O euripinho edi02

341 visualizações

Publicada em

  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

O euripinho edi02

  1. 1. Palavra da Diretoria Chega às suas mãos mais uma edição de O EURI- tempo teremos o berçário em funcionamento, assim como ideia da creche como “depósito de crianças”. CRECHE ÉPINHO, o informativo periódico da nossa Creche Eurípedes a turma do minigrupo 1 – crianças de um a dois anos de LUGAR DE EDUCAÇÃO e educar é tarefa conjunta. É assimBarsanulfo – CEB. As nossas primeiras palavras são para idade. Uma vitória da comunidade, porque diretores pas- que contamos e continuaremos a contar com a participa-expressar a imensa alegria, porque estamos conseguindo, sam, o trabalho permanece. ção dos pais e responsáveis para que opinem, expliquem,gradativamente, alcançar todos os objetivos traçados pela E podemos dizer que esta é uma conquista de todos. As apontem possíveis insatisfações em relação à creche, masdiretoria da entidade. obras de ampliação, reforma e adaptação das dependências que o façam trazendo alternativas de solução.O grande esforço para valorizar cada criança, a luta cons- da creche são custeadas pela Prefeitura, com verba espe- Nesta edição, você vai ficar por dentro de alguns dos traba-tante para qualificar cada funcionário, o esforço sem limites cífica para a Educação. Mas temos muitos outros gastos e, lhos realizados e que nem sempre chegam ao seu conhe-para unir dirigentes em torno dos mesmos propósitos. Tudo para cobrir essas despesas rotineiras, realizamos eventos. cimento. Você vai saber um pouco sobre gente importanteisso faz parte do nosso dia a dia e, com satisfação, vamos A promoção da pizza, por exemplo, foi um sucesso. Obriga- que tem sua vida ligada à creche desde a infância.percebendo que a cada momento que passa estamos muito do pais, amigos e colaboradores. Vocês foram “dez”. Este é o segundo número de O EURIPINHO, que circulamais próximos do que pretendemos. A mudança realizada Aliás, a Campanha “Amigos da CEB”, de doações mensais, graças à colaboração de diversos Amigos da CEB, anun-no quadro de pessoal e a introdução de uma filosofia de embora ainda esteja precisando de uma “injeção de ânimo”, ciantes que, ao colocarem suas marcas e suas empresasatribuições de responsabilidades por setores e gerências, já serve para cobrir parte dos nossos gastos. em evidência, fazem muito mais: estão possibilitando essetraz resultados expressivos. Dentro dessa mentalidade de agregar pessoas e colabora- canal de diálogo com pais de alunos e com a comunidadeJá está em pleno andamento a concretização do projeto de dores, para levar a creche cada vez mais à modernidade, em geral. Muito obrigado a todos.ampliação da creche. Depois de muitos anos, vamos pra- numa gestão interativa, contamos muito com os pais eticamente dobrar as vagas e, para alegria geral, em pouco responsáveis. Sabe-se que há muito já foi superada aquela Fabio Pereira Guilherme - Presidente da CEB “Palavras Contidas” livro de crônicas em prol da CEB Dia 10 de agosto foi a data de lançamento do livro Ribeirão Gráfica Editora, custeado pela FEAC – Fundação de“Palavras Contidas”, de autoria do psicólogo e escritor Beto Esporte, Arte e Cultura, que é ligada ao governo municipal.Chagas, cuja renda total será revertida em prol da Creche Cada exemplar custa R$ 20,00 e pode ser adquirido na própriaEurípedes Barsanulfo – CEB. O evento aconteceu às 20h, no creche (com Gisele e Cleomar) ou em diversas livrarias dapátio da creche, com a presença de amigos do autor, colabo- cidade, entre elas a Papelaria Talita (Rua Reynaldo Chiocaradores da entidade e pessoas da comunidade, muitas delas 1808, Parque Progresso), Livraria Parlenda (Rua Francis-personagens das crônicas publicadas. co Barbosa 1560, Cidade Nova), Livraria do Contador (Av.O livro, que é uma coletânea das 100 primeiras crônicas publi- Major Nicácio 1550), Papelaria Krepon (Calçadão da Mare-cadas por Beto Chagas na revista Enfoque Franca, entre 2001 chal) e Sebo Almanaque (Rua Dr. Julio Cardoso 2072).e 2008, tem uma linguagem fácil e a maioria das histórias temcomo enredo a Vila Europa, Parque Progresso e muitos dosseus antigos moradores. “É um livro de memórias da minhainfância, dos momentos felizes que passei no bairro. É tam-bém um modo de homenagear e eternizar pessoas que foram importantes pra mim”, comenta o autor, que é um 02 dos diretores da CEB. O livro “Palavras Contidas” tem 214 páginas e cada crônica ocupa uma página e meia. Foi editado pela
