O Papel dos Laboratórios na   Indústria de Biodiesel          Aline Costa de Andrade   Coordenadora de Qualidade de Produto
Agenda1)   Controle de Processo2)   Desenvolvimento de metodologias3)   Avaliação de novas matérias-primas4)   Otimização ...
1)   Controle de Processo2)   Desenvolvimento de metodologias3)   Avaliação de novas matérias-primas4)   Otimização de Pro...
Biodiesel- Umcombustível especial
Biodiesel- Umcombustível especial
Biodiesel- Um                   combustível especialRefinarias: Processo físicoUnidades de Biodiesel                   CON...
Objetivo:                  Produzir BiodieselÓleo vegetal ou   gordura                                      metanol      1...
Objetivo:      Evitar reações paralelasFigura: Reação de Saponificação de ácido graxo
Objetivo:                       Minimizar Contaminantes                  Diglicerídeos                                    ...
Objetivo:              Minimizar ContaminantesÁcido Graxo                      Sabão
Controle de Processo    Óleo Bruto                                                                       GlicerinaPré-trat...
Pré-Tratamento                  Sabão                                                Acidez    Umidade    Acidez          ...
Pré-Tratamento                                                   Químico    CORRENTE/                ANÁLISES             ...
Matérias-Primas/                                                       Insumos                                            ...
Transesterificação                                Glicerina Livre Glicerina Livre                                         ...
TransesterificaçãoCORRENTE/MATERIAL            ANÁLISES                                 PARA QUÊ ? Saída decantador 1   -G...
1)   Controle de Processo2)   Desenvolvimento de metodologias3)   Avaliação de novas matérias-primas4)   Otimização de Pro...
Desenvolvimento                        de Metodologias-   NBR 15771 Biodiesel — Determinação de glicerina livre —    Métod...
Desenvolvimento                            de Metodologias- ABNT NBR 15867:Biodiesel — Determinação do teor de enxofre  po...
1)   Controle de Processo2)   Desenvolvimento de metodologias3)   Avaliação de novas matérias-primas4)   Otimização de Pro...
Avaliação deMatérias Primas
Avaliação deMatérias-Primas
Avaliação deMatérias-Primas
Avaliação de                                 Matérias-PrimasTestes em bancada- Produção de biodiesela partir de OGR
1)   Controle de Processo2)   Desenvolvimento de metodologias3)   Avaliação de novas matérias-primas4)   Otimização de Pro...
Desenvolvimento        de ProdutosObjetivo: Diminuir aquantidade de água daborra de refino e, aomesmo tempo nãoprejudicar ...
Otimizaçãode ProdutosFigura: Simulação de condições de processo para produção de borra com umidade adequada
Infraestrutura
Considerações                                Finais• O laboratório é mais que um prestador de  serviços à operação.• Suces...
Obrigada!alineandrade@petrobras.com.br     Tel: +55 21 3212-6140
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

09h00 aline costa andrade petrobras biocombustíveis (noticias trocar link)

5.809 visualizações

Publicada em

Publicada em: Tecnologia, Negócios
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
5.809
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
157
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
15
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

09h00 aline costa andrade petrobras biocombustíveis (noticias trocar link)

