Cosmética Talasso Termal
www.aguasdesaopedro.com
Tendências Cosméticas
• Marketing com apelo de sustentabilidade
• Produtos de origem natural (- aditivos ou
conservantes n...
Linhas Termais Fármaco-cosméticas
Declínio de produtos naturais na
indústria cosmética (Pharmacy&Biochemical/UK, 2008)
• Apesar das evidentes vantagens de s...
Podendo-se incluir:
1. Remoção da sujeira exterior e de
contaminantes.
2. Remoção da própria oleosidade endógena.
3. Remoç...
Agentes de limpeza têm diferentes e
bem definidas funções em condições
de peles saudáveis ou com dermatites,
expl.: acne, ...
Também costumam ser usados como dispositivos
terapêuticos e para tais finalidades costumam ser
adicionadas substâncias far...
Clinics in Dermatology, (14)1996
Uma das mais interessantes são as águas
minerais ou termais, devido às tradicionais
ações...
0,0001
0,001
0,01
0,1
1
10
100
1000µl solução/cm2/h
Acido Acetilssalecílico
Iodeto
Sulfato
Estrôncio
Cobalto
Prata
Arsenic...
INDICAÇÕES CRENOLÓGICAS DERMATOLÓGICAS - DNPM
Classificação Indicações
Ferrugionosas anemias, parasitoses, alergias e acne...
Atualmente no Brasil
• VIAFARAMA
• ADATINA
• LA VERTUAN
• BEL COL
• JEQUITI
• DEPIROLL
• KRERTZ
A pele humana tem a sua própria ação de limpeza
natural, resultante do fluxo de saída contínuo de
epidermopoiesis em célul...
Resultado da Solicitação
Assunto : 2700 - Notificação de Produto Grau 1 Nacional
Produto : ÁGUA THERMAL COSMÉTICA H2OS
Emp...
LAUDO E ENSAIOS H2OS
Nome do Produto Água Thermal Cosmética H2OS
Reg. MS no. Isento – Res. 343/05
Peso Molecular Não se ap...
Esterilização: pós-envase por ondas eletromagnéticascurtas.
Ref. Bibliográfica : o produto segue metodologia interna.
Arma...
FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO
• Seção 2 : Composiçãoe Informação sobre os ingredientes:
• Substanci...
FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO
• Seção 7 : Manuseio e Armazenamento :
• - Condições de Armazenamento...
• Seção 10 : Estabilidade e Reatividade:
• a) Estabilidade ...............................................:Deve ser mantid...
ASP – Águas de São Pedro /SP/BRA
UTILIDADES
• Loções aquosas e poder de fotoproteção
relacionada ao calor (= UV)
• + usos de produtos portáteis que tenham ...
H2OS- Diferenciais
• Preservative free e “mais frees”
• 100% natural
• Dermatologia comprovada
• Análises fisico-químicas ...
VANTAGENS
• ESTERILIZADA PÓS ENVASE
• TESTEMUNHAL
• Ph
• STD
• S
• TEMPO DE COLETA
• 100 NATURAL
• DO BRASIL
• MARCA H2OS ...
DESTAQUES MUNDIAIS
• Abrange todas classificações Crenológicas
• Sais complexos de Enxofre
• Bactérias sulfato redutoras
•...
Ativos = 8%
Água qsp – excipiente = 92%
+ Água Thermal = 100% ativo
Água Sulfurosa na melhora de
quadros de Psoríase – Pratzel,96
100 % natural
Vasto testemunhal
dermatológico
• Principais ações bioquímicas dermatológicas comprovadas
• * mineralizante, principalmente pelo elevado teor de sulfetos...
• AÇÕES BIOFISIOLÓGICAS DO ENXOFRE NOS TEGUMENTOS
• a) plástico, anabólico;
• b) dinâmico transportador do hidrogênio e d...
SULFUROSAS - 3
 PRINCIPAIS USOS DERMATOLOGICOS
• 1) Eczemas crônicos (tórpidos,secos, liquenificados,pruriginosos);
• 2) ...
Estudos Água Sulfurosa – ASP
Medicina USP/1937
• Aumenta produção de insulina (hormônio glicorregulador
com 48% de S)
• An...
Ph e Permeabilidade Cutânea
# PT UF MUNICIPIO FONTE B
1 417 SP TAUBATÉ Onsen Baln 4,850
2 16 SP ANHEMBI ASP 3,484
3 335 SP PRESIDENTE PRUDENTE Termas ...
O principal efeito biológico em usos terapêuticos
tópicos do boro contido nas águas termais ou
minerais está na renovação ...
# PT UF MUNICIPIO FONTE Br
1103 BA CIPÓ Jorrinho Cipó 74,900
2200 BA ITAPICURÚ Moriçoca 68,590
3103 BA CIPÓ Genésio Salles...
em uso externo, tem uma boa capacidade de
penetração em peles psoríaticas e notória
eficácia nestes tipos de tratamentos
d...
# PT UF MUNICIPIO FONTE Li
1
388 SC SÃO JOÃO DO SUL Querencia
3,110
2
63 GO CACHOEIRA DOURADA
Iate Termas Clube
Baln 1,700...
observada efetiva melhora na neurogênese e
capacidade antioxidante, medida pelos níveis
séricos de fator neurotrófico deri...
# PT UF MUNICIPIO FONTE V
1
359 PR SANTA HELENA VELHA Strassburger
0,135
2
170 SP IBIRÁ Carlos Gomes Baln
0,074
3
391 SP S...
interferindo em sistemas enzimáticos de
diferentes ATPases, proteínas kinases,
ribonucleases e fosfatases
Changes in the depth profile of water in the stratum corneum treated with water
Skin Research and Technology
Volume 15, Is...
Changes in the depth profile of water in the stratum corneum treated with water
Skin Research and Technology
Volume 15, Is...
Changes in the depth profile of water in the stratum corneum treated with water
Skin Research and Technology
Volume 15, Is...
Consecutive in vivo water
concentration profiles of the
stratum corneum measured at one
spot on the volar aspect of
the ar...
2007 Blackwell Publishing • Journal of
Cosmetic Dermatology,
• Results The intragroup analysis showed that pain was signif...
International Journal of
Dermatology 1999,
The waters were blind study on fourMSSWswith variousmineral
concentra- chosen f...
• Results After 5 min, all four waters induced a sensation of
freshness, irrespective of their mineral concentration. A mi...
Sensory analysis of skin comfort after application
of four MSSWs with various concentrations of minerals.
Error bars repre...
Argilas
Esfoliantes
Termais
4 Cores
ASP
Resultado da Solicitação
Assunto : 2700 - Notificação de Produto Grau 1 Nacional
Produto : ARGILA THERMAL COSMÉTICA VERDE ...
FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO
• Seção 2 : Composição e Informação sobre os ingredientes:
• Substanc...
PROPRIEDADES FÍSICAS E FÍSICO-QUÍMICAS (MOURÃO,72)
 Aspecto = massa homogênea, lisa, untuosa, plástica,
moldável, influên...
CARACTERÍSTICAS FÍSICAS RELEVANTES PARA FÁRMACO-
COSMÉTICOS
 TROCA LENTA E PRESERVAÇÃODE TEMPERATURA
 TATO = PLASTICIDAD...
FUNÇÕES COSMECÊUTICAS
 LIMPEZA MAIS PROFUNDA
 HIDRATAÇÃO E UMECTAÇÃO
 TONIFICAÇÃO e NUTRIÇÃO
 PROTEÇÃO
 EXFOLIAÇÃO – ...
ARGILAS COSMECÊUTICAS
ARGILA NEGRA (+Mat.Orgânica-húmica,
Enxôfre, Mg e Sais)
- + ácida, Oxigenante, Antinflamatória,
Fun...
ARGILA BRANCA (+ Caolin ou + Al)
- Ph neutro, Clareadora, Adsorve Melanina,
oxigenante, queratinizante, Peles sensíveis e...
A Argila Thermal Cosmética Verde – ASP é
um uma mistura exclusiva das argilas
selecionadas de cor verde, bentonita e
micro...
A Argila Thermal CosméticaDourada – ASP
é um uma mistura exclusiva das argilas
selecionadas de cor amarela, bentonitae
mic...
CUIDADOS
 COLETA, MANUSEIO E TRANSPORTE (sêca, Sol, assepcia, granulação
(esfoliação), Plasticidade, Adesividade, seleção...
ARGILAS – Benefícios Resumo
• Facilitam trocas:
– Osmóticas
– Iônicas
– Calóricas
– De outros ativos
• Clareadoras
• Anti-...
ARGILAS ESFOLIANTES THERMAIS -
ASP
• VANTAGENS & DIFERENCIAIS
– Esterelizadas pós envase
– Fontes Naturais do Brasil
– Jaz...
•
Principais cátioms dos minerais de argila
Principais cátions formadores de argilas
(Degens, 1965)
Ambiente
6
7
8
9
6
7
8...
Estruturas cristalinas
Snapshots of (A) Na+-smectite and (B) Mg2+-smectite (tetrahedral
substitution). In the pictures, Na = purple, O = red, H =...
Snapshots derived from the dissociation simulationsof 1st-shell water in Mg2+-smectite
(octahedral substitution).For the p...