  2. 2. Berçário e novas salas em 2012 A CEB vai dobrar a oferta de vagas a partir de dança é criação da ala administrativa e pedagógica, com que teoricamente permaneceriam imutáveis, também pas-2012. Das atuais 55 crianças, poderemos atender 110 a implantação da Secretaria e Recepção, trazendo maior co- sam por alterações de destinação. Com uma pertinente divi-partir do ano que vem, incluindo o tão esperado berçário, de modidade e segurança. Além de que o almoxarifado passa são de ambientes, ali permanecem os vestiários, banheirosquatro meses a um ano, e também o minigrupo “1”, de um a funcionar em privilegiada área de acesso, facilitando o re- e sanitários, de um lado e, em separado, uma sala multi-ano a um ano e onze meses. Aproveitamos essa ampliação cebimento de cargas e produtos, sem precisar circular entre mídia para eventos, a ser ocupada tanto em treinamento epara realizar adaptações e adequação do prédio às normas as crianças, nem interferir na rotina do pátio em momentos capacitação de funcionários, como em reuniões e trabalhosde acessibilidade, de modo que estaremos aptos para rece- de lazer e atividades recreativas. de orientação a pais e responsáveis, assim como para asber também alunos portadores de necessidades especiais As dependências antigas, onde hoje funciona a sala de TV, reuniões de diretores.por deficiência física, assim como estamos estruturando aárea administrativa e recepção. E, o que é melhor: estamosexecutando um projeto arquitetônico de baixo custo, valori-zando a aplicação do dinheiro público que nos foi destinadoem nível de auxílio pela Prefeitura.Todos os indicadores apontavam para um custo de maisde R$ 500 mil. Graças ao apoio de profissionais colabo-radores da nossa entidade, conseguimos fazer compara-tivos, de modo a reduzir gastos sem perder qualidade,chegando a incríveis R$ 184 mil. Mesmo enfrentando ogrande problema de alterações numa edificação que sofreudiversas e necessárias adaptações ao longo de quase qua-tro décadas, sem o devido planejamento ergonômico e es-trutural, usamos a criatividade e buscamos uma realocaçãode espaços que privilegie o bem estar e a segurança dosalunos, ao mesmo tempo em que o funcionamento geral dacreche tenha espaços otimizados. A despensa será amplia-da, mais sanitários estão sendo instalados, duas salas deaula construídas para atender à demanda de nova faixa etá-ria, além do pavilhão de berçário, erguido onde existiu umprédio residencial anexo à creche. Aproveitamos o espaçoatual já construído e vamos dinamizar a brinquedoteca e abiblioteca, que passam a funcionar junto às salas de aula,aproximando teoria e prática no processo pedagógico.O pátio recebe adaptações importantes, com rampas deacesso e sem barreiras arquitetônicas. Outra relevante mu- APOIO PARA MANUTENÇÃO As mudanças físicas empreendidas para melhorar o contribuintes mensais permanentes. Cada um contribuinte por EXPEDIENTE atendimento da Creche Eurípedes Barsanulfo são muito gran- doar o valor que achar melhor – de R$ 1,00 até quantias maio- des. O dinheiro para custear as despesas, de R$ 184 mil, vem res, tudo é bem vindo. A somatória é que faz a diferença. E pode O Euripinho - Informativo da Creche de Eurípedes Barsanulfo da Prefeitura, através de verba específica para a área de Edu- escolher dentre as modalidades: cupom mensal com recebi- Rua Geraldo Bombicino, 2780 - V. Europa - Franca-SP cação. No entanto, equipar e dar manutenção a esse empreen- mento direto ou depósito na conta corrente da creche através Tel. (16)3702-7007 dimento dependerá praticamente da própria entidade, já que o de boleto. Editores: Fabio Guilherme, José Roberto Chagas, Gisele Bianchini projeto inicial contemplou unicamente a edificação. Para ser um AMIGO DA CEB, basta ligar para Diagramação/Impressão: JFP Notícias - Monte Santo de Minas Aqui entra a importância da ajuda da comunidade. Por 3702-7007 e falar com Gisele Bianchini ou Cleomar Artigos assinados e os anúncios são de responsabilidade de isso, precisamos do apoio de todos, seja em eventos, seja na Naves, em horário comercial, ou procurar um dos 03 seus signatários e não representam a opinião do Informativo. divulgação e captação de novos AMIGOS DA CEB, que são os diretores da Creche Eurípedes Barsanulfo – CEB.
