O Ciclo de Palestras Automasafety, tem o objetivo de
levar a informação e qualificação a todos os
interessados em se desta...
Desejamos uma
ótima palestra!
INTELIGÊNCIA COLETIVA PARA SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS
Desc

rição

do N
A Pa
egóc
sárg
io
ada
é um
geram
a
soluç oficina de
para
õ
dema
c
ndan es transpa oncepção
t
ferram es d...
Somos
Uma consultoria privada, brasileira e independente.
Fornecemos um conjunto amplo de serviços
especializados em suste...
azemos
f
Uma ponte entre a crítica e o mercado consumidor,
concebendo ou orientando projetos e ações ambientais.

Crítica ...
Concentre-se
naquilo que você
é bom, delegue
todo o resto.

atuamos

Agregando aos projetos pensamentos estratégicos
gerad...
Concentre-se
naquilo que você
é bom, delegue
todo o resto.

acreditamos

Que o conhecimento deve estar sempre atualizado, ...
Concentre-se
naquilo que você
é bom, delegue
todo o resto.

oficinamos

Estratégias com foco nas melhores escolhas, tomand...
Concentre-se
naquilo que você
é bom, delegue
todo o resto.

entregamos

Desenvolvimento de estratégias com cronograma de
a...
nossa missão é
ajudar a indústria
se recriar
de forma cíclica
pelo tripé
sustentável
eixos
de
atuação
Concentre-se
naquilo que você
é bom, delegue
pasárgada
todo o resto.

projetos

Criação, consultoria e gestão em projetos ...
Concentre-se
naquilo que você
é bom, delegue
pasárgada
todo o resto.

continuada

Organização de palestras, workshops, sem...
Concentre-se
naquilo que você
é bom, delegue
pasárgada
todo o resto.

agências

Assessoria para comunicação e marketing no...
Concentre-se
naquilo que você
é bom, delegue
pasárgada
todo o resto.

inteligência

Resgatando ações preventivas, a pasárg...
Definição das
etapas para
recriação da
indústria de
forma cíclica.
foco
comercial
Concentre-se
naquilo que você
é bom, delegue
pasárgada
todo o resto.

prospecção

Atuando como um hub mapeamos e apresenta...
com quem
já
trabalhamo
s
Pr
de oj e
se tos
nv
ol
vi
do
s
metodologia
metodologi
a
Produção Mais Limpa

Benefícios Econômicos, Ambientais e Aspectos Legais
hoje
superpopulaç
ão
Agenda 21- Ações prioritárias (RIO 92)
A Agenda 21 foi um dos principais resultados da
Conferência Eco-92 ou Rio-92, ocorr...
velhos paradigmas
ambientais
a responsabilidade ambiental
corrói a competitividade
________________________
Gestão ambient...
ONGS CONSOLIDAM-SE TECNICAMENTE
E PARTICIPAM DAS COMISSÕES
CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL
Agenda 21- Ações prioritárias (RIO 92)

ECOEFICIÊNCIA
E
RESPONSABILIDADE
SOCIAL DAS EMPRESAS
•Promover
parcerias
entre
emp...
Situação I:
SEM TRATAMENTO – DÉCADAS DE 50/60

INÍCIO DO DESENVOLVIMENTO DE PADRÕES DE QUALIDADE E EMISSÃO (AR E
ÁGUA)
MEI...
Situação II:
COM TRATAMENTO – DÉCADAS DE 70/80

SISTEMA DE LICENCIAMENTO E
AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL
(COMANDO E CONTR...
Situação III:
TECNOLOGIAS LIMPAS – DÉCADA DE 90

INSTRUMENTOS ECONÔMICOS E
CÓDIGO VOLUNTÁRIO DE CONDUTA
ATITUDE PROATIVA
(...
Situação IV:
SUSTENTABILIDADE - A PARTIR DE 2000

