TCC - Perdão

1.465 visualizações

Publicada em

Trabalho de coclusão do curso de psicologia positiva da aluna CBPL.
http://psicologiapositiva.ning.com/
http://www.psicologiapositivabr.com/

Publicada em: Educação
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.465
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
537
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
34
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

TCC - Perdão

  1. 1. PERDÃO Professor: Fábio Munhoz Claudia B. Paes Leme CRP: 06/26857-0 2014
  2. 2. .. Aprendi, outro dia que perdoar É a junção de ¨per¨com ¨doar¨. Doar é mais do que dar. Doar é a entrega total do outro. O prefixo ¨per¨que tem várias acepções, Indica movimento no sentido ¨de¨ ou em ¨direção¨ a ou ¨através¨ ou ¨para¨ etimologicamente falando, portanto, perdoar, quer dizer doar ao outro a possibilidade de que ele possa amar, possa doar-se. Não apenas quem perdoa que se ¨doa através do outro¨. Perdoar implica abrir possibilidades de Amor para quem foi perdoado, Através da doação oferecida Por quem foi agravado. Perdoar é a única forma de facilitar Ao outro a própria salvação. Doar é mais do que dar: é a entrega total... Perdoar é doar o amor, É permitir que a pessoa objeto do perdão Possa também devolver um amor que, até então, só negara... Artur da Távola
  3. 3. DEFINIÇÕES DE PERDÃO  Segundo Wikipédia, ¨o perdão é um processo mental ou espiritual de cessar o sentimento de ressentimento ou raiva contra outra pessoa ou contra si mesmo, decorrente de uma ofensa percebida, diferenças, erros ou fracassos, ou cessar a exigência de castigo ou restrição¨.  ¨O perdão é o esquecimento completo e absoluto das ofensas, vem do coração, é sincero, generoso e não fere o amor próprio do ofensor. Não impõe condições humilhantes, tampouco é motivado por orgulho ou ostentação. O verdadeiro perdão se reconhece pelos atos e não pelas palavras¨.
  4. 4. Segundo o dicionário Aulete: Perdão: •Livramento de pena, ofensa ou dívida; INDULTO. •Remissão de culpa (perdão dos pecados). •Ação pela qual alguém se livra da obrigação de cumprir um dever por interveniência de quem deveria exigí-lo. Para Ronaud Pereira, perdoar é entender e aceitar os outros como são, com seus limites e imperfeições, pois também nós temos nossos limites e imperfeições. Para Lúcia Pou Sabaté perdoar é esquecer o ressentimento. O perdão é uma decisão, não um sentimento, porque quando perdoamos não sentimos mais a ofensa, não sentimos mais o rancor. ¨Perdoa, que perdoando terás a tua alma em paz e a terá quem te ofendeu¨ (Madre Teresa de Calcutá)
  5. 5. A palavra aramaica para perdoar ou absolver é CANCELAR. A psicóloga Amélia Maria M. Cunha, diz que a maioria das pessoas que se sentem incapazes de perdoar, creem que a absolvição requer que se diga à outra pessoa que ela está perdoada – o que apenas geraria mais stress a uma situação desgastada. O que deve ser cancelado por um ato de perdão? •Exigências •Condições •Expectativas Ir ou não em busca do outro para se desculpar perde a sua importância se não se está disposto a cancelar algo dentro de si, a se permitir deixar a raiva ir. Amélia propõe um exercício: A mente pode cancelar uma expectativa de cada vez. Assim: •Identifique sua expectativa •Descubra suas exigências •Perceba as condições que você estabeleceu •Diga para você mesmo: ¨agora, cancelo a expectativa que tive de que você... (faria, entenderia, falaria, etc.) tal ou tal coisa. Eu o libero para o nosso próprio bem¨. Gratifique-se!