Snapshot of the simulation box. Na+ ions are in blue, Cs+
in orange and Cl in pink. Clay Al atoms are in green, Si in yell...
Detail of the edge [010] structure.Si tetrahedra end with an
SiOH bond (top and bottom), whereas Al octahedra end either
w...
Classical model of the double layer.
A DFT molecular dynamics
simulation of a charged Pt(111)
slab with 3
water layers and one solvated
hydronium ion (dark blu...
Mass-resolved,field ion micrographs of protonatedwater clusters (H2O)mH+for water
ionization in dynamic layers at 180 K an...
Idealized model of two-step ionization/emission mechanism: (a) a water molecule in the field begins
to dissociate; (b) aft...
Structure of (a) cationic clay mineral sodium montmorillonite
intercalatedwith water and sodium ions and (b) anionic MgAl ...
Starting structure of model A−Mg2Al (see Table 1) which
consistsof an Mg2Al LDH surface with RNA sequence A. Atom colors:
...
(a) Final snapshot of model A−Mg2Al after 8 ns of production molecular dynamics simulation. Color scheme is the
same as in...
(a) Snapshot of RNA, sequence B in Table 1, interacting with divalent calcium ions, water, and a
montmorillonite mineral s...
Simulation snapshot depicting the inner-sphere complexes taking place.
Numerical values shown in black indicate the distan...
AGUA MÃE - ASP
• Água hipersalina (MARCA)
• Origem marinha - BRA
• 100% natural
• Seis vezes mais sais que a água
do mar
•...
COMPOSIÇÃO ÁGUA DO MAR (Mg/L)
Resíduoseco Cloro Sodio Sulfato Magnesio Calcio Potassio
Atlântico Norte 34.700 19.012 10.46...
“Água Mãe” - Cosmética
•
Eau Thalasso Cosmétique - Skincare & Bath SPA Sea Salt Water
ASP - Águas de São Pedro - SP - Bras...
FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO
• Seção 2 : Composição e Informaçãosobre os ingredientes:
• Substanci...
• - Efeitossobre o meio ambiente.......................: Por ser 100% natural, não tóxico e
inerte; o produto não traz dan...
Medicina Talássica ou Talassoterapia
• do grego thalassa (mar), segundo Mourão, 96; é a
utilização, para fins preventivos ...
www.accorthalassa.com
- A maior riqueza e diversidade do reino mineral em solução.
- Para fornecimento de sais minerais e oligoelementos em
quan...
Definição: Solução de sais que permanece após a
cristalização de cloreto de sódio da água do mar (Dicionário
digital de te...
• Propriedades: possui hipersalinidade, ou seja, sais totais dissolvidos (STD)
sob forma iônica e equilíbrio hidroquímico,...
Propriedades
• Auxilia no tratamento de Dermatites
• Tonificação
• Fornecimento de nutrientes (minerais e sais minerais)
•...
• Vantagens ÁGUA MÃE: além de maior
salinidade que a água marinha, apresenta
menor teor de NaCl (aprox. 60 %) em favor do
...
Vantagens
• É a mais completa e concentrada em Macro e
Oligoelementos, solução tônica natural.
• Propriedades similares a ...
• Propriedades dermatológicas em uso externo:
- Produz-se na superfície cutânea por osmose (mudança de substâncias em amba...
Ação
• Uma ionização livre, própria das soluções salinas, devido ao fato
de que os íons, não-entrelaçados com as substânci...
Ação cutânea em usos externo
• Produz na superfície cutânea, por osmose, uma
regeneração de elementos e película emoliente...
Usos: :
- Aplicação externa sobre a pele (natural ou diluída em água nas proporções entre 5 e 20
vezes) = Embebida em algo...
Usos
• Talassoterapia (insumo – RNT – base de marketing com
história e apelo natural).
• Soluções (líquidas) tônicas natur...
• Benefícios da Água do Mar (Almeida et al., UFPB/2004)
• -Regulação das funções orgânicas através do sistema
neuroendócri...
Indicações para Pele – Água do Mar
(Fac. de Farmácia da Universidadede Lisboa Dr. Eduardo A.F. Barata)
• Tratamento de Ecz...
• Talassoterapia: do grego thálassa (mar), segundo Mourão/1998;
é a utilização, para fins terapêuticos preventivos e curat...
Produtos correlatos:
• -Plasma de Quinton (isotônica)
• -Solução de Pasteur
• -Sal de Glauber
• -Sea Mist = água do mar em...
SALINIDADE
• Água do mar tem 300 vezes mais sais dissolvidos que a
média da água doce, as Águas Mães 1.800 vezes.
• As Águ...
Indicações para Pele – Água do Mar Morto
C-Products / Universal Labs Ltd.
Amenizar pele: seca, áspera, pálida, machucada e...
Mar Morto
Maior salina natural e de reconhecidas
propriedades terapêuticas
• DOCUMENTAÇÃO
• ESTUDOS CLÍNICOS
• REFERENCIA BIBLIOGRÁFICA
• MAFFEI, J. Águas Minerais de São Pedro. Instituto de Pesquisas Tecnológicas, São Paulo/BRA. 45 p. 1945.
• PUPO, J. A. Ág...
IMAGENS CUTIS
THE JUNCTIONS OF HUMAN
EPIDERMIS
THE JUNCTIONS OF HUMAN EPIDERMIS
Fig. 1 Epidermal differentiation. Lipidsare synthesized in the keratinocytes, stored in the lamellar bodies, and released ...
Figure 1 Light micrographof human breast skin. Stratum corneum (SC),
epidermis (E), dermis (D). H&amp;E. <ce:link id="lk00...
Figure 4 Transmission electron micrograph depicting the intercellular localization of a topically applied nanomaterial in
...
<img
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials

900 visualizações

Publicada em

Publicada em: Saúde
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
900
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Asp - Brazil Thalasso Thermal SPA Natural Cosmetic and Raw Materials

  1. 1. Cosmética Talasso Termal www.aguasdesaopedro.com
  2. 2. Tendências Cosméticas • Marketing com apelo de sustentabilidade • Produtos de origem natural (- aditivos ou conservantes naturais) • Fórmulas otimizando ativos e excipientes para melhor penetração, incorporação, distribuição, estabilidade e dosificação • Benefícios Dermatológicos (Cosmecêutica e “Skincare”) • Relações com a saúde como um todo (SPAs, Turismo Saúde e Estéticas) • “Watery & Fresh”
  3. 3. Linhas Termais Fármaco-cosméticas
  4. 4. Declínio de produtos naturais na indústria cosmética (Pharmacy&Biochemical/UK, 2008) • Apesar das evidentes vantagens de suas propriedades químicas atuantes sobre as moléculas menores. – Dificuldades aos acessos cada vez mais escassos e deteriorados – Elevado custo de suprimento – Complexidades químicas naturais – Dificuldade na constância e preservação das características originais analisadas – Custos de propriedades intelectuais x risco de outras ocorrências similares – Modismo e Marketing
  5. 5. Podendo-se incluir: 1. Remoção da sujeira exterior e de contaminantes. 2. Remoção da própria oleosidade endógena. 3. Remoção do suor endógeno. 4. Remoção de bactérias e de outros microorganismos. 5. Remoção de células do estrato córneo (esfoliação).
  6. 6. Agentes de limpeza têm diferentes e bem definidas funções em condições de peles saudáveis ou com dermatites, expl.: acne, eczema e psoríase.
  7. 7. Também costumam ser usados como dispositivos terapêuticos e para tais finalidades costumam ser adicionadas substâncias farmacoativas, como: clorexidina, polvidona iodo ou enxofre. Sabonetes são irritantes em diferentes proporções e por esta razão, pessoas com peles sensíveis ou diferentes dermatites podem ser aconselhadas a evitar seu uso; buscando outras alternativas.
  8. 8. Clinics in Dermatology, (14)1996 Uma das mais interessantes são as águas minerais ou termais, devido às tradicionais ações terapêuticas utilizadas nos SPAs onde ocorrem e a inexistência de contra- indicações ou possibilidade de irritações.
