Encontro 26 de abril cláudia e fabiana 2 - PNAIC 2014

9.595 visualizações

Publicada em

0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
9.595
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3.399
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
174
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Encontro 26 de abril cláudia e fabiana 2 - PNAIC 2014

  1. 1. 1º ENCONTRO/26 de Abril PNAIC 2014 DUQUE DE CAXIAS
  2. 2. Professoras Orientadoras Cláudia da Cruz Fabiana Esteves PNAIC – 2014 Alfabetização Matemática
  3. 3. Agenda - manhã • Apresentação; • Leitura Compartilhada; • Retomada do PACTO; • Escrita Docente; • Compartilhando; • Atividade em grupo; • Almoço
  4. 4. Leitura Compartilhada Trecho do livro “Diário de Escola” Daniel Pennac
  5. 5. PNAIC O Pacto Nacional pela Alfabetização na Idade Certa é um acordo formal assumido pelo Governo Federal, estados, municípios e entidades para firmar o compromisso de alfabetizar crianças até, no máximo, 8 anos de idade, ao final do ciclo de alfabetização.
  6. 6. Breve Histórico Em 2013, os professores participaram de um curso com carga horária de 120 horas, objetivando, sobretudo, a articulação entre diferentes componentes curriculares, com ênfase em Linguagem. Em 2014, a duração do curso será de 160 horas, objetivando aprofundamento e ampliação de temas tratados em 2013, contemplando também o foco na articulação entre diferentes componentes curriculares, mas com ênfase em Matemática.
  7. 7. Eixos As Ações do Pacto apoiam-se em quatro eixos de atuação: 1. formação continuada presencial para professores alfabetizadores e seus orientadores de estudo; 2. materiais didáticos, obras literárias, obras de apoio pedagógico, jogos e tecnologias educacionais; 3. avaliações sistemáticas; 4. gestão, controle social e mobilização.
  8. 8. Princípios 1. prática da reflexividade; 2. Constituição da identidade profissional; 3. Socialização; 4. Engajamento; 5. Colaboração.
  9. 9. A prática da reflexividade: Operacionalizada na análise de práticas de salas de aulas, aliadas à reflexão teórica e reelaboração das práticas. Prática Teoria Prática
  10. 10. A constituição da identidade profissional: efetivada em momentos de reflexão sobre as memórias do professor enquanto sujeito de um processo mais amplo, procurando auxiliá- lo a “se observar caminhar”, percebendo-se em constante processo de formação.
  11. 11. A socialização: operacionalizada na criação e fortalecimento de grupos de estudo durante as formações, que, espera-se transcenda o momento presencial, diminuindo o isolamento profissional, intrínseco a profissão de professor, que, em geral, mantém contato com pais, alunos e diretores, mas não com seus pares.
  12. 12. O engajamento: privilegiar o gosto em continuar a aprender é uma das metas primordiais da formação continuada e certamente faz parte da melhoria de atuação em qualquer profissão.
  13. 13. A colaboração: para além da socialização, trata- se de um elemento fundamental no processo de formação. Por meio da colaboração, busca-se a formação de uma rede que visa ao aprendizado coletivo, por meio do qual os professores exercitem a participação, o respeito, a solidariedade, a apropriação e o pertencimento.
  14. 14. Foco da Formação Continuada PNAIC 2014 A alfabetização matemática das crianças de forma ARTICULADA com a alfabetização em língua portuguesa.
  15. 15. Operacionalização da Formação A formação de professores alfabetizadores proposta pelo PNAIC se dá por meio de um curso com a seguinte estrutura de funcionamento:
  16. 16. Operacionalização da Formação Professores Alfabetizadores Orientadores de estudos Formadores e Supervisores
  17. 17. Professor Alfabetizador É o ator principal no programa, o que assegurará que as crianças estejam alfabetizadas aos 8 anos de idade, isto é, que sejam capazes de interagir por meio de textos escritos em diferentes situações e propósitos, compreendendo o sistema alfabético de escrita. Devem ser capazes de ler e escrever, com autonomia, textos de circulação social que tratem de temáticas familiares ao aprendiz, nas diferentes áreas do conhecimento, considerando a língua materna e a capacidade de resolver problemas matemáticos elementares. Deve ter 75% de presença nos encontros presenciais
