia. c) Didi não estudou e Didi foi aprovado. d) Didi estudou e Chiquita foi ao parque. e) Dada não foi à missa e Didi não foi aprovado. 04. O rei ir à caça é condição necessária para o duque sair do castelo e é condição suficiente para a duquesa ir ao jardim. Por outro lado, o conde encontrar a princesa é condição necessária e suficiente para o barão sorrir e é condição necessária para a duquesa ir ao jardim. O barão não sorriu. Logo: a) A duquesa foi ao jardim ou o conde encontrou a princesa. b) Se o duque não saiu do castelo, então o conde encontrou a princesa. c) O rei não foi à caça e o conde não encontrou a princesa. d) O rei foi à caça e a duquesa não foi ao jardim. e) A duque saiu do castelo e o rei não foi à caça. 05. Se Vera viajou, nem Camile nem Carla foram ao casamento. Se Carla não foi ao casamento, Vanderléia viajou. Se Vanderléia viajou, o navio afundou. Ora, o navio não afundou. Logo: a) Vera não viajou e Carla não foi ao casamento. b) Camile e Carla não foram ao casamento. c) Carla não foi ao casamento e Vanderléia não viajou. d) Carla não foi ao casamento e Vanderléia viajou. e) Vera e Vanderléia não viajaram. 06. Ou Silvio torce pelo mesmo time de Jambo, ou Jambo torce pelo mesmo time de João. Se Jambo torcer pelo mesmo time de Paulo, então Silvio torce pelo mesmo time de Paulo. Ora, Jambo torce pelo mesmo time de Paulo, Logo: a) Jambo não torce pelo mesmo time de João b) Jambo não torce pelo mesmo time de Silvio c) João e Silvio torcem pelo mesmo time d) Paulo e João torcem pelo mesmo time e) O time de Paulo é diferente do time de Silvio 07. (FCC) Se Rodolfo é mais alto que Guilherme, então Heloisa e Flávia têm a mesma altura. Se Heloisa e Flávia têm a mesma altura, então Alexandre é mais baixo que Guilherme. Se Alexandre é mais baixo que Guilherme, então Rodolfo é mais alto que Heloisa. Ora, Rodolfo não é mais alto que Heloisa. Logo: a) Rodolfo não é mais alto que Guilherme, e Heloisa e Flávia não têm a mesma altura. b) Rodolfo é mais alto que Guilherme, e Heloisa e Flávia têm a mesma altura. c) Rodolfo não é mais alto que Flávia, e Alexandre é mais baixo que Guilherme. d) Rodolfo e Alexandre são mais baixos que Guilherme. e) Rodolfo é mais alto que Guilherme, e Alexandre é mais baixo que Heloísa. 08. (ESAF) Ricardo, Rogério e Renato são irmãos. Um deles é médico, outro é professor, e o outro é músico. Sabe- se que: 1) ou Ricardo é médico, ou Renato é médico, 2) ou Ricardo é professor, ou Rogério é músico; 3) ou Renato é músico, ou Rogério é músico, 4) ou Rogério é professor, ou Renato é professor. Portanto, as profissões de Ricardo, Rogério e Renato são, respectivamente: a) Professor, médico, músico. b) Médico, professor, músico. c) Professor, músico, médico. d) Músico, médico, professor.
