Transporte fabiana peixoto mello aeroinvest 2010

754 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
754
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
35
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
5
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Transporte fabiana peixoto mello aeroinvest 2010

  1. 1. Infraestrutura Aeroportuária para Aeroportos de Carga Competição entre Aeroportos Fabiana Peixoto de Mello com colaboração de Jim Sartin Version: November 21, 2010
  2. 2. OBJETIVO DA FEDEXCooperar com os aeroportos brasileirospara permitir à indústria brasileiracompetir nos destinos de comércioexterior de forma segura, eficiente e acustos competitivos. 2
  3. 3. DESTINOS DAS EXPORTAÇÕES BRASILEIRAS 2009 4 Fonte: Análise Comércio Exterior Anuário 2010
  4. 4. ESCOLHA DO MODALValor AgregadoVelocidadeVolumeSegurança Fonte: Transporte Aéreo e Cargas: Análise do Setor e Tecnologias Utilizadas Gustavo de Oliveira Kaufmann; 8 de julho de 2009; Departamento de Administração; Universidade de Brasília 5
  5. 5. TEMPOS DE TRÂNSITO MARÍTIMOSantos to Hong Kong: Hong Kong to Santos: Santos to Shanghai: • Shanghai to Santos:• 18 to 27 days • 24 to 27 days • 30 to 36 days • 27 to 30 days 6 Fonte: The U.S.-Brazil-China Trade and Transportation Triangle Implications for the Southwest Region
  6. 6. CARGA PORTUÁRIA POR TIPO 7
  7. 7. CARGA AÉREA – EXEMPLOS DIVERSOSCosméticos Calçados Luxo Jóias Eletro-eletrônico Metalmecânico Informática Automotivo Telecomunicações Aeronáuticos Alimentos congelados Alimentos processados Frutas Farmacêuticos Flores Químicos 8
  8. 8. CARGA AEROPORTUÁRIA VCP POR SEGMENTO Fonte: GPALOGNEWS – Revista Eletrônica com Ranking Infraero, Estatísticas e Notícias de Comércio Exterior e Logística; Slide 9 of x http://www.gpalognews.com.br/blog/?page_id=7
  9. 9. CARGA AÉREA – INDUSTRIALIZAÇÃO DO ENTORNO 10
  10. 10. CARGA AEROPORTUÁRIA – LAC – COMUNIDADE EUROPÉIA 11 Fonte: World Air Cargo Forecast 2008-2009; Boeing
  11. 11. CARGA AEROPORTUÁRIA – LAC – AMÉRICA DO NORTE 12 Fonte: World Air Cargo Forecast 2008-2009; Boeing
  12. 12. AEROPORTOS DE CARGA MAIS IMPORTANTES DO MUNDO - 2009 14 Source: Airports Council International
  13. 13. BRASIL Slide 15 of x
  14. 14. AEROPORTOS BRASILEIROS DE CARGA 16
  15. 15. AEROPORTO CARGUEIRO - INSTRUMENTAÇÃOAproximação por precisão; boa iluminação; acesso a informações meteorológicas; administração profissional; 24 x 7
  16. 16. AEROPORTO CARGUEIRO - PISTASLongas e com pavimentação adequadamente forte. Fonte: http://www.sjc.org/about/improve/overview/CR_Fac_Req.pdf
  17. 17. AEROPORTO CARGUEIRO - RAMPASÁrea suficiente para embarcar e desembarcar a carga eposicionar e estocar o equipamento.
  18. 18. ESTACIONAMENTO AERONAVESNarrow-body Wide body 20
  19. 19. AEROPORTO CARGUEIRO - ARMAZENAGEMFácil acesso à rampa. Espaço adequado para equipamento dehandling.
  20. 20. AEROPORTO CARGUEIRO - ARMAZENAGEMFácil acesso à rampa. Espaço adequado para equipamento dehandling.
  21. 21. AEROPORTO CARGUEIRO - ARMAZENAGEMFácil acesso à rampa. Espaço adequado para equipamento dehandling.
  22. 22. AEROPORTO CARGUEIRO - ARMAZENAGEMFácil acesso à rampa. Espaço adequado para equipamento dehandling.
