“Um Estudo de Caso: Os Fatores Críticos de Sucesso do Modelo Biodiesel Argentino”                                 Victor A...
Aspectos da Análise da Competitividade do Biodisel Argentino                                             Aspectos         ...
ASPECTOS ECONÔMICOS
Aspectos Econômicos - Demanda mundial de Energia  O crescimento populacional, sobretudo o crescimento econômico, aumentam ...
Aspectos Econômicos   A Argentina produz todo seu biodisel a base de soja.   Espera-se que a oferta e o comércio mundial d...
Aspectos Econômicos  A Argentina se apresenta como o principal fornecedor em âmbito mundial de farinhas, óleos e biodiesel...
Aspectos Econômicos - Investimentos em Biocombustíveis.                                                                   ...
Aspectos Econômicos- Investimentos    Cinco variáveis chave impulsionam o investimento em bioenergia:    • O preço dos com...
Aspectos Econômicos - Projeção Apoio anual Biocombustíveis      O apoio governamental para a bioenergia se manterá como fa...
Aspectos Econômicos.      A maior parte dos investimentos em energia não aconteceriam sem o respaldo do governo,   incluin...
Aspectos Econômicos - Produção mundial de Biodiesel      A produção de Biodiesel cresceu de 959 milhões de litros em 2001 ...
ASPECTOS ESTRUTURAIS
Aspectos Estruturais - Diagrama Agro-industrial da soja                                                          Fonte: INTA
Aspectos Estruturais - Capacidade Agroindustrial Complexo Soja        A capacidade de esmagamento em Argentina cresceu de ...
Aspectos Estruturais - Nossas Usinas:                         Companhia                 Tpy       Tecnologia         Local...
Aspectos Estruturais - Nossas Usinas:    Na Argentina existem 23 usinas produtoras de    biodiesel, com capacidade total d...
Aspectos Estruturais – CAPACIDADE DE PRODUÇÃO                                 Capacidade de ocupação das usinas Biodiesel ...
Aspectos Estruturais – Posição estratégica    A Argentina é o terceiro produtor, e o primeiro exportador mundial de óleo d...
ASPECTOS ESTRATÉGICOS
Aspectos Estratégicos - Diversificar a Matriz Energética     50% da matriz energética Argentina é o Gás.     O forneciment...
Aspectos Estratégicos - Consumo de gás-oil na Argentina  O crescimento anual de consumo de Gás-oil na Argentina no período...
Aspectos Estratégicos - Mercado Argentino de Biodiesel  Durante o ano de 2010 se produziram no país                       ...
Aspectos Estratégicos - Consumo de Biodiesel na Argentina    A partir da implementação da Ley 26.093 (Março de 2010), a Ar...
ASPECTOS AMBIENTAIS
Aspectos Ambientais - EMISSÕES       A marca do Carbono em media por                                                 O tra...
Aspectos Ambientais - Redução de Gases de Efeito Estufa       Estudos Recentes do INTA, E4Tech e ISCC confimam que o biodi...
Aspectos Ambientais – Plantío Direto                      Produção Sustentável e Boas Práticas Agrícolas                  ...
Aspectos Ambientais – transporte reduzido      Transporte local reduzido: devido à proximidade das principais áreas de pro...
Aspectos Ambientais - Uso da terra    O coração da produção de soja se localiza na região da Pampa  Úmida, localizada apro...
Aspectos Ambientais - CSCS- CARBIO Esquema de Certificação do Biodiesel Sustentável    O mercado externo é o mais importan...
Aspectos Ambientais - Administração dos Riscos     Estima-se que a demanda do biodiesel continuará sustentada por poder mi...
RESUMO - Vantagens Competitivas do Biodiesel de Soja Argentino     Aspectos Econômicos- Estruturais          A Argentina b...
DESAFIOS Argentina- Brasil     Aproveitar as vantagens competitivas do Brasil e da Argentina no Biocombustíveis, para   au...
www.carbio.com.arinfo@carbio.com.ar                     CÂMARA ARGENTINA DE BIOCOMBUSTÍVEIS                     Bouchard 4...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

16h00 27.07 victor castro camara argentina de biodisel (noticias)

752 visualizações

Publicada em

0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
752
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
56
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

16h00 27.07 victor castro camara argentina de biodisel (noticias)

