A EXCELÊNCIACOMO MARCA  DE VIDA                                          Ivo Pitanguy                         PROFESSOR TI...
No momentoem que o Homemdescobriu omundo e a simesmo criouo seu próprio Deuse partiu paraa busca doconhecimento.
A produção doconhecimentono final doséculo XX foimaior do queem toda ahistória dahumanidade.
O mundocientífico estápresenciandouma verdadeirarevolução nesteinício de umanova era.
O Homem, alémde estarpassando poruma criseexistencial,enfrenta sériosproblemas queafetam oecosistema:
Entre outros: a redução das  reservas de  energia. o acúmulo de  gases que levam  ao aquecimento  do planeta. o rápido ...
A Biotecnologiaaliada a outrasciênciasdesenvolverámeios de melhoraras condições doplaneta,proporcionando aoHomem uma vidac...
A possibilidadede uma vida maislonga terá comoconsequêncianatural anecessidade deuma imagemcorporalcondizente comessa pers...
O século XXtestemunhou asolidificação daCirurgia Plásticacomo importanteespecialidadecirúrgica.
Este reconhecimentodeveu-se adiversos fatores,especialmente aoempenho dosprofissionais quese dedicaram aoexercício, ao ens...
A minha longa trajetória                                 profissional                                 ensinou-me que todos...
É um privilégiopoder transmitiro conhecimentoadquirido naincessante procurado aprender.Buscar oconhecimentoé velejar comco...
Ao concluir o estágio em Cirurgia                                  Geral no Pronto Socorro do Rio                         ...
Como a maioria doscirurgiões da minha geração,era difícilaprender cirurgiaplástica em um únicodepartamento.Portanto, comec...
Através de obtenção de   bolsa de Estudos,   realizei estágio no       Serviço do  Prof. John Longacre   Bethesda Hospital...
Um dia, tornar-se-á evidente que                      a cirurgia reparadora terá a capacidade                        de re...
Marc Iselin apresentou-me o espírito                        francês, o lado cartesiano da vida e a                        ...
Ao retornar ao Brasil,senti dificuldade empor em prática o quehavia aprendido,já que os cirurgiõesda época não davama devi...
Não havendo internação                         no Pronto Socorro,                         conseguimos queGaleria dos Prove...
Na Santa casa junto aEnfermaria de Ortopedia doProf. Henrique de Góes noHospital Geral da Santa Casada Misericórdia do Rio...
Percebi que a especialidade ainda não era devidamentereconhecida pela classe médica da época, e seus ensinamentos         ...
Senti a necessidadede transmitir aexperiência adquirida.Ensinar, criar umaescola, éresponsabilidadeinerente a quemacredita...
CRIAÇÃO DO SERVIÇO DE CIRURGIA PLÁSTICA E RECONSTRUTORA DA         8a. ENFERMARIA (MAIS TARDE 38a ENFERMARIA)      DA SANT...
Incêndio do Gran-Circo Norte-Americano                    No dia 17 de dezembro                                           ...
O ensino se cristalizou                                             com a inauguração                                     ...
Realização do Primeiro Curso de Extensão                            Universitária sobre Cirurgia Plástica      Prof. Hugo ...
O Centro de Estudos I.P.possibilitou congregaros arquivos da 38a Enfermariaao da Clínica, enriquecendosignificativamente a...
Com o intuito de estimular                                 a pesquisa e o aprendizado,                                 cri...
Para atuar com maiseficiência, oCentro de Estudos I.P.,tornou-seInstituto Ivo Pitanguy,que além de darcontinuidade afiloso...
CURSO DE                                                             INSTITUTO DE PÓS-GRADUAÇÃO                           ...
Departamento de Cirurgia Plástica                       CLÍNICA IVO PITANGUY                CENTRO CIRÚRGICO              ...
Departamento de Cirurgia             Plástica da 38ª Enfermaria                 da Santa Casa - RJ                SALA DE ...
CORPO DISCENTECIRURGIÕES PÓS-GRADUADOS  QUE CONCLUÍRAM 3 ANOS     DE TREINAMENTO                                     555 D...
988    ARTIGOS PUBLICADOS NA      PUBLICAÇÕES                         LITERATURA CIENTÍFICA      CIENTÍFICAS              ...
FORMAÇÃO PROFISSIONAL DO   Em meus 50 anos   CIRURGIÃO PLÁSTICO      de experiência no                           ensino, s...
