SlideShare uma empresa Scribd logo
1 de 23
PSICANÁLISE: FREUD E OS
MECANISMOS DE DEFESA
LICENCIATURA EM FILOSOFIA
PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO
ANDREI NASCIMENTO DOS ANJOS
FÁBIO ASSUNÇÃO MELO VASCONCELOS
JOMARA FERREIRA LIMA
THAÍS CRISTINA OLIVEIRA DE MORAES
“O
ESPELH
O, SÃO
MUITOS.”
GUIMARÃES
ROSAROSA, João Guimarães. Primeiras estórias. Rio de
Janeiro: Nova Fronteira, 1988.
REPRESSÃO
É um mecanismo de defesa
básico pelo qual os
sentimentos, as lembranças
e os impulsos proibidos são
expulsos da consciência.
Ex: em sala de aula pode
haver uma dificuldade em
abordar certos temas.
NEGAÇÃO
Trata-se de um mecanismo
primitivo que consiste em negar um
fato evidente. É geralmente uma
defesa contra a angústia, negando a
realidade.
Ex: diante do término de um
namoro, o sujeito pode dizer
“Está tudo bem. Eu nunca
gostei dele (a) mesmo. Estou
ótimo (a)!”
OUTROS EXEMPLOS
FORMAÇÃO REATIVA
Este processo acontece quando existe repressão dos
próprios impulsos acompanhada com uma tendência
contrária. Assim, mantém o impulso indesejado e
oculto longe do consciente, super-enfatizando o
impulso oposto, ainda que “falso”.
Ex: o sujeito possui uma postura e atitude
extremamente rígidas com relação à sexualidade,
pode estar ocultando seu lado sexual mais libertino e
o que a sociedade consideraria imoral.
OUTROS EXEMPLOS
PROJEÇÃO
RACIONALIZAÇÃO
O Homem
Vitruviano
O Abaporu
FIXAÇÃO
REGRESSÃO
DESLOCAMENTO
SUBLIMAÇÃO
REFERÊNCIAS:
BRAGHNIROLLI, Elaine Mari. et. al. Psicologia Geral. Petrópolis: Vozes, 1997.
pp. 195 – 197.
CARRARA, Kester (org). Introdução à psicologia da educação: seis
abordagens. São Paulo: Avercamp, 2004. pp. 2
KUSNETZOFF, Juan Carlos. Introdução à psicopatologia psicanalítica. Rio de
Janeiro: Nova Fronteira, 1982. pp.183-197.
RIBEIRO, Maviane Vieira Machado; NEVES, Marisa Maria Brito da Justa. A
educação e a psicanálise: um encontro possível?. Brasília: UNB. Psicologia:
Teoria e Prática – 2006. p.112-122. Disponível em:
http://pepsic.bvsalud.org/pdf/ptp/v8n2/v8n2a08.pdf. Acesso em:
30/10/16.
SILVA, Elizabete Bianca Tinoco. Mecanismos de defesa do Ego. FUNEDI.
Disponível em: http://www.psicologia.pt/artigos/textos/TL0212.pdf. Acesso
em: 30/10/16.

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados

Winnicott - MÃE ENSINANTE
 Winnicott - MÃE ENSINANTE  Winnicott - MÃE ENSINANTE
Winnicott - MÃE ENSINANTE Aclecio Dantas
 
Neuroses
NeurosesNeuroses
NeurosesUNICEP
 
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUDA TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUDDandara Cunha
 
2. freud e o inconsciente
2. freud e o inconsciente2. freud e o inconsciente
2. freud e o inconscientenorberto faria
 
FREUD E O DESENVOLVIMENTO DA PSICANÁLISE
FREUD E O DESENVOLVIMENTO DA PSICANÁLISEFREUD E O DESENVOLVIMENTO DA PSICANÁLISE
FREUD E O DESENVOLVIMENTO DA PSICANÁLISE09108303
 
