PRAXIS DE JESUS
A fonte inspiradora para a Nova Evangelização
PALESTINA NO TEMPO DE JESUS
QUEM ERA JESUS?
ALGUMAS “CERTEZAS” SOBRE JESUS
Nasceu aproximadamente 4 a.C pouco antes da morte
de Herodes
 Passou sua infância e idade ...
DESESTRUTURAR ALGUMAS IDEIAS FIXAS:
Acolheu

a todos
Pregou para todos
Sempre era
disponível
Foi em todos os
lugares
...
CARACTERÍSTICAS DA MISSÃO:


Caráter comunitário
não atua sozinho,
manda sempre dois
a dois...



Caráter gradativo
prim...
DIANTE DAS RESISTÊNCIAS:
 Não

tinha preocupação com o resultado ou
não...deixava partir...

 Era

paciente com a rejeiç...
SEU MODO DE AGIR:



Atua sobretudo em três ambitos:
pregação da palavra,
 libertação do mal,
 atenção aos doentes
 Re...
MAIOR EMBATE
ALGUMAS ESCOLHAS QUE NOS FAZEM REFLETIR:

Evita usar insígnias sacerdotais ou mesmo entrar
para o serviço do templo....
 ...
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Atualizacao iii - praxis de jesus

184 visualizações

Publicada em

A Nova Evangelização (Pe. João Paulo, Diocese de Caruaru)

Publicada em: Espiritual
0 comentários
0 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

  • Seja a primeira pessoa a gostar disto

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
184
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
2
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
2
Comentários
0
Gostaram
0
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Atualizacao iii - praxis de jesus

  1. 1. PRAXIS DE JESUS A fonte inspiradora para a Nova Evangelização
  2. 2. PALESTINA NO TEMPO DE JESUS
  3. 3. QUEM ERA JESUS?
  4. 4. ALGUMAS “CERTEZAS” SOBRE JESUS Nasceu aproximadamente 4 a.C pouco antes da morte de Herodes  Passou sua infância e idade adulta em Nazaré  Foi batizado por João Batista  Reuniu um grupo de seguidores  Ensinou aos povos em aldeias da Galiléia  Provavelmente viveu e trabalhou na Galiléia  Nas últimas semanas foi a Jerusalém (ano 30)  Não se sabe quanto tempo durou esse ministério, de 1 a 3 anos.  Falava de um Reino de Deus  Provocou uma confusão no templo  Foi condenado pelo governador Poncio Pilatos 
  5. 5. DESESTRUTURAR ALGUMAS IDEIAS FIXAS: Acolheu a todos Pregou para todos Sempre era disponível Foi em todos os lugares Sempre bonzinho, calmo e paciente
  6. 6. CARACTERÍSTICAS DA MISSÃO:  Caráter comunitário não atua sozinho, manda sempre dois a dois...  Caráter gradativo primeiro as «ovelhas perdidas da casa de Israel»....
  7. 7. DIANTE DAS RESISTÊNCIAS:  Não tinha preocupação com o resultado ou não...deixava partir...  Era paciente com a rejeição...  Aceita o diferente  Aceita se «converter»  Sabe re-inventar a sua missão
  8. 8. SEU MODO DE AGIR:  Atua sobretudo em três ambitos: pregação da palavra,  libertação do mal,  atenção aos doentes  Respeito pelos chamados pecadores  Em alguns casos não exige a conversão...  Às massas privilegiava a pessoa  Usa linguagem extremamente simples....(  Não era ingênuo  Aproveitava as brechas...  Privilegiava a misericórdia... 
  9. 9. MAIOR EMBATE
  10. 10. ALGUMAS ESCOLHAS QUE NOS FAZEM REFLETIR: Evita usar insígnias sacerdotais ou mesmo entrar para o serviço do templo....  Profundo choque com a instituição...  Rejeição de eventos  Rejeição ao culto publico  Rejeição das grandes cidades 

×