  3. 3. MEMÓRIA E FUTURO Helinho relembra seu 1ª aniversário, comemorado na CEB O Euripinho resgata uma bela pá-gina da história da Creche Eurípedes Bar-sanulfo. Nesta edição, entramos “de chuá”num bate-papo com Hélio Rubens GarciaFilho – o Helinho, armador do Franca Bas-quete, que faz parte da nossa história. Elecomemorou o seu primeiro aniversário aquina CEB, em festiva tarde de 12 de maio de1976. Sua mãe, Dona Maria Helena, a cro-nista social Patrícia e um grupo de benemé-ritos cidadãos francanos trouxeram alegriae descontração para nossas crianças e parafuncionários da entidade. No retorno à CEB, 35 anos depois,Helinho estava visivelmente emocionado.Acostumado às emoções que caracterizamimportantes decisões no esporte, jogadas Imagem do Jornal da Festa do 1º aninho de Helinho na CEBespetaculares diante de adversários de re-nome internacional; acostumado a conquis- primeiros aniversários, meu e das minhas irmãs, sempre em a vida tem que ser pautada em algumas regras. Você tem quetar títulos importantes e a ser aplaudido por milhares de tor- uma creche ao lado da “molecada”, com muito refrigerante ter uma religião, seja ela qual for; tem que ter um pouquinhocedores que o admiram em todo o Brasil, Helinho abriu seu e salgadinho. Então, eu fiquei muito feliz de ter voltado aqui de lazer, seja indo num jogo de basquete, seja indo passearcoração e demonstrou toda a sensibilidade ao ser abordado e ver como a creche está bonita, está bem cuidada, com as num parque, um piquenique, seja saindo com alguns amigospelas crianças de 2011, na nossa creche. Veja a interessante crianças sendo muito bem tratadas. Agora eu espero estar para passear num shopping... Então, é o lazer, a religião e oentrevista concedida pelo craque da “bola-ao-cesto”: mais presente por aqui, porque depois do meu primeiro ani- trabalho. E acima de tudo, o amor dentro de casa. Esses qua- CEB – Naquela tarde de 1976, sua mãe, Dona Maria versário não tive mais a oportunidade de voltar, ainda. tro pilares é que vão trazer os benefícios de uma família bemHelena e um grupo de amigos, ofereceram às nossas crian- CEB – Seus pais sempre foram pessoas benemé- formada, bem estruturada.ças momentos de grande felicidade. Diretores e funcionários ritas, envolvidos em causas sociais. Fale um pouco do que CEB – Como é que o esporte pode dar um rumo po-da época guardaram registros feitos em jornal, o que nos pos- aprendeu com eles nesse roteiro de fazer o bem... sitivo na vida de uma pessoa?sibilitou resgatar esse momento impar. Seu pai, Hélio Rubens, HELINHO – Com meus pais eu aprendi que no es- HELINHO – O esporte serve como agente educador,já consagrado esportista, não pode estar presente porque se pelho da vida reflete que você vai colher o que você plantar. agente de disciplina na vida de um garoto ou uma garota, deencontrava no Exterior, defendendo a Seleção Brasileira de Então, podendo ajudar as pessoas, podendo dar uma parcela um ser humano. Com ele você aprende a lidar com bons eBasquete, em importante certame. Agora, abrimos espaço de contribuição, seja com o carinho, seja na parte financeira, maus momentos, aprende a respeitar tanto as pessoas queem nosso informativo, O Euripinho”, para ouvir o nosso antigo seja dando afeto... De qualquer forma, você sendo uma pes- são seus superiores, no caso, o técnico, o preparador físicocolaborador e esportista campeão. Você sabia dessa curiosi- soa humilde, uma pessoa benquista, uma pessoa que busca e tudo mais, assim como seu adversário, que naquele mo-dade em relação à nossa creche, ou seja, que foi aqui que se fazer o bem, com certeza vai colher o bem também. Então mento você quer vencer, mas tem que vencê-lo com respeito.comemorou o seu primeiro