ESTÉTICA              REPARADORA   ESSE É UM BINÔMIO DIFÍCIL DE DIFERENCIAR.AS DUAS SE CONFUNDEM NOS ANSEIOS DO PACIENTE.
A experiência adquirida,lidando com pacientesde vários núcleos,latitudes diversas egrupos sociais distintos.Ensinou-me que...
AExPI                                                   A AExPI foi fundada em                                            ...
AExPI – Principais Objetivos :                                  • Promover e estimular o conhecimento                     ...
AExPI                   Encontros Nacionais1º Encontro Nacional     3º Encontro Nacional      6º Encontro Nacional1977 - R...
AExPI                                                Encontros Nacionais14º Encontro Nacional   15º Encontro Nacional2002 ...
AExPI      Encontros Internacionais  BERLIN               ATENAS
AExPI       Encontros Internacionais                                    BÚZIOS           CASABLANCAROMA                   ...
DESTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA                                  DOS CIRURGIÕES QUE528 alunos - Levantamento   CONCLUÍRAM O PROGRA...
“Ensinar a Medicinaé como cultivar a terra; a nós cabe fertilizá-la para que gerações futuras se       beneficiem     de s...
Da interação                              com meus                              discípulos                              em...
A implementação decentros especializadosna formação decirurgiões plásticosveio permitir umatendimento maisabrangente às di...
O desenvolvimentode novas técnicas,especialmente emrelação adeformidadesespecíficas, temlevado a umasegmentação naturale p...
As fronteiras dacirurgia plásticadeverão continuara se expandir,criando outrassubespecialidades.
Temos um grande interesse emcompreendera beleza; entretanto, nosdeparamoscom limitações quando comparadoscom pintores, poe...
Precisamos,porém, evitaro processo defragmentaçãoda especialidade.Como cirugiõesplásticos, somos,acima de tudo,médicos.
Em Medicina,especialmentena área da CirurgiaPlástica, são váriosos obstáculos aserem transpostos.Entre elesidentificamos o...
1. O controle do processo   de cicatrização.2. A descoberta de   materiais perfeitamente   bio-compatíveis   e o desenvolv...
3. Manipulaçãogenética para evitaros defeitoscongênitos e tratartumores.4. Reverter o processode envelhecimentoatravés dod...
A manipulaçãodo códigogenético traráuma infinidadede novosbenefícios àhumanidade.
O controle doprocesso decicatrizaçãocriará novaspossibilidadescirúrgicas.
Enquanto essehorizonte não éalcançado,progride-se muitona pesquisa commaterial de síntese,desenvolvendo-sesuturas e adesiv...
Uma estimulantenova fronteirapara a cirurgiaplástica já é umarealidade emoutrasespecialidadescirúrgicas:a criação detecido...
Células-troncosão capazes deauto-regeneração,têm tempo de vidalongo, e podem sediferenciar. Células-tronco embrionáriastêm...
Células-troncomesenquimais foramutilizadas com sucessoem estudos clínicos.Elas podem sediferenciar, “in-vitro” emadipócito...
O tecido adiposo,assim como a medulaóssea, são derivados domesênquima e contém umestroma facilmenteisolável. Estudos jádem...
A pesquisa genéticae a manipulação defatores docrescimentopermitirão areplicação ereorganização dascélulas, formandonovos ...
Futuramente, mamas,mãos e narizes poderãoser produzidos pelaengenharia genética apartir de célulasindiferenciadas.A captaç...
Simultaneamente,o desenvolvimentoda manipulaçãogenética poderá evitarmalformaçõesestruturais como asfissuras faciais e asd...
Os fatores genéticosque determinam aobesidade serãocontrolados,eliminando osaltos índices delipodistrofia,quejá é endêmica...
O maior obstáculo àintegração de enxertoshomólogos é a barreiraimunológica.A identificação precisados fatores dehistocompa...
A possibilidadede controlaro sistemaimunológicopermitirá autilização detransplanteshomólogos deórgãos e tecidos.
Com a conclusãodo projeto “GenomaHumano”, o códigogenético do Homemfoi completamentemapeado.Como consequência,uma importân...
Questões Bioéticas: - Como controlar o acesso às informações contidas no código genético de cada indivíduo? - Quem será be...
O ser humano prosseguena incessante busca daeterna juventude e daimortalidade.Compreender osprocessos biológicosdo envelhe...
