SlideShare uma empresa Scribd logo

Século xx no brasil

arte contemporânea no brasil

1 de 49
Baixar para ler offline
SéculoXX no Brasil
A arte contemporânea
Introdução
 Depois da década de 1950 a arte brasileira evoluiu em novas e
variadas direções. Ganham destaque importantes
gravuristas, pintores e fotógrafos que se ligaram a
diferentes movimentos artísticos. Além deles, diversos
escultores experimentaram novos materiais e
renovaram entre nós a arte da escultura.
A gravura
contemporânea
Renina Katz (1926) estudou pintura
na escola nacional de Belas Artes, no
Rio de Janeiro gravura em metal e
xilogravura. Estabeleceu-se em São
Paulo em 1951, onde lecionou
desenho e gravura no Museu de Arte
de São Paulo - MASP - e
programação Visual na faculdade de
arquitetura e urbanismo da
Universidade de São Paulo.
Data decriação:1994
Tiragem: 19/80
Autores:Renina Katz
Técnica: litografia
sobrepapel
Dimensões: 61.00cmx
40.00 cm
Acervo:Coleçãodo
artista
Litografia ou litogravura: é um tipo
de gravura que envolve a criação de
marcas (ou desenhos) sobre uma
matriz (pedra calcária ou placa de
metal) com um lápis gorduroso. A
base dessa técnica é o princípio da
repulsão entre água e óleo. Ao
contrário das outras técnicas da
gravura, a Litografia é planográfica,
ou seja, o desenho é feito através do
acúmulo de gordura sobre a
superfície da matriz, e não através
de fendas e sulcos na matriz, como
na xilogravura e na gravura em
metal. Seu primeiro nome foi
"poliautografia", significando a
produção de múltiplas cópias de
manuscritos e desenhos originais.
A gravura
contemporânea
Marcelo Grassmann (1925-2013) é
internacionalmente reconhecido como
um dos Artistas gráficos mais
importantes da atualidade. Desenhista e
gravurista dominou os vários processos
da gravação.
Observe nessa obra a presença de
animais estranhos e um cavaleiro
igualmente estranho: são figuras que
participam de uma cena em comum e
misteriosa, que instiga a nossa
imaginação.
Sem título (s.d.)
de Marcelo
grassmann,
Dimensões 39,1 cm
X 49 cm (mancha)
51,5 cm x 70,4 cm
(papel)
Acervo Banco Itaú
S.A.,São Paulo.
Anúncio

Recomendados

Mais conteúdo relacionado

Mais procurados (20)

Missao artística francesa
Missao artística  francesaMissao artística  francesa
Missao artística francesa
 
História da Arte: Arte brasileira - Séc XIX
História da Arte: Arte brasileira - Séc XIXHistória da Arte: Arte brasileira - Séc XIX
História da Arte: Arte brasileira - Séc XIX
 
Centro de ensino edison lobão1
Centro de ensino edison lobão1Centro de ensino edison lobão1
Centro de ensino edison lobão1
 
Aula 3 ef - artes
Aula 3   ef - artesAula 3   ef - artes
Aula 3 ef - artes
 
Luana lima ribeiro
Luana lima ribeiroLuana lima ribeiro
Luana lima ribeiro
 
Artes (7)
Artes (7)Artes (7)
Artes (7)
 
Modernismo 8ºano
Modernismo 8ºanoModernismo 8ºano
Modernismo 8ºano
 
A arte brasileira no final do império e inicio da república
A arte brasileira no final do império e inicio da repúblicaA arte brasileira no final do império e inicio da república
A arte brasileira no final do império e inicio da república
 
Centro de ensino sâmela
Centro de ensino   sâmelaCentro de ensino   sâmela
Centro de ensino sâmela
 
Artes rafaela camilo
Artes   rafaela camiloArtes   rafaela camilo
Artes rafaela camilo
 