ACESSO À ENERGIA ALTERNATIVA
E PRÁTICAS DE EFICIÊNCIA
ENERGÉTICA;
CAPTAÇ...
EQUILÍBRIO
ENTRE AS
ATIVIDADES
HUMANAS E O
MEIO
AMBIENTE
LOGÍSTICA REVERSA É
INSTRUMENTO PARA O
DESENVOLVIMENTO
ECONÔMICO E
SOCIAL CARACTERIZADO
PELO
CONJUNTO DE AÇÕES,
PROCEDIMEN...
INSTRUMENTOS PARA OPERAR OS SISTEMAS DE LOGÍSTICA
REVERSA
ACORDOS SETORIAIS (SETOR INDUSTRIAL+ MMA +
COMITÊ SETORIAL)
não
geração

redução
reutilizaçã
o

reciclage
m
tratament
o

disposição final
à logí
st
ambie ica reversa
n
c
como tal, recupe ompetem
di
ra
p
parce rodução m ção de val versas fina
or
iro
lid
a
produ...
DESEJÁVEL

INDESEJÁVEL
RESÍDUO É
INEFICIÊNCIA DO
PROCESSO

RESÍDUO É
INEFICIÊN
CIA DO
PROCESSO
abordagem de FIM
DE TUBO
Proteção ambiental é
assunto de especialista.
É trazida de fora.
Aumenta o consumo de
materiais e...
abordagem de fim
de tubo
o que fazer com o resíduo?
________________________
como tratá-lo ou
dispor corretamente?
_______...
abordagem de fim
de tubo
Pretende reação
________________________
Geralmente eleva os custos
_______________________
FIM D...
abordagem de fim
de tubo
Proteção ambiental APÓS
o desenvolvimento
de processo e produto
________________________
Os probl...
o segredo
ambiental é
transparência
SEQUÊNCIA DA ABORDAGEM DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA

DISPOR

TRATAR

REAPROVEIT
AR

MINIMIZAR
GERAÇÃO

SEQUÊNCIA DA ABORDAGEM TR...
100%

DISPOR

TRATAR

REAPROVEIT
AR

MINIMIZAR
GERAÇÃO

SEQUÊNCIA DA ABORDAGEM TRADICIONAL

PREVENIR
GERAÇÃO

CONTRIBUIÇÃ
...
SEQUÊNCIA DA ABORDAGEM DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA
100%

DISPOR

TRATAR

REAPROVEIT
AR

MINIMIZAR
GERAÇÃO

PREVENIR
GERAÇÃO

CO...
saúde ocupacional

transportes

produtos químicos
disposição de resíduos
contratação de funcionários
monitoramento
energia...
FAS E 1: PLANE J AME NTO E
ORGANI ZAÇÃO
FAS E 1: PLANE J AME NTO E
ORGANI ZAÇÃO

PASSO 1: OBTER O COMPROMETIMENTO E ENVOLVIMENTO DA ALTA DIREÇÃO
PASSO2: ORGANIZAR...
FAS E 2: PRÉ -AVALI AÇÃO E
DIAGNÓS TI CO
FAS E 2: PRÉ -AVALI AÇÃO E
DI AGNÓS TI CO

PASSO 5: ESTUDE DETALHADO DO FLUXOGRAMA DO PROCESSO
PASSO 6: LEVANTAMENTO DE DA...
FAS E 3: E S TUDOS DE
AVALI AÇÃO
FAS E 3: E S TUDOS DE
AVALIAÇÃO

PASSO 8: ORIGINAR UM BALANÇO DE MATERIAL E DE ENERGIA.
PASSO 9: CONDUZIR UMA AVALIAÇÃO DA...
UDOS DE VI ABILIDADE TÉ CNICA, E CONÔMI CA E AMBIE NTAL
TUDOS DE VI ABILIDADE TÉ CNI CA, E CONÔMICA E AMBI E NTAL

PASSO 12: REALIZAR A AVALIAÇÃO PRELIMINAR
PASSO 13: REALIZAR A ...
MPLE ME NTAÇÃO E PLANOS DE CONTINUIDADE
I MPLE ME NTAÇÃO E PLANOS DE CONTINUIDADE

PASSO 17: PREPARAR UM PLANO DE IMPLEMENTAÇÃO
PASSO 18: IMPLANTAR AS OPÇÕES DE P...
Menos é mais
Produção Mais Limpa
Fabíola Pecce

executiva de sustentabilidade

(51) 9113 2223

caminhosdorei.wordpress.com
Palestra Produção Mais Limpa Automasafety 28 nov 2013
Palestra Produção Mais Limpa Automasafety 28 nov 2013
Palestra Produção Mais Limpa Automasafety 28 nov 2013
Palestra Produção Mais Limpa Automasafety 28 nov 2013
Palestra Produção Mais Limpa Automasafety 28 nov 2013
Palestra Produção Mais Limpa Automasafety 28 nov 2013
Palestra Produção Mais Limpa Automasafety 28 nov 2013
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Palestra Produção Mais Limpa Automasafety 28 nov 2013

710 visualizações

Publicada em

Fases implementação programa de produção mais limpa.