A descoberta e amanipulação dosgenes doenvelhecimentorepresentaráfinalmente arealização do sonhode Fausto dajuventude eter...
A cirurgia é um dosmeios utilizados norejuvenescimento:Os sinais doenvelhecimentopodem muitasvezes seremsuavizados porméto...
A Medicina Estéticaevoluiu muito nosanos 90 e vemsendo utilizadacom frequênciano pré e pós-operatório emCirurgia Plástica.
Os avanços dosmétodos dermato-clínico-cirúrgicos irãocertamentedesempenhar umpapel importante noarsenal terapêutico dociru...
Os benefíciostrazidos pela“Era da Informação”à Medicina sãoextraordinários.Os resultados daspesquisas e troca deinformaçõe...
A Internet permiteacesso imediato àliteraturaespecializada,web-sites, video-conferências ecirugias ao vivo,auxiliando nafo...
A aceleração doprocessamento deinformações veiofacilitar a trocaimediata de idéiasentre especialistas dediferentes partes ...
O Homem aoingressar noterceiro milênio,tem a sensação deque o mundo giracada vez maisrápido com osavanços datecnologia e d...
Mesmo assim,ele estáredescobrindoa importânciade resgatar aauto-estima, o quereflete uma profundacerteza na importânciade ...
Se não acreditarmosna veracidade daquiloque vem do coraçãoe na realidade dosnossos sonhos,o futuro do nossomundo será esté...
O que esperar do futuro?Qualquer forma defuturologia é uma questãode prenunciar o incerto.Apesar disto, devemospermanecer ...
“La vraiegénérositéenvers l’avenirconsiste a toutdonner auprésent.”        Albert Camus
“And this grayspirit yearningin desire tofollow knowledgelike a sinkingstar…beyond theutmost bound ofhuman thought.”   “UL...
Palestra: A excelência como marca de vida - Dr. Ivo Pitanguy
Próximos SlideShares
Carregando em…5
×

Palestra: A excelência como marca de vida - Dr. Ivo Pitanguy

1.292 visualizações

Publicada em

Palestra " A excelência como marca de vida"realizada pelo Dr. Ivo Pitanguy (Ícone da cirurgia plástica no mundo) na ExpoGestão 2012.

Publicada em: Negócios
0 comentários
2 gostaram
Estatísticas
Notas
  • Seja o primeiro a comentar

Sem downloads
Visualizações
Visualizações totais
1.292
No SlideShare
0
A partir de incorporações
0
Número de incorporações
3
Ações
Compartilhamentos
0
Downloads
0
Comentários
0
Gostaram
2
Incorporações 0
Nenhuma incorporação

Nenhuma nota no slide

Palestra: A excelência como marca de vida - Dr. Ivo Pitanguy

  1. 1. A EXCELÊNCIACOMO MARCA DE VIDA Ivo Pitanguy PROFESSOR TITULAR DE CIRURGIA PLÁSTICA PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE CATÓLICA DO RIO DE JANEIRO INSTITUTO DE PÓS-GRADUAÇÃO MÉDICA CARLOS CHAGAS PATRONO DA SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA PLÁSTICA VISITING PROFESSOR, I.S.A.P.S. COLÉGIO BRASILEIRO DE CIRURGIÕES SOCIEDADE BRASILEIRA DE CIRURGIA PLÁSTICA F.I.C.S. - F.A.C.S. MEMBRO DA ACADEMIA NACIONAL DE MEDICINA MEMBRO DA ACADEMIA BRASILEIRA DE LETRAS
  2. 2. No momentoem que o Homemdescobriu omundo e a simesmo criouo seu próprio Deuse partiu paraa busca doconhecimento.
  3. 3. A produção doconhecimentono final doséculo XX foimaior do queem toda ahistória dahumanidade.
  4. 4. O mundocientífico estápresenciandouma verdadeirarevolução nesteinício de umanova era.
  5. 5. O Homem, alémde estarpassando poruma criseexistencial,enfrenta sériosproblemas queafetam oecosistema:
  6. 6. Entre outros: a redução das reservas de energia. o acúmulo de gases que levam ao aquecimento do planeta. o rápido declínio da biodiversidade.
  7. 7. A Biotecnologiaaliada a outrasciênciasdesenvolverámeios de melhoraras condições doplaneta,proporcionando aoHomem uma vidacada vez maislonga e de melhorqualidade.