Thiago de carvalho caique xavier
Thiago de carvalho   caique xavierThiago de carvalho   caique xavier
Thiago de carvalho caique xavier
 
Grafite
GrafiteGrafite
Grafite
 
Centro de ensino milton
Centro de ensino    miltonCentro de ensino    milton
Centro de ensino milton
 
16 artistas conceituais
16 artistas conceituais16 artistas conceituais
16 artistas conceituais
 
51 academicos no brasil resumo
51 academicos no brasil resumo51 academicos no brasil resumo
51 academicos no brasil resumo
 
Artes (6)
Artes (6)Artes (6)
Artes (6)
 
Academicismo no brasil c/ resumo do impressionismo.
Academicismo no brasil c/ resumo do impressionismo.Academicismo no brasil c/ resumo do impressionismo.
Academicismo no brasil c/ resumo do impressionismo.
 
Arte Contemporanea no Brasil
Arte Contemporanea no BrasilArte Contemporanea no Brasil
Arte Contemporanea no Brasil
 
Modernismo america latina
Modernismo america latinaModernismo america latina
Modernismo america latina
 
Bruno Giorgi - Artes
Bruno Giorgi - Artes Bruno Giorgi - Artes
Bruno Giorgi - Artes
 

Semelhante a Século xx no brasil

Século xx no brasil
Século xx no brasilSéculo xx no brasil
Século xx no brasilmatheuslw
 
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no BrasilGaleria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no BrasilSuzy Nobre
 
Expressionismo e surrealismo no brasil
Expressionismo e surrealismo no brasilExpressionismo e surrealismo no brasil
Expressionismo e surrealismo no brasilmundica broda
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroJunior Onildo
 
História da Arte Brasileira: Contemporaneidade - Abstração informal
História da Arte Brasileira: Contemporaneidade - Abstração informalHistória da Arte Brasileira: Contemporaneidade - Abstração informal
História da Arte Brasileira: Contemporaneidade - Abstração informalPaula Poiet
 
Modernismo brasileiro2
Modernismo brasileiro2Modernismo brasileiro2
Modernismo brasileiro2CEF16
 
Representação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticasRepresentação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticasCEF16
 
Representação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticasRepresentação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticasCEF16
 
Modernismo brasileiro
Modernismo brasileiroModernismo brasileiro
Modernismo brasileiroCEF16
 

Semelhante a Século xx no brasil (20)

Século xx no brasil
Século xx no brasilSéculo xx no brasil
Século xx no brasil
 
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no BrasilGaleria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
Galeria de Arte - Expressionismo e Surrealismo no Brasil
 
Expressionismo e surrealismo no brasil
Expressionismo e surrealismo no brasilExpressionismo e surrealismo no brasil
Expressionismo e surrealismo no brasil
 
O modernismo brasileiro
O modernismo brasileiroO modernismo brasileiro
O modernismo brasileiro
 
Biografias . Flávio & Joana
Biografias . Flávio & JoanaBiografias . Flávio & Joana
Biografias . Flávio & Joana
 
Camargo, iberê
Camargo, iberêCamargo, iberê
Camargo, iberê
 
Krajcberg, frans
Krajcberg, fransKrajcberg, frans
Krajcberg, frans
 
História da Arte Brasileira: Contemporaneidade - Abstração informal
História da Arte Brasileira: Contemporaneidade - Abstração informalHistória da Arte Brasileira: Contemporaneidade - Abstração informal
História da Arte Brasileira: Contemporaneidade - Abstração informal
 
Modernismo brasileiro2
Modernismo brasileiro2Modernismo brasileiro2
Modernismo brasileiro2
 
Representação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticasRepresentação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticas
 
Representação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticasRepresentação do negro nas artes plásticas
Representação do negro nas artes plásticas
 