  5. 5. e) Médico, músico, professor. 09. No final de semana, Chiquita não foi ao parque. Ora, sabe-se que sempre que Didi estuda, Didi é aprovado. Sabe-se, também, que, nos finais de semana, ou Dadá vai à missa ou vai visitar tia Célia. Sempre que Dadá vai visitar tia Célia, Chiquita vai ao parque, e sempre que Dadá vai à missa, Didi estuda. Então, no final de semana: a) Dadá foi à missa e Didi foi aprovado. b) Didi não foi aprovado e Dadá não foi visitar tia Célia. c) Didi não estudou e Didi foi aprovado. d) Didi estudou e Chiquita foi ao parque. e) Dadá não foi à missa e Didi não foi aprovado. 10. Ana é prima de Bia, ou Carlos é filho de Pedro. Se Jorge é irmão de Maria, então Breno não é neto de Beto. Se Carlos é filho de Pedro, então Breno é neto de Beto. Ora, Jorge é irmão de Maria. Logo: a) Carlos é filho de Pedro ou Breno é neto de Beto. b) Breno é neto de Beto e Ana é prima de Bia. c) Ana não é prima de Bia e Carlos é filho de Pedro. d) Jorge é irmão de Maria e Breno é neto de Beto. e) Ana é prima de Bia e Carlos não é filho de Pedro. 11. (ESAF) Maria é magra ou Bernardo é barrigudo. Se Lúcia é linda, então César não é careca. Se Bernardo é barrigudo, então César é careca. Ora, Lúcia é linda. Logo: a) Maria é magra e Bernardo não é barrigudo b) Bernardo é barrigudo ou César é careca c) César é careca e Maria é magra d) Maria não é magra e Bernardo é barrigudo e) Lúcia é linda e César é careca 12. (ESAF) Se André é culpado, então Bruno é inocente. Se André é inocente, então Bruno é culpado. Se André é culpado, Leo é inocente. Se André é inocente, então Leo é culpado. Se Bruno é inocente, então Leo é culpado. Logo, André, Bruno e Leo são, respectivamente: a) Culpado, culpado, culpado. b) Inocente, culpado, culpado. c) Inocente, culpado, inocente. d) Inocente, inocente, culpado. e) Culpado, culpado, inocente. 13. Considere as afirmações: I - se Patrícia é uma boa amiga, Vítor diz a verdade; II - se Vítor diz a verdade, Helena não é uma boa amiga; III - se Helena não é uma boa amiga, Patrícia é uma boa amiga. A análise do encadeamento lógico dessas três afirmações permite concluir que elas: a) Implicam necessariamente que Patrícia é uma boa amiga b) São consistentes entre si, quer Patrícia seja uma boa amiga, quer Patrícia não seja uma boa amiga c) Implicam necessariamente que Vítor diz a verdade e que Helena não é uma boa amiga d) São equivalentes a dizer que Patrícia é uma boa amiga 14. Surfo ou estudo. Fumo ou não surfo. Velejo ou não estudo. Ora, não velejo. Assim: a) Estudo e fumo. b) Não fumo e surfo. c) Não velejo e não fumo. d) Estudo e não fumo. e) Fumo e surfo. 15. (ESAF) Se Nestor disse a verdade, Júlia e Raul mentiram. Se Raul mentiu, Lauro falou a verdade. Se Lauro falou a verdade, há um leão feroz nesta sala. Ora, não há um leão feroz nesta sala. Logo: a) Nestor e Júlia disseram a verdade b) Nestor e Lauro mentiram c) Raul e Lauro mentiram d) Raul mentiu ou Lauro disse a verdade e) Raul e Júlia mentiram 16. (ESAF) Se Pedro não bebe, ele visita Ana. Se Pedro bebe, ele lê poesias. Se Pedro não visita Ana, ele não lê poesias. Se Pedro lê poesias, ele não visita Ana. Segue- se, portanto que, Pedro: a) Bebe, visita Ana, não lê poesias. b) Não bebe, visita Ana, não lê poesias. c) Bebe, não visita Ana, lê poesias. d) Não bebe, não visita Ana, não lê poesias. e) Não bebe, não visita Ana, lê poesias. 17. (ESAF) Considere o seguinte argumento: “Se Soninha sorri, Sílvia é miss simpatia. Ora, Soninha não sorri. Logo, Sílvia não é miss simpatia”. Este não é um argumento logicamente válido, uma vez que: a) A conclusão não é decorrência necessária das premissas. b) A segunda premissa não é decorrência lógica da primeira. c) A primeira premissa pode ser falsa, embora a segunda possa ser verdadeira. d) A segunda premissa pode ser falsa, embora a primeira possa ser verdadeira. e) O argumento só é válido se soninha na realidade não sorri. 