  8. 8. A possibilidadede uma vida maislonga terá comoconsequêncianatural anecessidade deuma imagemcorporalcondizente comessa perspectiva.
  9. 9. O século XXtestemunhou asolidificação daCirurgia Plásticacomo importanteespecialidadecirúrgica.
  10. 10. Este reconhecimentodeveu-se adiversos fatores,especialmente aoempenho dosprofissionais quese dedicaram aoexercício, ao ensinoe a difusão daCirurgia Plástica.
  11. 11. A minha longa trajetória profissional ensinou-me que todos os seres humanos devem ser tratados igualmente, independente de “Eu não lhe pergunto qual a situação financeira, sua raça, sua origem ou suacrença, mas quero saber: qual nacionalidade, credo o teu sofrimento?”. ou raça. Louis Pasteur
  12. 12. É um privilégiopoder transmitiro conhecimentoadquirido naincessante procurado aprender.Buscar oconhecimentoé velejar comcoragem na rotade cada dia.
  13. 13. Ao concluir o estágio em Cirurgia Geral no Pronto Socorro do Rio de Janeiro, percebi, que além de salvar vidas, era importante reintegrar o paciente vítima de trauma ao convívio social, mas para tanto, me faltava conhecimento para tratar lesões que implicavam desarmonia com a própria imagem.Fundador do Primeiro Serviço de Queimados do Rio de Janeiro, funcionando no Hospital Pronto-Socorro.
  14. 14. Como a maioria doscirurgiões da minha geração,era difícilaprender cirurgiaplástica em um únicodepartamento.Portanto, comecei umalonga e árdua peregrinaçãoatravés de numerososcentros nos EUA e Europa.
  15. 15. Através de obtenção de bolsa de Estudos, realizei estágio no Serviço do Prof. John Longacre Bethesda Hospital Cincinnati, Ohio.Obtenção, por concurso, de Bolsa de Estudos para estagiar nos Estados Unidos no Institute of International Education
  16. 16. Um dia, tornar-se-á evidente que a cirurgia reparadora terá a capacidade de remediar, na medida de nossos conhecimentos, as malformações naturais que traumatizam o indivíduo influindo no seu comportamento social. Um dia, tornar-se-á evidente também que a cirurgia estética trará a serenidade almejada para aqueles queProf. John Longacre sofrem por sentirem-se traídosBethesda Hospital, Cincinnati, Ohio. pela natureza.
  17. 17. Marc Iselin apresentou-me o espírito francês, o lado cartesiano da vida e a curiosidade sem limites. Gillies transmitiu-me o sentido da pesquisa Prof. PromfretProf. John Longacre e da importância do ensino. Kilner McIndoe, cirurgião criativo, transmitiu com grandeza seus conhecimentos e a técnica da cirurgia estética. Kilner ensinou-me a operar lábios leporinos Sir Harold Gillies e outros tipos de malformações congênitas. Sir Archibald McIndoe É a superação de sua própria obra por aqueles que o sucedem que define o progresso da humanidade. Prof. Marc Iselin Dr. John Marquis Converse
  18. 18. Ao retornar ao Brasil,senti dificuldade empor em prática o quehavia aprendido,já que os cirurgiõesda época não davama devida importânciaà cirurgia reparadorae muito menosà cirurgia estética.
  19. 19. Não havendo internação no Pronto Socorro, conseguimos queGaleria dos Provedores os pacientes que necessitavam dar seguimento ao tratamento, fossem internados na 19ª. Enfermaria da SCM-RJ Farmácia
  20. 20. Na Santa casa junto aEnfermaria de Ortopedia doProf. Henrique de Góes noHospital Geral da Santa Casada Misericórdia do Rio de Janeiro,criamos o embrião do nossoServiço de Cirurgia plástica ,emais tarde fundamos o PrimeiroServiço de Cirurgia reparadora eda mão da América Latina.
  21. 21. Percebi que a especialidade ainda não era devidamentereconhecida pela classe médica da época, e seus ensinamentos eram insuficientes em nosso país.
  22. 22. Senti a necessidadede transmitir aexperiência adquirida.Ensinar, criar umaescola, éresponsabilidadeinerente a quemacredita deter algumconhecimento.