Publicada em: Tecnologia
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
710
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
7
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
19
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide
  • Letra do site igual ao Planeta sustentável.
  • A Pasárgada é uma oficina de concepção de projetos que geram soluções transparentes e sinérgicas para setores industriais em questões ambientais de impacto coletivo.
  • Letra do site igual ao Planeta sustentável.
  • Letra do site igual ao Planeta sustentável.
  • Acompanhamento e análise das soluções emergentes junto aos centros de pesquisas, feiras e congressos, com o objetivo de melhor entender as opções de soluções ambientais de mercado na gestão empresarial e aplicá-las
  • Acompanhamento e análise das soluções emergentes junto aos centros de pesquisas, feiras e congressos, com o objetivo de melhor entender as opções de soluções ambientais de mercado na gestão empresarial e aplicá-las
  • Ferramentas on-line para comunicação coletiva. (trello – dropbox e afins)Xmind
  • INICIATIVAS comerciais voltadas à indústria que quiser se recriar de forma cíclica.
    Bortolini
    Sindimoveis
    Prima design
    Atores que podem contribuirCLRB
    Público alvo: indústria formal. Foco na reciclagem de vidro: – abordagem em 2013 será na Saint Gobain e na recriação da indústria moveleira de maneira cíclica:- abordagem comercial na Bortolini, Prima design e Sindmóveis.
    (além de dar aula para designers)
  • que:
    - identifiquem matérias-primas renováveis em escala industrial (que atendam as demandas técnicas atuais). - remediem, gerenciem e destinem corretamente resíduos recicláveis
  • que:
    - identifiquem matérias-primas renováveis em escala industrial (que atendam as demandas técnicas atuais). - remediem, gerenciem e destinem corretamente resíduos recicláveis
  • que:
    - identifiquem matérias-primas renováveis em escala industrial (que atendam as demandas técnicas atuais). - remediem, gerenciem e destinem corretamente resíduos recicláveis
  • que:
    - identifiquem matérias-primas renováveis em escala industrial (que atendam as demandas técnicas atuais). - remediem, gerenciem e destinem corretamente resíduos recicláveis
  • que:
    - identifiquem matérias-primas renováveis em escala industrial (que atendam as demandas técnicas atuais). - remediem, gerenciem e destinem corretamente resíduos recicláveis
  • O trabalho desenvolvido pela Plano B Consultoria exige além de muito estudo, percepção das tendências de mercado, muita criatividade e inovação. Sempre aliada a boas ideias.
    Integrar as necessidades com as melhores ferramentas, métodos e planejamentos estratégicos, será sempre a nossa meta, pois somente desta forma vamos conseguir alcançar os objetivos e sonhos desejados pelos nossos clientes.
    A Plano B aborda a seguinte metodologia, tanto para planejamentos estratégicos quanto para cursos e palestras:
    Reunião de Briefing: neste primeiro momento levantamos todas as informações do cliente, a sua história, o perfil da empresa e de seus colaboradores, o trabalho desejado, público-alvo, da empresa como também do trabalho a ser realizado, quais são os seus principais concorrentes, qual o mercado em que a empresa atua, o seu portfolio de produtos e serviços. Tudo que possa nos ajudar no recolhimento das informações.