Teoria e Pratica - Abordagem Psicanalitica
Teoria e Pratica - Abordagem PsicanaliticaTeoria e Pratica - Abordagem Psicanalitica
Teoria e Pratica - Abordagem PsicanaliticaDeisiane Cazaroto
 
Transtorno de personalidade
Transtorno de personalidadeTranstorno de personalidade
Transtorno de personalidadeLuisa Sena
 
As sete escolas da psicanálise
As sete escolas da psicanáliseAs sete escolas da psicanálise
As sete escolas da psicanálisePatricia Ruiz
 
Psicologia: Diferentes Abordagens
Psicologia: Diferentes AbordagensPsicologia: Diferentes Abordagens
Psicologia: Diferentes AbordagensBruno Carrasco
 
Aula INTRODUÇÃO À PSICANÁLISE
Aula  INTRODUÇÃO À PSICANÁLISEAula  INTRODUÇÃO À PSICANÁLISE
Aula INTRODUÇÃO À PSICANÁLISELudmila Moura
 
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasAula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasLampsi
 
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicos
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicosIntrodução ao estudo dos processos psicológicos básicos
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicosCaio Maximino
 

Mais procurados (20)

Aula 2 psicologia apostila
Aula 2   psicologia apostilaAula 2   psicologia apostila
Aula 2 psicologia apostila
 
Winnicott - MÃE ENSINANTE
 Winnicott - MÃE ENSINANTE  Winnicott - MÃE ENSINANTE
Winnicott - MÃE ENSINANTE
 
Neuroses
NeurosesNeuroses
Neuroses
 
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUDA TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
A TEORIA PSICANÁLITICA DE SIGMUND FREUD
 
Transtornos ansiosos
Transtornos ansiososTranstornos ansiosos
Transtornos ansiosos
 
2. freud e o inconsciente
2. freud e o inconsciente2. freud e o inconsciente
2. freud e o inconsciente
 
Psicologia humanista
Psicologia humanistaPsicologia humanista
Psicologia humanista
 
FREUD E O DESENVOLVIMENTO DA PSICANÁLISE
FREUD E O DESENVOLVIMENTO DA PSICANÁLISEFREUD E O DESENVOLVIMENTO DA PSICANÁLISE
FREUD E O DESENVOLVIMENTO DA PSICANÁLISE
 
Psicanálise
PsicanálisePsicanálise
Psicanálise
 
PERSONALIDADE
PERSONALIDADEPERSONALIDADE
PERSONALIDADE
 
NEUROSE, PSICOSE & PERVERSÃO.pdf
NEUROSE, PSICOSE & PERVERSÃO.pdfNEUROSE, PSICOSE & PERVERSÃO.pdf
NEUROSE, PSICOSE & PERVERSÃO.pdf
 
Teoria e Pratica - Abordagem Psicanalitica
Teoria e Pratica - Abordagem PsicanaliticaTeoria e Pratica - Abordagem Psicanalitica
Teoria e Pratica - Abordagem Psicanalitica
 
Transtorno de personalidade
Transtorno de personalidadeTranstorno de personalidade
Transtorno de personalidade
 
As sete escolas da psicanálise
As sete escolas da psicanáliseAs sete escolas da psicanálise
As sete escolas da psicanálise
 
Psicologia: Diferentes Abordagens
Psicologia: Diferentes AbordagensPsicologia: Diferentes Abordagens
Psicologia: Diferentes Abordagens
 
Aula INTRODUÇÃO À PSICANÁLISE
Aula  INTRODUÇÃO À PSICANÁLISEAula  INTRODUÇÃO À PSICANÁLISE
Aula INTRODUÇÃO À PSICANÁLISE
 
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricasAula 05   curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
Aula 05 curso de psicopatologia - síndromes psiquiátricas
 
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicos
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicosIntrodução ao estudo dos processos psicológicos básicos
Introdução ao estudo dos processos psicológicos básicos
 