  23. 23. CRIAÇÃO DO SERVIÇO DE CIRURGIA PLÁSTICA E RECONSTRUTORA DA 8a. ENFERMARIA (MAIS TARDE 38a ENFERMARIA) DA SANTA CASA DA MISERICÓRDIA DO RIO DE JANEIRO A prática e o ensino da Cirurgia Plástica começaram, na realidade, quando fundamos a 38ª Enfermaria da Santa Casa de Misericórdia, propiciando as condições adequadas para a formação do cirurgião plástico. 1959 - Inauguração da 8a. enfermaria que posteriormente passou a designar-se 38a. enfermaria
  24. 24. Incêndio do Gran-Circo Norte-Americano No dia 17 de dezembro de 1961, em Niterói, RJ, ocorreu o maior incêndio do mundo em recinto fechado. O atendimento às vítimas tornou-se possível com a colaboração do meu primeiro grupo de residentes, formando assim um time. O que permitiu a comunidade sentir a importância da cirurgia plástica. 2º. Congress res. Burns – Bélgica - 1963 Traitement d’ urgence des brülures de catastrophe ducirque de Niterói (Brésil) et de leurs séquelles Pitanguy, Ivo.
  25. 25. O ensino se cristalizou com a inauguração da Clínica Ivo Pitanguy em 1963, integrando-se ao Departamento de Cirurgia Plástica da Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro.A Clínica Ivo Pitanguy torna-se o cerne do Curso de Pós Graduação Cirurgia Plástica.
  26. 26. Realização do Primeiro Curso de Extensão Universitária sobre Cirurgia Plástica Prof. Hugo Pinheiro Prof. Pedro Prof. Carlos Guimarães Calmon Chagas Prof. Catedrático Reitor Diretor Universidade do Universidade do Universidade do Brasil Brasil Brasil FACULDADE NACIONAL DE MEDICINA DA UNIVERSIDAD E DO BRASIL (Atualmente UFRJ)Em 1964, a Clínica Ivo Pitanguy e o Curso de Pós-Graduação promoveram o Primeiro Curso de CirurgiaPlástica, prestigiado pela Reitoria e Professores da Universidade do Brasil, interligando o ensino privado com a universidade.
  27. 27. O Centro de Estudos I.P.possibilitou congregaros arquivos da 38a Enfermariaao da Clínica, enriquecendosignificativamente a pesquisacientífica dos pós-graduandos,criando instrumentosapropriados para a pesquisaclínica.
  28. 28. Com o intuito de estimular a pesquisa e o aprendizado, criamos o Boletim de Cirurgia Plástica anexado a Revista Brasileira de Cirurgia, que era indexada. O Boletim, que era redigido em português e inglês, funcionou como órgão de divulgação científica de nosso Serviço, uma vez que era distribuído para o Brasil e exterior. O material utilizado para desenvolvimento dos artigos era da Clínica Ivo Pitanguy e 38ª. Enfermaria, queRevista Brasileira de Cirurgia disponibilizavam sua casuística.mai-jun – 1993 - Vol.83 no. 3
  29. 29. Para atuar com maiseficiência, oCentro de Estudos I.P.,tornou-seInstituto Ivo Pitanguy,que além de darcontinuidade afilosofia do CEIP,passou a ter maiorabrangência, auxiliadopor profisionais devárias áreasda saúde.
  30. 30. CURSO DE INSTITUTO DE PÓS-GRADUAÇÃO PONTIFÍCIA UNIVERSIDADE PÓS-GRADUAÇÃO EM CATÓRICA MÉDICA CARLOS CHAGAS CIRURGIA PLÁSTICA DEPARTAMENTO DURAÇÃO DE 3 ANOS DE CIRURGIA PLÁSTICA (5.670 horas) 18 módulos, que compreendem 38ª Enfermaria CLÍNICA IVO atividades teóricas Da Santa Casa PITANGUY e práticas. SERVIÇOS ASSOCIADOSAvaliação: Provas escritas eavaliação do Corpo Docente CIRURGIA ONCOLÓGICA FISSURA LABIAL E Nota mínima: 7 (sete) RECONSTRUTORA DEPARTAMENTO PALATINA (INCa) (Hospital Menino Jesus) DE MICROCIRURGIA Frequência mínima: 80% (Hospital dos Servidores) CIRURGIA CRÂNIO- CIRURGIAS UNIDADE DE MAXILO-FACIAL RECONSTRUTORAS QUEIMADOS (Hospital Santa Cruz) COMPLEXAS (Hospital Souza Aguiar) (Hospital Quina Dòr)