  1. 1. “Um Estudo de Caso: Os Fatores Críticos de Sucesso do Modelo Biodiesel Argentino” Victor A. Castro CÂMARA ARGENTINA DE BIOCOMBUSTÍVEIS – CARBIO BIODIESEL CONGRESS SP- BRASIL, Julhio 2011
  2. 2. Aspectos da Análise da Competitividade do Biodisel Argentino Aspectos Estratégicos (segurança energética, diversificar matriz) Aspectos Aspectos Estruturais Econômicos - Bases da Competitividade Sociais (Escala, Tecnologia) Aspectos Ambientais- (Sustentabilidade Adm. de Riscos)
  3. 3. ASPECTOS ECONÔMICOS
  4. 4. Aspectos Econômicos - Demanda mundial de Energia O crescimento populacional, sobretudo o crescimento econômico, aumentam o consumo de Energia. Fonte: 2006 Key World Energy Statistics from the International Energy Agency. F Van Mierlo.
  5. 5. Aspectos Econômicos A Argentina produz todo seu biodisel a base de soja. Espera-se que a oferta e o comércio mundial da cultura da soja possa crescer mais de 30% para 2020.
  6. 6. Aspectos Econômicos A Argentina se apresenta como o principal fornecedor em âmbito mundial de farinhas, óleos e biodiesel com base de soja, esperando poder incrementar sua participação com o aumento da oferta para 2020. Espera-se que o crescimento do Brasil e da Argentina no Biodiesel possa expandir em aproximadamente 16%, ainda que o Brasil esteja mais focado em satisfazer o mercado interno. A Argentina continuará incrementando sua participação no mercado externo baseada na competitividade de seu complexo exportador agro-industrial.
  7. 7. Aspectos Econômicos - Investimentos em Biocombustíveis. Estados Unidos 35% China 4% Os Estados Unidos e o Brasil dominam oinvestimento mundial em biocombustíveis (líquidos), Resto da Ásiaprincipalmente o etanol baseado na milho ou no 7%açúcar. Resto do América Central mundo Os investimentos da Argentina e da Europa em e 3%biocombustíveis estão principalmente baseados no América do Sul CanadáBiodiesel. 28% 2% UE Europa 21% Fonte: Dr. Denis Connor (série 2005-2009) Dpto. de Assuntos Exteriores, Canadá.
  8. 8. Aspectos Econômicos- Investimentos Cinco variáveis chave impulsionam o investimento em bioenergia: • O preço dos combustíveis fósseis ( o principal substituto). • O preço do carvão. O custo da tecnologia de conversão. • O custo e a disponibilidade de matéria-prima (50% a 80% do custo variável) As políticas públicas. Considerando as tendências destas variáveis chave, a perspectiva a longo prazo para a bioenergia é positiva. Fonte: Dr. Denis Connor (série 2005-2009) Dpto. Assuntos Exteriores, Canadá.
  9. 9. Aspectos Econômicos - Projeção Apoio anual Biocombustíveis O apoio governamental para a bioenergia se manterá como fator chave, passado de USD 57 bilhões em 2009 para USD 205 bilhões anuais- Mas os altos preços de combustíveis fósseis, assim como uma diminuição do investimento na produção destes pode mudar esta projeção. Fonte: World Energy Outlook 2010
  10. 10. Aspectos Econômicos. A maior parte dos investimentos em energia não aconteceriam sem o respaldo do governo, incluindo o investimento na bioenergia. Em 2009, todo o setor de energias renováveis no âmbito global recebeu um apoio econômico anual de $50 bilhões. Mesmo assim, isso corresponde a menos de 1/10 dos $550 bilhões que recebeu a indústria mundial de combustíveis fósseis no mesmo período. Fonte: Dr. Denis Connor (série 2005-2009) Dpto. Assuntos Exteriores, Canadá. ------------------------------------------------------------------------------------------------------ • A Argentina conta com algumas isenções impositivas para o mercado interno de Biodiesel, e um esquema de retenções à exportação que favorece o acréscimo de valor, em cadeia.
  11. 11. Aspectos Econômicos - Produção mundial de Biodiesel A produção de Biodiesel cresceu de 959 milhões de litros em 2001 para 15.760 milhões de litros em 2009, com uma taxa de crescimento anual de 42%. Apoiados pelos governos que buscam incrementar a independência energética e reduzir os efeitos contaminantes dos combustíveis fósseis, estima-se que a oferta de biodiesel para 2020 alcance os 45,3 milhões de litros com uma taxa de crescimento de 10% para a próxima década. A Europa é líder na produção de Biodiesel com uma participação de 49,8% do mercado total, seguido pelo continente americano com 32,8% e pela Ásia-Pacífico com 4,4% em 2009. fonte: www.prlog.org/10587288-global-biodiesel-market-analysis-and-forecasts-to-2020.html