Transtornos do humor
Transtornos do humorTranstornos do humor
Transtornos do humor
 
Personalidade
PersonalidadePersonalidade
Personalidade
 

Destaque

A educação dos hebreus e na china antiga
A educação dos hebreus e na china antigaA educação dos hebreus e na china antiga
A educação dos hebreus e na china antigaFábio Vasconcelos
 
Jesus e as sinagogas
Jesus e as sinagogasJesus e as sinagogas
Jesus e as sinagogasGraça Maciel
 
Catequese rito de eleição e inscrição do nome
Catequese rito de eleição e inscrição do nomeCatequese rito de eleição e inscrição do nome
Catequese rito de eleição e inscrição do nomeFábio Vasconcelos
 
Ofício de romaria ao círio de nazaré
Ofício de romaria ao círio de nazaréOfício de romaria ao círio de nazaré
Ofício de romaria ao círio de nazaréFábio Vasconcelos
 

Destaque (7)

Cantar o Tríduo Pascal
Cantar o Tríduo PascalCantar o Tríduo Pascal
Cantar o Tríduo Pascal
 
A educação dos hebreus e na china antiga
A educação dos hebreus e na china antigaA educação dos hebreus e na china antiga
A educação dos hebreus e na china antiga
 
Jesus e as sinagogas
Jesus e as sinagogasJesus e as sinagogas
Jesus e as sinagogas
 
Fílon de alexandria
Fílon de alexandriaFílon de alexandria
Fílon de alexandria
 
Catequese rito de eleição e inscrição do nome
Catequese rito de eleição e inscrição do nomeCatequese rito de eleição e inscrição do nome
Catequese rito de eleição e inscrição do nome
 
formação para catequistas
formação para catequistasformação para catequistas
formação para catequistas
 
Ofício de romaria ao círio de nazaré
Ofício de romaria ao círio de nazaréOfício de romaria ao círio de nazaré
Ofício de romaria ao círio de nazaré
 

Semelhante a Freud e os mecanismos de defesa

Semelhante a Freud e os mecanismos de defesa (20)

Transtornos Alimentares e EMDR - Módulo II
Transtornos Alimentares e EMDR - Módulo IITranstornos Alimentares e EMDR - Módulo II
Transtornos Alimentares e EMDR - Módulo II
 
atribuição.ppt
atribuição.pptatribuição.ppt
atribuição.ppt
 
Freud e a Psicanálise
Freud e a PsicanáliseFreud e a Psicanálise
Freud e a Psicanálise
 
Drogas
DrogasDrogas
Drogas
 
Carl rogers
Carl rogersCarl rogers
Carl rogers
 
O SEQUESTRO DA AMIGDALA CEREBRAL
O SEQUESTRO DA AMIGDALA CEREBRALO SEQUESTRO DA AMIGDALA CEREBRAL
O SEQUESTRO DA AMIGDALA CEREBRAL
 
Psicanalise- psicologia social2
Psicanalise- psicologia social2Psicanalise- psicologia social2
Psicanalise- psicologia social2
 
Teoria Humanista
Teoria HumanistaTeoria Humanista
Teoria Humanista
 
Toc2
Toc2Toc2
Toc2
 
59481781 resenha-as-cinco-licoes-de-psicanalise-de-freud
59481781 resenha-as-cinco-licoes-de-psicanalise-de-freud59481781 resenha-as-cinco-licoes-de-psicanalise-de-freud
59481781 resenha-as-cinco-licoes-de-psicanalise-de-freud
 
Educação
EducaçãoEducação
Educação
 
TAT teoria_aplicação_correção.ppt
TAT teoria_aplicação_correção.pptTAT teoria_aplicação_correção.ppt
TAT teoria_aplicação_correção.ppt
 
Psicologia cognitiva- Estresse e Coping.pptx
Psicologia cognitiva- Estresse e Coping.pptxPsicologia cognitiva- Estresse e Coping.pptx
Psicologia cognitiva- Estresse e Coping.pptx
 
CARL ROGERS.pptx
CARL ROGERS.pptxCARL ROGERS.pptx
CARL ROGERS.pptx
 
Análise do filme: O lenhador, um olhar cognitivo.
Análise do filme: O lenhador, um olhar cognitivo.Análise do filme: O lenhador, um olhar cognitivo.
Análise do filme: O lenhador, um olhar cognitivo.
 