  31. 31. Departamento de Cirurgia Plástica CLÍNICA IVO PITANGUY CENTRO CIRÚRGICO CENTRO DE ESTUDOS CIRCUITO EDIÇÃO DEPTO. DE PESQUISAINTERNO DE TV E DOCUMENTAÇÃO BIBLIOTECA DE VÍDEO CIENTÍFICA INFORMÁTICA SALA DE ESTÚDIO E AUDITÓRIO E MULTIMEIOS SLIDES LABORATÓRIO FOTOGRÁFICO CENTRO DE ESTÉTICA E BELEZA
  32. 32. Departamento de Cirurgia Plástica da 38ª Enfermaria da Santa Casa - RJ SALA DE CIRURGIAS ENFERMARIAASSISTENTE ATENDIMENTO DENTISTA SOCIAL EVOLUÇÃO CLÍNICA PEDIATRIA FONO AUDIOLOGIA PSICOTERAPIA PSICOLOGIA FOTOGRAFIA DERMATOLOGIA
  33. 33. CORPO DISCENTECIRURGIÕES PÓS-GRADUADOS QUE CONCLUÍRAM 3 ANOS DE TREINAMENTO 555 DO BRASIL “FELLOWS” 758 E MAIS DE 40 PAÍSES VISITANTES 5.277 Levantamento até dezembro 2011
  34. 34. 988 ARTIGOS PUBLICADOS NA PUBLICAÇÕES LITERATURA CIENTÍFICA CIENTÍFICAS BRASILEIRA E INTERNACIONAL. 61 CAPÍTULOS DE LIVROS PUBLICADOS NA LITERATURA MÉDICA BRASILEIRA E INTERNACIONAL. 17 LIVROS. 53 PREFÁCIOS DE LIVROS PUBLICADOS NO BRASIL E NO EXTERIOR. Prêmio de 2.058 CONFERENCIAS NO Melhor Livro Científico BRASIL E EM OUTROS PAISESda Feira Internacional do Livro de Frankfurt de 1981. Levantamento até outubro 2011.
  35. 35. FORMAÇÃO PROFISSIONAL DO Em meus 50 anos CIRURGIÃO PLÁSTICO de experiência no ensino, sempre ressaltei que na formação do cirurgião plástico é fundamental dar ao especialista uma conscientização sólida e profunda da especialidade em seu Formação Cultural Formação Técnica sentido amplo: Cirurgia reconstrutora e estética.
  36. 36. ESTÉTICA REPARADORA ESSE É UM BINÔMIO DIFÍCIL DE DIFERENCIAR.AS DUAS SE CONFUNDEM NOS ANSEIOS DO PACIENTE.
  37. 37. A experiência adquirida,lidando com pacientesde vários núcleos,latitudes diversas egrupos sociais distintos.Ensinou-me que osofrimento é o mesmo.O ser humano é um sóe o bem-estar na suaintimidade não é apenasconseqüência da saúdeorgânica, é muito osentido de conviver empaz e tranqüilidade comsua imagem.
  38. 38. AExPI A AExPI foi fundada em 1974. ASSOCIAÇÃO DOS EX-ALUNOS DO Representa o desejo PROF. IVO PITANGUY dos cirurgiões plásticos, de diferentes regiões do globo, treinados em nossa escola. Os Encontros tem como finalidade promover a troca de experiência e o reencontro de amigos.1999 – Todos os Ex-Presidentes na celebração dos 25 anos da AExPI – Rio de Janeiro
  39. 39. AExPI – Principais Objetivos : • Promover e estimular o conhecimento médico científico, especialmente na área da Cirurgia Plástica; • Defender os interesses e promover a união de seus membros; • Estudar e divulgar, em conjunto com o Instituto Ivo Pitanguy as técnicas e procedimentos cirúrgicos adotados no Serviço Ivo Pitanguy; • Estabelecer um foro para a discussão da Ética Médica, especialmente no campo da Cirurgia Plástica; • Promover encontros científicos tanto no Brasil como no exterior. ENCONTRO COMEMORATIVO DOS 50 ANOS DA ESCOLA PITANGUY (2011)
  40. 40. AExPI Encontros Nacionais1º Encontro Nacional 3º Encontro Nacional 6º Encontro Nacional1977 - Rio de Janeiro 1979 - Santos - SP 1986 - Rio de Janeiro ENCONTRO COMEMORATIVO 25 ANOS DA 1ª TURMA9º Encontro Nacional 1º Encontro Nacional 13º Encontro Nacional (1985)1992 - Rio de Janeiro 1993 - Rio de Janeiro 2000 - Rio de Janeiro
  41. 41. AExPI Encontros Nacionais14º Encontro Nacional 15º Encontro Nacional2002 - Rio de Janeiro 2006 - Rio de Janeiro ENCONTRO COMEMORATIVO DOS 50 ANOS DA ESCOLA PITANGUY (2011)16º Encontro Nacional 17º Encontro Nacional2008 - Rio de Janeiro 2010 - Rio de Janeiro
  42. 42. AExPI Encontros Internacionais BERLIN ATENAS
  43. 43. AExPI Encontros Internacionais BÚZIOS CASABLANCAROMA BRASIL
  44. 44. DESTRIBUIÇÃO GEOGRÁFICA DOS CIRURGIÕES QUE528 alunos - Levantamento CONCLUÍRAM O PROGRAMA DE até Dezembro de 2008 TRÊS ANOS.