Luana lima ribeiro
Luana lima ribeiroLuana lima ribeiro
Luana lima ribeiro
 
Aldemir martins
Aldemir martinsAldemir martins
Aldemir martins
 
Centro de ensino edison lobão bruno
Centro de ensino edison lobão brunoCentro de ensino edison lobão bruno
Centro de ensino edison lobão bruno
 
Artistas plásticos brasileiros
Artistas plásticos brasileirosArtistas plásticos brasileiros
Artistas plásticos brasileiros
 
Dias, cícero
Dias, cíceroDias, cícero
Dias, cícero
 
Dacosta, milton
Dacosta, miltonDacosta, milton
Dacosta, milton
 
Modernismo brasileiro
Modernismo brasileiroModernismo brasileiro
Modernismo brasileiro
 
Arte moderna
Arte modernaArte moderna
Arte moderna
 
Texto
TextoTexto
Texto
 

Mais de Fabiana Alexandre

Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo Fabiana Alexandre
 
Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismoNeoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismoFabiana Alexandre
 
Final do século xix europa pos impressionismo
Final do século xix europa pos impressionismoFinal do século xix europa pos impressionismo
Final do século xix europa pos impressionismoFabiana Alexandre
 
Arquitetura moderna e grupo santa helena
Arquitetura moderna e grupo santa helenaArquitetura moderna e grupo santa helena
Arquitetura moderna e grupo santa helenaFabiana Alexandre
 
Revisão neoclassicismo/ romantismo/ realismo
Revisão neoclassicismo/ romantismo/ realismoRevisão neoclassicismo/ romantismo/ realismo
Revisão neoclassicismo/ romantismo/ realismoFabiana Alexandre
 
Neoclassicismo realismo pintura de genero
Neoclassicismo realismo pintura de generoNeoclassicismo realismo pintura de genero
Neoclassicismo realismo pintura de generoFabiana Alexandre
 
Linha do tempo revisão enem
Linha do tempo revisão enemLinha do tempo revisão enem
Linha do tempo revisão enemFabiana Alexandre
 
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIXNeoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIXFabiana Alexandre
 
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIXNeoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIXFabiana Alexandre
 
Arte brasileira na segunda metade do sec xix
Arte brasileira na segunda metade do sec xixArte brasileira na segunda metade do sec xix
Arte brasileira na segunda metade do sec xixFabiana Alexandre
 
Arte Hostória da fotografia
Arte Hostória da fotografiaArte Hostória da fotografia
Arte Hostória da fotografiaFabiana Alexandre
 
Arte Neoclassicismo e romantismo europeu
Arte Neoclassicismo e romantismo europeuArte Neoclassicismo e romantismo europeu
Arte Neoclassicismo e romantismo europeuFabiana Alexandre
 
Arte Design ilustração reprodutibilidade
Arte Design ilustração reprodutibilidadeArte Design ilustração reprodutibilidade
Arte Design ilustração reprodutibilidadeFabiana Alexandre
 
Arte Composição fotográfica
Arte Composição fotográficaArte Composição fotográfica
Arte Composição fotográficaFabiana Alexandre
 

Mais de Fabiana Alexandre (20)

Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo
 
Neoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismoNeoclassicismo realismo romantismo
Neoclassicismo realismo romantismo
 
Final do século xix europa pos impressionismo
Final do século xix europa pos impressionismoFinal do século xix europa pos impressionismo
Final do século xix europa pos impressionismo
 
Arquitetura moderna e grupo santa helena
Arquitetura moderna e grupo santa helenaArquitetura moderna e grupo santa helena
Arquitetura moderna e grupo santa helena
 
Semana de arte moderna
Semana de arte modernaSemana de arte moderna
Semana de arte moderna
 
Revisão neoclassicismo/ romantismo/ realismo
Revisão neoclassicismo/ romantismo/ realismoRevisão neoclassicismo/ romantismo/ realismo
Revisão neoclassicismo/ romantismo/ realismo
 