    Necessidades do cliente: após o briefing a Plano B irá escutar do cliente as suas reais necessidades e com todas as informações levantadas mostrará para a empresa as suas dificuldades, necessidades imediatas que poderão solucionar os problemas. Tudo aliado a profundos estudos, metodologias e modernas ferramentas.
    Cenário e Planejamento: analisamos o cenário em que a empresa atua, tendências e concorrência, mostramos as oportunidades, ameaças, forças e fraquezas, tudo dentro da Matriz de Swot.
    Projeto: após as três primeiras etapas concluimos o projeto final, utilizando as melhores ferramentas que irão aumentar os pontos fortes da organização, sempre aliando projeto as metas da empresa, os custos/benefícios.
    Realizar o Projeto: momento em que tanto a Plano B Consultoria quanto o cliente trabalham juntos para colocar em prática o planejamento elaborado e aprovado.
    Sustentação, Análise e Mensuração: uma vez o planejamento estratégico esteja em execução é hora de acompanhar o seu andamento, realizar análises, sustentações ou planejar novas estratégias caso apareçam novas dificuldades e oportunidades. Muitas vezes são necessárias trocas de ferramentas e utilização de outros métodos para que as dificuldades sejam suplantadas e os objetivos alcançados.
  • Letra do site igual ao Planeta sustentável.
  • Comercio exterior – logística – gestão ambiental - Resíduo no lugar certo passa a ser insumo. E, passando a ser insumo minimiza extração de recursos. Por isso dedica pelo menos 30% de seu tempo na formação de designers/projetistas/concebedores de produto e agora aos profissionais da engenharia da produção o que é uma enorme oportunidade pela qual eu me sinto honrada e a qual eu agradeço.Um conjunto de profissionais diversos que atuam na viabilização de processos e produtos quando atuam concebendo de maneira estratégica são precursores da reciclabilidade, e desenvolvem observando critérios ambientais na concepção de produtos e projetos de maneira lucrativa, criativa e socialmente viável.
  • A estratégia ambiental gera novas
    oportunidades de negócios.
  • A estratégia ambiental gera novas
    oportunidades de negócios.
  • PmaisL: um caminho e não um destino
  • Aterro de Biguaçu – santa catarina
  • Premissa PmaisL: RESÍDUO NÃO É INERENTE AO PROCESSO,
    É INEFICIÊNCIA DO PROCESSO!!!!
  • A estratégia ambiental gera novas
    oportunidades de negócios.
  • A estratégia ambiental gera novas
    oportunidades de negócios.
  • A estratégia ambiental gera novas
    oportunidades de negócios.
  • A estratégia ambiental gera novas
    oportunidades de negócios.
  • O fim ´´e o começo
    Em um trabalho exitoso de logística reversa esta estratégia que pode se tornar um fator de diferencial na competitividade empresarial do Estado ou segmento que a implementar.
  • EMPRESA Adequada Ambientalmente. Sistema de resíduos,efluentes e emissões implantado e operando
  • Palestra Produção Mais Limpa Automasafety 28 nov 2013