  9. 9. 0,0001 0,001 0,01 0,1 1 10 100 1000µl solução/cm2/h Acido Acetilssalecílico Iodeto Sulfato Estrôncio Cobalto Prata Arsenico Brometo Ferro II Selenio Cromo III Ferro III Cadmio Calcio Cloreto Potassio Sodio Borato Água H2S Radônio CO2 Permeabilidade cutânea de substâncias dissolvidas em água de banho (Pratzel e Schnizer, 1987) Água Etanol Cânfora Octanol
  10. 10. INDICAÇÕES CRENOLÓGICAS DERMATOLÓGICAS - DNPM Classificação Indicações Ferrugionosas anemias, parasitoses, alergias e acne juvenil; estimulam o apetite Carbogasosas Eficazes em banhos e melhor com O2 dissolvido. Boratadas Anti-sépticas (primeiros fármacos) Cloretadas sódicas Aliviam peles irritadas; obesidade, gastrite, diarréia Sulfurosas para reumatismos, doenças da pele, artrites e inflamações em geral Brometadas sedativas e tranquilizantes, combatem a insonia, nervosismo, desequilíbrios emocionais, epilepsia e histeria. Sulfatadas sódicas para prisão de ventre, colites e problemas hepáticos Cálcicas para casos de raquitismo e colite; consolidam fraturas e têm ação diurética. Reduz a sensibilidade em casos de asma, bronquites, eczemas e dermatoses Silicatadas Efeitos sedantes, anti-inflamatórios e suavizantes Alcalinas diminuem a acidez estomacal e são boas hidratantes para a pele Ácidas regularizam o pH da pele Carbônicas hidratam a pele e reduzem o apetite Sulfatadas atuam como antiinflamatório e antitóxico Litinadas Tranqüiliza, tratamento de doenças mentais e dependências drogas Oligominerais radioativas higienizam a pele, diurese, intoxicações hepáticas, ácido úrico, inflamações das vias urinárias, alergias e estafa
  11. 11. Atualmente no Brasil • VIAFARAMA • ADATINA • LA VERTUAN • BEL COL • JEQUITI • DEPIROLL • KRERTZ
  12. 12. A pele humana tem a sua própria ação de limpeza natural, resultante do fluxo de saída contínuo de epidermopoiesis em células epidérmicas. A oleosidade natural tem propriedades antibacterianas emolientes e suavizantes. A limpeza da pele, no entanto, é considerada necessária, mesmo se os objetivos são diferentes destes, de acordo com as circunstâncias.
  13. 13. Resultado da Solicitação Assunto : 2700 - Notificação de Produto Grau 1 Nacional Produto : ÁGUA THERMAL COSMÉTICA H2OS Empresa : 00.700.191/0001-02 - C & R IND COM COSMETICOS LTDA Processo : 25351.126383/2004-28 Área : Cosméticos Situação : Notificação Aceita Data da Notificação : 13/12/2004 Apresentação Tonalidade Código / Descrição Ean TUBO DE ALUMINIO + PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA 7898907872010 / Água thermal cosmética h2os 80ml SACO ALUMINIZADO + PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA 7898907872027 / ÁGUA THERMAL COSMÉTICA H2OS 220 ml FRASCO PET + PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA 7898907872041 / água thermal cosmética h2os 500 ml FRASCO DE PLASTICO COM VALVULA DOSADORA + CAIXA DE CARTOLINA Petições Expediente Data Transação Assunto Situação 645912069 03/12/2006 7471592006 2703 - Notificação de Atualização de Produto Grau 1 Nacional Produto Notificado
  14. 14. LAUDO E ENSAIOS H2OS Nome do Produto Água Thermal Cosmética H2OS Reg. MS no. Isento – Res. 343/05 Peso Molecular Não se aplica INCI Water / Aqua TESTES ESPECIFICAÇÕES RESULTADOS Volume total do lote 200 litros De acordo Embalagem Bombonas plásticas de 50 litros De acordo Aspecto Líquido límpido, transparente, homogêneo, eventualmente apresentando pequenos pontos escuros betuminosos que precipitam sob repouso. De acordo Cor (Visual) Incolor a levemente amarelado De acordo Odor Levemente sulfuroso De acordo Consistência Líquido De acordo pH (25 oC) 8.5 – 9.0 (natureza alcalina) 8.45 Peso Específico (20 oC) 0,995 – 1,005 1,0039
  15. 15. Esterilização: pós-envase por ondas eletromagnéticascurtas. Ref. Bibliográfica : o produto segue metodologia interna. Armazenamento: manter hermeticamentefechado, ao abrigo da luz e calor. Testes Especificações Resultados Volume total do lote 250 litros De acordo Aspecto Líquido límpido, transparente, homogêneo De acordo Cor (Visual ) Incolor a levemente amarelado De acordo Odor Levemente sulfuroso De acordo Consistência Líquido De acordo pH (25 º C ) 8,5 – 9,0 (antes esterilização) 8,5 Condutividade µS/cm 5320 De acordo Peso específico ( 20 º C ) 0,995 – 1,005 1,0048
  16. 16. FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO • Seção 2 : Composiçãoe Informação sobre os ingredientes: • Substancia: • Nome Químico...................: Água – H2O. • Família Química ................: Água Mineral Alcalina Bicarbonatada, Sulfatada, Cloretada, Litinada, Fluoretada e Boratada; de resíduo alto. • INCI Name ........................:Aqua/Water.
  17. 17. FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO • Seção 7 : Manuseio e Armazenamento : • - Condições de Armazenamento .......................: Estocar em área coberta, seca, sob temperaturas de 24ºC aproximadamente e na embalagem original fechada e protegida da luz. • Seção 8 : Controle de Exposição e Proteção Individual : • - Parâmetro para controle .........: Não necessita controle ou proteção especial. • - Limites permissíveis ponderados (LLP) e absoluto (LPA)..............: Não há referências. • - Proteção respiratória .....................................: Normal. • - Luvas de proteção..........................................: Normal. • - Outros equipamentos de proteção.................: Lava olhos e chuveiro de emergência. • - Ventilação ......................................................: Normal. • Seção 9 :Propriedades Físico – Químicas : • - Aspecto .........................................................: Líquido. • - Cor ................................................................: Incolor. • - pH 100% .......................................................: 8.5 • - Densidade .....................................................: 1.00080 • - Índice de Refração ........................................: 1,33322
  18. 18. • Seção 10 : Estabilidade e Reatividade: • a) Estabilidade ...............................................:Deve ser mantido a temperatura de 24ºC e na embalagem original fechada e ao abrigo luz. • b) Condições a serem evitadas ......................:Diferentes das condições mencionadas no item anterior. • c) Produtos perigosos da decomposição ........:Não ocorrerá formação de produtos perigosos na decomposição desde que as condições requeridas de manuseio e armazenamento sejam obedecidas. • d) Riscos de polimerização..............................:Não ocorre. • e) Hidrólise ......................................................:Não ocorre. • Seção 11 : Informações Toxicológicas : • - Tóxica aguda..................................................:Não há referência. • - Toxidade crônica ou de longo prazo..............:Não há referência. • - Efeitos locais..................................................:Não há referência. • - Sensibilização alergênica...............................:O produto apresenta perfeita tolerância cutânea. • Seção 12 : Informações Ecológicas : - Instabilidade ..................................................:Não há referência. - Persistência / Degradabilidade.......................:Dados não avaliados. - Bio – acumulação ..........................................:Dados não avaliados. - Efeitos sobre o meio ambiente..........:Por ser 100% natural, não tóxico e inerte; o produto não traz danos ao meio ambiente rural e urbano. • Seção 13 : Considerações sobre Tratamento e Disposição : • - Método de eliminação do produto e resíduo............:Secagem simples e lixo seletivo. • - Eliminação de envase/embalagens contaminadas.: Depósito reciclável para metais. • Seção 14: Informações sobre Transporte: • - Classificação.................................................:Não classificado no RID/ADR-ADNR-IMDG-CAO/IATA DGR. • - ONU Number................................................:Não especificado. • Seção 15 : Regulamentações : • - Produto não classificado como material perigoso pela Legislação. • - Produto Notificado ANVISA, como Cosmético de Grau 1 Nacional: 25351.126383/2004-28 • Seção 16 : Outras Informações: • - O produto é um composto de água natural, inerte e atóxica. • Seção 17: Vida útil: • - O produto possui validade de 12 meses a partir da data da fabricação.
  19. 19. ASP – Águas de São Pedro /SP/BRA
  20. 20. UTILIDADES • Loções aquosas e poder de fotoproteção relacionada ao calor (= UV) • + usos de produtos portáteis que tenham relação em limpeza, hidratação, refrescância (circulação periférica) e tonificação • Profissionais de salões de beleza, estética, SPA, fisioterapêutas, podologia, fitness...