Neoclassicismo realismo pintura de genero
Neoclassicismo realismo pintura de generoNeoclassicismo realismo pintura de genero
Neoclassicismo realismo pintura de genero
 
Vanguardas
VanguardasVanguardas
Vanguardas
 
Linha do tempo revisão enem
Linha do tempo revisão enemLinha do tempo revisão enem
Linha do tempo revisão enem
 
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIXNeoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
 
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIXNeoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
Neoclassicismo, romantismo e arte brasileira no séc XIX
 
Arte brasileira na segunda metade do sec xix
Arte brasileira na segunda metade do sec xixArte brasileira na segunda metade do sec xix
Arte brasileira na segunda metade do sec xix
 
ENEM arte de 2003-2013
ENEM  arte de 2003-2013ENEM  arte de 2003-2013
ENEM arte de 2003-2013
 
Arte Hostória da fotografia
Arte Hostória da fotografiaArte Hostória da fotografia
Arte Hostória da fotografia
 
Arte Renascimento
Arte Renascimento Arte Renascimento
Arte Renascimento
 
Arte Barroco
Arte Barroco Arte Barroco
Arte Barroco
 
Arte Neoclassicismo e romantismo europeu
Arte Neoclassicismo e romantismo europeuArte Neoclassicismo e romantismo europeu
Arte Neoclassicismo e romantismo europeu
 
Arte Design ilustração reprodutibilidade
Arte Design ilustração reprodutibilidadeArte Design ilustração reprodutibilidade
Arte Design ilustração reprodutibilidade
 
Arte Composição fotográfica
Arte Composição fotográficaArte Composição fotográfica
Arte Composição fotográfica
 