    1. 1. O Ciclo de Palestras Automasafety, tem o objetivo de levar a informação e qualificação a todos os interessados em se destacar no mundo corporativo. De forma dinâmica e informal, queremos que todos os setores das empresas estejam envolvidos, e conheçam um pouco mais da Automasafety, que no ano de 2014 estará expandindo sua área de cursos e treinamentos. Para isso, contamos com parceiros estratégicos, que trarão todo seu conhecimento, experiências e expertise para dividir conosco.
    2. 2. Desejamos uma ótima palestra!
    3. 3. INTELIGÊNCIA COLETIVA PARA SOLUÇÕES SUSTENTÁVEIS
    4. 4. Desc rição do N A Pa egóc sárg io ada é um geram a soluç oficina de para õ dema c ndan es transpa oncepção t ferram es de gest rentes e s de projeto inérg ão de s que entas icas resíd de log uos a ística plican rever do sa.
    5. 5. Somos Uma consultoria privada, brasileira e independente. Fornecemos um conjunto amplo de serviços especializados em sustentabilidade empresarial, visando ajudar a indústria se recriar de forma cíclica. Atuamos como um hub.
    6. 6. azemos f Uma ponte entre a crítica e o mercado consumidor, concebendo ou orientando projetos e ações ambientais. Crítica – reflexão intelectual sobre uma produção ou serviço.
    7. 7. Concentre-se naquilo que você é bom, delegue todo o resto. atuamos Agregando aos projetos pensamentos estratégicos geradores de diferenciação e conexões com pessoas de maneira prática e objetiva. Steve Jobs
    8. 8. Concentre-se naquilo que você é bom, delegue todo o resto. acreditamos Que o conhecimento deve estar sempre atualizado, por isso, pesquisamos, classificamos e ordenamos informações que visam combinar soluções e referendar orientações. Steve Jobs
    9. 9. Concentre-se naquilo que você é bom, delegue todo o resto. oficinamos Estratégias com foco nas melhores escolhas, tomando posições e construindo projetos criativos e eficazes. Steve Jobs
    10. 10. Concentre-se naquilo que você é bom, delegue todo o resto. entregamos Desenvolvimento de estratégias com cronograma de atividades em prol da ação definida. Gerenciamento de projetos com ênfase em gestão de prazos e equipes de co-criação. Steve Jobs Prospecção de fornecedores com criteriosos atributos ambientais.
    11. 11. nossa missão é ajudar a indústria se recriar de forma cíclica pelo tripé sustentável
    12. 12. eixos de atuação
    13. 13. Concentre-se naquilo que você é bom, delegue pasárgada todo o resto. projetos Criação, consultoria e gestão em projetos ambientais. Diagnóstico de processos e produtos que visem se recriar de forma cíclica intermediando parceiros. Steve Jobs Definição de atividades que visam ajudar setores industriais se adequarem à lei de resíduos sólidos.
    14. 14. Concentre-se naquilo que você é bom, delegue pasárgada todo o resto. continuada Organização de palestras, workshops, seminários e cursos em temas ambientais. Destaca-se a network voltada para todas questões de resíduos. Desde não geração, passando pelos conceitos de eco design, pesquisa de matérias-primas renováveis até destinação ambientalmente correta e Steve Jobs remediação de passivos. visando o desenvolvimento de profissionais e ampliação de negócios
    15. 15. Concentre-se naquilo que você é bom, delegue pasárgada todo o resto. agências Assessoria para comunicação e marketing no que tange critérios ambientais para agências de propaganda, comunicação, design, marketing promocional e digital. Steve Jobs Introdução de conceitos efetivos de comunicação em ações ambientais.