  21. 21. H2OS- Diferenciais • Preservative free e “mais frees” • 100% natural • Dermatologia comprovada • Análises fisico-químicas e microbiológicas • Coleta e envase especial de Fonte Hidromineral
  22. 22. VANTAGENS • ESTERILIZADA PÓS ENVASE • TESTEMUNHAL • Ph • STD • S • TEMPO DE COLETA • 100 NATURAL • DO BRASIL • MARCA H2OS E FAMA ASP
  23. 23. DESTAQUES MUNDIAIS • Abrange todas classificações Crenológicas • Sais complexos de Enxofre • Bactérias sulfato redutoras • Gás sulfídrico • pH alcalino • Diversidade de sais minerais • Oligoelementos à cosmética ortomolecular • Matéria orgânica coloidal
  24. 24. Ativos = 8% Água qsp – excipiente = 92%
  25. 25. + Água Thermal = 100% ativo
  26. 26. Água Sulfurosa na melhora de quadros de Psoríase – Pratzel,96 100 % natural Vasto testemunhal dermatológico
  27. 27. • Principais ações bioquímicas dermatológicas comprovadas • * mineralizante, principalmente pelo elevado teor de sulfetos; • * absorção transcutâneado H2S; • * substituinte- fornecendo enxofre à queratinae as cartilagens, • * dessensibilizante - modifica o estado reacional da pele, atenuando ou suprimindo o comportarnento do organismo em face de agentes desencadeadores; • * antitóxicas e de estimulação metabólica; • * anti-sépticas e antiparasitáriasdevido ao elevado teor de H2S. Fontes: U.S. NATIONAL LIBRARY OF MEDICINE - 2001; MEDICINA HIDROLÓGICA / Mourão - 1971; ABINAM - 2000 SULFUROSAS - 1
  28. 28. • AÇÕES BIOFISIOLÓGICAS DO ENXOFRE NOS TEGUMENTOS • a) plástico, anabólico; • b) dinâmico transportador do hidrogênio e do oxigênio; • c) antitóxico por sulfoconjugação; • d) trófico pela função glicogênica nos sistemas reticuloendotelial, endócrino e arterial; • e) antialérgico para a pele e mucosas; • f) anti-séptico por ser microbicida e parasiticida; • g) antiescleroso agindo nos tecidos conjuntivos, fibrosos e arteriais. SULFUROSAS - 2
  29. 29. SULFUROSAS - 3  PRINCIPAIS USOS DERMATOLOGICOS • 1) Eczemas crônicos (tórpidos,secos, liquenificados,pruriginosos); • 2) Eczema atópico ou neurodermatite disseminada; • 3) Eczemas ocasionais(alérgicos e não alérgicos); • 4) Eczema e úlcera de estase; • 5) Dermatite seborréicanas suas várias formas clínicas; • 6) Seborréia do couro-cabeludo e fluente facial; • 7) Acne e rosácea; • 8) Eritrodermia persistente; • 9) Dermatoses alegortóxicas(intoxicaçõesgerais); • 10) Dermatosesfototóxicase outrosestadosde sensibilidade; • 11) Pruridos (autotóxico,mneumonômico,senil e anogenital); • 12) Seqüelas de tromboflebite; • 13) Psoríase.
  30. 30. Estudos Água Sulfurosa – ASP Medicina USP/1937 • Aumenta produção de insulina (hormônio glicorregulador com 48% de S) • Antifloguística, antialérgica e reparadora do enxôfre nas cartilagens articulares (Artrite) • Acelera fenômenos de nutrição geral • Efeito revulsivo, dissolvente e diurético (elimina cristais de Urato = reumatismo • Ativa fermentos amilolítico, tríptico e lipolítico (regulariza processo digestivo) • Auxiliam em desintoxicação por albuminatos metálicos (Hg e Bi)...
  31. 31. Ph e Permeabilidade Cutânea
  32. 32. # PT UF MUNICIPIO FONTE B 1 417 SP TAUBATÉ Onsen Baln 4,850 2 16 SP ANHEMBI ASP 3,484 3 335 SP PRESIDENTE PRUDENTE Termas de Prudente 2,230 4 5 SP AGUAS DE SÃO PEDRO Juventude Baln 1,925 5 7 SC ÁGUAS MORNAS Hotel Aguas Mornas 1,640 6 185 SC ITÁ Itá Thermas 1,640 7 214 AL JARAMATAIA Campestre 1,390 8 200 BA ITAPICURÚ Moriçoca 1,325
  33. 33. O principal efeito biológico em usos terapêuticos tópicos do boro contido nas águas termais ou minerais está na renovação celular e cicatrização de feridas (Nunes e Tamura, 2012). Mas também se observam alterações nas funções cognitivas e benefícios oftalmológicos neste tipo de aplicação externa (Benderdour et al., 1998).
  34. 34. # PT UF MUNICIPIO FONTE Br 1103 BA CIPÓ Jorrinho Cipó 74,900 2200 BA ITAPICURÚ Moriçoca 68,590 3103 BA CIPÓ Genésio Salles Baln 57,040 4103 BA CIPÓ Pau Ferro 48,710 5388 SC SÃO JOÃO DO SUL Querencia 41,440 6269 MS NHECOLANDIA Lagos 32,000 7103 BA CIPÓ Prado Valadares Font 16,500 8 16 SP ANHEMBI ASP 6,600 9 5 SP AGUAS DE SÃO PEDRO Juventude Baln 4,600
  35. 35. em uso externo, tem uma boa capacidade de penetração em peles psoríaticas e notória eficácia nestes tipos de tratamentos dermatológicos (Al Dulaymie et al., 2011)
  36. 36. # PT UF MUNICIPIO FONTE Li 1 388 SC SÃO JOÃO DO SUL Querencia 3,110 2 63 GO CACHOEIRA DOURADA Iate Termas Clube Baln 1,700 3 16 SP ANHEMBI ASP 1,437 4319 SP PIRATININGA Termas Piratininga 1,090
  37. 37. observada efetiva melhora na neurogênese e capacidade antioxidante, medida pelos níveis séricos de fator neurotrófico derivado do cérebro e marcadores de estresse oxidativo; além de mudanças auto relatadas no humor, cognição e bem-estar (Lam, 2012).
  38. 38. # PT UF MUNICIPIO FONTE V 1 359 PR SANTA HELENA VELHA Strassburger 0,135 2 170 SP IBIRÁ Carlos Gomes Baln 0,074 3 391 SP SÃO JOSÉ DO RIO PRETO Thermas Rio Preto 0,070 4 94 RS CATUÍPE Santa Tereza 0,040 5 278 RS NOVA PRATA Santa Barbara PqAq 0,040 6 214 AL JARAMATAIA Campestre 0,027 7 5 SP AGUAS DE SÃO PEDRO Juventude Baln 0,020 8 16 SP ANHEMBI ASP 0,020
  39. 39. interferindo em sistemas enzimáticos de diferentes ATPases, proteínas kinases, ribonucleases e fosfatases
  40. 40. Changes in the depth profile of water in the stratum corneum treated with water Skin Research and Technology Volume 15, Issue 2, pages 242-249,11 MAR 2009 DOI: 10.1111/j.1600-0846.2009.00362.x http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1600-0846.2009.00362.x/full#f2
  41. 41. Changes in the depth profile of water in the stratum corneum treated with water Skin Research and Technology Volume 15, Issue 2, pages 242-249,11 MAR 2009 DOI: 10.1111/j.1600-0846.2009.00362.x http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1600-0846.2009.00362.x/full#f5
  42. 42. Changes in the depth profile of water in the stratum corneum treated with water Skin Research and Technology Volume 15, Issue 2, pages 242-249,11 MAR 2009 DOI: 10.1111/j.1600-0846.2009.00362.x http://onlinelibrary.wiley.com/doi/10.1111/j.1600-0846.2009.00362.x/full#f8
  43. 43. Consecutive in vivo water concentration profiles of the stratum corneum measured at one spot on the volar aspect of the arm: (°) from the skin surface towards the viable epidermis; (?) from the viable epidermis to the skin surface. Experimental conditions: signal collection time; 3 s per data point; step size; 2 mm; laser power, 100 mW; excitation wavelength, 720 nm.
  44. 44. 2007 Blackwell Publishing • Journal of Cosmetic Dermatology, • Results The intragroup analysis showed that pain was significantly reduced by ATSW • spraying at days 2, 4, and 7. The evaluation by patients showed that only ATSW alleviates • pain from day 3 to day 6. The between-group analysis revealed that pruritus was significantly • reduced by ATSW at day 7. Erythema, stinging, and tightening were not significantly • reduced by both waters. Patients wished to continue using ATSW in 83% of cases. • Conclusion This comparativeclinical trial demonstrates that ATSW, a low mineral • content spring water, can be useful after ALA-PDT in reducing postprocedure cutaneous • inflammationand patient discomfort better than a high mineral content spring water.
  45. 45. International Journal of Dermatology 1999, The waters were blind study on fourMSSWswith variousmineral concentra- chosen for their use in dermatology and their increasing tions, using a sensory analysis method. mineral content, as follows: 0.2 g/L (AveÁne Laboratories, Boulogne, France), 0.45 g/L (La Roche Posay Laboratories, Subjects and methods La Roche Posay, France), 5 g/L (Vichy Laboratories, Vichy, France), and 11 g/L (Uriage Laboratories, Uriage, France).
  46. 46. • Results After 5 min, all four waters induced a sensation of freshness, irrespective of their mineral concentration. A mild stinging was also perceived with all four waters, with a magnitude that was dependent on the mineral density. After 10 min, softness, suppleness, and skin comfort were the prominent features induced by the waters, but the lower the mineral content, the greater these perceptions. Statistically significant differences were demonstrated between the 0.2 g/L group and the 5 and 11 g/L groups for stinging • (P 5 0.0001), softness and suppleness (P , 0.05), and skin comfort (P 5 0.006) after 10 min. • Conclusions Our results indicate that the sensory effects provided by MSSWs when topically applied depend on their mineral concentration.
  47. 47. Sensory analysis of skin comfort after application of four MSSWs with various concentrations of minerals. Error bars represent the SEM of the change from baseline in the treatment groups.
