Elcio Karas

1.640 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.640
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
21
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
13
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Elcio Karas

  1. 1. URBS
  2. 2. PROGRAMAS DE UTILIZAÇÃO DE COMBUSTÍVEL ALTERNATIVO URBS
  3. 3. PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS Utilização de combustíveis alternativos - Álcool Hidratado: 1995/1998 Álcool Hidratado 95% mais Aditivo 5% - 5 ônibus Mercedes Benz - LINHA VOLTA AO MUNDO
  4. 4. PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS Utilização de combustíveis alternativos - Álcool Hidratado: 1998 (3 meses) Álcool Hidratado 95% mais Aditivo 5% - 2 ônibus Scania – Suécia - LINHA EXPRESSA OFICINAS – PÇA. RUI BARBOSA
  5. 5. PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS Utilização de combustíveis alternativos - Biodiesel - B 20: 1998/1999 Diesel Metropolitano 80% mais éster de soja 20% - 20 ônibus Redução da opacidade: 35% - Álcool Anidro - MAD 8: 1999/2004 Diesel Metropolitano 89,6%, Álcool Anidro 8% e 2,6% Aditivo Vegetal - 20 ônibus Redução da opacidade: 32%
  6. 6. PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS Utilização de combustíveis alternativos - Biodiesel - B-5-2006: Evento COP8 MOB3 (1 mês) Diesel Metropolitano 95% mais éster de soja 5% - 20 ônibus
  7. 7. AR LIMPO-PORTUGUÊS
  8. 8. PROGRAMAS DE CONTROLE DE EMISSÕES EM CURITIBA URBS
  9. 9. UNU-PAULO PRÁTICAS SUSTENTÁVEIS Controle da emissão de poluentes OPACÍMETRO (RESOLUÇÃO CONAMA) 1 0 TESTE (NORMA ABNT) . Veículo aprovado: OK . Veículo reprovado: 7 dias para a reapresentação 2 0 TESTE (NORMA ABNT) . Veículo aprovado: OK . Veículo reprovado: Retirada do Certificado de Vistoria, impossibilitando a operação do ônibus CONTROLE DE EMISSÕES . 28 empresas (urbanas e metropolitanas) . 2.690 ônibus . Medições diárias: 20 ônibus PROCEDIMENTOS DOS TESTES DE EMISSÕES
  10. 11. PROGRAMAS DE CONTROLE DA POLUIÇÃO DO AR POR VEÍCULOS AUTOMOTORES PROCONVE
  11. 12. LEIS DE EMISSÕES DE MOTORES DIESEL <ul><li>Criado em 1986, pelo Conselho Nacional do Meio Ambiente – CONAMA o Programa de Controle da Poluição do Ar por Veículos Automotores: PROCONVE; fixando prazos, limites máximos de emissão e estabelecendo exigências tecnológicas para veículos automotores, nacionais e importados. </li></ul>
  12. 13. FASES DE IMPLANTAÇÃO DOS PROGRAMAS
  13. 14. LIMITE DE EMISSÕES DE POLUENTES PARA ÔNIBUS URBANO
  14. 15. PROGRAMAS DE UTILIZAÇÃO DE BIODIESEL NO BRASIL
  15. 17. NOVOS PROGRAMAS DE UTILIZAÇÃO DE COMBUSTÍVEL ALTERNATIVO EM CURITIBA URBS
  16. 18. NOVOS PROJETOS - LINHA VERDE - Zoneamento
  17. 19. NOVOS PROJETOS - LINHA VERDE -
  18. 20. <ul><li>- PASSAGEIROS: 18.000/DIA </li></ul><ul><li>- EXTENSÃO: 9,4 Km – CANALETA EXCLUSIVA – CONCRETO </li></ul><ul><li>- TEMPO DE VIAGEM: 25 Minutos (redução de 28%). </li></ul><ul><li>- FROTA: 18 ÔNIBUS ARTICULADOS </li></ul><ul><li>CICLOVIAS: </li></ul><ul><li>- PAISAGISMO: Parque Linear com a utilização de árvores nativas </li></ul>LINHA VERDE - DADOS TÉCNICOS
  19. 21. LINHA VERDE
  20. 22. <ul><li>- 06 Articulados Volvo, preparados de fábrica, p/ operar com 100% Biocombustível; </li></ul><ul><li>06 Articulados Scânia, preparados de fábrica, p/ operar com 100% Biocombustível; </li></ul><ul><li>- 06 Articulados Volvo com B5. </li></ul>LINHA VERDE - FROTA DE ÔNIBUS
  21. 23. <ul><li>- Ofício às permissionárias, solicitando a compra dos ônibus - 24/01/2008; </li></ul><ul><li>- Inauguração do corredor de transporte Linha Verde – 09/05/2009 </li></ul><ul><li>- Assinatura do Acordo de Cooperação Técnica - 22/07/2009 </li></ul><ul><li>Início de Operação dos ônibus com 100% biocombustível - 27/08/2009, sendo 03(três) ônibus Volvo e 03(três) ônibus Scânia. </li></ul><ul><li>- O Biocombustível utilizado, terá como matéria prima a soja. </li></ul><ul><li>- Consumo mensal de 20.000 litros/mês - duração do teste: 18 meses </li></ul>LINHA VERDE - PRIMEIRA FASE