Frans post obras
Frans post obrasFrans post obras
Frans post obras
 

Século xx no brasil

  • 1. SéculoXX no Brasil A arte contemporânea
  • 2. Introdução  Depois da década de 1950 a arte brasileira evoluiu em novas e variadas direções. Ganham destaque importantes gravuristas, pintores e fotógrafos que se ligaram a diferentes movimentos artísticos. Além deles, diversos escultores experimentaram novos materiais e renovaram entre nós a arte da escultura.
  • 3. A gravura contemporânea Renina Katz (1926) estudou pintura na escola nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro gravura em metal e xilogravura. Estabeleceu-se em São Paulo em 1951, onde lecionou desenho e gravura no Museu de Arte de São Paulo - MASP - e programação Visual na faculdade de arquitetura e urbanismo da Universidade de São Paulo.
  • 4. Data decriação:1994 Tiragem: 19/80 Autores:Renina Katz Técnica: litografia sobrepapel Dimensões: 61.00cmx 40.00 cm Acervo:Coleçãodo artista Litografia ou litogravura: é um tipo de gravura que envolve a criação de marcas (ou desenhos) sobre uma matriz (pedra calcária ou placa de metal) com um lápis gorduroso. A base dessa técnica é o princípio da repulsão entre água e óleo. Ao contrário das outras técnicas da gravura, a Litografia é planográfica, ou seja, o desenho é feito através do acúmulo de gordura sobre a superfície da matriz, e não através de fendas e sulcos na matriz, como na xilogravura e na gravura em metal. Seu primeiro nome foi "poliautografia", significando a produção de múltiplas cópias de manuscritos e desenhos originais.
  • 5. A gravura contemporânea Marcelo Grassmann (1925-2013) é internacionalmente reconhecido como um dos Artistas gráficos mais importantes da atualidade. Desenhista e gravurista dominou os vários processos da gravação. Observe nessa obra a presença de animais estranhos e um cavaleiro igualmente estranho: são figuras que participam de uma cena em comum e misteriosa, que instiga a nossa imaginação.
  • 6. Sem título (s.d.) de Marcelo grassmann, Dimensões 39,1 cm X 49 cm (mancha) 51,5 cm x 70,4 cm (papel) Acervo Banco Itaú S.A.,São Paulo.
  • 7. A gravura contemporânea  Aldemir Martins (1922- 2006) Manteve-se sempre fiel aos temas mais populares: as flores, as frutas, os Animais, as pessoas, as paisagens, o sol e o mar do nordeste brasileiro. Isso, porém não impediu que ele evoluísse bastante na gravura e na pintura.  Observe nessa obra a precisão do desenho. Sobre ela, Jorge Amado escreveu: “Estou parado antes o desenho de Aldemir Martins, glorificação da jaca, tão belo e poderoso como a bela e poderosa fruta brasileira, a rainha-mãe de nossas frutas. Sinto nas narinas o perfume adocicado como se o desenho o contivesse também, ali está a jaca revelada em toda a sua natureza” (Texto de apresentação da obra Balaio, de Aldemir Martins, Rio de Janeiro: civilização brasileira, 1964.)
  • 9. A gravura contemporânea  Maria Bonomi (1935) nasceu na Itália e fixou residência em São Paulo em 1944. Estudou artes no Brasil e também nos Estados Unidos, onde se dedicou especialmente ao curso de gravura e as artes gráficas.  Note nessa obra a delicadeza da representação dos fios de cabelo presos nos dentes de um pente. Veja como é interessante o título da gravura: de fato, podemos associar aos cabelos que vão ficando em um pente a passagem do tempo na vida de uma pessoa.
  • 10. Pente tempo 1993 de Maria Bonomi. Dimensões 1,02 m x 2,66 m Acervo Banco Itaú S.A.,São Paulo.
  • 11. A gravura contemporânea  Gilvan Samico (1928-2013) iniciou-se na pintura como autodidata e depois estudou gravura. Uma das suas intenções é usar suas gravuras como ilustrações da narrativa populares nordestinas, repletas de religiosidade, pássaros, pavões, bois, serpentes, dragões e guerreiros.