  23. 23. ARMAZÉNS COURIER - VCP 25
  24. 24. AEROPORTO CARGUEIRO - LOCALIZAÇÃOConexão facilitada com outros modais. Espaço adequado para estacionamento de caminhões.
  25. 25. AEROPORTO CARGUEIRO - LOCALIZAÇÃO 27
  26. 26. AEROPORTO CARGUEIRO - ALFÂNDEGALiberalização aduaneira: Desembaraço automatizado 24horas, Alfândega in loco. Self handling ou possibilidade de terceirização Fonte: Guia Infraero Cargo
  27. 27. Transportation Security Administration (TSA)Certified Cargo Screening Program (CCSP)
  28. 28. AEROPORTOS DE CARGA BRASILEIROS MAIS IMPORTANTES Fonte: GPALOGNEWS – Revista Eletrônica com Ranking Infraero, Estatísticas e Notícias de Comércio Exterior e Logística; 30 http://www.gpalognews.com.br/blog/?page_id=7
  29. 29. 31
  30. 30. DESAFIOS Liberalização aduaneira Política de Aviação Infraestrutura 33
  31. 31. PRIMEIRA LIBERDADE 35 Fonte: http://ostpxweb.dot.gov/aviation/Data/freedoms.htm
  32. 32. SEGUNDA LIBERDADE 36 Fonte: http://ostpxweb.dot.gov/aviation/Data/freedoms.htm
  33. 33. TERCEIRA LIBERDADE 37 Fonte: http://ostpxweb.dot.gov/aviation/Data/freedoms.htm
  34. 34. QUARTA LIBERDADE 38 Fonte: http://ostpxweb.dot.gov/aviation/Data/freedoms.htm
  35. 35. SEXTA LIBERDADE 39 Fonte: http://ostpxweb.dot.gov/aviation/Data/freedoms.htm
  36. 36. QUINTA LIBERDADE – TEORIA 40 Fonte: http://ostpxweb.dot.gov/aviation/Data/freedoms.htm
  37. 37. CARGA AÉREA AMÉRICA LATINA 2010North America to LAC LAC to North America Fonte: Steady climb MergeGlobal forecasts accelerating intercontinental air freight demand growth through 2010; Brian Clancy e David Hoppin 41
  38. 38. QUINTA LIBERDADE - REALIDADE 42
  39. 39. HUB-AND-SPOKE FTAUSA BRAZIL ARGENTINEUSA BRAZIL URUGUAYUSA BRAZIL PARAGUAYUSA BRAZIL CHILE 43
  40. 40. HUB-AND-SPOKE FTACOMUNIDADE ÁSIA E PACÍFICO EUROPÉIA 26% 26% BRASIL AMÉRICA DO MERCOSUL NORTE 22% 11% 44
  41. 41. SÉTIMA LIBERDADE 45 Fonte: http://ostpxweb.dot.gov/aviation/Data/freedoms.htm
  42. 42. CASO CHINA Source: Airports Council International 46
  43. 43. COMPETIDORESChile + European Community = Horizontal AgreementChile + United States + Peru + Brunei + New Zeland+Singapore =- MALIAT China 49% threshold ownership of domestic airlines China 5th freedom rights granted to foreign airlines China permission to build and operate cargo hub
  44. 44. Show China HUB movie. 48
  45. 45. SERVIÇOS PARA CARGAArmazenagem Capatazia 50 Fonte: Guia Infraero Cargo
  46. 46. SERVIÇOS PARA CARGA EXPRESSA Aluguel Capatazia? 51
  47. 47. BENCHMARK DE TARIFAS PARA OPERAR CARGA Assuming 10 ton/day, 300 days/year, 20,000 sf Source: FedEx
  48. 48. CUSTOS DE ARMAZÉM ALFANDEGADO INCENTIVO PARA RECUPERAR INVESTIMENTOS Aluguel Aluguel Alfandegamento Manutenção Equipamentos Segurança Dificuldade de compartilhamento 53
  49. 49. COMPARTILHAMENTOAluguel Sistemas Alfandegamento Manutenção Equipamentos Segurança 54
  50. 50. TARIFAS DE HANDLING Capatazia?Parâmetros para: Fixação das tarifas Monitoramento da performance (Service Level Agreements) 55
  51. 51. DIÁLOGO ENTRE OS PARTICIPANTESCritérios transparentes.Relações de longo prazo.Investimentos priorizados em conjunto.Regulamentação quando não houver possibilidade denegociação (monopólio natural).
  52. 52. 57

×