  12. 12. ASPECTOS ESTRUTURAIS
  13. 13. Aspectos Estruturais - Diagrama Agro-industrial da soja Fonte: INTA
  14. 14. Aspectos Estruturais - Capacidade Agroindustrial Complexo Soja A capacidade de esmagamento em Argentina cresceu de 3 milhões de ton./ano em 1980, a os 52 milhões de ton./ano em 2010. O% de uso de sua capacidade total de esmagamento é próximo ao 80%. Evoluçao capacidade esmagamento Argentina (1980-2010) Fuente:CIARA
  15. 15. Aspectos Estruturais - Nossas Usinas: Companhia Tpy Tecnologia Localização T6 480.000 Desmet + Lurgi Santa Fe Explora 120.000 Local technology Santa Fe Louis Dreyfus 300.000 Westfalia Santa Fe Molinos 100.000 Desmet Ballestra Santa Fe Patagonia Bioenergía 250.000 Desmet Ballestra Santa Fe Renova 480.000 Desmet + Lurgi Santa Fe UnitecBio 230.000 Desmet + Lurgi Santa Fe Vicentín 145.000 Local technology Santa Fe Cargill (em construção) 300.000 Lurgi+local Santa Fe* Viluco 200.000 Crown Iron Work S.del Estero
  16. 16. Aspectos Estruturais - Nossas Usinas: Na Argentina existem 23 usinas produtoras de biodiesel, com capacidade total de aprox. 2,7MM Ton/.ano 11 destas usinas são de última geração, e cumprem com todos os padrões de qualidade, segurança do meio-ambiente nacionais e internacionais. Estas 11 usinas possuem somadas, a capacidade de produção aproximada de 2,3 MM Ton./ano com um investimento de mais de 900 milhões de dólares.
  17. 17. Aspectos Estruturais – CAPACIDADE DE PRODUÇÃO Capacidade de ocupação das usinas Biodiesel (2010 em MMtn) Capacidade País/Bloco Produçao % uso nominal EUROPA 22 9 41% EUA 9 1 11% ÁSIA-PACÍFICO 5 2 40% BRASIL 4 2 50% ARGENTINA 2,5 2 80% A Argentina faz um uso eficiente de sua capacidade de produção. Possui plantas com economia de escala integradas e de última geração. Fuente: Elaboración propia en base datos ANP, INDEC, Patagonia Bioenergía
  18. 18. Aspectos Estruturais – Posição estratégica A Argentina é o terceiro produtor, e o primeiro exportador mundial de óleo de soja. Exporta mais de 90% de sua produção de óleo de soja (6 MM tpa em média nos últimos 5 anos). Sua capacidade instalada de esmagamento é de mais de 50MM tpa de broto de soja. Conta com uma enorme capacidade de produção de matéria-prima. Sua produção agrícola é altamente eficiente e sustentável. A Argentina, por seu eficiente complexo agro-industrial, estrutura de mercado interno e escala oferece segurança de abastecimento de matéria-prima para a produção do biodiesel baseado na soja.
  19. 19. ASPECTOS ESTRATÉGICOS
  20. 20. Aspectos Estratégicos - Diversificar a Matriz Energética 50% da matriz energética Argentina é o Gás. O fornecimento atual é insuficiente nos meses de inverno. Fonte: wikipedia.org/wiki/Archivo:World_energy_usage_width_chart-es.svg 2008
  21. 21. Aspectos Estratégicos - Consumo de gás-oil na Argentina O crescimento anual de consumo de Gás-oil na Argentina no período 2003 -2010 desenvolve uma taxamédia anual de crescimento de 11%. A importação de gás-oil no 2010 desenvolveu um volume de 2,6 milhões de toneladas. A taxa de crescimento de importações de gás-oil em volume desde o ano de 2007 até 2010 foi de 60%. Fonte: Secretaria de Energía
  22. 22. Aspectos Estratégicos - Mercado Argentino de Biodiesel Durante o ano de 2010 se produziram no país Argentine Biodiesel Marketumas 1,9 MM Ton ( das quais 1,4 MM ton 2,000 Local Marketforam exportadas). 1,500 Export Market 000 metric tons No ano de 2010, umas 500 Ton foram para 1,000cobrir as necessidades do mercado interno, 500 Estes números nos posiciona como o quarto 0 2007 2008 2009 2010 Eprodutor mundial de Biodiesel.
  23. 23. Aspectos Estratégicos - Consumo de Biodiesel na Argentina A partir da implementação da Ley 26.093 (Março de 2010), a Argentina mistura todo seu gasoil com 5% de biodiesel. A partir de setembro de 2010, esta mistura aumentou 7%, nos posicionando na vanguarda mundial no uso do Biodiesel. Esperamos proximamente que se possa misturar até 10% para o transporte particular, e 20% para o transporte público e maquinário agrícola. Isto significa: • Maior diversificação da matriz energética • Maior disponibilidade de gasoil, sobretudo em consumos picos. • Menores emissões de gases contaminantes. • Menor dependência do gasoil estrangeiro (segurança Energética).
  24. 24. ASPECTOS AMBIENTAIS