  • 12. Criação - homem e mulher 1993 deGilvan samico Dimensões : 97,5 cm x 60,5 cm Acervo Banco ItaúS.A.,São Paulo. Note os interessantes aspectos dessa gravura: no alto um rosto de olhos fechados; um homem e uma mulher mergulhando no espaço, envoltos em um coração; abaixo um rosto com olhos abertos encimado por uma espécie de cocar indígena e ladeado por uma ave e uma cobra, Mais abaixo reaparecem o homem e a mulher, agora com coração vermelho entre eles. O título da obra e as características narrativas da arte de Gilvan Samico nos levam a pensar que a gravura ilustra a criação do ser humano por uma divindade, representada no ponto mais alto da cena. Repare também nos detalhes primorosos desse trabalho: as linhas de fundo, o cocar, a plumagem da ave e o corpo da cobra.
  • 13. A pintura e a escultura contemporâneas.
  • 14. A pintura e a escultura contemporâneas. Os pintores e os escultores brasileiros da segunda metade do século XX trabalharam com técnicas, materiais e temas muito diversificados. É interessante conhecer alguns exemplos dessa produção. 
  • 15. Tomie Ohtake nasceu no Japão em 1913 ( falecimento 2015) e veio para o Brasil aos 10 anos de idade. Sua obra caracteriza-se pela liberdade na combinação de cores e linhas. Dde modo geral sua pintura expressa-se em cores vivas e em pinceladas rápidas. Note que essa obra constitui-se em um puro trabalho com linhas e cores, isto é, com as matérias-primas da pintura.
  • 16. Sem título 2002 deTomieOhtake gravura em metal Dimensões:1m x70cm
  • 17. Avenida Paulista, 2015 Esculturaemaço carbono,pintada com tinta automotiva vermelha eprata, medindo 8,5mde altura, pesando 7 toneladas. Realizada emparceria comaAssociação PaulistaViva, com patrocínio doBanco Citi.
  • 18. A pintura e a escultura contemporâneas. Alex Flemming (1954) Tem um trabalho diversificado: pintura, escultura, gravura, poesia e também cinema.
  • 19. Data decriação:1989 Série:SérieAtletas Alex Flemming Técnica: acrílica sobre tela Dimensões: 210.00cm x310.00cm Acervo:Coleção particular
  • 20. A pintura e a escultura contemporâneas.  Rosângela Rennó (1962) tem formação em arquitetura e artes plásticas. É autora de objetos e instalações criados com imagens fotográficas e textos jornalísticos.  Nessa instalação vemos molduras retangulares e sobrepostas segundo o tamanho. Note o contraste entre a simplicidade de suas linhas e as linhas torneadas da mesa com detalhes decorativos. Sobre a mesa há um álbum de retratos, objeto comum em muitas casas brasileiras. O conjunto nos leva a pensar que, independente dos retratos, o importante é o objeto “álbum” em si, pois de guarda por meio de registros visuais a história dos nossos entes queridos.
  • 22. A pintura e a escultura contemporâneas.  João Câmara (1944) nasceu em João Pessoa, capital da Paraíba. No nordeste teve a sua formação artística e sempre esteve ligado a instituições culturais e ateliês artísticos. Entre 1974 e 1976 criou uma das suas obras mais conhecidas: a série Cenas da vida brasileira - 1930-1954, um conjunto de 10 painéis e sem litografias cujo tema é o período em que o Brasil foi governado por Getúlio Vargas.  Nessa obra João Câmara pintor sobre madeira - e não sobre tela, como seria de esperar - seu autorretrato de corpo inteiro, de frente e costas. Trata-se de duas peças de madeira grande: 2,10 m x 67 cm x 52 cm - um tipo de obra chamado objeto. Note como o desenho do artista que sempre se interessou em retratar o corpo humano - é feito com realismo, pois percebemos estar diante de um homem real. Mas a visão das duas figuras, embora realista, nos causam estranhamento.
  • 23. Autorretrato 1990 deJoãoCâmara Dimensões: 2,10 m x 67 cm x 52 cm. Coleção do artista.
  • 24. Arcangelo Ianelli (1922-2009)  iniciou-se no desenho como autodidata. Estudou com outros artistas em São Paulo e, na década de 1950, fez parte de um grupo de artistas. A partir da década de 1960 voltou-se para pintura abstrata, preocupado em trabalhar os efeitos das cores. 
  • 25. Autor:ArcangeloIanelli Técnica:têmpera sobre tela Dimensões:130.00 cm x180.00 cm Acervo:Coleção Gilberto Chateaubriand - MuseudeArte Modernado Rio de Janeiro
