Aula 3 rcp e dea[1]

466 visualizações

Publicada em

PCR

Publicada em: Saúde e medicina
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
466
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
60
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Aula 3 rcp e dea[1]

  1. 1. Ritmos de Parada Cardiorrespiratória Fibrilação Ventricular ou Taquicardia Ventricular sem Pulso: Ritmo de PCR mais frequente em PCR fora do hospital, responsável por cerca de 80% dos episódios. Caracteríza-se por um ritmo cardíaco rápido,irregular e ineficaz.
  2. 2. Ritmos de Parada Cardiorrespiratória Assistolia: Ausência de ritmo cardíaco, nesse ritmo há interrupção da atividade elétrica do músculo cardíaco.
  3. 3. Ritmos de Parada Cardiorrespiratória Atividade Elétrica sem Pulso: Nesse ritmo existe a presença de atividade elétrica no músculo cardíaco porém os batimentos não são eficazes e não há circulação sanguínea.
  4. 4. Ventilação Boca a Boca 02 Ventilações
  5. 5. Ventilação Máscara a Boca 02 Ventilações
  6. 6. Ventilação Máscara a Boca 02 Ventilações
  7. 7. Ventilação em Recém Nascido
  8. 8. Pulso presente? Posição Lateral de Segurança
  9. 9. Passos gerais a seguir durante a utilização do Desfibrilador Externo Automático Localize um DEA: Se houver um DEA próximo, peça a um espectador para assumir o RCP enquanto você aplica o DEA na vítima. A RCP ininterrupto é um fator importante no aumento da taxa de recuperação de pacientes com parada cardíaca. Assegure-se sempre que alguém está fornecendo RCP para a vítima, a não ser que a máquina DEA esteja ativamente analisando ou dando choque na vítima;
  10. 10. Passos gerais a seguir durante a utilização do Desfibrilador Externo Automático Fixe o DEA: Primeiro, assegure que as almofadas adesivas do DEA estão conectadas a um cabo, que é ligado ao DEA. Então anexe as almofadas adesivas no peito nu da vítima nos locais apropriados. O DEA deve incluir um diagrama (normalmente nas almofadas adesivas em si), indicando onde cada almofada vai. Siga sempre as instruções do DEA. Normalmente a almofada negativa é colocada sobre a parede torácica superior direita da vítima (acima do mamilo e à direita do esterno da perspectiva da vítima). O eletrodo positivo é colocado sobre o peito esquerdo da vítima / lateral (linha axilar), logo abaixo do mamilo e músculo peitoral;
  11. 11. Passos gerais a seguir durante a utilização do Desfibrilador Externo Automático Ligue o Desfibrilador Automático Externo; Pare o RCP e diga, “AFASTAR!“: Assegure que ninguém está tocando a vítima e aperte o botão "analisar" da máquina DEA. O DEA não será capaz de analisar o ritmo cardíaco da vítima com precisão durante a RCP.
  12. 12. Passos gerais a seguir durante a utilização do Desfibrilador Externo Automático Analise o ritmo cardíaco da vítima: O DEA vai analisar automaticamente o ritmo cardíaco da vítima e informá-lo se é indicado dar choques. Um choque é indicado apenas se o coração da vítima estiver em fibrilação ventricular. Se você receber uma mensagem "não choque" do DEA pode significar uma de três coisas: a vítima que você pensou que estava sem pulso, de fato, tem pulso; a vítima já recuperou o pulso, ou a vítima está sem pulso, mas não está em um "ritmo" compatível com o choque;
  13. 13. Passos gerais a seguir durante a utilização do Desfibrilador Externo Automático Dê choque na vítima. Se o DEA indica que um choque é necessário, certifique-se que todas a pessoas estão longe da vítima. Peça a todos que estão te ajudando para ficar longe da vítima e garantir que você tem espaço também. Em seguida, pressione o botão de choque na máquina DEA para dar o primeiro choque. Imediatamente após o choque, inicie a RCP por 5 ciclos (ou aproximadamente 2 minutos);
  14. 14. Passos gerais a seguir durante a utilização do Desfibrilador Externo Automático Comece a RCP por 2 minutos (5 ciclos): Saber fazer a RCP e usar um DEA é crucial. Realize RCP por 5 ciclos de 30 compressões para 2 respirações; Verifique o ritmo da vítima: Use o DEA para analisar o ritmo da vítima após 2 minutos de RCP. Se indicado pelo DEA, dê outro choque na vítima; Se a máquina dá uma mensagem "nenhum choque“: controle o pulso da vítima e a respiração. Se ela tiver pulso, monitore a via aérea da vítima e coloque-a em posição de recuperação.
  15. 15. Desfibrilador Externo Automático

×