ano de vida? eu acho que isso é o mais importante, você sempre procurar Eu acho que tudo isso faz com que o esportista seja uma HELINHO – Eu sabia que meu aniversário tinha sido fazer o bem, ajudar as pessoas, sempre procurando ver o pessoa com uma sensibilidade maior em relação ao convíviocomemorado numa creche, mas não me lembrava que tinha lado bom das coisas, sendo otimista. Isso tudo vai voltar em humano. Isso é sempre muito importante, além do esportesido nesta creche. Hoje, inclusive, eu moro aqui perto da cre- seu benefício. Foi assim o que os meus pais sempre me pas- ser um agente de formação do caráter, da personalidade. Oche e fiquei muito feliz de ver o recorte de jornal, já que tenho saram. esporte, enfim, faz com que as pessoas possam desenvolver essas fotos em álbuns do meu primeiro aniversá- CEB – Em sua opinião, o que deve ser feito para se essa coisa tão difícil que é a formação de um caráter bem 04 rio, mas sem anotação de local. Isso é uma coisa ter uma família bem estruturada? estruturado. que a minha mãe sempre fazia: comemorar os HELINHO – Nos dias de hoje, com a vida tão corrida, CEB – Quais são os títulos que você conquistou ao
  4. 4. longo de sua carreira, e quais você considera os mais impor- Liga Sul-americana; três vezes Campeão Pan-americano essa tradição familiar de estar sempre envolvido com otantes? de clubes. E pela Seleção, eu disputei dois Mundiais, fui basquete, no esporte. Eu espero dar sequência ao traba- HELINHO – Títulos estaduais eu conquistei três Campeão Sul-americano e Campeão Pan-americano, re- lho que o meu pai faz, porque sempre fez de uma formacampeonatos paulistas, dois campeonatos mineiros, dois presentando a Pátria. O mais significativo? É difícil de falar idealista, sempre procurando formar o atleta, cultivar essecampeonatos cariocas; conquistei sete vezes o Campeo- porque cada um tem um gosto diferente, um sabor espe- ambiente de amizade. Eu pretendo dar continuidade...nato Brasileiro de Basquete; fui duas vezes Campeão da cial. Outro dia eu ouvi o Oscar (Schmidt, ex-jogador) dizer CEB – Deixe uma mensagem para os pais de nos- que trocaria todas as medalhas por uma me- sas crianças e, “de tabela”, algo que nossos alunos pos- dalha olímpica. Eu já não trocaria nem a me- sam ler no futuro, ao resgatarem essa entrevista entre seus dalha que eu consegui com os meus amigos guardados dos tempos de creche... de escola, quando eu tinha 14 ou 15 anos, HELINHO – Aos pais, quero dizer que fiquei muito por uma medalha olímpica, porque naquele feliz de ver que a creche é muito bem organizada, cuidada momento aquilo era a coisa mais importante por pessoas que realmente querem o bem dos filhos des- da minha vida. Então, todos os títulos têm sas pessoas. As crianças estão bem atendidas. Para as igual importância. crianças: pra mim foi um prazer ter voltado aqui depois CEB – No futuro, nossas crianças irão de 35 anos, todas vieram me dar muito carinho. E espero lembrar deste momento e vão lembrar de um poder retribuir esse carinho, com a minha atenção, nesses cara alto, legal, falando com a gente e o re- próximos anos em que eu pretendo estar mais presente conhecerão, com orgulho, naquilo que você aqui na creche. E espero que as crianças, vendo estam- estiver fazendo. Você pretende ser técnico pada a foto do meu primeiro ano com a foto de 36 anos, de basquete, seguir os passos do seu pai? a gente possa tirar várias fotos nos próximos anos, e pos- HELINHO – É uma coisa que eu procuro samos curtir esses momentos, que é uma das não me preocupar agora. Eu tenho aqui den- coisas boas que a minha profissão me propicia, 05 tro de mim, eu gostaria, é uma coisa bacana momentos bacanas por ser uma pessoa pública.