  • 26. Frans Krajcberg (1921)  Polonês naturalizado brasileiro, é uma presença é ímpar na arte contemporânea do país por ser um profundo interesse em recriar artisticamente elementos da natureza. Por meio de diferentes técnicas, utiliza pedras, terra colorida, cipós trançados, troncos de árvore já mortas e relevos deixados pelo mar areia dura da praia. Um sopro de vida essa escultura feita de troncos de árvores queimadas em Mato Grosso revela as ideias de um artista muito ligada à natureza brasileira o trabalho de krajcberg consiste em desenvolver a vida há elementos naturais mortos.
  • 28. Takashi fukushima  Takashi fukushima (1950) filho do pintor tikashi fukushima, teve sua formação em arquitetura e artes plásticas no Brasil.No Japão frequentou a universidade Nacional de artes e música deTóquio.  As Três Graças segundo fukushima o título dessa interessante obra sobre tela e madeira é uma referência as figuras das três jovens que aparecem na pintura a Primavera de Botticelli de contraste entre o desenho detalhado das plantas a direita e a vegetação apenas sugeridas à esquerda.
  • 30. Glauco Rodrigues (1929-2004)  começou como autodidata em 1945, no Rio Grande do Sul. Mais tarde frequentou a escola nacional de Belas Artes, no Rio de Janeiro. na década de 1950 fundou o clube de gravura em Bagé, sua cidade natal, e participou do grupo de gravura de Porto Alegre. Nos anos 1960 passou a morar no Rio de Janeiro.  As cores utilizadas nesse quadro são representativas do Brasil: verde, amarelo, azul e branco. Uma das características desse pintor é justamente expressar na pintura seu modo de ver o Brasil. Mas note como as cores são distribuídas: áreas inteiras da cena são ocupadas por apenas uma delas, principalmente a verde, que recobre até a moldura.
  • 32. Iole de Freitas (1945)  estudou dança contemporânea e design. Como desenhista Industrial foi para Itália, onde desenvolveu trabalhos em artes plásticas. Interessou-se por temas relacionados à expressão corporal e pelo emprego de recursos audiovisuais na criação artística - fotos, filmes e instalações. Na década de 1980 ao seu trabalho voltou-se mais para escultura.  Esta obra é composta de tubos de aço inoxidável e de superfícies de policarbonato, tipo de plástico muito resistente, rígido e transparente. Note a relação estabelecida entre a obra e o espaço em que ela é exposta: parece que ele não será capaz de contê-la entre as suas paredes e ela poderá transbordar por outra sala.
  • 33. Detalhe de obra sem título 2000 Iole de Freitas. Dimensões 1,40 m x 2,30 m x 2,20 m
  • 34. Francisco Brennand (1927)  É ceramista, escultor, desenhista, pintor, tapeceiro e gravurista Teve sua formação inicial em pintura e escultura no Brasil. No fim dos anos 1940 viajou para a França e aí completou seus estudos e conheceu importantes artistas. No Brasil restaurou uma velha olaria pertencente à sua família e a transformou em um grande ateliê com áreas fechadas para exposição e áreas abertas com algumas obras expostas.  Na mitologia grega, Atena, nascida da cabeça de Zeus e vestida com uma armadura, é a deusa da justiça. Dotada de grande inteligência e para o planejamento e a estratégia, lutou a favor da verdade e da civilização, protegendo os heróis que também abraçaram esses ideais. Note que nessa representação não há muito detalhe: apenas vemos parte do rosto, quase todo em coberto por uma armadura. Parece-nos uma figura antiga e ao mesmo tempo moderna. Antiga porque representa uma deusa da mitologia grega; moderna pela simplicidade das linhas.
  • 35. PalasAtenas 1987 de Francisco Brennand dimensões 1,24 m x 48 cm. Esculturas de Brennand na parte externa de seu atelier Recife Pernambuco
  • 36. ArteAfro- brasileira  Heitor dos Prazeres (1898-1966) nasceu no Rio de Janeiro e foi músico e pintor. Como músico participou da fundação das primeiras escolas de samba cariocas, entre elas a Estação Primeira de Mangueira. Também na música, é inesquecível sua composição “pierrô apaixonado” em parceria com Noel Rosa.  Observe como essa tela nos revela um artista que soube fundir o gosto pela pintura e pelo samba, nossa música mais popular. Veja as figuras masculinas que tocam instrumentos - uma Cuíca e um chocalho - e parecem dançar ao ritmo das figuras femininas em seus alegres e elegante vestidos rodados. É quase possível ouvir o som desse Samba...