    16. 16. Concentre-se naquilo que você é bom, delegue pasárgada todo o resto. inteligência Resgatando ações preventivas, a pasárgada - oficina de sustentabilidade se propõe a elaborar condutas que ajudem as atividades evitarem o impacto ambiental ao invés de remediar danos causados. Steve Jobs Introdução de conceitos que visam recriar a indústria de forma cíclica pelo olhar da materiais bio-compatíveis.
    17. 17. Definição das etapas para recriação da indústria de forma cíclica.
    18. 18. foco comercial
    19. 19. Concentre-se naquilo que você é bom, delegue pasárgada todo o resto. prospecção Atuando como um hub mapeamos e apresentamos uma vasta gama de parceiros que atuam de forma complementar no objetivo de ajudar a indústria se recriar de forma cíclica, assim como mapeamos e apresentamos uma vasta gama de clientes Steve Jobs com demandas em produtos ambientais.
    20. 20. com quem já trabalhamo s
    21. 21. Pr de oj e se tos nv ol vi do s
    22. 22. metodologia
    23. 23. metodologi a
    24. 24. Produção Mais Limpa Benefícios Econômicos, Ambientais e Aspectos Legais
    25. 25. hoje
    26. 26. superpopulaç ão
    27. 27. Agenda 21- Ações prioritárias (RIO 92) A Agenda 21 foi um dos principais resultados da Conferência Eco-92 ou Rio-92, ocorrida no Rio de Janeiro, Brasil, em 1992. É um documento que estabeleceu a importância de cada país a se comprometer a refletir, global e localmente, sobre a forma pela qual governos, empresas, organizações nãogovernamentais e todos os setores da sociedade poderiam cooperar no estudo de soluções para os problemas socioambientais. Cada país Brasil as Comissão Sustentável A Agenda desenvolve a sua Agenda 21 e no discussões são coordenadas pela de Políticas de Desenvolvimento e da Agenda 21 Nacional (CPDS). 21 se constitui num poderoso
    28. 28. velhos paradigmas ambientais a responsabilidade ambiental corrói a competitividade ________________________ Gestão ambiental é coisa apenas para grandes empresas _______________________ O movimento ambientalistas age completamente fora da realidade a estratégia ambiental gera ambientalmente novas correto oportunidades de negócios ____________________ ____ Pequena empresa é até mais flexível para novas tecnologias ____________________ ___ ONGs consolidamse tecnicamente e participam das comissões certificação ambiental par que eólico de Osór io
    29. 29. ONGS CONSOLIDAM-SE TECNICAMENTE E PARTICIPAM DAS COMISSÕES CERTIFICAÇÃO AMBIENTAL
    30. 30. Agenda 21- Ações prioritárias (RIO 92) ECOEFICIÊNCIA E RESPONSABILIDADE SOCIAL DAS EMPRESAS •Promover parcerias entre empresas de diferentes portes como forma de disseminar o acesso aos padrões de qualidade dos mercados nacional e internacional. As parcerias implicam cooperação tecnológica e transferência de tecnologia, para a Produção mais limpa. •Estimular a criação de Centros de Produção Mais Limpa e de Energia Renovável.
    31. 31. Situação I: SEM TRATAMENTO – DÉCADAS DE 50/60 INÍCIO DO DESENVOLVIMENTO DE PADRÕES DE QUALIDADE E EMISSÃO (AR E ÁGUA) MEIO AMBIENTE INFINITO (ÊNFASE NO AUMENTO DA PRODUÇÃO) DILUIÇÃO NAS ÁGUAS E NO AR (CHAMINÉS) INEXISTÊNCIA QUASE TOTAL DE RESPONSABILIDADE CORPORATIVA MISSÃO, VISÃO E VALORES SEM COMPROMETIMENTO COM SUSTENTABILIDADE, MEIO AMBIENTE E
    32. 32. Situação II: COM TRATAMENTO – DÉCADAS DE 70/80 SISTEMA DE LICENCIAMENTO E AVALIAÇÃO DE IMPACTO AMBIENTAL (COMANDO E CONTROLE) ATITUDE REATIVA / CUMPRIMENTO DAS NORMAS DE COMANDO/CONTROLE CONTROLE NO FINAL DO PROCESSO (FIM DE TUBO) GERENCIAMENTO DE RESÍDUOS E TRATAMENTO DE EFLUENTES