  5. 5. Atividades da CEB no 1º semestre de 2011 Ateliê de Artes O objetivo do ateliê de artes é desenvolver nas as turmas, principalmente para trabalhar todos os con- Nesta atividade também avaliamos o comportamentocrianças a autonomia, promover o percurso criador em teúdos dentro dos contextos. das crianças, que ficaram um tempo maior entretidasatividades de pintura, desenho, colagem e modelagem. Surgiu a ideia de marcarmos um momento especial, planejando o que iriam criar para conseguir o resultadoTrabalhamos com tintas, texturas, recortes, colagem, onde as crianças pudessem ter uma visão mais ampla desejado. Também como manusear os materiais peque-dobradura e exploração de textura com argila, entre ou- sobre as possibilidades de expressão artística e lingua- nos, movimentar os pincéis e os lápis em suas criações,tros. gem plástica, desenvolvendo a autonomia onde a crian- reconhecendo a importância de serem os autores deForam várias as atividades de artes realizadas em todas ça possa escolher os materiais de sua criação artística. suas próprias obras. Pátio coletivo (Brincar é preciso) Ao brincar a criança usa e estimula a imaginação. atenção, ela acaba aprendendo passivamente, sem perceber e de monstrando seus sentimentos e o saber lidar com a competição ouOs jogos e brincadeiras estão relacionados diretamente com o ser maneira bem divertida. com a cooperação.humano como aspectos motivadores de seu aprendizado e o nosso É importante utilizar os jogos para o desenvolvimento harmônico de Valorizamos muito o nosso trabalho não é mesmo? Poia criançaobjetivo aqui na creche Eurípedes Barsanulfo é despertar na criança socialização, respeito mútuo, autonomia, senso critico e criatividade. dá a mesma importância para o brincar. Ela vê neste momento ao interesse pelo esporte e brincadeiras, valorizando o convívio social O desenvolvimento do cérebro das crianças nesta fase é muito gran- oportunidade de se soltar e se afinar com o seu brinquedo, com osno grupo. de, o que facilita uma assimilação maior em tudo o que vivencia. amigos, o que a faz mais feliz, interativa, criativa e solidária.O brinquedo entendido como objeto da brincadeira, marca uma re- As brincadeiras infantis mais tradicionais como o pega-pega, pular Ao brincar, a criança busca sentido para a sua vida. A saúde física,lação íntima com a criança, além da ausência de um sistema de corda, brincar de boneca e de carrinho, estimulam a coordenação emocional e intelectual depende dessa atividade. regras organizadas para sua utilização. motora, o equilíbrio e a concentração, o conhecimento dos limites Assim é o pátio da creche. Muito importante porque a alegria, di- 06 É por meio dessas brincadeiras que a criança desenvol- do corpo, já que os jogos ajudam a desenvolver o mental, porque a versão, as brincadeiras com essas crianças é que nos unem e nos ve a fantasia e cria sua identidade própria. As brincadei- criança precisa aprender estratégia. tornam mais capacitados para trocar experiências, conhecimentos ras têm a linguagem da criança, o que desperta a sua Brincando a criança amadurece, aprende a tomar decisões, de- e o amor.
  6. 6. Visita ao lar de Ofélia No dia 30 de junho foi realizado um passeio dascrianças juntamente com as educadoras, no lar de Ofé-lia. Programamos um lanche fraternal com os vovôs e foimuito gratificante. A nossa “creche” teve como objetivotrabalhar o sentimento de solidariedade com as crian-ças, pois recebemos uma grande doação de gêneros ali-mentícios e fomos lá para dividir e mostrar a importânciadesta ação com os mais necessitados.O deslumbramento e a reação dos vovôs foi muito emo-cionante, pois ao ver os nossos pequeninos tratando-oscom muita naturalidade, sinceridade no abraço, no sor-riso, no chama-los de vovô e vovó, com tanta inocênciae amor. Mesmo porque, a maioria só recebem visitas deadultos.As crianças foram levadas até os salões, os quartosonde os vovôs repousam, o refeitório, enfim, depois deconhecer todo o espaço e as pessoas que trabalham naentidade, fomos para uma área externa para que o lanchefosse servido.Foi um momento que ficará marcado na vida dessascrianças, pois elas ajudaram e aprenderam o princípio dacaridade: a solidariedade e o carinho que elas dispensa-ram com tanta naturalidade para aqueles vovôs e vovós. Piquenique no Parque Fernando Costa Dia 26 de agosto programamos um dia especial: levar Chegando lá as crianças puderam reconhecer o espaço e apro- Depois de lanche, as crianças foram levadas às baias paraas crianças para fazer piquenique no Parque Fernando Costa. veitar cada momento. Correram, brincaram no parquinho e de- verem os cavalos que ali se encontram. Foi um dia divertido eSaímos da creche por volta das 10h30 e fomos de ônibus (cedi- pois se deliciaram com o gosotoso lanche Mc Dia Feliz, que foi prazeroso para todas as crianças. Retornamos as 14h30 parado pela prefeitura municipal) até o parque. doado (55 lanches) por uma pessoa anônima. a creche exaustos, mas felizes e prontos para um bom soninho. 07

×