  48. 48. Argilas Esfoliantes Termais 4 Cores ASP
  49. 49. Resultado da Solicitação Assunto : 2700 - Notificação de Produto Grau 1 Nacional Produto : ARGILA THERMAL COSMÉTICA VERDE ASP Empresa : 00.700.191/0001-02 - C & R IND COM COSMETICOS LTDA Processo : 25351.045655/2007-32 Área : Cosméticos Situação : Produto Notificado Data da Notificação : 31/01/2007 00:08:03 Apresentação Tonalidade Código / Descrição Ean TUBO DE PAPEL/PAPELÃO + PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA 7898907872188 / ean ucc - 13 digitos SACO ALUMINIZADO + PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA 7898907872201 / ean ucc - 13 digitos Resultado da Solicitação Assunto : 245 - Notificação de Produto Grau de Risco 1 Produto : ARGILA THERMAL COSMÉTICA ASP Empresa : 00.700.191/0001-02 - C & R IND COM COSMETICOS LTDA Processo : 25351.268148/2005-11 Área : Cosméticos Situação : Notificação Aceita Data da Notificação : 5/10/2005 Apresentação Tonalidade Embalagem 1 - ENVELOPE DE ALUMINIO + PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA ENVELOPE DE ALUMINIO - PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA 2 - POTE DE PLASTICO + PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA POTE DE PLASTICO - PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA 3 - PAPELAO + PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA PAPELAO - PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA 4 - POTE VIDRO + PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA POTE VIDRO - PRODUTO SOMENTE CONTEM EMBALAGEM PRIMARIA
  50. 50. FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO • Seção 2 : Composição e Informação sobre os ingredientes: • Substancia: • Nome Químico...................: Não aplicável. • Família Química ................: Complexo de minerais e argilominerais naturais. • INCI Name ........................: Kaolin, Bentonite,Silica. (Montmorilonite) Seção 9 :Propriedades Físico – Químicas : - Aspecto .........................................................: Pó mineral. - Cor ................................................................: Branca. - pH 100% .......................................................: 6.72 - Densidade .....................................................: 2.6 - Índice de Refração ........................................: 1,58 Seção 15 : Regulamentações : - Produto não classificado como material perigoso pela Legislação. - Produto Notificado ANVISA, como Cosmético de Grau 1 Nacional: 25351.045656/2007-87 Seção 16 : Outras Informações: - O produto é um composto de minerais e argilominerais naturais, inertes e atóxicos. Seção 17: Vida útil: - O produto possui validade de 24 meses a partir da data da fabricação.
  51. 51. PROPRIEDADES FÍSICAS E FÍSICO-QUÍMICAS (MOURÃO,72)  Aspecto = massa homogênea, lisa, untuosa, plástica, moldável, influência da maturação, pH, Eh, oC, Ra ...  Microscopicamente heterogêneo, suspensão coloidal (dispersam, mas não dissolvem) = gera plasticidade, condução de calor e líquidos = ideal 70% dos grãos diâm. – de 0,002 mm.  Retenção de calor (esfria + lento que H2O), com plancton = 20 vezes mais lento, suporta-se até 48oC e banhos até 42oC.  Má Condutibilidade elétrica = mineralização fase líquida  Absorção de água e Elasticidade = estrutura coloidal + água contida + conteúdo iônico = armazena umidade  Viscosidade = tensão da água na lama e influencia = concentração iônica, concentração orgânicos e gases
  52. 52. CARACTERÍSTICAS FÍSICAS RELEVANTES PARA FÁRMACO- COSMÉTICOS  TROCA LENTA E PRESERVAÇÃODE TEMPERATURA  TATO = PLASTICIDADE, VISCOSIDADE, GEL, CREMOSIDADE, UMIDIFICAÇÃO, SEDOSIDADE, FRESCOR.  EXFOLIAÇÃO  EMULSÃO EM SUSPENSÃO  PREÇO /KG  ADSORÇÃO E INTUMESCÊNCIA (INCHAR)  PIGMENTAÇÃO E ASPECTO VISUAL  ARMAZENA UMIDADE COM COLÓIDES (Ativos)  FACILITA TROCAS IÔNICAS (Transmissão e veiculação maior que osmóticas para pele e sangue)  CAREAÇÃO E REAÇÕES DOS/ENTRE ATIVOS (CATALIZADORES)
  53. 53. FUNÇÕES COSMECÊUTICAS  LIMPEZA MAIS PROFUNDA  HIDRATAÇÃO E UMECTAÇÃO  TONIFICAÇÃO e NUTRIÇÃO  PROTEÇÃO  EXFOLIAÇÃO – MICROABRASÃO – “PEELING”  EMOLIÊNCIA E ADSTRINGÊNCIA (tira gordura e fecha poros)  FRESCOR E ESTÍMULO A CIRCULAÇÃO  FORTALECE A TENSÃO DA PELE E MUSCULATURA  SECATIVO  ACALMAR/ALIVIAR  DEPURAÇÃO, DESCONGESTÃO E DESODORIZAÇÃO  ABSORÇÃO DE OLEOSIDADE CUTÂNEA  REGENERAR/REJUNEVESCER
  54. 54. ARGILAS COSMECÊUTICAS ARGILA NEGRA (+Mat.Orgânica-húmica, Enxôfre, Mg e Sais) - + ácida, Oxigenante, Antinflamatória, Fungicida, Cicatrizante, Dermatites (Fango). * anti oleosidade, seborréia, capilar, acne ARGILA VERDE (Mont.Complexa, +Si, Mg, Fe2, -Al) - Anti-Oleosidade e Acne, Tonificante, Emoliente, Secativa, Tensora, Oxigenante, Revitalizante e Estimulante da Circulação Sanguínea e Linfática. * Tonificante, revitalizante
  55. 55. ARGILA BRANCA (+ Caolin ou + Al) - Ph neutro, Clareadora, Adsorve Melanina, oxigenante, queratinizante, Peles sensíveis e secas. * Peles sensíveis e/ou secas, clareadoras ARGILA DOURADA (+Bentonita, +Ti) - Absorção Cutânea, Bactericida, Hidratante,Edemas, Adstringente, Desintoxicante, Nutriente, ativa circulação, tensora, hidrata, ioniza, adstringente * Todos tipos de peles, hidratantes, extensoras ARGILAS COSMECÊUTICAS
  56. 56. A Argila Thermal Cosmética Verde – ASP é um uma mistura exclusiva das argilas selecionadas de cor verde, bentonita e micro cristais esfoliantesde quartzo equigranular arredondado. Sua composição é basicamentesilicatode alumínio rico em Macrominerais (Fe, Ca, K, Mg) e Oligoelementos.São Indicadas na preparação de máscaras: facial, corporal e capilar; em uso pessoal ou profissionaisde estética e SPAs. Possuem ação esfoliante, absorvente,ativadora, revitalizante, refrescante,revigorante,hidratantee tonificante,proporcionando uma incrível sensação de equilíbrio e bem-estar imediato.Especialmenteindicada para peles normais e com oleosidade. A Argila ThermalCosmética Negra – ASP é um uma mistura exclusiva das argilas selecionadas de cor preta,bentonita e micro cristais esfoliantes de quartzo equigranular arredondado. Sua composição é basicamentesilicato de alumínio rico em Macrominerais e Oligoelementos (Ti, C). São Indicadas na preparaçãode máscaras:facial, corporal e capilar; em uso pessoal ou profissionais de estética e SPAs. Possuem ação esfoliante, absorvente,refrescante,ativadora, revitalizante, revigorante, hidratantee tonificante, proporcionando uma incrível sensação de equilíbrio e bem-estar imediato. Especialmenteindicada para peles com excesso de oleosidade.
  57. 57. A Argila Thermal CosméticaDourada – ASP é um uma mistura exclusiva das argilas selecionadas de cor amarela, bentonitae micro cristais esfoliantesde quartzo equigranular arredondado. Sua composição é basicamentesilicatode alumínio rico em Macrominerais e Oligoelementos (Ti, Fe). São Indicadas na preparação de máscaras: facial, corporal e capilar; em uso pessoal ou profissionaisde estética e SPAs. Possuem ação esfoliante, absorvente,refrescante,ativadora, revitalizante,revigorante,hidratante e tonificante,proporcionando uma incrível sensação de equilíbrio e bem-estar imediato.Especialmenteindicada para peles secas e desidratadas. A Argila Thermal Cosmética Branca – ASP é um uma mistura exclusiva das argilas selecionadas de cor branca, bentonitae micro cristais esfoliantesde quartzo equigranular arredondado. Sua composição é basicamentesilicatode alumínio rico em Macrominerais (Ca) e Oligoelementos.São Indicadas na preparação de máscaras: facial, corporal e capilar; em uso pessoal ou profissionaisde estética e SPAs. Possuem ação esfoliante, absorvente,refrescante,ativadora, revitalizante,revigorante, hidratantee tonificante,proporcionando uma incrível sensação de equilíbrio e bem-estar imediato, benéficosao cotidiano da pele.