Ebook - Trauma Complexo - EMDR Abordagem Progressiva
Ebook - Trauma Complexo - EMDR Abordagem ProgressivaEbook - Trauma Complexo - EMDR Abordagem Progressiva
Ebook - Trauma Complexo - EMDR Abordagem Progressiva
 
Psicoterapias
PsicoterapiasPsicoterapias
Psicoterapias
 
AMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.ppt
AMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.pptAMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.ppt
AMIGDALA SEQUESTRO EMOCIONAL.ppt
 
Mecanismos de defesa
Mecanismos de defesaMecanismos de defesa
Mecanismos de defesa
 
Texto 5 enfrentamento do estresse
Texto 5 enfrentamento do estresseTexto 5 enfrentamento do estresse
Texto 5 enfrentamento do estresse
 

Mais de Fábio Vasconcelos

Youcat: como celebramos os mistérios cristãos
Youcat: como celebramos os mistérios cristãosYoucat: como celebramos os mistérios cristãos
Youcat: como celebramos os mistérios cristãosFábio Vasconcelos
 
A missa segundo o papa francisco
A missa segundo o papa franciscoA missa segundo o papa francisco
A missa segundo o papa franciscoFábio Vasconcelos
 
Catequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidadeCatequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidadeFábio Vasconcelos
 
Teilhard Chardin e o ser amazônico
Teilhard Chardin e o ser amazônicoTeilhard Chardin e o ser amazônico
Teilhard Chardin e o ser amazônicoFábio Vasconcelos
 
Mistagogia: caminho para o mistério
Mistagogia: caminho para o mistérioMistagogia: caminho para o mistério
Mistagogia: caminho para o mistérioFábio Vasconcelos
 
Filosofia e crise: Crise do racionalismo e crise européia.
Filosofia e crise: Crise do racionalismo e crise européia. Filosofia e crise: Crise do racionalismo e crise européia.
Filosofia e crise: Crise do racionalismo e crise européia. Fábio Vasconcelos
 
Entregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amor
Entregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amorEntregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amor
Entregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amorFábio Vasconcelos
 
Ética e relações de gênero
Ética e relações de gêneroÉtica e relações de gênero
Ética e relações de gêneroFábio Vasconcelos
 
Tendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico críticaTendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico críticaFábio Vasconcelos
 
Catequese IVC - Reflexão para Retiro com jovens
Catequese IVC - Reflexão para Retiro com jovensCatequese IVC - Reflexão para Retiro com jovens
Catequese IVC - Reflexão para Retiro com jovensFábio Vasconcelos
 
RICA: Escrutínios e Exorcismos
RICA: Escrutínios e Exorcismos RICA: Escrutínios e Exorcismos
RICA: Escrutínios e Exorcismos Fábio Vasconcelos
 

Mais de Fábio Vasconcelos (20)

Habermas linguagem
Habermas linguagemHabermas linguagem
Habermas linguagem
 
Youcat: como celebramos os mistérios cristãos
Youcat: como celebramos os mistérios cristãosYoucat: como celebramos os mistérios cristãos
Youcat: como celebramos os mistérios cristãos
 
Advento: tempo de espera
Advento: tempo de esperaAdvento: tempo de espera
Advento: tempo de espera
 
Mistagogia da eucaristia vi
Mistagogia da eucaristia viMistagogia da eucaristia vi
Mistagogia da eucaristia vi
 