18. (FCC) considere que as seguintes premissas são verdadeiras: I. Se um homem é prudente, então ele é competente. II. Se um homem não é prudente, então ele é ignorante. III. Se um homem é ignorante, então ele não tem esperanças. IV. Se um homem é competente, então ele não é violento. Para que se obtenha um argumento válido, é correto concluir que se um homem: a) Não é violento, então ele é prudente. b) Não é competente, então ele é violento. c) É violento, então ele não tem esperanças. d) Não é prudente, então ele é violento. e) Não é violento, então ele não é competente. 19. (FESMIP-BA) Se eu brigo com minha namorada, então ela vai ao cinema. Se minha namorada vai ao cinema, então sua irmã fica em casa. Se a irmã da minha namorada fica em casa, então seu namorado briga com ela. É verdade que o namorado da irmã da minha namorada, não brigou com a irmã da minha namorada. Logo, é verdade o que se afirma em a) A irmã da minha namorada não fica em casa e eu não brigo com minha namorada. b) A irmã da minha namorada não fica em casa e minha namorada vai ao cinema. c) A irmã da minha namorada fica em casa e minha namorada vai ao cinema. d) Minha namorada não vai ao cinema e eu brigo com a irmã dela. e) Minha namorada não vai ao cinema e eu brigo com ela. EXERCÍCIOS PROPOSTOS 1. A seguinte argumentação é inválida. Premissa 1: Toda pessoa honesta paga os impostos devidos. Premissa 2: Carlos paga os impostos devidos. Conclusão: Carlos é uma pessoa honesta. ( )Certo ( )Errado 2. Dizer que não é verdade que Pedro é pobre e Alberto é alto, é logicamente equivalente a dizer que é verdade que: a) Pedro não é pobre ou alberto não é alto. b) Pedro não é pobre e alberto não é alto. c) Pedro é pobre ou alberto não é alto. d) Se pedro não é pobre, então alberto é alto. e) Se pedro não é pobre, então alberto não é alto. 3. A negação de “se hoje chove então fico em casa” é: (A) Hoje não chove e fico em casa. (B) Hoje chove e não fico em casa. (C) Hoje chove ou não fico em casa. (D) Hoje não chove ou fico em casa. (E) Se hoje chove então não fico em casa. 4. A negação de "2 é par e 3 é ímpar" é: a) 2 é par e 3 é par. b) 2 é par ou 3 é ímpar. c) 2 é ímpar e 3 é par. d) 2 é ímpar e 3 é ímpar.
  6. 6. e) 2 é ímpar ou 3 é par. 5. (AFRFB 2010) Considere a seguinte proposição: “Se chove ou neva, então o chão fica molhado”. Sendo assim, pode-se afirmar que: a) Se o chão está molhado, então choveu ou nevou. b) Se o chão está molhado, então choveu e nevou. c) Se o chão está seco, então choveu ou nevou. d) Se o chão está seco, então não choveu ou não nevou. e) Se o chão está seco, então não choveu e não nevou. 6. A negação de “Todos os filhos de Maria gostam de quiabo” é (a) Nenhum dos filhos de Maria gosta de quiabo. (b) Nenhum dos filhos de Maria desgosta de quiabo. (c) Pelo menos um dos filhos de Maria gosta de quiabo. (d) Pelo menos um dos filhos de Maria desgosta de quiabo. (e) Alguns filhos de Maria gostam de quiabo. 7. Sempre que chove, Augusto dorme. Com base nessa informação, pode-se concluir que: (A) Se Augusto está dormindo, então está chovendo. (B) Se Augusto está dormindo, então não está chovendo. (C) Se Augusto não está dormindo, então não está chovendo. (D) Se não está chovendo, Augusto está dormindo. (E) Se não está chovendo, Augusto não está dormindo. 8. Sejam p e q proposições simples e ~p e ~q, respectivamente, as suas negações. A negação da proposição composta p →~q é a) ~p →~q b) ~p →q c) p →q d) p ^ ~q e) p ^ q 9. Considere verdadeira a declaração: "Se alguém é brasileiro, então não desiste nunca". Com base na declaração, é correto concluir que: a) se alguém desiste, então não é brasileiro. b) se alguém não desiste nunca, então é brasileiro. c) se alguém não desiste nunca, então não é brasileiro. d) se alguém não é brasileiro, então desiste. e) se alguém não é brasileiro, então não desiste nunca. 