  • 37. Dança 1965 Heitor dos Prazeres dimensão 50,2 cm x 61,3 Museu deArte Moderna-São Paulo.
  • 38. ArteAfro- brasileira Rubem Valentim  Rubem Valentim (1920-1991) nasceu em Salvador, Bahia, e como autodidata iniciou sua carreira de escultor, pintor e gravurista. Na década de 1950 fez suas primeiras exposições. Em 1966 participou de um evento importante: o festival mundial de artes negras em Dacar, no Senegal,África.  Esse artista escolheu com o tema os símbolos das tradições populares dos negros da Bahia. Mais do que reproduzi-los, ele os recria em pinturas e esculturas, com cores e linhas de figuras geométricas.
  • 39. Emblema4 1969 RubemValentim dimensões 1,20 m x 73,2 cm Museu deArte Moderna-São Paulo
  • 40. ArteAfro- brasileira Mestre Didi  Mestre Didi (1917-2013) nasceu em Salvador, onde produz objetos inspirados em ritos religiosos da tradição afro-brasileira. Estudioso dessa cultura, fundou em 1980, em Salvador, a sociedade cultural e Religiosa ilê Asipá do culto aos ancestrais Egun. É também coordenador do Conselho religioso do Instituto Nacional da tradição e cultura afro-brasileira.  Observe como são elaboradas essas obras. Trabalhando com diversos tipos de materiais – Búzios, contas, tecidos, fibras vegetais - o artista criou uma escultura com formas e cores que lembram objetos usados em rituais. Percebemos nela os traços de uma cultura que recorre com sabedoria à natureza para exprimir- se Religiosa e artisticamente.
  • 43. A fotografia contemporânea  Na segunda metade do século XX dois fatos deram um grande impulso à fotografia brasileira. O primeiro deles foi o desenvolvimento do fotojornalismo, na década de 1950. Hoje esses recursos é comum em nossa imprensa: jornais e revistas publicam fotos criativas na primeira página que atraem a atenção do leitor. O segundo fato foi a criação da revista especializada com orientações sobre técnicas e equipamentos fotográficos, discussões sobre questões importantes para os fotógrafos e imagens fotográficas.  Tudo isso contribui para tornar a arte fotográfica familiar ao grande público. Vamos conhecer o trabalho de alguns fotógrafos importantes para fotografia brasileira.
  • 44. A fotografia contemporânea Maureen Bisilliat  Maureen bisilliat (1931) nasceu na Inglaterra, estudou em Paris e em Nova York e fixou Residência no Brasil em 1957. Seu belo trabalho fotográfico baseou-se em obras de escritores como Carlos Drummond de Andrade, Euclides da Cunha, João Cabral de Melo Neto, Jorge Amado Adélia Prado e Mário de Andrade.  Em algumas cidades do Brasil ainda são comuns as procissões religiosas durante a semana santa, quando algumas crianças são vestidas de anjo. Observe nessa imagem a roupa branca, a coroa de flores e as penas das asas, das quais vemos apenas uma parte. Note a luz sobre a parte do rosto da Criança e sobre o branco da roupa e dos acessórios. O que chama a nossa atenção nessa “criança-anjo”, porém, é o olhar que parece revelar cansaço, tristeza, mas também doçura. A capacidade de captar tudo isso mostra principalmente a sensibilidade da fotógrafa.
  • 45. Procissão de semana santa em ouro preto 1961 Maureen Bisilliat
  • 46. A fotografia contemporânea Cristiano Mascaro  Cristiano mascaro (1944) teve formação em fotografia e arquitetura. Daí seu interesse pelas cenas urbanas. Trabalhou como fotógrafo da revista Veja e lecionou fotojornalismo e comunicação visual.  É comum associar o movimento do centro de uma grande cidade como São Paulo ao um imenso formigueiro. Nessa foto tirada do alto as pessoas parecem tão pequenas que parecem formigas movendo-se em várias direções, mas há outro aspecto a destacar nela: a forte impressão de movimento; à sombra das pessoas nas calçadas e ruas; algumas pessoas que andam sozinhas ainda que entre tantas outras. Note ainda as que estão conversando, paradas, e as que estão abraçados ou de mão dadas.
  • 48. A fotografia contemporânea SEBASTIÃO SALGADO  Cabe também citar Sebastião Salgado (1944), um dos fotógrafos brasileiros mais conhecidos e premiados no Brasil e no exterior. Como fotojornalista documentou a vida da população pobre da América Latina, da África e da Índia.