  22. 24. PRIMEIRA FASE – PARCERIAS
  23. 25. SOLICITAÇÃO DE COMPRA DOS ÔNIBUS DA LINHA VERDE
  24. 26. ASSINATURA DO ACORDO DE COOPERAÇÃO TÉCNICA
  25. 27. - URBS: Coordenadora de todo o projeto; - SMMA / URBS: Controle dos índices de emissões e consumo de combustível; - Empresas Permissionárias: Redentor e Cidade Sorriso, disponibilizando a frota (06 ônibus); PRIMEIRA FASE – PARCERIAS
  26. 28. - TECPAR/PROBIODIESEL: Avaliará a qualidade do biocombustível utilizado, tanque de abastecimento (caminhões/garagem/ônibus); - VOLVO: Avaliará a performance dos motores, bem como, acompanhará as manutenções de cada ônibus, mantendo as garantias dos motores; - SCÂNIA: Avaliará a performance dos motores, bem como, acompanhará as manutenções de cada ônibus, mantendo as garantias dos motores; PRIMEIRA FASE – PARCERIAS
  27. 29. - BS-BIOS: Fornecerá o biocombustível, conforme especificação da ANP - Resolução 07/08, utilizando como matéria prima exclusivamente a soja; - RDP – Distribuidora de Petróleo: Responsável pelo abastecimento do biocombustível, que deverá buscá-lo em Porto Alegre e entregá-lo em Curitiba, nas dependências das Empresas Permissionárias, deverá também disponibilizar 02 (dois) kit’s de abastecimento, um em cada empresa (tanque de 15.000 litros e bomba de alta vazão. PRIMEIRA FASE – PARCERIAS
  28. 30. MÉDIA DE CONSUMO DOS ÔNIBUS QUADRO COMPARATIVO EMPRESA(biocombust í vel) DISTÂNCIA CONSUMO MÉDIA REDENTOR VEÍCULO VOLVO 129.227 Km 175.134 1,3552 Km/l SORRISO VEÍCULOS SCANIA 97.851 Km 129.413 1,3225 Km/l VE Í CULOS SOMBRA/DIESEL DISTÂNCIA CONSUMO MÉDIA VEÍCULO VOLVO 39.651 Km 58.884 1,4850 Km/l VEÍCULOS SCANIA 56.528 Km 82.538 1,4601 Km/l CHASSI DIESEL BIOCOMBUSTÍVEL MÉDIA VEÍCULO VOLVO 1,3552 Km 1,4850 Km + 9,57% VEÍCULOS SCANIA 1,3225 Km 1,4601 Km + 10,40%
  29. 37. CONTROLE DE EMISSÕES
  30. 38. CONTROLE DE EMISSÕES
  31. 39. CONTROLE DE EMISSÕES
  32. 40. CONTROLE DE EMISSÕES
  33. 41. - Opacidade: Redução em 25% - Oxido de Nitrogênio - Nox: Aumento em 19% - Monóxido de Carbono – CO: Redução em 30% CONTROLE DE EMISSÕES
  34. 42. <ul><li>- Solicitar autorização da Agência Nacional de Petróleo-ANP – para consumir até 50.000 litros/mês/Empresa; </li></ul><ul><li>Aumentar a quilometragem dos atuais ônibus, que estão operando com biocombustível, de +/- 2.000 km/mês/ônibus para +/- 8.000 a 10.000 km/mês/ônibus. </li></ul>SEGUNDA FASE
  35. 43. AUTORIZAÇÃO ANP – 285 DE 20/05/2010
  36. 44. <ul><li>Aumentar a frota de ônibus, operando com 100 % de biocombustível, ou seja: </li></ul><ul><li>. Mais 02 (dois) ônibus Scânia e </li></ul><ul><li>. Mais 03 (três) ônibus Volvo. </li></ul><ul><li>. Sendo 06 primeira-fase e 05 terceira-fase </li></ul><ul><li>. Totalizando 11 ônibus, operando com 100% biocombustível </li></ul>TERCEIRA FASE (A REALIZAR)
  37. 45. <ul><li>Aumentar até 2012 o uso de 100% de biocombustível em 140 ônibus. </li></ul>QUARTA FASE (A REALIZAR)
  38. 46. - O biocombustível que posteriormente será utilizado, será através do re-aproveitamento do óleo de Fritura existente em Curitiba e Região Metropolitana – Previsão de 350.000 litros/mês; - Instalação de uma usina (RMC) para a produção deste biodiesel; - Resolvendo o passivo ambiental sobre o despejo deste óleo de fritura, evitando assim a contaminação dos rios em Curitiba. LINHA VERDE – QUINTA FASE
  39. 47. OBRIGADO Elcio Luiz Karas Área de Vistoria e Cadastro – URBS Email: ekaras@urbs.curitiba.pr.gov.br

×