Mistagogia da eucaristia iv
Mistagogia da eucaristia ivMistagogia da eucaristia iv
Mistagogia da eucaristia iv
 
Mistagogia da eucaristia iii
Mistagogia da eucaristia iiiMistagogia da eucaristia iii
Mistagogia da eucaristia iii
 
Mistagogia da Eucaristia II
Mistagogia da Eucaristia IIMistagogia da Eucaristia II
Mistagogia da Eucaristia II
 
Mistagogia da eucaristia
Mistagogia da eucaristiaMistagogia da eucaristia
Mistagogia da eucaristia
 
Onde celebrar
Onde celebrarOnde celebrar
Onde celebrar
 
A missa segundo o papa francisco
A missa segundo o papa franciscoA missa segundo o papa francisco
A missa segundo o papa francisco
 
Catequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidadeCatequistas: missão na comunidade
Catequistas: missão na comunidade
 
Teilhard Chardin e o ser amazônico
Teilhard Chardin e o ser amazônicoTeilhard Chardin e o ser amazônico
Teilhard Chardin e o ser amazônico
 
Mistagogia: caminho para o mistério
Mistagogia: caminho para o mistérioMistagogia: caminho para o mistério
Mistagogia: caminho para o mistério
 
Filosofia e crise: Crise do racionalismo e crise européia.
Filosofia e crise: Crise do racionalismo e crise européia. Filosofia e crise: Crise do racionalismo e crise européia.
Filosofia e crise: Crise do racionalismo e crise européia.
 
Entregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amor
Entregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amorEntregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amor
Entregas: Creio, Pai nosso e Mandamento do amor
 
Ética e relações de gênero
Ética e relações de gêneroÉtica e relações de gênero
Ética e relações de gênero
 
Tendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico críticaTendência pedagógica histórico crítica
Tendência pedagógica histórico crítica
 
Ética epicurista
Ética epicuristaÉtica epicurista
Ética epicurista
 
Catequese IVC - Reflexão para Retiro com jovens
Catequese IVC - Reflexão para Retiro com jovensCatequese IVC - Reflexão para Retiro com jovens
Catequese IVC - Reflexão para Retiro com jovens
 
RICA: Escrutínios e Exorcismos
RICA: Escrutínios e Exorcismos RICA: Escrutínios e Exorcismos
RICA: Escrutínios e Exorcismos
 

Último

Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoMary Alvarenga
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalJacqueline Cerqueira
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxBiancaNogueira42
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPanandatss1
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfIedaGoethe
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfAdrianaCunha84
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 anoandrealeitetorres
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduraAdryan Luiz
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024Jeanoliveira597523
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasCassio Meira Jr.
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasRicardo Diniz campos
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxDeyvidBriel
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfHenrique Pontes
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxLuizHenriquedeAlmeid6
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024Sandra Pratas
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASEdinardo Aguiar
 

Último (20)

Atividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu AbrigoAtividade com a letra da música Meu Abrigo
Atividade com a letra da música Meu Abrigo
 
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem OrganizacionalGerenciando a Aprendizagem Organizacional
Gerenciando a Aprendizagem Organizacional
 
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptxAula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
Aula 13 8º Ano Cap.04 Revolução Francesa.pptx
 
Educação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SPEducação São Paulo centro de mídias da SP
Educação São Paulo centro de mídias da SP
 
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdfcartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
cartilha-pdi-plano-de-desenvolvimento-individual-do-estudante.pdf
 
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
Orientação Técnico-Pedagógica EMBcae Nº 001, de 16 de abril de 2024
 
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO3_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdfWilliam J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
William J. Bennett - O livro das virtudes para Crianças.pdf
 
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A  galinha ruiva sequencia didatica 3 anoA  galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
A galinha ruiva sequencia didatica 3 ano
 
trabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditaduratrabalho wanda rocha ditadura
trabalho wanda rocha ditadura
 