  18. 18. Carga Horária Duração total do curso de 160 horas, com a realização de encontros presenciais ao longo do ano letivo. Constata-se que, em relação a 2013, houve um acréscimo de 40 horas, que deverão ser dedicadas às atividades de reforço dos conteúdos de Linguagem, presenciais e não presenciais.
  19. 19. Calendário PNAIC - 2014 - DUQUE DE CAXIAS FORMAÇÃO DOS ORIENTADORES DE ESTUDOS REUNIÃO COM UFRJ (COORDENADORES LOCAIS) FORMAÇÃO DOS CURSISTAS ABERTURA DO PACTO EM DUQUE DE CAXIAS SÁBADOS LETIVOS FERIADOS E RECESSOS SEMINÁRIO FINAL DA UFRJ SEMINÁRIO FINAL EM DUQUE DE CAXIAS JANEIRO FEVEREIRO MARÇO ABRIL MAIO JUNHO D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 JULHO AGOSTO SETEMBRO OUTUBRO NOVEMBRO DEZEMBRO D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 D S T Q Q S S 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 D S T Q Q S D 1 2 3 4 5 6 7 8 9 10 11 12 13 14 15 16 17 18 19 20 21 22 23 24 25 26 27 28 29 30 31 *Ainda serão agendadas atividades para completar 102h para os professores alfabetizadores.
  20. 20. Material da Formação Continuada PNAIC 2014 Caderno 01 - Organização do Trabalho Pedagógico Caderno 02 - Quantificação, Registros e Agrupamentos Caderno 03 - Construção do Sistema de Numeração Decimal Caderno 04 - Operações na Resolução de Problemas Caderno 05 - Geometria Caderno 06 - Grandezas e Medidas Caderno 07 - Educação Estatística Caderno 08 - Saberes Matemáticos e outros campos do Saber
  21. 21. Escrita Docente Memórias matemáticas: “A matemática que eu aprendi é a mesma matemática que eu ensino?”
  22. 22. Compartilhando a Escrita Docente • Ensino mecânico; • Necessidade de apoio externo para aprender matemática; • Dificuldade para ensinar matemática; • Resolução de muitos problemas e contas; • Falta de utilidade do conteúdo trabalhado; • Quando se compreende a matemática conseguimos enxergar o mundo de outra forma; • Dificuldade em trabalhar os conceitos abstratos;
  23. 23. Compartilhando a Escrita Docente • Importância da apropriação da linguagem matemática por parte dos alunos; • Essa linguagem deve ser trabalhada desde a Educação Infantil;
  24. 24. Atividade em grupo • Como a matemática está sendo trabalhada nas nossas salas de aula? Refletir sobre o que vem sendo trabalhado na sua sala de aula; O que você privilegiou trabalhar? Blocos de habilidades e o ensino da matemática.
  25. 25. Blocos de Habilidades • Números e operações; • Espaço e forma; • Grandezas e medidas; • Tratamento da informação
  26. 26. Como a matemática está sendo trabalhada nas nossas salas de aula? • Desenvolver o conceito de número aliado ao conceito de quantidade; • Nos primeiros anos de escolaridade existe uma preocupação em trabalhar espaço/forma e grandezas e medidas além do conceito de número; • Nas turmas de 3° ano o trabalho com a matemática, geralmente, inicia-se com uma revisão dos conteúdos dados no ano anterior;
  27. 27. • Importância da compreensão do sistema de numeração decimal e do uso do QVL no ensino das operações matemáticas; • O eixo menos abordado foi o tratamento da informação.
  28. 28. Agenda - Tarde • Leitura Compartilhada; • Atividade com as mãos; • Análise de fotos de salas de aula; • Escrita Docente; • Leitura Teórica; • Jogo: Cara a Cara; • Trabalho Pessoal.
  29. 29. “Quantas crianças podem estar atrás da cerca?”.
  30. 30. Análise de fotos de salas de aula
  31. 31. Escrita Docente • “A partir do encontro de hoje, como você construiria uma ambiente alfabetizador funcional e possível?”
  32. 32. Leitura Teórica • “Algumas contribuições da Didática da Matemática: a resolução de problemas e o papel do professor”, de Vania Marincek.
  33. 33. Jogo : Cara a Cara
  34. 34. Trabalho Pessoal • Planejar, executar e relatar uma atividade com um item discutido no ambiente alfabetizador. • Leitura do caderno de Apresentação, páginas 12 a 18: “A criança e a matemática escolar”

×