  45. 45. “Ensinar a Medicinaé como cultivar a terra; a nós cabe fertilizá-la para que gerações futuras se beneficiem de seus frutos.”
  46. 46. Da interação com meus discípulos emana a força E a vontade deFormatura da 1ª Turma deCirurgiões Plásticos - 1962 partilhar a experiência adquirida, mantendo também sempre acesa a curiosidade doFormatura da 50ª Turma de aprendizadoCirurgiões Plásticos - 2011 permanente.
  47. 47. A implementação decentros especializadosna formação decirurgiões plásticosveio permitir umatendimento maisabrangente às diversascamadas da população,evidenciando a grandeimportância social daespecialidade.
  48. 48. O desenvolvimentode novas técnicas,especialmente emrelação adeformidadesespecíficas, temlevado a umasegmentação naturale progressiva daespecialidade.
  49. 49. As fronteiras dacirurgia plásticadeverão continuara se expandir,criando outrassubespecialidades.
  50. 50. Temos um grande interesse emcompreendera beleza; entretanto, nosdeparamoscom limitações quando comparadoscom pintores, poetas e artistas,que com a tinta, a pedrae o vocábulo, não tem limitaçõespara suas mentes criativas.Anatomia e forma limitama nossa criatividade.O corpo lúcido possuiiniciativa própria e deve participarativamente na decisão.
  51. 51. Precisamos,porém, evitaro processo defragmentaçãoda especialidade.Como cirugiõesplásticos, somos,acima de tudo,médicos.
  52. 52. Em Medicina,especialmentena área da CirurgiaPlástica, são váriosos obstáculos aserem transpostos.Entre elesidentificamos osseguintes:
  53. 53. 1. O controle do processo de cicatrização.2. A descoberta de materiais perfeitamente bio-compatíveis e o desenvolvimento da organogênese.
  54. 54. 3. Manipulaçãogenética para evitaros defeitoscongênitos e tratartumores.4. Reverter o processode envelhecimentoatravés dodesenvolvimento denovas substânciasquímicas efarmacológicas.
  55. 55. A manipulaçãodo códigogenético traráuma infinidadede novosbenefícios àhumanidade.
  56. 56. O controle doprocesso decicatrizaçãocriará novaspossibilidadescirúrgicas.
  57. 57. Enquanto essehorizonte não éalcançado,progride-se muitona pesquisa commaterial de síntese,desenvolvendo-sesuturas e adesivosque causem menordano tecidual.
  58. 58. Uma estimulantenova fronteirapara a cirurgiaplástica já é umarealidade emoutrasespecialidadescirúrgicas:a criação detecidos e órgãos,conhecidos comoneo-órgãos.
  59. 59. Células-troncosão capazes deauto-regeneração,têm tempo de vidalongo, e podem sediferenciar. Células-tronco embrionáriastêm um grandepotencial, mas aindahá muitas questõesa serem respondidas.Aspectos religiosos,éticos e políticosdevem ser discutidos.
  60. 60. Células-troncomesenquimais foramutilizadas com sucessoem estudos clínicos.Elas podem sediferenciar, “in-vitro” emadipócitos, condrócitos,osteo- e mioblastos.Também podem sediferenciar “in-vivo”, esão promissoras naregeneração de defeitosmesodérmicos e nocontrole de certasdoenças.
  61. 61. O tecido adiposo,assim como a medulaóssea, são derivados domesênquima e contém umestroma facilmenteisolável. Estudos jádemonstraram quecélulas-tronco podem serisoladas de adipócitosadultos. Essas célulasapresentam crescimentoestável e proliferaçãocinética em meios decultura específicos.