10. Qual a negação da proposição “Algum funcionário da agência P do Banco do Brasil tem menos de 20 anos”? (A) Todo funcionário da agência P do Banco do Brasil tem menos de 20 anos. (B) Não existe funcionário da agência P do Banco do Brasil com 20 anos. (C) Algum funcionário da agência P do Banco do Brasil tem mais de 20 anos. (D) Nenhum funcionário da agência P do Banco do Brasil tem menos de 20 anos. (E) Nem todo funcionário da agência P do Banco do Brasil tem menos de 20 anos. 11. (BACEN 2010) Num famoso talk-show, o entrevistado faz a seguinte afirmação: “Toda pessoa gorda não tem boa memória”. Ao que o entrevistador contrapôs: “Eu tenho boa memória. Logo, não sou gordo”. Supondo que a afirmação do entrevistado seja verdadeira, a conclusão do entrevistador é (A) falsa, pois o correto seria afirmar que, se ele não fosse gordo, então teria uma boa memória. (B) falsa, pois o correto seria afirmar que, se ele não tem uma boa memória, então ele tanto poderia ser gordo como não. (C) falsa, pois o correto seria afirmar que ele é gordo e, portanto, não tem boa memória. (D) verdadeira, pois todo gordo tem boa memória. (E) verdadeira, pois, caso contrário, a afirmação do entrevistado seria falsa. 12. Considere verdadeira a premissa: “se estudo, passo.” Analise as afirmativas a seguir. I - Se passo, estudo. II - Se não passo, não estudo. III - Se não estudo, não passo. É(São) verdadeira(s) a(s) afirmativa(s): (A) I, apenas. (B) II, apenas. (C) I e III, apenas. (D) II e III, apenas. (E) I, II e III. 13. Qual é a negação da proposição "Todas as prova de Lógica são difíceis"? (A) "todas as provas de Lógica são difíceis" (B) "alguma prova de Lógica é difícil" (E) "todas as provas de Lógica é não são difíceis" (D) "nenhuma prova de Lógica não é difícil" (E) "alguma prova de Lógica não é difícil" 14. Qual é a negação da sentença Se Fran mentiu, então ela é culpada. a) se Fran não é culpada, então ela não mentiu. b) Fran é culpada c) Se Fran não mentiu, então ela não é culpada d) Fran mentiu e não é culpada e) Se Fran é culpada, então ela mentiu 15. Negar a sentença “O pai de Marta é moreno ou a mãe é parda” a) o Pai de Marta é moreno ou a mãe não é parda; b) o Pai de Marta não é moreno ou a mãe não é parda; c) o Pai de Marta não é moreno e a mãe não é parda; d) o Pai de Marta não é moreno ou a mãe é parda; e) o Pai de Marta é moreno e a mãe não é parda; 16. A negação da sentença “ É falso que não está frio ou que está chovendo” é: a) Não está frio e não está chovendo ; b) Está frio e não está chovendo. c) Não está frio ou está chovendo; d) Está frio e está chovendo; e) Está frio ou esta chovendo; 17. Negar a sentença “O pai de Lili é Baiano ou a mãe é Carioca” a) É falso que o Pai de Lili é Baiano ou que a mãe é Carioca; b) O pai de Lili não é Baiano e a mãe não é Carioca; c) O pai de Lili não é Baiano ou a mãe não é Carioca. d) É falso que o pai de Lili é Baiano ou a mãe é Carioca; e) O pai de Lili não é Baiano e a mãe é Carioca; 18. Negar a sentença “A produção está não diminuindo e os preços estão aumentando”: a) É falso que a produção está diminuindo e os preços estão aumentando; b) A produção não está diminuindo e os preços não estão aumentando; c) A produção está diminuindo ou os preços não estão aumentando. d) A produção está aumentando ou os preços estão diminuindo; e) A produção está diminuindo e os preços estão diminuindo; 19. Decida sobre os argumentos a seguir, se as orações refletem a realidade: I. Se o mês de maio tem 31 dias, então a Terra é plana; II. Se Santos Dumont nasceu na Argentina, então o ano tem 9 meses. III. Se Curitiba é capital de São Paulo, então Cantor criou a Teoria dos conjuntos. IV. Se ‘pi’ é um número Racional, então Chico de Holanda escreveu “os Lusíudas”. a) FVVV. b) FFVV; c) VFFF; d) FVFV; e) FFFF; 20. Julgue os argumentos a seguir, se as orações refletem a realidade:
  7. 7. I.Lisboa é a capital de Portugal se, e somente se, Tiradentes foi enforcado. II. A Terra é quadrada se, e somente se, 3,5 é um número inteiro. III. Salvador é a capital da Bahia se, e somente se, 2 é primo; IV. cinco é par se, e somente se, 2 é primo. a) VVVV; b) VVFV: c) VVVF; d) FVFV; e) FFVF; 21. Negando a sentença “Se a Nanci está feliz então está alegre e bonita”. a) Se a Nanci não está feliz então não está alegre e nem bonita; b) Se a Nanci está alegre e bonita então está feliz; c) Se a Nanci não está feliz então está alegre e bonita; d) Se a Nanci não está alegre e nem bonita então está feliz; e) A Nanci está feliz e não alegre ou não bonita. 22. Se uma pessoa come e gosta, então pede desculpas. Portanto, a) Se uma pessoa come e não gosta então não pede desculpas; b) Se uma pessoa não come ou não gosta então pede desculpas; c) Se uma pessoa pede desculpas, então come e gosta; d) Se uma pessoa come e gosta então não pede desculpas; e) Se uma pessoa não pede desculpas então não come ou não gosta. 23. A negação da sentença “se há consumo de um bem então ocorre uma despesa” é: a) Se há consumo de um bem então não ocorre uma despesa; b) Se não há consumo de um bem então não ocorre despesa; c) Se não há consumo de um bem então ocorre uma despesa; d) Há o consumo de um bem mas não ocorre uma despesa: e) Não há o consumo de um bem e nem ocorre uma despesa; 24. A negação da frase “Se não se paga imposto sobre lucro acumulado então o leão morre” é: A) Se se paga imposto então o leão não morre; B) Se se paga imposto então o leão morre; C) Se não se paga imposto então o leão não morre; D) Paga-se imposto e o leão não morre; E) Não se paga imposto e o leão não morre. 25. A negação da sentença “A distribuição dos dividendos é um fato modificativo e é despesa” é: a) A distribuição não é um fato modificativo ou não é uma despesa. b) A distribuição é um fato modificativo ou é uma despesa; c) A distribuição não é um fato modificativo e nem uma despesa; d) A distribuição é um fato modificativo e é uma despesa; e) não dá para concluir; 26. Se Raulino gosta de pimenta, então ele é falante. Portanto, a) Se Raulino não é falante, então ele não gosta de pimenta b) Se Raulino é falante, então ele gosta de pimenta; c) Se Raulino é falante, então ele não gosta de pimenta; d) Se Raulino não gosta de pimenta, então ele não é falante; e) Se Raulino gosta de pimenta, então ele não é falante; 27. A sentença “Se você tem pesadelos então está acordado” é equivalente a: a) Se você está acordado então têm pesadelos; b) Se você não está acordado então têm pesadelos; c) Você têm pesadelos e não está dormindo; d) Se você têm pesadelos então está dormindo; e) Se você não está acordado então não têm pesadelos. 28. A sentença “Se um homem é solteiro então é fiel ou feliz “ é equivalente a: a) Se não é solteiro então não é fiel e não feliz; b) É solteiro mas não fiel e nem feliz; c) Se não é fiel e não feliz então não é solteiro. d) É fiel e feliz porem não é solteiro; e) Se é solteiro então não é fiel ou não feliz; 29. A sentença exportação “Se lê e gosta então aprende” é equivalente a: a) Se não aprende então não gosta ou não lê; b) Se lê e não gosta então aprende; c) Lê e gosta mas não aprende; d) Lê e não gosta mas aprende; e) Não lê e não gosta e não aprende; 30. Se Fran mentiu, então ela é culpada. Logo, a) se Fran não é culpada, então ela não mentiu. b) Fran é culpada c) Se Fran não mentiu, então ela não é culpada d) Fran mentiu e) Se Fran é culpada, então ela mentiu

×