  58. 58. CUIDADOS  COLETA, MANUSEIO E TRANSPORTE (sêca, Sol, assepcia, granulação (esfoliação), Plasticidade, Adesividade, seleção por mineralogia, sem metais, magnetismo, água conata anaeróbica=Fango,...)  CONTRA-INDICAÇÕES (refeições, tempo de aplicação, desidratação, pele seca, panturrilha/pressão, abdome/menstruação/gestante, ferida aberta/assepcia ok, reutilização não,...)  EMBALAGENS (vidro, papelão, barro, PET ou madeira)  PARÂMETROS LEGAIS (Ministérios da Saúde – ANVISA e das Minas e Energia - DNPM)
  59. 59. ARGILAS – Benefícios Resumo • Facilitam trocas: – Osmóticas – Iônicas – Calóricas – De outros ativos • Clareadoras • Anti-oleosidade • Hidratantes • Extensoras • Esfoliantes
  60. 60. ARGILAS ESFOLIANTES THERMAIS - ASP • VANTAGENS & DIFERENCIAIS – Esterelizadas pós envase – Fontes Naturais do Brasil – Jazidas e argilominerais selecionados – Seleção granulométrica – Esfoliante cosmético natural mineral – Adição de Bentonitas (as argilas “mágicas) – Cores de acordo com argilominerais indicados a diferentes usos ou peles
  61. 61. • Principais cátioms dos minerais de argila Principais cátions formadores de argilas (Degens, 1965) Ambiente 6 7 8 9 6 7 8 9 Argilominerais e Ambiência Geoquimica
  62. 62. Estruturas cristalinas
  63. 63. Snapshots of (A) Na+-smectite and (B) Mg2+-smectite (tetrahedral substitution). In the pictures, Na = purple, O = red, H = white, Si = yellow, Al = light purple and Mg = green.
  64. 64. Snapshots derived from the dissociation simulationsof 1st-shell water in Mg2+-smectite (octahedral substitution).For the purpose of clarity, the other water molecules are removed. (A) CN = 1.8, (B) CN = 1.5, and (C) CN = 1.2. In the pictures,O = red, H = white, Si = yellow, Al = light purple and Mg = green. The white numbers denote the bonds between the leaving proton and the accepting oxygen, the blue numbers indicatethe bonds between the leaving proton and the donating oxygen.
  65. 65. Snapshot of the simulation box. Na+ ions are in blue, Cs+ in orange and Cl in pink. Clay Al atoms are in green, Si in yellow, O in red and H in white. Water molecules are in gray.
  66. 66. Detail of the edge [010] structure.Si tetrahedra end with an SiOH bond (top and bottom), whereas Al octahedra end either with AlOH (top) or AlOH2 (bottom) sites.
  67. 67. Classical model of the double layer.
  68. 68. A DFT molecular dynamics simulation of a charged Pt(111) slab with 3 water layers and one solvated hydronium ion (dark blue/orange) per unit cell. The electrode potential was averaged parallel to the surface over 30 frames, picked randomly along a 3 ps trajectory, obtained after equilibration at room temperature. The field profile is a differentiation of the potential profile. Figure adapted from Rossmeisl et al.
  69. 69. Mass-resolved,field ion micrographs of protonatedwater clusters (H2O)mH+for water ionization in dynamic layers at 180 K and 230 K. A 10 s exposure was used for all water ionization micrographs. The partial pressure of water was 5 106 Torr for (a– h). Image (i) is a FIM image of the clean Pt tip. Table 2 lists cluster sizes, fields,and temperatures for each image.
  70. 70. Idealized model of two-step ionization/emission mechanism: (a) a water molecule in the field begins to dissociate; (b) after dissociation, the hydroxyl moves to the tip surface to discharge, and the solvated proton moves to the vacuum interface for emission if the field is strong enough; (c) after emission, a region is created with a decreased local radius of curvature resulting in a higher local probability of dissociation due to field enhancement.
  71. 71. Structure of (a) cationic clay mineral sodium montmorillonite intercalatedwith water and sodium ions and (b) anionic MgAl layered double hydroxide intercalatedwith water and chloride ions. The color scheme is O (red), Si (orange), Cl (green),Na (brown), H (white),Mg (pink), and Al (light green). Blue dashed lines indicateperiodic cell boundaries.
  72. 72. Starting structure of model A−Mg2Al (see Table 1) which consistsof an Mg2Al LDH surface with RNA sequence A. Atom colors: O (red), H (white),N (blue), P (orange), Al (silver),Mg (light green), and Cl (dark green). Water molecules have been hidden to increase clarity. Periodic boundaries are imposed in xyz direction.
  73. 73. (a) Final snapshot of model A−Mg2Al after 8 ns of production molecular dynamics simulation. Color scheme is the same as in Figure 2. The visualization shows the RNA interacting strongly with an Mg2Al LDH surface through the phosphate groups, leaving the hydrophobic base groups exposed to the aqueous region. (b) Schematic diagram displaying the orientation that the RNA adopts when interacting with the LDH surface, shown from simulation in panel a.
  74. 74. (a) Snapshot of RNA, sequence B in Table 1, interacting with divalent calcium ions, water, and a montmorillonite mineral surface after 30 ns of MD simulation. (b) Closeup of the folded RNA secondary structural motif in panel a. Free energies indicate that panel b is a fold along the folding pathway to the native stem−loop secondary structure. The folded RNA structure is taken from our previous study.15
  75. 75. Simulation snapshot depicting the inner-sphere complexes taking place. Numerical values shown in black indicate the distance between interaction donors and acceptors in angstroms. Color scheme: O (red), H (white), P (gold), C (gray), N (dark blue), Mg (light blue) and Al (pink).
  76. 76. AGUA MÃE - ASP • Água hipersalina (MARCA) • Origem marinha - BRA • 100% natural • Seis vezes mais sais que a água do mar • Contem mais de 80 elementos da tabela periódica • e em maior proporção que a água do mar e sal mineral (menor proporção de NaCl) • Equilíbrio hidroquímico sob a forma iônica
  77. 77. COMPOSIÇÃO ÁGUA DO MAR (Mg/L) Resíduoseco Cloro Sodio Sulfato Magnesio Calcio Potassio Atlântico Norte 34.700 19.012 10.464 2.446 1.273 468 725 Atlântico Sul 35.700 19.460 11.081 Mediterrâneo 37.700 20.527 11.706 2.943 1.310 441 264 Pacífico 34.700 18.950 10.262 2.786 1.315 471 603 MÉDIA 35.700 19.487 10.878 2.688 1.213 459 588
  78. 78. “Água Mãe” - Cosmética • Eau Thalasso Cosmétique - Skincare & Bath SPA Sea Salt Water ASP - Águas de São Pedro - SP - Brasil • Cont.: 5.000 ML, 1.000 ml, 500 ml, 500 ml luxo, 100 ml e 80 ml. • Verso Comp./”ingredients”: Maris Aqua, Maris Sal, Aqua. Água Hipersalina “Sea Salt Water” • “Use richest natural minerals solution” “Preservative, fragrance & aditive FREE - SOFT” 100% NATURAL - Esterilizada pós envase • Remineraliza, Revigora e Tonifica “Skin conditioning, nutrient, tonify, revitalizing, moisturizing & energizing” • Modo de Usar / How to Use: Aplicar diretamente ou diluída sobre a pele ou no preparo de Soluções, Banhos e Máscaras Cosméticas.
  79. 79. FISPQ - FICHA DE INFORMAÇÕES DE SEGURANÇA DE PRODUTO • Seção 2 : Composição e Informaçãosobre os ingredientes: • Substancia: • Nome Químico...................: Água Hipersalina. • Família Química ...............: Água Marinha Mineral Complexa de resíduo muito alto. • INCI Name ........................: Aqua Maris/Sea Water. Seção 9 :Propriedades Físico – Químicas : - Aspecto .........................................................:Líquido. - Cor ................................................................:Incolor. - pH 100% .......................................................: 7.1 - Densidade .....................................................:1.360 - Índice de Refração ........................................:1,43322
  80. 80. • - Efeitossobre o meio ambiente.......................: Por ser 100% natural, não tóxico e inerte; o produto não traz danos ao meio ambiente rural e urbano. • Seção 15 : Regulamentações: - Produto não classificado como material perigoso pela Legislação. - Produto Notificado ANVISA,como Cosmético de Grau 1 Nacional: 7898907872232 • Seção 16 : Outras Informações: - O produto é um composto de água marinha hipersalina natural, inerte e atóxica. • Seção 17: Vida útil: - O produto possui validade de 12 meses a partir da data da fabricação.
  81. 81. Medicina Talássica ou Talassoterapia • do grego thalassa (mar), segundo Mourão, 96; é a utilização, para fins preventivos e curativos dos banhos de mar e do clima marinho, conjugados com outros agentes naturais Os efeitos da terapia thalássica resultam de ações simultâneas ou combinadas dos referidos agentes, que tendem a modificar as funções orgânicas, agindo sobre a saúde de modo durável.
  82. 82. www.accorthalassa.com
  83. 83. - A maior riqueza e diversidade do reino mineral em solução. - Para fornecimento de sais minerais e oligoelementos em quantidade e variedade – 100% natural & esterilizada. - Para tonificação e nutrição cosmética. - Rica em todos nutrientes inorgânicos primordiais para o bom funcionamento da pele (sódio, cloro, magnésio, enxofre, cálcio, potássio, silício, fósforo, carbono, zinco, cobre e os demais 80 da tabela periódica). “ A box of salt is an important item in many bathrooms. In mild solutions, it makes an excellent mouthwash, throat gargle or eye-wash; it is an effective dentifrice; it is an effective antiseptic; and it can be extremely helpful as a massage element to improve complexion.”
