Tiago Quintela

885 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
885
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
5
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Tiago Quintela

  1. 1. Políticas Públicas de Incentivo a Produção de Oleaginosas: Sustentabilidade e outros usos <br />Tiago Quintela Giuliani<br />Coordenador de Agroenergia<br />
  2. 2. Temas que envolvem a Secretaria de Produção e Agroenergia <br />
  3. 3. Objetivos Estratégicos<br />Desenvolver a produção energética regional<br />Diversificar as Fontes <br />Segurança e Soberania Nacional<br />Desenvolvimento Econômico Regional<br />Geração de Emprego e Renda<br />Difundir novas tecnologia para pequenos produtores<br />
  4. 4. Foco Brasileiro: A Sustentabilidade da Produção Agrícola<br />Sustentabilidade Política<br /><ul><li>Zoneamento Agroecológico
  5. 5. Protocolo Social
  6. 6. Pesquisa e Desenvolvimento
  7. 7. Suporte Para o Pequeno Produtor
  8. 8. Diminuição do Custo Brasil
  9. 9. Infra Estrutura e Logística
  10. 10. Marco Regulatório
  11. 11. Busca da Racionalidade Tributária</li></ul>SOCIAL<br />AMBIENTAL<br />ECONÔMICA<br />
  12. 12. Biodiesel: Marco Regulatório<br />2005<br />a<br />2007<br />Jul 2008<br />a<br />Jun 2009<br />Jan a Jun<br />2008<br />Jul a Dez<br />2009<br />2010<br />2%<br />5%<br />2%<br />3%<br />4%<br />Autorizativo<br />Obrigatório<br /><ul><li>Lei 11.097/2005 : estabelece percentuais mínimos de misturas de biodiesel ao diesel e o monitoramento da inserção do novo combustível no mercado.</li></li></ul><li>Biodiesel: Produção por matéria prima no Brasil<br />
  13. 13. Leilões de biodieselPor região<br />Fonte: Boletim MME, julho 2010<br />
  14. 14. Unidades Produtoras<br />
  15. 15. Matérias Primas<br />Mamona<br />450 kg/ha<br />Soja<br />500 kg/ha<br />Palma de óleo<br />5300 kg/ha<br />Algodão<br />300 kg/ha<br />Girassol<br />470 kg/ha<br />Amendoim<br />770 kg/ha<br />
  16. 16. Soja<br />
  17. 17. Soja - Grão<br />
  18. 18. Soja - Óleo<br />
  19. 19. Palma de Óleo (Dendê)<br />
  20. 20. Palma de ÓleoMercado Mundial<br />
  21. 21. Palma de ÓleoProdução Brasileira<br />
  22. 22. Palma de ÓleoBalanço do Mercado Nacional<br />
  23. 23. Girassol<br />
  24. 24. GirassolMercado Mundial<br />
  25. 25. GirassolProdução Brasileira<br />
  26. 26. GirassolBalanço do Mercado Nacional<br />
  27. 27. Algodão<br />
  28. 28. Óleo de AlgodãoMercado Mundial<br />
  29. 29. Amendoim<br />
  30. 30. AmendoimMercado Mundial<br />
  31. 31. AmendoimProdução Brasileira<br />Fonte: Conab<br />
  32. 32. Mamona<br />
  33. 33. MamonaProdução Brasileira<br />Fonte: Conab<br />
  34. 34. Panorama das Oleaginosas<br />
  35. 35. Balanço Energético<br />Balanço Energético do biodiesel feito com diferentes fonte oleaginosas<br />Fonte: Gazoni 2008<br />
  36. 36. Outras oleaginosa potencias<br />Pinhão Manso<br />Macaúba<br />Inajá <br />Tucumã<br />
  37. 37. Programas de insentivo a diversificação<br />
  38. 38. ZAE- CANA<br /><ul><li> 62,9 milhões de hectares de Terras Aptas à Expansão do Cultivo;.</li></li></ul><li>ZAE - Palma<br />
  39. 39.
  40. 40. Zoneamento de risco climático<br /><ul><li> Diminui o risco de produção, para eventos climáticos em até 20%
  41. 41. Revisado Periodicamente em até 2 anos
  42. 42. Possui a participação de entidades de pesquisa como Embrapa, Universidades Federais, Universidades Estaduais e centro de pesquisas regionais
  43. 43. Referência para o Pronaf
  44. 44. Seguro Rural</li></li></ul><li>Estados zoneados até Abril de 2010<br />Estados que serão zoneados em 2011<br />
  45. 45. Participação da Agricultura Familiar no PNPB<br />Fonte: Boletim MME, julho 2010<br />
  46. 46. Participação da Agricultura Familiar no PNPB - Mamona<br />Fonte: Boletim MME, julho 2010<br />
  47. 47. Projeções para o Biodiesel <br />Fonte: Plano Decenal de Energia 2010-2019<br />
  48. 48. Fatores determinantes para o futuro do biodiesel<br /><ul><li>Ações de mitigação das emissões dos combustíveis fósseis
  49. 49. Preço do barril de petróleo
  50. 50. Saúde Pública
  51. 51. Possíveis tecnologias concorrentes</li></li></ul><li>Emissões<br />
  52. 52. Peço do petróleo no mercado internacional<br />?<br />100<br />20..<br />2008<br />
  53. 53. Possíveis tecnologia concorrentes<br />Diesel de cana<br />Hidrogênio<br />Veículos Elétricos<br />Etanol<br />Etanol de 2̊ geração<br />
  54. 54. Resultados Esperados<br /><ul><li> Novo mercado para a agricultura.
  55. 55. Geração de emprego e renda a partir da exploração das vocações regionais.
  56. 56. Aumento da participação da agroenergia na matriz energética.
  57. 57. Equilíbrio entre oferta e demanda
  58. 58. Aumento de investimentos com foco no desenvolvimento e difusão de novas tecnologias. </li></li></ul><li>Papel da sociedade<br />Será que a sociedade está disposta a pagar mais, por um produto renovável?<br />Será que a sociedade está disposta a pagar mais, por um produto que melhora a qualidade no ar nos grandes centros urbanos?<br />Será que sociedade reconhece os benefícios sociais do PNPB?<br />Será que a sociedade deseja aumentar a mistura do biodiesel ao diesel, tendo em mente os benefícios gerados, independente do impacto no preço?<br />
  59. 59. Muito Obrigado!<br />Tiago Quintela Giuliani<br />tiago.giuliani@agricultura.gov.br <br />61 3218-2940<br />

×