  1. 1. O Papel dos Laboratórios na Indústria de Biodiesel Aline Costa de Andrade Coordenadora de Qualidade de Produto
  2. 2. Agenda1) Controle de Processo2) Desenvolvimento de metodologias3) Avaliação de novas matérias-primas4) Otimização de Produtos
  3. 3. 1) Controle de Processo2) Desenvolvimento de metodologias3) Avaliação de novas matérias-primas4) Otimização de Produtos
  4. 4. Biodiesel- Umcombustível especial
  5. 5. Biodiesel- Umcombustível especial
  6. 6. Biodiesel- Um combustível especialRefinarias: Processo físicoUnidades de Biodiesel CONTROLE DE PROCESSO LABORATÓRIOPROCESSO QUÍMICO
  7. 7. Objetivo: Produzir BiodieselÓleo vegetal ou gordura metanol 1 +3 Cat. glicerinabiodiesel 1 3 +
  8. 8. Objetivo: Evitar reações paralelasFigura: Reação de Saponificação de ácido graxo
  9. 9. Objetivo: Minimizar Contaminantes Diglicerídeos Glicerina TriglicerídeosMonoglicerídeos
  10. 10. Objetivo: Minimizar ContaminantesÁcido Graxo Sabão
  11. 11. Controle de Processo Óleo Bruto GlicerinaPré-tratamento do óleo Purificação da Glicerina Óleo Refinado Transesterificação + Biodiesel Purificação Metanol Catalisador Recuperação do Metanol Água
  12. 12. Pré-Tratamento Sabão Acidez Umidade Acidez Químico Fósforo Fósforo 21 Certificação 3 Teor de óleo Transesterificação 4
  13. 13. Pré-Tratamento Químico CORRENTE/ ANÁLISES PARA QUÊ ? MATERIALÓleo Bruto (1) - Acidez - Formação de sabão no processo, -Teor de P consumo de catalisador - Teor de Fosfatídeos, emulsificação do - Umidade meio reacional, consumo de catalisador - Aumento da acidez, formação de sabãoÓleo na saída da - Acidez - Eficiência do pré-tratamento do óleo centrífuga (2) - Teor de P - SabãoBorra de Refino -Matéria Graxa Total - Certificação de Produto para Venda (3) - Umidade e demais ensaios para VendaSílica Gasta (4) - Teor de óleo - Perda de processo
  14. 14. Matérias-Primas/ Insumos Teor de Metilato UmidadeAcidez UmidadeFósforoUmidade CORRENTE/MATERIAL ANÁLISES PARA QUÊ ? Óleo Refinado ou Gordura - Acidez - Formação de sabão no processo Animal - Teor de P - Teor de Fosfatídeos, - Umidade emulsificação do meio reacional - Aumento da acidez, formação de sabão Metanol - Umidade - Degradação do catalisador, formação de sabão no processo Catalisador -Alcalinidade Total - Concentração/ eficiência da - Umidade catálise - Formação de sabão na Transesterificação
  15. 15. Transesterificação Glicerina Livre Glicerina Livre pH Glicerina Livre mono, di e tri mono, di e tri Sabão mono, di e tri 3 1 2 acidez, glicerina total, ponto de fulgor, sódio e umidadeGlicerina Total Metanol 6Teor de Sódio Umidade 4 5
  16. 16. TransesterificaçãoCORRENTE/MATERIAL ANÁLISES PARA QUÊ ? Saída decantador 1 -Glicerina Livre -Eficiência da separação (1) -Sabão -Eficiência da separação - mono, di e tri -Conversão Reator 2 -Glicerina Livre -Eficiência da separação (2) - mono, di e tri -Conversão Saída decantador 2 -Glicerina Livre -Eficiência da separação (3) -mono, di e tri -Conversão -pH -Neutralização da reaçãoSaída decantador 3 -Glicerina Total - Eficiência da separação/ lavagem (4) -Teor de Sódio - Eficiência de Neutralização Saída stripper - Metanol -Eficiência da stripper (5) - Umidade -Eficiência da stripper Saída do Filtro - acidez, glicerina - Análise do produto final antes do envio para (6) total, ponto de fulgor, Tanque final sódio e umidade
  17. 17. 1) Controle de Processo2) Desenvolvimento de metodologias3) Avaliação de novas matérias-primas4) Otimização de Produtos
  18. 18. Desenvolvimento de Metodologias- NBR 15771 Biodiesel — Determinação de glicerina livre — Método volumétrico (2009)- ABNT NBR 15342 - Biodiesel — Determinação de monoglicerídeos e diglicerídeos em biodiesel de mamona por cromatografia gasosa (2009)- ABNT NBR 15343 - Biodiesel — Determinação da concentração de metanol e/ou etanol por cromatografia gasosa (2009)- ABNT NBR 15344: Biodiesel - Determinação de glicerina total e do teor de triglicerídeos em biodiesel (2010)
  19. 19. Desenvolvimento de Metodologias- ABNT NBR 15867:Biodiesel — Determinação do teor de enxofre por espectrometria de emissão ótica com plasma indutivamente acoplado (ICP-OES) Teor de Éster em Biodiesel (2010)- ABNT NBR 15764: Biodiesel — Determinação do teor total de ésteres por cromatografia gasosa (2009)- ABNT NBR 15908 Biodiesel — Determinação da glicerina livre, monoglicerídeos, diglicerídeos, triglicerídeos e glicerina total por cromatografia gasosa (2011)- Determinação Contaminação Total – Consulta Pública (projeto 34:007-02-005)
  20. 20. 1) Controle de Processo2) Desenvolvimento de metodologias3) Avaliação de novas matérias-primas4) Otimização de Produtos
  21. 21. Avaliação deMatérias Primas
  22. 22. Avaliação deMatérias-Primas
  23. 23. Avaliação deMatérias-Primas
  24. 24. Avaliação de Matérias-PrimasTestes em bancada- Produção de biodiesela partir de OGR
  25. 25. 1) Controle de Processo2) Desenvolvimento de metodologias3) Avaliação de novas matérias-primas4) Otimização de Produtos
  26. 26. Desenvolvimento de ProdutosObjetivo: Diminuir aquantidade de água daborra de refino e, aomesmo tempo nãoprejudicar seu bombeio
  27. 27. Otimizaçãode ProdutosFigura: Simulação de condições de processo para produção de borra com umidade adequada
  28. 28. Infraestrutura
  29. 29. Considerações Finais• O laboratório é mais que um prestador de serviços à operação.• Sucesso: Integração Laboratório & Engenharia de Processo.• Biodiesel Novo setor  Dúvidas Laboratório Confiável.
  30. 30. Obrigada!alineandrade@petrobras.com.br Tel: +55 21 3212-6140

×