    33. 33. Situação III: TECNOLOGIAS LIMPAS – DÉCADA DE 90 INSTRUMENTOS ECONÔMICOS E CÓDIGO VOLUNTÁRIO DE CONDUTA ATITUDE PROATIVA (ALÉM DO CUMPRIMENTO DE NORMAS) TECNOLOGIAS INDUSTRIAIS MAIS LIMPAS ANÁLISE DE CICLO DE VIDA TECNOLOGIAS LIMPAS + ANÁLISE DO CICLO DE VIDA
    34. 34. Situação IV: SUSTENTABILIDADE - A PARTIR DE 2000 ACESSO À ENERGIA ALTERNATIVA E PRÁTICAS DE EFICIÊNCIA ENERGÉTICA; CAPTAÇÃO DE ÁGUA DE CHUVA RECIRCUITAGEM DA ÁGUA TRANSPORTES COM MENOR EMISSÃO DE CARBONO E FORNECEDORES MAIS PRÓXIMOS SUBSTITUIÇÃO DE MATÉRIASPRIMAS NÃO RENOVÁVEIS OU COM ALTO NÍVEL DE TOXICIDADE ... INSUMOS RENOVÁVEIS E BIOCOMPATÍVEIS ATRAVÉS DE MANEJO CORRETO E
    35. 35. EQUILÍBRIO ENTRE AS ATIVIDADES HUMANAS E O MEIO AMBIENTE
    36. 36. LOGÍSTICA REVERSA É INSTRUMENTO PARA O DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO E SOCIAL CARACTERIZADO PELO CONJUNTO DE AÇÕES, PROCEDIMENTOS E MEIOS DESTINADOS A VIABILIZAR A COLETA E A RESTITUIÇÃO DE RESÍDUOS SÓLIDOS AO SETOR EMPRESARIAL, PARA APROVEITAMENTO EM SEU CICLO OU EM OUTROS CICLOS PRODUTIVOS, OU OUTRA DESTINAÇÃO FINAL AMBIENTALMENTE ADEQUADA.
    37. 37. INSTRUMENTOS PARA OPERAR OS SISTEMAS DE LOGÍSTICA REVERSA ACORDOS SETORIAIS (SETOR INDUSTRIAL+ MMA + COMITÊ SETORIAL)
    38. 38. não geração redução reutilizaçã o reciclage m tratament o disposição final
    39. 39. à logí st ambie ica reversa n c como tal, recupe ompetem di ra p parce rodução m ção de val versas fina or iro lid a produ s para des is limpa, p e prestaçã ades de a es de tiv ti o ambie a e de forn nação não quisa de m de serviço quação ntalm s h e ente a cedores c abitual e r atérias-prim diferencia uj ei dos dequa a dos q os produto nserção na s, de ue os s atuais ou serviço cadeia . s seja m ma is
    40. 40. DESEJÁVEL INDESEJÁVEL
    41. 41. RESÍDUO É INEFICIÊNCIA DO PROCESSO RESÍDUO É INEFICIÊN CIA DO PROCESSO
    42. 42. abordagem de FIM DE TUBO Proteção ambiental é assunto de especialista. É trazida de fora. Aumenta o consumo de materiais e energia. ________________________ Proteção ambiental focada no atendimento à legislação abordagem PRODUÇÃO MAIS É tarefa de todos. LIMPA É uma inovação desenvolvida dentro da empresa. Reduz o consumo de materiais e energia. ____________________ ___ Proteção ambiental tratada de forma proativa e como um desafio permanente par que eólico de Osór io
    43. 43. abordagem de fim de tubo o que fazer com o resíduo? ________________________ como tratá-lo ou dispor corretamente? _______________________ FIM DE TUDO investe em ações ambientais como uma despesa sem retorno abordagem porque este produção mais resíduo limpa está sendo gerado? quanto? e quando? ____________________ ____ é possível gerar menos? ____________________ ___ PRODUÇÃO MAIS LIMPA economia em insumos e destinação de resíduos par que eólico de Osór io
    44. 44. abordagem de fim de tubo Pretende reação ________________________ Geralmente eleva os custos _______________________ FIM DE TUDO controla por meio de unidades de tratamento -Soluções de fim de tubo -Tecnologia de reparo -Armazenagem de resíduos Pretende pro atividade abordagem ____________________ produção mais ____ limpa Pode ajudar a reduzir custos ____________________ ___ P MAIS L previne emissões -Pode diminuir uso de insumos -Pode diminuir uso energia -Evita materiais e processos potencialmente tóxicos par que eólico de Osór io