  62. 62. A pesquisa genéticae a manipulação defatores docrescimentopermitirão areplicação ereorganização dascélulas, formandonovos tecidos.Órgãos complexosserão totalmenteconstruídos.
  63. 63. Futuramente, mamas,mãos e narizes poderãoser produzidos pelaengenharia genética apartir de célulasindiferenciadas.A captação celular e aengenharia genéticapermitirão a regeneraçãodos órgãos.
  64. 64. Simultaneamente,o desenvolvimentoda manipulaçãogenética poderá evitarmalformaçõesestruturais como asfissuras faciais e asdeformidades dosmembros inferiores.
  65. 65. Os fatores genéticosque determinam aobesidade serãocontrolados,eliminando osaltos índices delipodistrofia,quejá é endêmica emalguns países.
  66. 66. O maior obstáculo àintegração de enxertoshomólogos é a barreiraimunológica.A identificação precisados fatores dehistocompatibilidaderesultará em maioresíndices de sucesso nareimplantação de órgãos.
  67. 67. A possibilidadede controlaro sistemaimunológicopermitirá autilização detransplanteshomólogos deórgãos e tecidos.
  68. 68. Com a conclusãodo projeto “GenomaHumano”, o códigogenético do Homemfoi completamentemapeado.Como consequência,uma importância maiortem sido dada a temasrelacionados à Bioética.
  69. 69. Questões Bioéticas: - Como controlar o acesso às informações contidas no código genético de cada indivíduo? - Quem será beneficiado pelas modalidades de diagnóstico e terapia genética?
  70. 70. O ser humano prosseguena incessante busca daeterna juventude e daimortalidade.Compreender osprocessos biológicosdo envelhecimento éum dos grandes desafiosda Ciência.A Engenharia Genéticapoderá retardar esseprocesso, impedindo adegradação celular.
  71. 71. A descoberta e amanipulação dosgenes doenvelhecimentorepresentaráfinalmente arealização do sonhode Fausto dajuventude eterna?
  72. 72. A cirurgia é um dosmeios utilizados norejuvenescimento:Os sinais doenvelhecimentopodem muitasvezes seremsuavizados pormétodoscirúrgicos.
  73. 73. A Medicina Estéticaevoluiu muito nosanos 90 e vemsendo utilizadacom frequênciano pré e pós-operatório emCirurgia Plástica.
  74. 74. Os avanços dosmétodos dermato-clínico-cirúrgicos irãocertamentedesempenhar umpapel importante noarsenal terapêutico docirurgião plástico nofuturo.
  75. 75. Os benefíciostrazidos pela“Era da Informação”à Medicina sãoextraordinários.Os resultados daspesquisas e troca deinformaçõescientíficas sãoimediatos e globais,ajudando na escolhado tratamentoadequado.
  76. 76. A Internet permiteacesso imediato àliteraturaespecializada,web-sites, video-conferências ecirugias ao vivo,auxiliando naformação de futuroscirurgiões.
  77. 77. A aceleração doprocessamento deinformações veiofacilitar a trocaimediata de idéiasentre especialistas dediferentes partes domundo, possibilitandoa discussão de casoscomplexos “ao vivo”.
  78. 78. O Homem aoingressar noterceiro milênio,tem a sensação deque o mundo giracada vez maisrápido com osavanços datecnologia e dosmeios deinformação.
  79. 79. Mesmo assim,ele estáredescobrindoa importânciade resgatar aauto-estima, o quereflete uma profundacerteza na importânciade estar em harmoniaconsigo mesmo e comesse “admirávelmundo novo”.
  80. 80. Se não acreditarmosna veracidade daquiloque vem do coraçãoe na realidade dosnossos sonhos,o futuro do nossomundo será estéril.
  81. 81. O que esperar do futuro?Qualquer forma defuturologia é uma questãode prenunciar o incerto.Apesar disto, devemospermanecer dentro de umespírito criativo.“To live, to err,to fall, to triumph,to create life outof life.” James Joyce
  82. 82. “La vraiegénérositéenvers l’avenirconsiste a toutdonner auprésent.” Albert Camus
  83. 83. “And this grayspirit yearningin desire tofollow knowledgelike a sinkingstar…beyond theutmost bound ofhuman thought.” “ULYSSES”, Tennyson

×