  84. 84. Definição: Solução de sais que permanece após a cristalização de cloreto de sódio da água do mar (Dicionário digital de termos médicos 2007). Definição do produto ÁGUA MÃE Cosmética – ASP: Solução 100% natural (sem aditivos, corantes ou preservantes), esterilizada após envase e notificada ANVISA cosmético grau 1 com INCI: “Maris Aqua, Maris Sal e Aqua”. Procedências brasileiras, distantes de fontes contaminantes e áreas urbanas.
  85. 85. • Propriedades: possui hipersalinidade, ou seja, sais totais dissolvidos (STD) sob forma iônica e equilíbrio hidroquímico, com teor aproximadamente 7 vezes superior a água marinha. Similar a Água do Mar Morto/ISR, famosa internacionalmentepelo testemunhal terapêutico. • • Água Marinha: água naturalmente rica em minerais (Macro) e microelementos (Oligo), possui teor de sais totais dissolvidos em média de 36 gramas por litro (água mineral = aprox. 0,5 gramas por litro), sendo mais de 85% de Cloreto de Sódio (NaCl) e nos 15% de sais minerais restantes uma diversidade natural única (hidrodiversidade), com mais de 80 elementos da tabela periódica. Principal Recurso Natural Terapêutico (RNT) das práticas de Talassoterapia e Quinton.
  86. 86. Propriedades • Auxilia no tratamento de Dermatites • Tonificação • Fornecimento de nutrientes (minerais e sais minerais) • Anti-séptica e anti-inflamatória • Condicionamento cutâneo • Hidratação (retém em vários níveis a umidade) • Combate oleosidade • Facilita trocas osmóticas e iônicas • Potencializa outros ativos (orgânicos, óleos... • Acalma, relaxa, anti-stress
  87. 87. • Vantagens ÁGUA MÃE: além de maior salinidade que a água marinha, apresenta menor teor de NaCl (aprox. 60 %) em favor do enriquecimento de todos os demais elementos da tabela periódica, em especial Mg, K, Ca, SO4 e Br. Também menor % de NaCl que em sal cristalizado puro e muito maior pureza e oligoelementos que o sal refinado (tratado).
  88. 88. Vantagens • É a mais completa e concentrada em Macro e Oligoelementos, solução tônica natural. • Propriedades similares a Água do Mar Morto, famosa por suas propriedades terapêuticas e especialmente cosmecêuticas. • Supersaturada e em equilíbrio iônico. • Não resseca a pele. • Forma película de osmose. • Esfoliação microfina (após secar sobre a pele).
  89. 89. • Propriedades dermatológicas em uso externo: - Produz-se na superfície cutânea por osmose (mudança de substâncias em ambas as direções através de membrana), regeneração de elementos, principalmente iodo e sódio. - Uma pressão osmótica superior à das soluções cristalinas e a correspondente atividade terapêutica natural. - Uma ionização livre, própria das soluções salinas, devido ao fato de que os íons, não- entrelaçados com as substâncias em estado coloidal, têm uma disponibilidade maior, pois os elementoscoloides se apresentam em formas de cristais(Duclaux, 1929). - Rejuvenescimento celular, indução de trocas minerais e toxinas entre o sangue e a água (saltworks.us). - Fornecimento de grande variedade de nutrientes (sais minerais, macro e oligoelementos),tonificação. - Permeação cutânea em temperatura aproximada de 36 oC. - Regula o pH. - Combate oleosidade, hidrata e condiciona (retém em vários níveis a umidade). - Antisséptico natural. - Auxilia no tratamentode Dermatites (saltworks.us). - Acalma, relaxa e anti-stress. - Remove odores. - Diversos outros usos farmacológicosrecomendados através de pesquisas médicas.
  90. 90. Ação • Uma ionização livre, própria das soluções salinas, devido ao fato de que os íons, não-entrelaçados com as substâncias em estado coloidal, têm uma disponibilidade maior, pois os elementos colóides se apresentam em formas de cristais (Duclaux, 1929). • A água do mar torna-se superior pelo equilibrio mineral nela contida, mesmo com o Cloreto de Sódio, ela é benéfica para uso externo em tratamentos de varias enfermidades. • Uma pressão osmótica superior à das soluções cristalinas e a correspondente atividade terapêutica natural. • Identidade fisiológica, restabelecendo equilíbrio mineral vital.
  91. 91. Ação cutânea em usos externo • Produz na superfície cutânea, por osmose, uma regeneração de elementos e película emoliente. • Rejuvenescimento celular, com indução de trocas de diversos minerais e absorção de toxinas entre a água e o sangue (saltworks.us) • Remove odores
  92. 92. Usos: : - Aplicação externa sobre a pele (natural ou diluída em água nas proporções entre 5 e 20 vezes) = Embebida em algodão, gaze ou tecido Nebulização (em especial para uso cotidiano facial) Após ou durante banhos, Saunas, Salmoura Acrescida em outros produtos cosméticos - Substitui sais de banho (de difícil dissolução e com menos variedade de elementos) - Máscaras cosméticas faciais, capilares e corporais. - Estética = protocolos, limpeza, desobstrução dos poros, desintoxicação corporal, potencialização de terapias físicas (laser, radiações, luzes, aromas,...), soluções tônicas e nutrientes. - Massoterapia. - Formulações cosméticas e magistrais: combinações naturais (não mais apenas como veículo/inerte) - Ideal em produtos SOFT ou sem preservantes – “free”. - Potencializa outros ativos = Phytoterápicos (de comprovada boa combinação), orgânicos, óleos essenciais, etc; complementa naturalmente a maioria dos elementos químicos inorgânicos constituintes. - Denominação Talassoterápica aos produtos finais. - Talassoterapia (insumo como Recurso Natural Terapêutico – RNT) - Banhos e Hidroterapias (recomendável temperatura de 33 a 36 oC) - SPAs “experiencies”: banhos, duchas, máscaras, cosméticos, ... - Centros Ayurvedicos & Holísticos - Clínicas de saúde - Ortomolecular - Dermatologia (preservação e dermatites) - Cosmecêutica & Skincare (usos cotidianos: semanais e diários) - Farmácias de manipulação
  93. 93. Usos • Talassoterapia (insumo – RNT – base de marketing com história e apelo natural). • Soluções (líquidas) tônicas naturais. • Solução esfoliante perfeita (após secar). • Fonte de Macro e Oligoelementos (em atrito ao esfoliar e/ou banho a quente). • Substitui com vantagens sais de banhos granulados (melhor mix com outros ativos: phytoativos, orgânicos, hidrolatos,...). • Combinações Orgânicas, Nature, CO2 low e SOFT (nativas, livres de contaminações e sem aditivos, corantes ou preservantes sintéticos).
  94. 94. • Benefícios da Água do Mar (Almeida et al., UFPB/2004) • -Regulação das funções orgânicas através do sistema neuroendócrino por ação catalética como cofator enzimático, • -Relaxamento da musculatura tensa e crispada(transmitindo um aspecto de descanso à pele), • -Tende a normalizar a secreção seborréia, • -Redução da hiperidrose (transpiração excessiva, inclusive nos pés), • -Promoção de remineralização orgânica, • -Ativação do metabolismo e estimulação da circulação sangüínea.
  95. 95. Indicações para Pele – Água do Mar (Fac. de Farmácia da Universidadede Lisboa Dr. Eduardo A.F. Barata) • Tratamento de Eczemas, Dermatoses, Psoríase, Nasofaringite, Conjuntivite, Vulvovaginite,... (antibacteriana e antiviral) • Hidratação • Firmeza • Bronzeado mais uniforme • Regulariza a produção sebácea ao nível de folículos pilosos • Combate a Caspa • Facilita penetração dos Oligoelementos (Banhos 33 a 37 oC)
  96. 96. • Talassoterapia: do grego thálassa (mar), segundo Mourão/1998; é a utilização, para fins terapêuticos preventivos e curativos dos banhos de mar e do clima marinho, conjugados com outros agentes naturais (RNTs: Algas, Lamas, Areias, Sais, ...). Os efeitos da terapia talássica resultam de ações simultâneas ou combinadas dos referidos agentes, que tendem a modificar as funções orgânicas, agindo sobre a saúde de modo durável. • Em 1992, existiriam somente na Europa Ocidental aprox. 400 Termas ou estações balneárias marinhas; sendo 11 na França e 52 na Alemanha. A maior em Nordey no Mar Báltico. • Sua história é paralela a das águas termais. Existindo provas de seus usos no Egito, Roma e Grécia antigos. Também na época medieval e em manuscritos de Hipócrates. A expressão Talassoterapia foi divulgada pelo Médico francês La Bonnadiere a partir de 1867, tendo sido fundada a cerca de 250 anos na Inglaterra pelo médico Richard Russel, sendo conhecida como terapia do mar.