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
ABRIL VERDE.pptx Slide sobre abril ver 2024
 
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades MotorasPrograma de Intervenção com Habilidades Motoras
Programa de Intervenção com Habilidades Motoras
 
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecasMesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
Mesoamérica.Astecas,inca,maias , olmecas
 
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO5_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptxÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
ÁREA DE FIGURAS PLANAS - DESCRITOR DE MATEMATICA D12 ENSINO MEDIO.pptx
 
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdfBRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
BRASIL - DOMÍNIOS MORFOCLIMÁTICOS - Fund 2.pdf
 
Em tempo de Quaresma .
Em tempo de Quaresma                            .Em tempo de Quaresma                            .
Em tempo de Quaresma .
 
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptxSlides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
Slides Lição 4, CPAD, Como se Conduzir na Caminhada, 2Tr24.pptx
 
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
HORA DO CONTO4_BECRE D. CARLOS I_2023_2024
 
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNASQUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
QUIZ DE MATEMATICA SHOW DO MILHÃO PREPARAÇÃO ÇPARA AVALIAÇÕES EXTERNAS
 

Freud e os mecanismos de defesa

  • 1. PSICANÁLISE: FREUD E OS MECANISMOS DE DEFESA LICENCIATURA EM FILOSOFIA PSICOLOGIA DA EDUCAÇÃO ANDREI NASCIMENTO DOS ANJOS FÁBIO ASSUNÇÃO MELO VASCONCELOS JOMARA FERREIRA LIMA THAÍS CRISTINA OLIVEIRA DE MORAES
  • 2. “O ESPELH O, SÃO MUITOS.” GUIMARÃES ROSAROSA, João Guimarães. Primeiras estórias. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1988.
  • 3. REPRESSÃO É um mecanismo de defesa básico pelo qual os sentimentos, as lembranças e os impulsos proibidos são expulsos da consciência. Ex: em sala de aula pode haver uma dificuldade em abordar certos temas.
  • 4. NEGAÇÃO Trata-se de um mecanismo primitivo que consiste em negar um fato evidente. É geralmente uma defesa contra a angústia, negando a realidade. Ex: diante do término de um namoro, o sujeito pode dizer “Está tudo bem. Eu nunca gostei dele (a) mesmo. Estou ótimo (a)!”
  • 6. FORMAÇÃO REATIVA Este processo acontece quando existe repressão dos próprios impulsos acompanhada com uma tendência contrária. Assim, mantém o impulso indesejado e oculto longe do consciente, super-enfatizando o impulso oposto, ainda que “falso”. Ex: o sujeito possui uma postura e atitude extremamente rígidas com relação à sexualidade, pode estar ocultando seu lado sexual mais libertino e o que a sociedade consideraria imoral.
  • 8.
  • 9.
  • 11.
  • 13.
  • 15.
  • 17.
  • 19.
  • 21.
  • 22.
  • 23. REFERÊNCIAS: BRAGHNIROLLI, Elaine Mari. et. al. Psicologia Geral. Petrópolis: Vozes, 1997. pp. 195 – 197. CARRARA, Kester (org). Introdução à psicologia da educação: seis abordagens. São Paulo: Avercamp, 2004. pp. 2 KUSNETZOFF, Juan Carlos. Introdução à psicopatologia psicanalítica. Rio de Janeiro: Nova Fronteira, 1982. pp.183-197. RIBEIRO, Maviane Vieira Machado; NEVES, Marisa Maria Brito da Justa. A educação e a psicanálise: um encontro possível?. Brasília: UNB. Psicologia: Teoria e Prática – 2006. p.112-122. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/pdf/ptp/v8n2/v8n2a08.pdf. Acesso em: 30/10/16. SILVA, Elizabete Bianca Tinoco. Mecanismos de defesa do Ego. FUNEDI. Disponível em: http://www.psicologia.pt/artigos/textos/TL0212.pdf. Acesso em: 30/10/16.