  25. 25. Aspectos Ambientais - EMISSÕES A marca do Carbono em media por O transporte de pessoas e bens é o habitante da Argentina (emissões responsável pela maior parte da emissão CO2/habitante), são um quarto dos EUA. de CO2 na Argentina. Como estratégia em âmbito global. nos últimos anos se buscou a redução do impacto do setor atuando sobre os combustíveis empregados. Fonte: INTA- Hilbert-Galbusera. BC-INF-11-11
  26. 26. Aspectos Ambientais - Redução de Gases de Efeito Estufa Estudos Recentes do INTA, E4Tech e ISCC confimam que o biodiesel argentino reduz as emissões de gases do efeito estufa em pelo menos 56% comparando com o combustível fóssil (gasoil)
  27. 27. Aspectos Ambientais – Plantío Direto Produção Sustentável e Boas Práticas Agrícolas Rotação de cultivos Plantio Direto: menor trabalho e cobertura permanente do solo. Adubação balanceada, com reposição de nutrientes. Gestão integrada de pragas e doenças. Informação georreferenciada – Agricultura de precisão. Fonte: AAPRESID
  28. 28. Aspectos Ambientais – transporte reduzido Transporte local reduzido: devido à proximidade das principais áreas de produção com os portos sobre o Rio Paraná, onde estão localizadas as plantas de produção. Isso reduz os custos de transporte como também a emissão de gases de Santiago del Estero efeito estufa. Corrientes Santa Fe A distância média dos campos às plantas é de 250Km. Entre Rios 15km San Lorenzo San Lorenzo Uruguay Rosario Rosario 330km Buenos Aires Buenos Aires Argentina Fonte: MAGPyA
  29. 29. Aspectos Ambientais - Uso da terra O coração da produção de soja se localiza na região da Pampa Úmida, localizada aproximadamente a 1.000Km dos bosques tropicais do Noroeste Argentino. O governo argentino, junto com os produtores e diversas ONGs, está trabalhando ativamente para identificar e proteger apropriadameente as zonas de alto valor de conservação, evitando assim impactos negativos na troca de uso da terra (Lei de Proteção de Bosques, 2007)
  30. 30. Aspectos Ambientais - CSCS- CARBIO Esquema de Certificação do Biodiesel Sustentável O mercado externo é o mais importante para o biodiesel argentino. CARBIO tomou a decisão de desenvolver seu próprio esquema de certificação, com a finalidade de cumprir as diretivas sobre energias renováveis deste mercado. Nosso biodiesel é sustentável, e estamos prontos para demonstrar isso.
  31. 31. Aspectos Ambientais - Administração dos Riscos Estima-se que a demanda do biodiesel continuará sustentada por poder mitigar os desafios ambientais e compensar a redução de oferta e aumento de custos na extração de petróleo e outras fontes associadas aos riscos de manipulação. Fonte: fotos web
  32. 32. RESUMO - Vantagens Competitivas do Biodiesel de Soja Argentino Aspectos Econômicos- Estruturais A Argentina baseia toda a sua produção na soja e aproveita a eficiência de seu complexo agro- exportador. Produzido em plantas muito eficientes, por escala , integração e tecnologia. Aspectos Estratégicos Enfoca seus investimentos no complexo da soja para gerar valor agregado com base em políticas públicas de promoção das energias renováveis. Foco na independência energética e diversificar sua matriz Aspectos Ambientais Eficiência relativa na redução da emissão de gases que provocam o efeito estufa, através de: Ampla difusão da plantio direto; curta distância dos centros de produção aos complexos industriais; e plantas eficientes .
  33. 33. DESAFIOS Argentina- Brasil Aproveitar as vantagens competitivas do Brasil e da Argentina no Biocombustíveis, para aumentar o uso em setores chave como transporte, geração de eletricidade e produção agrícola, se faz necessário para diminuir as emissões de gases que provocam o efeito estufa dos combustíveis fósseis, e para a independência energética da região. Outro desafio futuro passa por fomentar um acordo UE-Mercosul que inclua o comercio de biocombustíveis sem tarifas, como também si evitar que alguma normativa da UE, sem sustento científico (ej. ILUC), voltassem em medidas para-tarifarias que trave o comercio. • Argentina e Brasil, têm em comum um déficit de combustíveis fósseis e superávit na produção de biocombustíveis, trabalhar em conjunto para promover os pontos acima mencionados em âmbito global se apresenta como uma possibilidade certa de melhorar a posição estratégica de ambas as nações.
  34. 34. www.carbio.com.arinfo@carbio.com.ar CÂMARA ARGENTINA DE BIOCOMBUSTÍVEIS Bouchard 454 7° Piso 1106 – Buenos Aires Argentina +54 (11) 4311-4477

×