  6. 6. Amanda Horne diz que o perdão não é fingir que o que consideramos errado está certo. O processo de perdão nos beneficia mais do que a pessoa que ofendeu ou nos feriu. Ele nos permite ver em perspectiva, e nos liberta para viver para o momento presente. É difícil olhar para a frente até que comecemos a perdoar e ter o desejo de seguir em frente. O perdão não é fácil, nem rápido; isso acontece em pequenas etapas. É um processo que transcende a mente racional e exorta a nossa sabedoria. Não é apenas uma outra forma de pensar, que exige uma mentalidade transformada e novos padrões de comportamento. Os benefícios do perdão são: •Relações sociais mais amplas e mais ricas •Maiores sentimentos de capacitação e satisfação com a vida •Aumento da serenidade, generosidade, amabilidade e estabilidade emocional •Maior força e excelência, e melhor desempenho •Doença física menor e mais rápida recuperação de doenças e lesões •Menos raiva, depressão, ansiedade, hostilidade, comportamento passivo-agressivo
  7. 7. David Bright, sugere que há três modos de reação a uma mágoa ou após sofrer transgressão: •Relutar (perpetua a negatividade, a sobrevivência/ luta / competir, auto-proteção – o perdão é uma ilusão) •Pragmatismo (neutraliza a negatividade, interesse pessoal, compromisso – o perdão é uma necessidade) •Transcedente (transforma a negatividade, aprende e transcende – perdão é uma escolha de vida) ¨Quando nos recusamos a perdoar alguém que nos ofendeu roubamos de nós mesmos a capacidade de influenciar ou mudar positivamente. E nós vivemos na prisão de nossa própria falta de perdão, porque não poder perdoar é não poder seguir adiante e livre¨(Addington, 2008).
  8. 8. PERDÃO, SEGUNDO O LEVANTAMENTO VIA  No levantamento VIA o Perdão está na categoria da Temperânça, virtudes que nos protegem dos excessos.  Perdoar é não carregar mágoas do que os outros nos fizeram, aceitar as limitações dos outros e as próprias, dar uma segunda chance às pessoas, não ser vingativo. É importante distinguir perdão de:  Tolerância (retirada das ofensas)  Esquecimento (retirada da consciência)  Reconciliação (restauração do relacionamento) O perdão é a força que se emprega para a proteção de nós mesmos contra o sentimento de ódio.
  9. 9. EXERCÍCIO PARA AUMENTAR O PERDÃO: •Marque 20 minutos e escreva sobre os benefícios pessoais que resultaram de uma situação negativa. •Pense sobre alguém que lhe fez mal recentemente. Ponha-se no lugar dele e tente entender suas perspectivas. •Lembre de momentos quando você ofendeu alguém e foi perdoado, então estenda este presente para outros.
  10. 10. PESQUISAS SOBRE O PERDÃO Pesquisadores lançaram luz em diversas dimensões do perdão:  Como a propensão para perdoar se desenvolve através do tempo de vida;  Os traços de personalidade que são ligados ao perdão;  Os fatores sociais e psicológicos que influenciam o perdão;  As conexões de perdão com saúde e bem estar.
  11. 11. O perdão é um importante corretor para as tendências na direção de afastamento e vingança. Por milênios, as grandes tradições religiosas tem recomendado o perdão como: •Uma resposta com consequências de redenção para transgressores e suas vítimas; •Uma virtude humana que vale cultivar; •Uma forma de capital social que ajuda unidades sociais tais como o casamento, famílias e comunidades a se relacionar mais harmoniosamente. Psicólogos estão começando a lidar empíricamente com as diversas dimensões do perdão. Desenvolveram métodos para avaliar o perdão, acrescentando dados que apontam para o substrato do perdão no desenvolvimento, personalidade e interação social. Começaram a explorar a ligação potencial do perdão em relação à saúde e bem estar. E, investigaram a prometedora eficácia das intervenções clínicas e psicoeducacional para promover o perdão.
  12. 12. BIBLIOGRAFIA:  Cunha, Amélia Maria Morelli. Perdão.  Horne, Amanda. Perdão.  Mensagens de reflexão Perdoar – Pensador.  Pereira, Ronaud. Perdoar.  Sabaté, Lúcia Pou. Perdoar e esquecer.  VIA Survey: Forgiveness.  Wikipédia, a enciclopédia livre. Perdão.  Witvliet, Charlotte van Oyen. Compreendendo e relacionando perdão como altruísmo.  Witvliet,Charlotte van Oyen e McCullough,Michael. A Psicologia do Perdão.

×