    45. 45. abordagem de fim de tubo Proteção ambiental APÓS o desenvolvimento de processo e produto ________________________ Os problemas ambientais são resolvidos a partir de um ponto de vista tecnológico abordagem Proteção ambiental produção mais é parte do design limpa do produto e da engenharia do processo. ____________________ ___ Solução dos problemas ambientais em todos os níveis e em todos os campos par que eólico de Osór io
    46. 46. o segredo ambiental é transparência
    47. 47. SEQUÊNCIA DA ABORDAGEM DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA DISPOR TRATAR REAPROVEIT AR MINIMIZAR GERAÇÃO SEQUÊNCIA DA ABORDAGEM TRADICIONAL PREVENIR GERAÇÃO
    48. 48. 100% DISPOR TRATAR REAPROVEIT AR MINIMIZAR GERAÇÃO SEQUÊNCIA DA ABORDAGEM TRADICIONAL PREVENIR GERAÇÃO CONTRIBUIÇÃ O PARA A SOLUÇÃO DO PROBLEMA 0%
    49. 49. SEQUÊNCIA DA ABORDAGEM DE PRODUÇÃO MAIS LIMPA 100% DISPOR TRATAR REAPROVEIT AR MINIMIZAR GERAÇÃO PREVENIR GERAÇÃO CONTRIBU IÇÃO PARA A SOLUÇÃO DO PROBLEM A 0%
    50. 50. saúde ocupacional transportes produtos químicos disposição de resíduos contratação de funcionários monitoramento energia licenciamento ambiental sistema de resíduos, efluentes e emissões implantado e operando empresa adequada ambientalmente
    51. 51. FAS E 1: PLANE J AME NTO E ORGANI ZAÇÃO
    52. 52. FAS E 1: PLANE J AME NTO E ORGANI ZAÇÃO PASSO 1: OBTER O COMPROMETIMENTO E ENVOLVIMENTO DA ALTA DIREÇÃO PASSO2: ORGANIZAR A EQUIPE DO PROJETO (ECO TIME) PASSO3: ESTABELECER A ABRANGÊNCIA DA PMAISL PASSO 4: IDENTIFICAR BARREIRAS E SOLUÇÕES PRODUTO FINAL DESTA ETAPA: ORGANIZAÇÃO DA EQUIPE E DEFINIÇÃO DO ESCOPO DO ESTUDO
    53. 53. FAS E 2: PRÉ -AVALI AÇÃO E DIAGNÓS TI CO
    54. 54. FAS E 2: PRÉ -AVALI AÇÃO E DI AGNÓS TI CO PASSO 5: ESTUDE DETALHADO DO FLUXOGRAMA DO PROCESSO PASSO 6: LEVANTAMENTO DE DADOS (DIAGNÓSTICO) E REALIZAÇÃO DO BALANÇO DE MASSA E ENERGIA PASSO 7: SELEÇÃO DO FOCO DE AVALIAÇÃO E DEFINIÇÃO DOS PRINCIPAIS INDICADORES PRODUTO FINAL DESTA ETAPA: FOCO DE AVALIAÇÃO SELECIONADO
    55. 55. FAS E 3: E S TUDOS DE AVALI AÇÃO
    56. 56. FAS E 3: E S TUDOS DE AVALIAÇÃO PASSO 8: ORIGINAR UM BALANÇO DE MATERIAL E DE ENERGIA. PASSO 9: CONDUZIR UMA AVALIAÇÃO DAS CAUSAS DE GERAÇÃO DE RESÍDUOS E DESPERDÍCIOS PASSO 10: GERAR OPÇÕES DE PMAISL, COM DEFINIÇÃO DOS PRINCIPAIS INDICADORES PASSO 11: SELECIONAR AS OPÇÕES DE PMAISL PRODUTO FINAL DESTA ETAPA: CONHECIMENTO DO PROCESSO E OBTENÇÃO DE OPORTUNIDADE DE PMAISL
    57. 57. UDOS DE VI ABILIDADE TÉ CNICA, E CONÔMI CA E AMBIE NTAL
    58. 58. TUDOS DE VI ABILIDADE TÉ CNI CA, E CONÔMICA E AMBI E NTAL PASSO 12: REALIZAR A AVALIAÇÃO PRELIMINAR PASSO 13: REALIZAR A AVALIAÇÃO TÉCNICA PASSO 14: REALIZAR A AVALIAÇÃO ECONÔMICA PASSO 15: REALIZAR A AVALIAÇÃO AMBNIENTAL PASSO 16: SELECIONAR AS OPÇÕES A SEREM IMPLANTADAS PRODUTO FINAL DESTA ETAPA: ORGANIZAÇÃO DA EQUIPE E DEFINIÇÃO DO ESCOPO DO ESTUDO
    59. 59. MPLE ME NTAÇÃO E PLANOS DE CONTINUIDADE
    60. 60. I MPLE ME NTAÇÃO E PLANOS DE CONTINUIDADE PASSO 17: PREPARAR UM PLANO DE IMPLEMENTAÇÃO PASSO 18: IMPLANTAR AS OPÇÕES DE PMAISL, QUE PASSAM A SER DENOMINADAS “ESTUDOS DE CASO” PASSO 19: MONITORAR E AVALIAR PASSO 15: SUSTENTAR ATIVIDADES DE PMAISL PRODUTO FINAL DESTA ETAPA: IMPLANTAÇÃO DOS ESTUDOS DE CASO E ACOMPANHAMENTO
    61. 61. Menos é mais
    62. 62. Produção Mais Limpa
    63. 63. Fabíola Pecce executiva de sustentabilidade (51) 9113 2223 caminhosdorei.wordpress.com

    ×