  97. 97. Produtos correlatos: • -Plasma de Quinton (isotônica) • -Solução de Pasteur • -Sal de Glauber • -Sea Mist = água do mar em aerosol (ESP) • -H2Ocean • -Otomer Baby (higiene auditiva infantil) • -Ashtar Natural Dead Sea -Spa Pack (Mar Morto) • -Atoligomer: Mesma composição “qualitativa” (proporções dos principais constituintes) do plasma sanguíneo • -Phytomer • -Salinas de Cuba • -Estância hipersalina francesa = Salies-de-Béarn • -Salinas e Águas Mães subterrâneas / ARG
  98. 98. SALINIDADE • Água do mar tem 300 vezes mais sais dissolvidos que a média da água doce, as Águas Mães 1.800 vezes. • As Águas Mães possuem diferentes proporções de elementos que a água do mar e sal mineral granulado (grosso), sendo: • Menos NaCl – Sal grosso = 99% (dos 96% dos sais) – Água do Mar = 85% (dos 3,6% sais dissolvidos) – Água Mãe = 70% (dos 28% dos sais dissolvidos) • Mais dos demais elementos, em especial = Sulfatos, Magnésio, Cálcio, Potássio, Bicarbonatos, Sílica, ... • Muito mais que o sal refinado.
  99. 99. Indicações para Pele – Água do Mar Morto C-Products / Universal Labs Ltd. Amenizar pele: seca, áspera, pálida, machucada e flácida. • Desinfetar e purificar da poluição e toxinas • Suprir nutrição mineral essencial • Equilibrar pH • Auxiliar retenção da umidade natural • Limpeza profunda • Firmar e Tonificar • Efeitos Medicinais: Psoríase, Acne, Dermatite, infecções do couro cabeludo (caspa) e doenças contagiosas (sarna, Catapora,...)
  100. 100. Mar Morto Maior salina natural e de reconhecidas propriedades terapêuticas
  101. 101. • DOCUMENTAÇÃO • ESTUDOS CLÍNICOS • REFERENCIA BIBLIOGRÁFICA
  102. 102. • MAFFEI, J. Águas Minerais de São Pedro. Instituto de Pesquisas Tecnológicas, São Paulo/BRA. 45 p. 1945. • PUPO, J. A. Águas de São Pedro: Suas indicações terapêuticas e seu Plano de Organização. Instituto de Pesquisas Tecnológicas. São Paulo/BRA. 35 p. 1940. • PUPO, J. A. Estudos Água Sulfurosade São Pedro. Revista Paulista de Medicina, Universidade de São Paulo/BRA; 1968. • SILVA,P.S.C.; OLIVEIRA,S.M.B.; FARIAS,L.; FÁVARO,D.I.T.; MAZZILLI,B.P. Chemicaland radiological characterization of clay minerals used in pharmaceutics and cosmetics. Applied Clay Science; 52:145–149. 2011. • GHERSETICH,I.; LOTTI,T.M. Immunologic Aspects: Immunology of Mineral Water Spas. 563-566In: PARISH,L.C.; LOTTI,T.M. Balneology and the Spa: The Useof Water in Dermatology; 14(6):547-692. Nov/Dec 1996. • LAZZERINI,F.T.; MORENO,M.M.T. Cosmetic Clays BAC (Biologically Active Compounds): ASP/Brazil. UNESP – Rio Claro/SP, IG., métodos analíticos em geoquímica; 43 p. 2011. • GHERSETICH,I.; BRAZZINI,B.; HERCOGOVA,J.; LOTTI,T.M. Mineralwaters: instead of cosmetics or better than cosmetics? Clinics in Dermatology; 19(4):478-482.Jul– Aug 2001. • LEMANN, P. Water in Cosmetics. Formulation Analysis, http://www.specialchem4cosmetics.com ; Jun 27. 2006. • FUJIOKA,N.; HIBINO,S.; WAKAHARA,A.; KAWAGISHI,T.; TAKU,K.; MIZUNO,S.; WATANABE,S.; TAKAHASHI,H.; HAMADA,U.; TAKAHASHI,Y.; YONEI,Y. Effects of Various Soap Elements on Skin. Anti-Aging Medicine; 6(12): 109-118. 2009. • LEVIN,C.Y.; MAIBACH,H.I. Do coolwater or physiologic saline compresses enhance resolution of experimentally-induced irritant contact dermatitis? Contact Dermatitis; 45:146–150. 2001. • CASÁS,L.M.; LEGIDO,J.L.; POZO,M.; MOURELLE,L.; PLANTIER,F.; BESSIÈRES,D. Specific heat of mixtures of bentonitic clay with sea water or distilled water for their use in thermotherapy. Thermochimica Acta.; 524:68–73. 2011. • MOURÃO,B.M. Medicina Talássica: Termalismo Marinho e Moderna Talassoterapia. DNPM-CPRM. Brasília/BRA. 148 p. 1998. • SERBULEA,M.; PAYYAPPALLIMANA,U. Onsen (hotsprings) in Japan: Transforming terrain into healing landscapes. Health & Place; 10: 8 p. Jun 2012. • HATAGUCHI,Y.; TAI,H.; NAKAJIMA,H.; KIMATA,H.Drinking deep-sea water restores mineral imbalance in atopic eczema/dermatitis syndrome. European Journalof Clinical Nutrition; 59:1093–1096. 2005. • LÉAUTÉ-LABRÈZE,C.; SAILLOUR,F.; CHÊNE,G.; CAZENAVE,C.; LUXEY-BELLOCQ,M-L.; SANCIAUME,C.; TOUSSAINT,J.F.; TAÏEB,A. SalineSpa Water or Combined Water and UV-B for Psoriasis vs ConventionalUV-B: Lessons Fromthe Salies de Beárn Randomized Study. Arch Dermatol.; 137:1035-1039. 2001. • LIM,J.K.; SALIBA,L.; SMITH,M.J.; MCTAVISH,J.; RAINE,C.; CURTIN,P. Normalsalinewound dressing - is it really normal? British Journalof Plastic Surgery; 53:42-45. 2000. • LOWTHIAN,P.; OKE,S. Hypertonic salinesolution as disinfectant. The lancet; 341:182. Jan 1993. • NEAL,K.P.; RALEIGH,N.C. Hypertonic salinesolutions in infections; American Journalof Surgery; 8(4):780-782.Apr 1930. • LEVIN,C.Y.; MAIBACH,H.I. Do coolwater or physiologic saline compresses enhance resolution of experimentally-induced irritant contact dermatitis? Contact Dermatitis; 45:146–150. 2001. • HILL,A. Salt-water coupling in leaky epithelia. J Membr Biol.; 56(3):177-182. Oct1980. • FERREIRA, M.O. Efeitos cutâneos da água termal de São. Pedro do Sul. Dissertação decandidatura ao grau de Mestre em Tecnologia Farmacêutica, Faculdade de Farmáciada Universidade do Porto/POR. 128 p. 2008. • NUNES,S.; TAMURA,B.M. Revisão histórica das águas termais (A historical review of mineral water). Surg Cosmet Dermatol.; 4(3):252-258. 2012. • SEGURA,J.H.; CAMARGO JUNIOR,F.B.; BAGATIN,E.; BERARDO,P.M.; CAMPOS,G.M. Influênciadaágua termal e de seus oligoelementos na estabilidade e eficácia de formulações dermocosméticas (Influenceof thermal water and its oligoelements in the stability and efficacy of dermocosmetics formulations). Surg Cosmet Dermatol.; 2(1):11-17. 2010. • VALENTI,D.M.S.; SILVA,J.A.; TEODORO,W.R.; VELOSA,P.A.; MELLO,S.B.V. Effectof clay application on the histoarchitecture of rats collagen skin. Revista Brasileira de Ciências da Saúde; 8(23):22-31.Jan-Mar 2010.
  103. 103. IMAGENS CUTIS
  104. 104. THE JUNCTIONS OF HUMAN EPIDERMIS
  105. 105. THE JUNCTIONS OF HUMAN EPIDERMIS
  106. 106. Fig. 1 Epidermal differentiation. Lipidsare synthesized in the keratinocytes, stored in the lamellar bodies, and released into the stratum corneum, where they form intercellular layers. Various keratins are formed, depending on the cell layer an... Adone Baroni , Elisabetta Buommino, Vincenza De Gregorio , Eleonora Ruocco , Vincenzo Ruocco , Ronni Wolf Structure and function of the epidermis related to barrier properties Clinics in Dermatology Volume 30, Issue 3 2012 257 - 262
  107. 107. Figure 1 Light micrographof human breast skin. Stratum corneum (SC), epidermis (E), dermis (D). H&amp;E. <ce:link id="lk0010" locator="gr1"/> J.E. Riviere , N.A. Monteiro-Riviere 1.05 - Dermal Exposure and Absorption of Chemicals and Nanomaterials<ce:cross-ref refid="mc0193">*</ce:cross-ref> Comprehensive Toxicology Volume 1 2010 111 - 122
  108. 108. Figure 4 Transmission electron micrograph depicting the intercellular localization of a topically applied nanomaterial in the stratum corneum applied to <ce:italic> in vitro</ce:italic> porcine skin. Arrows depict nanoparticles. <ce:link id="lk... J.E. Riviere , N.A. Monteiro-Riviere 1.05 - Dermal Exposure and Absorption of Chemicals and Nanomaterials<ce:cross-ref refid="mc0193">*</ce:cross-ref> Comprehensive Toxicology Volume 1 2010 111 - 122
  109. 109. <img

×