Controle da qualidade do Biodiesel B100e de sua mistura B5 - Onde reside a origem do     problema e quais as consequências...
 A Fecombustíveis representa nacionalmente 34 Sindicatos e a Fergás; Filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens...
Agentes de mercado                        370 TRRs   38.148 postos de                                   211 distribuidoras...
Cadeia de Comercialização                      Preços                    livres em                      toda a            ...
Faturamento em 2010                        + 12%Fonte: Fecombustíveis                                 Fecombustíveis
Arrecadação Tributária                        + 11,6%Fonte: Fecombustíveis                                  Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5“Relatório Anual da Revenda de Combustíveis 2011”Matéria completa: http://www.fecombustiveis.org...
Problemas decorrentes da maior formação de     borra desde a introdução do biodiesel:Necessidade de manutenções mais freq...
Reclamações dos clientes, devido à formação de borra nos filtrose tanques, o que gera desconfiança em relação ao combustí...
 Produto mais ácido que o anterior (sem mistura), ocasionandoreação com as paredes dos tanques de aço carbono; A grande ...
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Problemas com a mistura B5                         Fecombustíveis
Pontos Relevantes do Relatório do GT3 da ANP                                      Fecombustíveis
Propostas do GT3 ANP                       Fecombustíveis
Propostas do GT3 ANP                       Fecombustíveis
Propostas do GT3 ANP                       Fecombustíveis
Propostas do GT3 ANP                       Fecombustíveis
Propostas do GT3 ANP                       Fecombustíveis
Propostas do GT3 ANP                       Fecombustíveis
Sugestões: Revisão da especificação do biodiesel (já em análise pela ANP); Mudanças na metodologia de análise do B5 pela...
Muito obrigado!          Ricardo HashimotoDiretor de Postos de Rodovia da Fecombustíveis                   E-mail:        ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

12h00 29.07 ricardo hashimoto fecombustiveis (noticias)

760 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
760
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
38
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
7
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

12h00 29.07 ricardo hashimoto fecombustiveis (noticias)

  1. 1. Controle da qualidade do Biodiesel B100e de sua mistura B5 - Onde reside a origem do problema e quais as consequências? São Paulo, 29 de julho de 2011
  2. 2.  A Fecombustíveis representa nacionalmente 34 Sindicatos e a Fergás; Filiada à Confederação Nacional do Comércio de Bens, Serviços e Turismo Fecombustíveis
  3. 3. Agentes de mercado 370 TRRs 38.148 postos de 211 distribuidoras serviços de combustíveis líquidos 15 refinarias 40.170 mil revendedores 427 usinas e 23 de etanol distribuidoras 68 de GLP produtores Fecombustíveis Fonte: ANP de biodiesel
  4. 4. Cadeia de Comercialização Preços livres em toda a cadeia Fecombustíveis
  5. 5. Faturamento em 2010 + 12%Fonte: Fecombustíveis Fecombustíveis
  6. 6. Arrecadação Tributária + 11,6%Fonte: Fecombustíveis Fecombustíveis
  7. 7. Problemas com a mistura B5“Relatório Anual da Revenda de Combustíveis 2011”Matéria completa: http://www.fecombustiveis.org.br/relatorio2011 Fecombustíveis
  8. 8. Problemas decorrentes da maior formação de borra desde a introdução do biodiesel:Necessidade de manutenções mais frequentes: de bimestraisou trimestrais passaram a ser realizadas 2 ou 3 vezes porsemana;Incremento nos custos com limpeza de tanque: R$ 2,5 milpor compartimento, em média; Maior necessidade de troca de papelotes;Entupimento de filtros; Fecombustíveis
  9. 9. Reclamações dos clientes, devido à formação de borra nos filtrose tanques, o que gera desconfiança em relação ao combustível epedidos de ressarcimentos dos prejuízos; O crescente acúmulo da lama nos tanques aumenta a pressãodemasiadamente; Filtro com aspecto de gelatina, o que impede a passagem docombustível;Problema de descarte dessa borra: qual destino deve ser dado?Incineração?; Fecombustíveis
  10. 10.  Produto mais ácido que o anterior (sem mistura), ocasionandoreação com as paredes dos tanques de aço carbono; A grande quantidade de borra nos tanques provoca diferençasnos estoques, acarretando problemas com as Secretarias deFazenda em alguns Estados; Autuações dos postos pela ANP por percentual de biodieseldiferente dos 5% estabelecidos pela legislação:  não há teste que possa ser realizado nos postos;  oxidação do produto? Fecombustíveis
  11. 11. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  12. 12. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  13. 13. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  14. 14. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  15. 15. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  16. 16. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  17. 17. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  18. 18. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  19. 19. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  20. 20. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  21. 21. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  22. 22. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  23. 23. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  24. 24. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  25. 25. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  26. 26. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  27. 27. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  28. 28. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  29. 29. Problemas com a mistura B5 Fecombustíveis
  30. 30. Pontos Relevantes do Relatório do GT3 da ANP Fecombustíveis
  31. 31. Propostas do GT3 ANP Fecombustíveis
  32. 32. Propostas do GT3 ANP Fecombustíveis
  33. 33. Propostas do GT3 ANP Fecombustíveis
  34. 34. Propostas do GT3 ANP Fecombustíveis
  35. 35. Propostas do GT3 ANP Fecombustíveis
  36. 36. Propostas do GT3 ANP Fecombustíveis
  37. 37. Sugestões: Revisão da especificação do biodiesel (já em análise pela ANP); Mudanças na metodologia de análise do B5 pela ANP; Campanha junto aos usuários finais, informando sobre anecessidade de manutenções e trocas de filtros mais frequentes,especialmente para aqueles que vão utilizar o diesel com baixoteor de enxofre; Estudos sobre o impacto do biodiesel sobre o S10 e o S50; Manutenção do percentual de mistura em B5 até que todos osproblemas atuais sejam devidamente resolvidos. Fecombustíveis
  38. 38. Muito obrigado! Ricardo HashimotoDiretor de Postos de Rodovia da Fecombustíveis E-mail: ricardo_hashi@yahoo.com.br Tefefone: (21) 2221-6695 Fecombustíveis

×